Search results for 'João Emiliano Fortaleza Aquindeo' (try it on Scholar)

668 found
Sort by:
  1. João Emiliano Fortaleza Aquindeo (2007). Espetáculo, comunicação e comunismo em Guy Debord. Kriterion 48 (115):167-182.score: 2010.0
    Translate to English
    | Direct download (3 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  2. João Emiliano Fortaleza de Aquino (2007). Espetáculo, comunicação e comunismo em Guy Debord. Kriterion 48 (115):167-182.score: 87.8
    Translate to English
    | Direct download (4 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  3. João Emiliano Fortaleza de Aquino (2010). Segunda natureza e justiça em Blaise Pascal. Princípios 14 (22):145-165.score: 87.8
    O presente artigo pretende mostrar que o conceito de segunda natureza ocupa um lugar central no pensamento de Blaise Pascal, sendo o fundamento das suas reflexões políticas, dentre as quais emergem aquelas em torno do conceito de justiça. Para tanto, mostra como o conceito de segunda natureza, embora tenha sua origem em categorias teológicas, situa-se já no plano metafísico, de onde se impõe como fundamento da existência histórico-temporal do homem. Deste modo, o conceito de segunda natureza possibilita a Pascal pensar (...)
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (4 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  4. João Emiliano Fortaleza de Aquino (2011). Blaise Pascal: os limites do método geométrico e a noção de "coração". Trans/Form/Ação 31 (2):39-59.score: 87.8
    Este estudo pretende pensar o problema do conhecimento em Blaise Pascal, atentando para sua concepção do método geométrico aplicado ao conhecimento da natureza e das técnicas e para seu esforço por uma outra forma de conhecimento que possa ser aplicada às realidades “sobrenaturais” (a fé, o homem, a moral, os costumes, a política). Para tanto, o presente estudo articula uma análise dos ensaios pascalianos Préface. Sur le Traité du vide, De l’e.
    Translate to English
    | Direct download (5 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  5. João Emiliano Fortaleza de Aquino (2014). Exteriorização, Alienação E Formação Cultural No Capítulo Vi da Fenomenologia Do Espírito. Trans/Form/Ação 37 (1):129-150.score: 87.8
    Nossa proposta é pensar a relação entre a função sistemática da Fenomenologia do Espírito, no pensamento de Hegel, e as categorias de exteriorização e alienação, conforme o objeto e o método expositivo próprios dessa ciência filosófica (e da obra que a expõe). Dessa forma, apresentamos a hipótese de uma fundamental relação entre alienação e formação cultural no capítulo VI da Fenomenologia do Espírito. A demonstração de que a exposição dessa obra não trata diretamente de objetos, mas da experiência da consciência (...)
    Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  6. João Emiliano Fortaleza de Aquino (2007). Spectacle, Communication and Communism in Guy Debord. Kriterion: Revista de Filosofia 3 (SE):0-0.score: 87.8
    No categories
    Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  7. João Emiliano Fortaleza de Aquino (2007). Segunda natureza e justiça em Blaise Pascal. Princípios 14 (22):145-165.score: 87.8
    O presente artigo pretende mostrar que o conceito de segunda natureza ocupa um lugar central no pensamento de Blaise Pascal, sendo o fundamento das suas reflexões políticas, dentre as quais emergem aquelas em torno do conceito de justiça. Para tanto, mostra como o conceito de segunda natureza, embora tenha sua origem em categorias teológicas, situa-se já no plano metafísico, de onde se impõe como fundamento da existência histórico-temporal do homem. Deste modo, o conceito de segunda natureza possibilita a Pascal pensar (...)
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  8. João Emiliano Fortaleza de Aquino (2014). Feuerbach E a Fundação Sensível da Filosofia: Imediatidade E Mediação Na Relação Eu-Tu. Kriterion: Revista de Filosofia 55 (129):247-263.score: 87.8
    Este artigo se propõe a apresentar a formulação feuerbachiana do fundamento sensível do pensamento, buscando mostrar que nesse empreendimento Feuerbach: [1] toma como base uma teoria da objetivação, inseparável de uma teoria do homem como essência-gênero (Gattungswesen); [2] formula uma interpretação do desenvolvimento moderno da filosofia ao qual sua proposta filosófica seria imanente e do qual seria o resultado necessário; e [3] chega a formular as bases de uma nova posição ética, no plexo Eu-Tu. Desse modo, sua posição ontológica, ao (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  9. João Emiliano Fortaleza de Aquino (2010). Materialismo E dialética em Georges Bataille. Philósophos - Revista de Filosofia 15 (2):83-102.score: 87.8
    Like other thinkers of the 1920s and 1930s, Georges Bataille seeks to identify a unifying theoretical-philosophical principle of dialectical materialism, accomplishing this through affirmation of a radical materialism, whose characteristics are the recovery of ”base matter” and the critique of all sublimated elevation to what is “higher.” In this effort, in a distinctive juxtaposition to both Marxism and psychoanalysis, he considers the relations of materialism with the Hegelian dialectic and Nietzschean genealogy, valuing the presence of “base matter” in these philosophical (...)
    Translate to English
    | Direct download (7 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  10. S. J. Dowell & A. João (2011). Heidegger e o pensamento oriental: confrontações. Natureza Humana 13 (2):19-38.score: 30.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  11. Espada Joao (2006). Edmund Burke and the Anglo-American Tradition of Liberty. Royal Institute of Philosophy Supplement 81.score: 30.0
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  12. Anderson de Oliveira Lima (2011). O casamento de Jesus: enredo do Antigo Testamento na construção da narrativa de João 4 (The marriage of Jesus. Plot of the Old Testament in the construction of the narrative in John 4) - DOI: 10.5752/P.2175-5841.2010v8n19p130. [REVIEW] Horizonte 8 (19):130-143.score: 24.0
    Neste artigo, nossa tarefa será estudar a estratégia literária usada na composição da narrativa do encontro de Jesus com a mulher samaritana, famosa passagem do quarto capítulo do evangelho de João. Defenderemos a hipótese de que o autor fez, para a construção desta narrativa sobre Jesus, uso de um enredo arquétipo, uma cena-padrão do Antigo Testamento que era usada todas as vezes que se pretendia contar uma história de casamento. Veremos os elementos que constituem tal enredo padrão e alguns (...)
    Translate to English
    | Direct download (5 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  13. Cleide Maria de Oliveira (2012). A metáfora da noite escura no itinerário espiritual de São João da Cruz (The metaphor of the dark night in spiritual journey of São João da Cruz) - DOI: 10.5752/P.2175-5841.2012v10n27p779. [REVIEW] Horizonte 10 (27):779-803.score: 24.0
    A imagem da noite é uma constante em diversas tradições místicas, estando associada à necessidade, expressa pela mística apofática, de transcender às imagens, ao conhecimento e ao nome de Deus, bem como a um método ascético que conduziria a uma experiência que não sendo sensível ou inteligível, não é catalogável pelo nosso sistema de cognição. A noite será uma das imagens mais poderosas e de maior expressividade na poesia de São João da Cruz, representante da mística ibérica do séc. (...)
    Translate to English
    | Direct download (6 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  14. Stephan Sahm (2013). On Markets and Morals—(Re-)Establishing Independent Decision Making in Healthcare: A Reply to Joao Calinas-Correia. [REVIEW] Medicine, Health Care and Philosophy 16 (2):311-315.score: 18.0
    Medical practitioners owe much of the significant progress made in the diagnosis and treatment of disease to industrial research. Hence, co-operation between providers of medical services, most notably medical practitioners, and the pharmaceutical industry is in the best interest of patients. Yet, empirical evidence shows how well-directed influence exerted by the pharmaceutical industry impacts physicians’ decision-making. Profit-motivated inducement by the pharmaceutical industry may expose patients to considerable risks. Against what many think to be based on overwhelming evidence, Joao Calinas-Correia takes (...)
    Direct download (5 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  15. Felipe W. Martinez, Nancy Fumero & Ben Segal (2013). Grande Sertão: Veredas by João Guimarães Rosa. Continent 3 (1):27-43.score: 18.0
    INTRODUCTION BY NANCY FUMERO What is a translation that stalls comprehension? That, when read, parsed, obfuscates comprehension through any language – English, Portuguese. It is inevitable that readers expect fidelity from translations. That language mirror with a sort of precision that enables the reader to become of another location, condition, to grasp in English in a similar vein as readers of Portuguese might from João Guimarães Rosa’s GRANDE SERTÃO: VEREDAS. There is the expectation that translations enable mobility. That what (...)
    No categories
    Direct download (3 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  16. Marília Côrtes de Ferraz (2010). Hume e a Epistemologia, de João Paulo Monteiro. Princípios 16 (25):283-294.score: 18.0
    Resenha do livro de MONTEIRO, Joáo Paulo. Hume e a Epistemologia ; revisáo de Frederico Diehl [1ª. ed. brasileira]. – Sáo Paulo: Editora UNESP; Discurso Editorial, 2009. (232 p).
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (4 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  17. Marã­lia Côrtes de Ferraz (2009). Hume e a Epistemologia, de João Paulo Monteiro. Princípios 16 (25):283-294.score: 18.0
    Resenha do livro de MONTEIRO, Joáo Paulo. Hume e a Epistemologia ; revisáo de Frederico Diehl [1ª. ed. brasileira]. – Sáo Paulo: Editora UNESP; Discurso Editorial, 2009. (232 p).
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  18. João Hobuss (2013). Aristotle's Concept of Chance de João Hobuss. Filosofia Unisinos 14 (1).score: 18.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (3 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  19. Carlos Frederico Barboza de Souza (2009). “Chama Viva de Amor”: elementos de poética e mística em João da Cruz ("Living Flame of Love": elements of poetical and mysticism in John of the Cross) - DOI: 10.5752/P.2175-5841.2009v7n14p114. [REVIEW] Horizonte 7 (14):114-135.score: 18.0
    Resumo O presente artigo se encontra na interface entre literatura e religião e trata-se de um estudo da linguagem presente na obra de João da Cruz intitulada “Chama viva de amor”, utilizando-se, para tal, de alguns recursos da crítica literária. Esta obra teve a redação de seu poema realizada entre os anos de 1582-1584 e de seus comentários nos anos de 1585/86 (primeira redação) e 1591 (segunda redação). É um texto que, tanto em sua dimensão poética quanto em sua (...)
    Translate to English
    | Direct download (5 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  20. Cristophe Grellard (2013). Do arquétipo à ficção: a ambivalência da ideia em João de Salisbury. Discurso 40 (40):45-70.score: 18.0
    Do arquétipo à ficção: a ambivalência da ideia em João de Salisbury.
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (4 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  21. Anne Cova (2000). Jõao ESTEVES, A Liga Republicana das Mulheres Portuguesas. Uma organização política e feminista (1909-1919), Lisboa, CIDM, 1991 ; As origens do Sufragismo Português. A Primeira Organização Sufragista Portuguesa : A Associação de Propaganda Femi. [REVIEW] Clio 1:38-38.score: 18.0
    Ces ouvrages portent sur deux associations féministes portugaises : la Ligue Républicaine des femmes portugaises (Liga Republicana das Mulheres Portuguesas) et l'Association de propagande féministe (Associação de Propaganda Feminista), fondées respectivement en 1909 et 1911. L'auteur de ces monographies, Jõao Esteves, est un jeune historien, spécialiste d'histoire contemporaine et plus spécifiquement de la période de la Première République Portugaise (1910-1926). Jõao Esteves a dépouil..
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (6 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  22. João Vergílio Gallerani Cuter Et Bento Prado Neto (2012). Dossier: La Période Intermédiaire de Wittgenstein-Sous la Direction de João Vergílio Gallerani Cuter Et Bento Prado Neto-Introduction: La Période Intermédiaire de Wittgenstein. Philosophiques 39 (1):3.score: 18.0
    No categories
    Translate to English
    |
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  23. Joao Alexandre Leite (2005). José Júlio Alferes Federico Banti Antonio Brogi Joao Alexandre Leite. Studia Logica 79:7-32.score: 18.0
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  24. Cláudia Regina Costa Pacheco, Elomar Antonio Callegado Tambara & Jorge Luiz da Cunha (2012). A perfeição humana na perspectiva católica de D. João Becker no período de 1912 a 1946. Conjectura: Filosofia E Educação 17 (2):55-74.score: 18.0
    Compreender em que medida a figura e a atuação de D. João Becker contribuiu na constituição de um ideal humano, tendo a educação como principal mecanismo para a sua efetivação, configurou-se na principal meta desta investigação. Para isso, examinou-se o período de 1913 a 1946, época em que D. João se constituiu na autoridade máxima da Igreja Católica no Rio Grande do Sul. Este estudo baseou-se numa pesquisa bibliográfica, enfatizando, sobretudo, a análise da documentação histórica referente ao acervo (...)
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  25. Jacqueline Crepaldi Souza (2014). PASSOS, João Décio; USARSKI, Frank. (Org.). Compêndio de Ciência da Religião. Horizonte 12 (34):638-645.score: 18.0
    Resenha : PASSOS, João Décio; USARSKI, Frank. (Org.). Compêndio de Ciência da Religião . São Paulo: Paulinas: Paulus, 2013. 703p. Esta resenha apresenta o Compêndio da religião como facilitador de conceitos para professores e alunos de Ciências da religião.
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  26. James Pearson (2013). Nietzsche on Instinct and Language Ed. By João Constâncio and Maria João Mayer Branco (Review). Journal of Nietzsche Studies 44 (1):115-117.score: 15.0
    Nietzsche’s critique of the will to truth, and, more specifically, the metaphysical tradition, is inextricable from both his philosophy of language and his turn to physiology. Though the way in which Nietzsche conceived of the intertwinement of language, reason, and the body developed through the course of his philosophical maturation, it is nonetheless a recurrent motif spanning the breadth of his oeuvre. As the editors state in their introduction to Nietzsche on Instinct and Language (NIL), the volume aims at being (...)
    Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  27. Patrick Madigan (2009). Evolution and Conversion: Dialogues on the Origins of Culture. By René Girard with Pierpaolo Antonello and João Cezar de Castro Rocha. Heythrop Journal 50 (5):907-908.score: 15.0
  28. Jennifer Larson (2000). F. W. Alonso: La fortaleza asediada. Diosas, héroes y mujeres poderosas en el mito griego . Pp. 357. Salamanca: Ediciones Universidad de Salamanca, 1997. Paper. ISBN: 84-7481-883-. [REVIEW] The Classical Review 50 (01):317-.score: 15.0
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  29. Loren Goldner (2004). João Bernardo's Poder e Dinheiro. Do Poder Pessoal ao Estado Impessoal no Regime Senhorial, Séculos V–XV. Historical Materialism 12 (3):333-343.score: 15.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (4 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  30. José Antônio de Cr de Souza (forthcoming). João Duns Escoto, O. Min.(1266-1308): Sobre a origem da Propriedade e da Autoridade Secular. Revista Portuguesa de Filosofia.score: 15.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  31. Markus Figueira da Silva (1995). Ensaio acerca da imagem Poética: Bachelard e João do Rio. Princípios 2 (2):135-142.score: 15.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  32. Marcelo Martins Barreira (2012). As propriedades da "noite escura" de João da Cruz. Revista Española de Filosofía Medieval 19:171-186.score: 15.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  33. Markus Figueira da Silva (2010). Ensaio acerca da imagem Poética: Bachelard e João do Rio. Princípios 2 (2):135-142.score: 15.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (4 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  34. John Deely (1995). Um Novo Começo da Filosofia: A Filosofia Moderna E o Pensamento Pós-Moderno Vistos Através Do Pensamento de João Poinsot (Joannes a Sancto Thoma Ou Frei João de S. Tomás). Revista Portuguesa de Filosofia 51 (3/4):615 - 676.score: 15.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (3 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  35. Linda Martín Alcoff & John D. Caputo (2012). Abromeit, John. Max Horkheimer and the Foundations of the Frankfurt School. Cambridge-New York: Cam-Bridge University Press, 2011. Pp. Xiii+ 441. Cloth, $95.00. Acosta, Emiliano. Schiller Versus Fichte: Schillers Begriff der Person in der Zeit Und Fichtes Kategorie der Wech-Selbestimmung Im Widerstreit. Fichte Studien Supplementa, Band 27. Amsterdam-New York: Rodopi, 2011. Pp. X+ 302. Paper, $87.00. [REVIEW] Journal of the History of Philosophy 50 (2):305-307.score: 15.0
  36. Cesar Alves (2013). Para Huna Hermenêutica Apropriada Do Vaticano II. O Discurso Inaugural de Joao XXXIII. Gregorianum 94 (1):5-34.score: 15.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  37. Ana Paula Arnaut (1997). A Ficçao de Joao Aguiar: A Alquimiz de Uma Escrita Múltipla. Humanitas 49:283-306.score: 15.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  38. Maria das Graças de Moraes Augusto (2011). ''Em Casa de Caranguejo, Pele Fina É Maldiçao': Filosofía E Sofística Em "Tutaméia" de Joao Guimaraes Rosa. Humanitas 63:605-636.score: 15.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  39. Ricardo da Costa (2001). Por uma geografia mitológica: a lenda medieval do Preste João, sua permanência, transferência e “morte”. História 9.score: 15.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  40. José Antônio de C. R. De Souza (2008). João Duns Escoto, O. Min. (1266-1308): Sobre a Origem da Propriedade E da Autoridade Secular. Revista Portuguesa de Filosofia 64 (1):465-481.score: 15.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  41. Maria Das Graças & Moraes Augusto (2011). “Em casa de caranguejo, pele fina é maldição”: Filosofia E sofística em tutaméia de joão Guimarães Rosa. Humanitas 63:605-636.score: 15.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  42. Maria Margaret Lopes, Clarete Paranhos da Silva, Silvia Fernanda de M. Figueirôa & Rachel Pinheiro (2005). Scientific Culture and Mineralogical Sciences in the Luso-Brazilian Empire: The Work of João da Silva Feijó (1760–1824) in Ceará. [REVIEW] Science in Context 18 (2):201.score: 15.0
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  43. Jürgen Miethke (2006). A teoria política de João Wyclif. Veritas 51 (3).score: 15.0
    O decorrer século XIV, o conflito entre o papa e o imperador se esvaiu. Entrementes, os novos estados criavam corpo e os antigos problemas adquiriam nova roupagem. Esse foi o ambiente em que viveu Wyclif. Seu pensamento político possui uma matriz religiosa e sua intenção maior foi a de compreender a Igreja como comunidade de redimidos. Nessa condição ela só é conhecida por Deus e só no juízo final os homens saberão quem pertenceu à verdadeira Igreja. Baseado em Egídio Romano, (...)
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  44. Álvaro Ramis Olivos (2012). Asediar la fortaleza sin ánimo de conquista. La incidencia política de la sociedad civil en Habermas. Polis 32.score: 15.0
    El objeto de este trabajo es analizar el concepto de la sociedad civil presentado por Jürgen Habermas y su lugar en el contexto de los debates sobre la teoría democrática. Se introducirá el concepto de democracia deliberativa, haciendo hincapié en su relación con la noción de comunicación y opinión pública. De acuerdo a esta perspectiva la capacidad de la sociedad civil para influir en el campo público-político puede tender un puente entre las concepciones de la democracia de raíz liberal y (...)
    Translate to English
    | Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  45. Patrick Romanell (1966). "A History of Ideas in Brazil: The Development of Philosophy in Brazil and the Evolution of National History," by Joao Cruz Costa, Trans. Suzette Macedo. Modern Schoolman 43 (2):183-187.score: 15.0
  46. Carlos Frederico Barboza Souza (2009). Religio Cordis: um estudo comparado sobre a concepção de coração em Ibn ´Arabi e Joao da Cruz. Horizonte 7 (13):219-219.score: 15.0
    Translate to English
    | Direct download (4 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  47. Helena Costa Toipa (2011). O Percurso de Pedro João Perpinhão, Em Portugal. Humanitas 63:405-425.score: 15.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  48. Cesar Alves (2013). Para Uma Hermenêutica Apropriada Do Vaticano II: O Discurso Inaugural de Joao XXIII Eo Objetivo Do Concilio. Gregorianum 94 (1):5-34.score: 15.0
    No categories
    Translate to English
    |
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  49. Angélica S. Arza de Bousquet (2004). Una perspectiva del saber y de la fortaleza en el héroe unamuniano a la luz de Josef Pieper. Sapientia 59 (216):315-320.score: 15.0
    No categories
    Translate to English
    |
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  50. José Eduardo Marques Baioni, Marilena de Souza Chauí, Frederick C. Beiser, Corrado Bertani, Francesco Berto, Bernard Bourgeois, David Carlson & Allegra De Laurentiis (2005). Agossou, Mèdéwalé-Kodjo-Jacob, Hegel Et la Philosophie Africaine: Une Lecture Interprétative de la Dialectique Hégélienne (Paris: Karthala, 2005). Alves, João Lopes, O Estado da Razão: Da Ideia Hegeliana de Estado Ao Estado Segunda a Ideia Hegeliana:(Sobre Os Principios de Filosofia Do Direito de Hegel (Lisboa: Edições Colibri, 2004). [REVIEW] The Owl of Minerva 36 (2).score: 15.0
    No categories
    Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
1 — 50 / 668