4 found
Sort by:
  1. Ana Carolina da Costa E. Fonseca (2012). Os dois sentidos da crítica nietzscheana: Sócrates como um caso exemplar. Veritas 57 (1).
    Toma-se a crítica de Nietzsche a Sócrates como um caso exemplar que mostra os dois sentidos fundamentais da crítica nietzscheana: (i) a crítica nietzscheana consiste em censura e em elogio de modo dual, ou seja, censura e elogio são aspectos da crítica; e (ii) ao criticar alguém, Nietzsche está, igualmente, se autocriticando.
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  2. Ana Carolina da Costa E. Fonseca (2011). Dworkin e Posner acerca da existência de respostas certas para as questões jurídicas: a reconstrução de um debate. Veritas 56 (3).
    Dworkin respondeu afirmativamente à pergunta título do seu texto “Não existe mesmo nenhuma resposta certa em casos controversos?”. Posner criticou Dworkin e respondeu a mesma pergunta negativamente. Discute-se neste artigo as diferentes maneiras como cada filósofo entendeu a pergunta que acarreta diferentes respostas a ela, isto é, de que modo diferenças na concepção do que é o Direito acarretam diferenças a respeito da existência de respostas certas para questões jurídicas.
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  3. Ana Carolina da Costa E. Fonseca (2011). The Fallacy of Neutrality: The Interruption of Pregnancy of Anencephalic Fetus in Brazil. Bioethics 25 (8):458-462.
    Those who favor and those who oppose the interruption of pregnancy with anencephalic fetuses answer the question ‘what is the right to life?’ differently. Those in favor argue that life exists only when it is ‘viable’; that is to say, when cerebral activities occur or may occur. Those who oppose it argue that it is not possible to describe ‘life’ as residing in a particular quality, since life ‘exists from conception’. In fact, in both cases, the noun ‘life’ is being (...)
    Direct download (5 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  4. Ana Carolina da Costa E. Fonseca (2010). A substituição do conceito pelo sujeito: genealogia nietzscheana versus dialética socrática. Princípios 13 (19-20):141-160.
    O artigo examina a descriçáo e a crítica nietzscheanas do método dialético socrático, bem como o método de investigaçáo nietzscheano – a genealogia. Nietzsche considera o ser humano um criador de conceitos e de métodos de investigaçáo. Os métodos de investigaçáo, por sua vez, sáo associados a tipos humanos e a suas formas de relacionamento com a realidade efetiva. A genealogia analisa a vontade de potência que produz os conceitos e a considera como sintoma de um tipo humano. Nietzsche critica (...)
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (4 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation