Search results for 'Lúcio Craveiro Da Sitva' (try it on Scholar)

1000+ found
Order:
  1.  9
    Lúcio Craveiro Da Sitva, José Antônio de C. R. De Souza, Alfredo Dinis, B. F., António Melo, Barros Dias, Ângelo Alves, João Vila-Chã, Joaquim Domingues, Roque Cabral, Jorge Neves & F. Gama Caeiro (1993). Crónica. Revista Portuguesa de Filosofia 49 (1/2):301 - 320.
    No categories
    Translate
      Direct download (5 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  2.  1
    Acílio da Silva Estanqueiro Rocha (1996). "Perspectivas da prospectiva": acerca da obra de Lúcio Craveiro da Silva. Revista Portuguesa de Filosofia 52 (1/4):1 - 26.
    No categories
    Translate
      Direct download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  3. M. T. Antonelli (1956). L. CRAVEIRO DA SILVA, S. J., "A idade do social". [REVIEW] Giornale di Metafisica 11 (3):380.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  4. M. T. Antonelli (1958). L. CRAVEIRO DA SILVA, "O movimento operario". [REVIEW] Giornale di Metafisica 13 (2):255.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  5.  3
    Alain Guy & Lúcio Craveiro Da Silva (1985). História da Filosofia Espanhola. Revista Portuguesa de Filosofia 41 (1):100 - 102.
    Translate
      Direct download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  6. Lúcio Craveiro da Silva (1985). 50 anos da actividade da Facultade de filosofia. Revista Portuguesa de Filosofia 41 (2):113-122.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  7. Alain Guy & Lúcio Craveiro da Silva (1985). História da Filosofia Espanhola. Revista Portuguesa de Filosofia 41 (1):100-102.
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  8.  12
    S. Gaselee (1917). Romance and Reality in Apuleius Romanzo e Realta nella vita e nell' attivita letteraria di Lucio Apuleio. Biblioteca di filologia classica diretta da Carlo Pascal. By Enrico Cocchia. Pp. xii+400. Catania: F. Battiato, 1915. [REVIEW] The Classical Review 31 (01):28-29.
    No categories
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  9.  10
    Lúcio Craveiro Da Sïlva, L. C., João J. Vila-Chã & Silveira De Brito (1993). Crónica. Revista Portuguesa de Filosofia 49 (4):635 - 678.
    No categories
    Translate
      Direct download (5 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  10.  3
    Lúcio Craveiro da Silva, B. F., Acílio da Silva Estanqueiro Rocha, Laura Santos, Maria José Cantista, Maria José Pinto Cantista, Acílio Rocha & Alfredo Antunes (1988). Crónica. Revista Portuguesa de Filosofia 44 (4):599 - 625.
    No categories
    Translate
      Direct download (5 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  11.  1
    Lúcio Craveiro da Silva, José do P. Bacelar E. Oliveira & B. F. (1989). Crónica. Revista Portuguesa de Filosofia 45 (2):285 - 292.
    No categories
    Translate
      Direct download (5 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  12. Alfredo Dinis, Manuel Morais, Lúcio Craveiro da Silva, Acílio da Silva Estanqueiro Rocha & Aníbal Pinto de Castro (1997). Homenagens. Revista Portuguesa de Filosofia 53 (1).
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  13. Lúcio Craveiro da Silva (1991). O sentimiento moral e religioso na filosofia de Antero. Revista Portuguesa de Filosofia 47 (2):209-226.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  14. Lúcio Craveiro da Silva (1995). A Facultade de Filosofia de Braga E a Sua Revista Portuguesa de Filosofia. Revista Portuguesa de Filosofia 51 (2):281-294.
    No categories
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  15. Lúcio Craveiro da Silva (1992). Crónica. Revista Portuguesa de Filosofia 48 (2):362-364.
    No categories
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  16.  18
    Lúcio Lourenço Prado (2011). Nomes próprios gerais no contexto da semântica de J. S. Mill. Trans/Form/Ação 28 (1):67-83.
    O presente artigo apresenta argumentos em defesa da hipótese de que nomes próprios gerais são impossíveis no contexto da filosofia geral de Stuart Mill. Minha tese é contrária à posição de John Skorupski sobre esta questão. Ofereço dois argumentos que representam, respectivamente, duas diferentes perspectivas: pragmático e sistemático. No primeiro, analiso o problema dos nomes próprios gerais no contexto da linguagem natural. No segundo, discuto o problema no contexto interno do Sistema de Lógica de Mill.
    Translate
      Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  17.  5
    Milena Cristina Aragão Ribeiro de Souza & Lúcio Kreutz (2010). Considerações acerca da Educação Infantil: história, representações e formação docente. Conjectura: Filosofia E Educação 15 (1).
    O presente artigo tem como objetivo chamar a atenção para a historicidade do sujeito, em especial daquele atuante na educação de crianças pequenas. Para tanto, parte do levantamento da trajetória histórica da Educação Infantil no Brasil, analisando os avanços e desafios dessa modalidade educacional. Como foco de debate é discutida a posição da Educação Infantil na sociedade e na cultura e as representações culturais sobre a mulherprofessora no processo de construção de sua identidade profissional. O texto é finalizado abordando as (...)
    Translate
      Direct download (5 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  18. Milena Aragão & Lúcio Kreutz (2010). Considerações acerca da Educação Infantil: história, representações e formação docente. Conjectura: Filosofia E Educação 15 (1):25-44.
    O presente artigo tem como objetivo chamar a atenção para a historicidade do sujeito, em especial daquele atuante na educação de crianças pequenas. Para tanto, parte do levantamento da trajetória histórica da Educação Infantil no Brasil, analisando os avanços e desafios dessa modalidade educacional. Como foco de debate é discutida a posição da Educação Infantil na sociedade e na cultura e as representações culturais sobre a mulherprofessora no processo de construção de sua identidade profissional. O texto é finalizado abordando as (...)
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  19.  1
    Lucio Biasiori (2016). «Un argomento mai sostenuto da alcuno»? Machiavelli e Hume in dialogo sull'eternità del mondo. Rivista di Storia Della Filosofia 2:183-194.
    No categories
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  20.  7
    Lucio Del Corso (2012). Il libro e il logos. Riflessioni sulla trasmissione del pensiero filosofico da Platone a Galeno. Quaestio 11 (1):3-34.
    No categories
    Translate
      Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  21.  7
    Danilo Vaz-Curado R. M. Costa (2012). CORTELLA, Lucio. L'etica della democrazia – Attualità della filosofia del diritto di Hegel. Genova/Milão: Casa Editrice Marietti, 2011. 270 p. [REVIEW] Veritas: Revista de Filosofia da PUCRS 57 (1).
    No categories
    Translate
      Direct download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  22.  3
    Glauco Constantino Perez & Lúcio Tadeu Mota (2010). Etnoarqueologia Dos Grafismos Guarani: Estudo Do Acervo Cerâmico Do Sítio Arqueológico Córrego da Lagoa 2 – Altônia - Pr. Dialogos 14 (3).
    No categories
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  23. Elizabeth da Penha Cardoso (2015). O Caminhar Discursivo Do Feminino Em Mãos Vazias, de Lúcio Cardoso. Bakhtiniana 10 (1):57-74.
    No categories
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  24.  42
    Carlos Alberto Medino da Rocha (2012). A construção da educação como cuidado de si em Kierkegaard. Cadernos Do Pet Filosofia 3 (6):79-84.
    O presente trabalho procura refletir sobre o processo de construção da educação como uma “educação da interioridade” que parte de uma concepção do cuidado de si, a partir do viés do pensamento filosófico do dinamarquês Sören Kierkegaard. Num primeiro momento, aponto paro o seu conceito de existencialismo, que versa a construção de um indivíduo singular, voltado para sua existência individual; e, num segundo momento, apresento, ainda, que de forma breve, a relação entre o mestre e o discípulo marcada na obra (...)
    Translate
      Direct download (9 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  25.  19
    Henry Burnett (2012). A Metafísica da Música de Arthur Schopenhauer. Veritas: Revista de Filosofia da PUCRS 57 (2):143-162.
    O mundo como vontade e representação, de A. Schopenhauer, constitui uma das principais fontes da primeira fase produtiva da obra de F. Nietzsche. O artigo ressalta os principais pontos da metafisica da música desenvolvida no terceiro capitulo da obra de Schopenhauer e indica as suas influências determinantes sobre o jovem Nietzsche.
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  26.  18
    Konrad Christoph Utz (2010). A subjetividade na “Ciência da Lógica”. Veritas: Revista de Filosofia da PUCRS 55 (3):116-129.
    O artigo tenciona explicar o conceito da subjetividade na Ciência da Lógica (CdL) a partir de sua forma inicial, diferentemente da maioria dos vários estudos sobre a temática, que discute as formas já mais desenvolvidas, que ocorrem dentro da Lógica do Conceito. Porém, como essa última, desde início, é “Lógica Subjetiva”, a subjetividade precisa ser constituída antes ou no ponto do começo dela. Essa subjetividade inicial e mínima explica-se por primeiro pela identificação de subjetividade e liberdade, por segundo, pela compreensão (...)
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  27.  3
    Marcos Eduardo Melo dos Santos & Susana Aparecida da Silva (2015). Igreja Nossa Senhora da Consolação por Maximilian Emil Hehl : ecletismo na arquitetura sacra paulistana com predomin'ncia do neorrom'nico. Revista de Teologia . Issn 2177-952x 9 (16):151-159.
    This article presents the recent literature about the church Nossa Senhora da Consolação, considered through the prism of the study of sacred art. After a historical overview about the neighborhood and the ancient temple of Consolation, will be highlighted some most relevant artistic aspects of architecture and works of art gathered in the sacred building, designed by German engineer Maximilian Emil Hehl, whose inspiration reports to the formal and stylistic features of Romanesque architecture as well as the influences of eclecticism (...)
    No categories
    Translate
      Direct download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  28.  4
    Marcos Rodrigues da Silva (2013). Teologia Afro (ou Negra) da Libertação : balanço e perspectivas (Afro (or Black) Liberation Theology: balance and perspectives). Horizonte 11 (32):1769-1776.
    KOINONIA/ASETT MINGA/MUTIRÃO DE REVISTAS DE TEOLOGIA LATINO-AMERICANAS Teologia Afro (ou Negra) da Libertação : balanço e perspectivas (Afro - or Black - Liberation Theology: balance and perspectives).
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  29.  1
    Edgar da Rocha Marques (2014). Contingência e complexidade infinita: o problema da prova sortuda. Doispontos 11 (2).
    Apresento e desenvolvo neste artigo o problema da prova sortuda, analisando duas soluções para ele presentes na literatura. A primeira delas consistira em alegar que mostrar que o predicado está contido no sujeito não basta como demonstração da verdade de uma proposição, sendo preciso que se prove ainda que a noção relativa ao sujeito é logicamente consistente. A segunda repousaria em uma hierarquização modal, por assim dizer, dos pre- dicados integrantes de uma noção individual. Após exibir as razões que me (...)
    No categories
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  30. L. Craveiro da Silva (1989). Silvestre de Moraes, Filosofo in Filosofia em Portugal (IV). Revista Portuguesa de Filosofia 45 (1):21-41.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  31.  20
    António Lopes (2014). O Valor da Arte. Compêndio Em Linha de Problemas de Filosofia Analítica.
    O artigo parte do consenso sobre a facto de que a arte tem valor para a exploração dos vários problemas sobre esse valor cujas soluções dividem os filósofos da arte. O enfoque é especialmente sobre a dimensão mais actual do debate em torno do tema, que se debruça não tanto sobre questões como o realismo quanto aos valores estéticos e a objectividade e justificação dos juízos de valor estético, mas acima de tudo sobre a natureza do valor artístico – que (...)
    Translate
      Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  32.  6
    Paul Mengal & Marcio Miotto - Tradutor (jul-dez 2016). Para uma Historia da Psicologia. Ideação 34:355-374.
    A história da psicologia, tal como aparece em algumas obras (E.G. Boring 1950; M. Reuchlin 1957; P. Fraisse e J. Piaget 1963) ou em capítulos introdutórios de alguns manuais (M. Reuchlin 1977), reflete uma adesão — raramente discutida — a uma concepção internalista. Segundo essa concepção, a psicologia seria animada por uma dinâmica própria, um processo evolutivo totalmente endógeno, e seria independente de fatores externos tais como os domínios religiosos, sociopolíticos e econômicos. Além do mais, os partidários dessa história aceitam (...)
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  33.  5
    Paul Mengal & Marcio Miotto - Tradutor (2015). Nascimentos da Psicologia: A Natureza E o Espírito. Ideação 32:259-288.
    Desde sua constituição como domínio do saber no fim do século XVI, a psicologia divide-se rapidamente em duas tendências com orientações diferentes. A primeira, de inspiração naturalista, situa-se no prolongamento do comentário da Física aristotélica e se desenvolve principalmente nas universidades protestantes de Marburgo e Leiden. Nesses estabelecimentos onde reinava então um espírito humanista, racionalista e tolerante, toma lugar a primeira forma de dualismo da alma e do corpo. Mas na mesma época, em círculos místicos e herméticos, desenvolve-se uma outra (...)
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  34. Thomas Macaulay Ferguson (2014). Extensions of Priest-da Costa Logic. Studia Logica 102 (1):145-174.
    In this paper, we look at applying the techniques from analyzing superintuitionistic logics to extensions of the cointuitionistic Priest-da Costa logic daC (introduced by Graham Priest as “da Costa logic”). The relationship between the superintuitionistic axioms- definable in daC- and extensions of Priest-da Costa logic (sdc-logics) is analyzed and applied to exploring the gap between the maximal si-logic SmL and classical logic in the class of sdc-logics. A sequence of strengthenings of Priest-da Costa logic is examined and employed to pinpoint (...)
    Direct download (6 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  35.  4
    Marcio Miotto (2005). Os a priori da Psicologia em História da Loucura. Acheronta 22:282-290.
    O artigo busca trabalhar um aspecto pouco explorado da argumentação de "História da Loucura": a questão, brevemente enunciada por Foucault, de um "a priori concreto" das ciências "psi". Nisso, serão trabalhadas duas questões principais, a saber: a do estatuto do conhecimento sobre as doenças mentais como tributário de uma demanda moral (não científica), e a do estatuto do médico como "cientista" da loucura. Dentro desses dois âmbitos críticos, o Foucault que escreve seu primeiro grande livro não poupa nem mesmo o (...)
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  36.  10
    Michael Shank (2009). Setting Up Copernicus? Astronomy and Natural Philosophy in Giambattista Capuano da Manfredonia's Expositio on the Sphere. Early Science and Medicine 14 (1):290-315.
    In 1499, while Copernicus studies in Bologna, the commentary on Sacrobosco's Sphere by the Padua master Francesco Capuano da Manfredonia first appears in print. It will be revised and reprinted several times thereafter. Like Copernicus, Capuano has a high view of astronomy and mingles astronomical and physical considerations . Also, Capuano offers a flawed argument against a two-fold motion of the Earth. Multiple thematic resonances between Capuano's commentary and De revolutionibus, I, 5-11, suggest the hypothesis that Copernicus is answering Capuano, (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography   2 citations  
  37.  39
    André Oliveira Costa & Agemir Bavaresco (2013). Movimento Lógico da Figura Hegeliana do Senhor e do Servo. Trans/Form/Ação 36 (1):37-60.
    O presente artigo objetiva discutir a lógica subjacente ao movimento dialético da figura do Senhor e do Servo. Jean-Pierre Labarrière é quem afirma categoricamente a tese segundo a qual há uma Lógica por trás do movimento da Consciência. Ora, a questão fundamental que se coloca, nesse caso,é: qual a lógica que preside o movimento da consciência para a consciência de si, culminado em sua unidade no momento da Razão? A hipótese aqui perseguida, situando-se na esteira da interpretação de Labarrière, é (...)
    Translate
      Direct download (7 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  38.  14
    Graham Priest (2011). First-Order da Costa Logic. Studia Logica 97 (1):183 - 198.
    Priest (2009) formulates a propositional logic which, by employing the worldsemantics for intuitionist logic, has the same positive part but dualises the negation, to produce a paraconsistent logic which it calls 'Da Costa Logic'. This paper extends matters to the first-order case. The paper establishes various connections between first order da Costa logic, da Costa's own Cω, and classical logic. Tableau and natural deductions systems are provided and proved sound and complete.
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography   1 citation  
  39.  48
    Luiz Paulo Rouanet (2013). Sobre o Caráter “Abstrato” da Democracia Deliberativa. Trans/Form/Ação 36 (1):177-194.
    O presente texto propõe-se discutir o suposto caráter abstrato da chamada democracia deliberativa, tomando como base a ética discursiva e a teoria da ação comunicativa. Se, por um lado, a democracia deliberativa não pretende ser mais que um modelo teórico para orientar as discussões em torno da democracia, por outro, alguns de seus enunciados podem e são efetivamente incorporados à prática política das sociedades democráticas contemporâneas. A questão aqui é saber o quanto de concreto e propositivo se pode encontrar especialmente (...)
    Translate
      Direct download (8 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  40.  42
    André Nascimento Pontes (2013). A proposta de uma teoria geral de princípios de abstração: uma contribuição à fundamentação da aritmética. Trans/Form/Ação 36 (2):179-194.
    O objetivo do presente artigo é apresentar a correlação entre o programa logicista fregeano de fundamentação da aritmética, o neologicismo de Crispin Wright e os chamados princípios de abstração. Minha tese é que uma análise geral de princípios de abstração, do ponto de vista lógico e explanatório, é mais basilar que o projeto de fundamentação da aritmética na forma como ele foi proposto pelo logicismo. Isso fica evidente através do fato de que o fracasso do programa logicista esteve intimamente ligado (...)
    Translate
      Direct download (7 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  41.  5
    Línlya Sachs, Marcelo Souza Motta, Daiane Priscila Sampaio Bussola & Marcos Felipe de Oliveira (2015). Conselhos tutelares E suas atuações de acordo com O estatuto da criança E do adolescente. Saberes Em Perspectiva 5 (13):67-76.
    Esta pesquisa teve como objetivo analisar o conhecimento teórico de conselhos tutelares sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e suas atuações a partir disso. Para isso, realizamos entrevistas com dois conselhos por meio de um questionário. As respostas foram dadas por escrito e, com elas, pudemos notar convergências e divergências entre esses conselhos. Com a análise, percebemos que cada conselho possui um olhar no seu trabalho, porém ambos possuem consciência de que seu dever é o de proteger e (...)
    Translate
      Direct download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  42.  36
    Frank Thomas Sautter (2006). Um breve estudo histórico-analítico da Lei de Hume. Trans/Form/Ação 29 (2):241-248.
    A Lei de Hume, pela qual um dever ser não pode resultar de um ser, e a sua recíproca, pela qual um ser não pode resultar de um dever ser, ocupam posições proeminentes nas discussões de metaética. Neste trabalho mostrarei relações lógicas entre distintas formulações da Lei de Hume e da sua recíproca. Também mostrarei como essas formulações estão relacionadas a teses sustentadas por importantes pensadores como Poincaré, Nelson, Jörgensen e Hare.
    Translate
      Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  43.  2
    Marcio Miotto (2007). O Problema Do Homem E a Dispersão da Psicologia. AdVerbum 2 (2):128-136.
    Esse artigo busca oferecer um panorama de problemas relativos à existência da psicologia, a partir das questões de sua unidade, especificidade e objetividade. Para isso, analisam-se breves menções a figuras clássicas de sua história (como Wundt, Comte, Watson e Vygotsky), mostrando ambigüidades constitutivas do próprio “nascimento” da psicologia como disciplina “una” e “científica”. Ao perguntar sobre as razões da dispersão da psicologia, seu estatuto ambíguo e seu objeto “complexo”, abrimos no final o problema de que, mais do que resolver internamente (...)
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  44.  5
    António Lopes (2013). Ontologia da Arte. Compêndio Em Linha de Problemas de Filosofia Analítica.
    Este artigo aborda as principais teorias sobre a natureza metafísica das obras de arte, cobrindo as propostas eliminativistas, monistas e pluralistas. Entre estas últimas, é dado destaque ao trabalho sobre a ontologia das artes performativas, e em particular, da música. Termina-se com uma referência à recente viragem da discussão para o campo da meta-ontologia e a polémica sobre a plausibilidade do revisionismo ontológico no caso de artefactos ou objectos sociais.
    Translate
      Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  45.  27
    Laecio Almeida Gomes & Thaline Luize Ribeiro Fontenele (2010). LINS, Maria Judith Sucupira da Costa. Educação Moral na Perspectiva de Alasdair MacIntyre. Cadernos Do Pet Filosofia 1 (1):77-81.
    Resenha do livro de Maria Judith Sucupira da Costa Lins "Educação Moral na Perspectiva de Alasdair MacIntyre".
    Translate
      Direct download (8 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  46.  21
    André Porto (2009). Wittgenstein E a medida da circunferência. Philósophos - Revista de Filosofia 12 (2).
    A filosofia da matemática de Wittgenstein envolve duas teses profundamente controversas: a idéia de que as proposições matemáticas não falam sobre objetos (abstratos) e a idéia de que nenhuma conjectu-ra matemática é jamais respondida como tal, porque o advento da pro-va sempre determina uma mutação semântica nos significados dos ter-mos envolvidos na conjectura. O presente artigo oferece uma recons-trução dos argumentos de Wittgenstein em apoio a essas teses em um contexto muito restrito: A descoberta de Arquimedes de um algoritmo para (...)
    Translate
      Direct download (11 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  47.  38
    Mary Rute Gomes Esperandio & Kevin Lee Ladd (2013). Oração e Saúde: questões para a Teologia e para a Psicologia da Religião (Prayer and Health: issues for theology and psychology of religion) - DOI: 10.5752/P.2175-5841.2013v11n30p627. [REVIEW] Horizonte 11 (30):627-656.
    A pesquisa quantitativa tem sido predominante nos estudos sobre oração. A partir de uma abordagem qualitativa baseada na análise de conteúdo, este estudo examina as relações entre oração e saúde. Os dados são provenientes de 104 vídeos com entrevistas gravadas com participantes de igrejas Católicas, Protestantes e Pentecostais. A análise levantou quatro categorias descritivas do uso da oração: 1. Como estratégia de coping (enfrentamento) (62,5%); 2. Para manter viva a espiritualidade (15,3%); 3. Como técnica de empoderamento mútuo (8,6%); 4. Como (...)
    Translate
      Direct download (7 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  48.  28
    Zeljko Loparic (2005). Os problemas da razão pura e a semântica transcendental. Doispontos 2 (2).
    O presente artigo tem como objetivo mostrar que a teoria kantiana da possibilidade de juízos a priori, o conteúdo essencial da sua crítica da razão pura, foi elaborada no intuito de garantir a solubilidade dos problemas necessários da razão pura e que essa teoria pode ser interpretada como uma semântica transcendental (a priori). The problems of pure reason and the transcendental semanticsThis article aims at showing that Kant´s theory of possibility of a priori judgments, which is the essential content of (...)
    Translate
      Direct download (5 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  49.  25
    Jamil Ibrahim Iskandar (2011). O de Anima de aristóteles E a concepção Das faculdades da Alma no kitáb al-nafs (livro da Alma, de Anima) de Ibn Sina (avicena). Trans/Form/Ação 34 (3):41-49.
    Este artigo apresenta uma comparação conceitual entre a obra De anima, de Aristóteles, e a concepção das faculdades da alma no Kitáb al-Nafs – edição árabe – (Livro da Alma, De anima), de Ibn Sina (Avicena), com o intuito de mostrar similitudes e in#uências de Aristóteles sobre o pensamento de Ibn Sina, nessa temática. Destaca, ainda, como e a época em que o estagirita foi recebido em terras do Islã, indicando o seu primeiro receptor, o &lósofo Al-Kindi, assim como, de (...)
    Translate
      Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  50.  28
    Daniela Sacramento Zanini, Juliana Xavier Santos & Ana Raquel Rosas Torres (2011). Bem-Estar, Lócus de Controle E Crença No Mundo Justo de Trabalhadores da Saúde. Aletheia 35:123-136.
    O objetivo deste estudo foi analisar o bem-estar dos trabalhadores da saúde de um centro de reabilitação e readaptação, relacionando-o com a crença no mundo justo e com o lócus de controle. Participaram 146 profissionais que responderam a um questionário formado por perguntas sobre dados sócio-demog..
    No categories
    Translate
      Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
1 — 50 / 1000