Search results for 'Luciano Da F. Costa' (try it on Scholar)

512 found
Sort by:
  1. Paulo Meneses, Agemir Bavaresco, Alfredo de Oliveira Moraes, Danilo Vaz-Curado R. M. Costa, Greice Ane Barbieri & Paulo Roberto Konzen (2010). Apresentação da Tradução Brasileira da Filosofia do Direito de G. W. F. Hegel. Veritas 55 (3).score: 1260.0
    Dados da tradução brasileira de HEGEL, Georg Wilhelm Friedrich. Linhas Fundamentais da Filosofia do Direito ou Direito Natural e Ciência do Estado em Compêndio. Tradução, notas, glossário e bibliografia de Paulo Meneses et alli. Apresentações de Denis Lerrer Rosenfield e de Paulo Roberto Konzen. São Paulo: Loyola; São Leopoldo: UNISINOS, 2010.
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  2. Claudio F. Costa (2010). O inefável sentido da vida. Princípios 14 (22):14-20.score: 720.0
    Neste artigo o conceito de sentido da vida é analisado em termos da felicidade ou do bem que a vida de uma pessoa trás para ela mesma e para as outras pessoas. No curso do argumento essa tese é discutida e justificada em algum detalhe.
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (4 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  3. Cláudio F. Costa (2005). Teorias da verdade. Crítica.score: 630.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  4. Claudio F. Costa (2010). Limite da Identidade Pessoal. Princípios 9 (11-12):05-26.score: 630.0
    Existem dois tipos de criterio de identidade pessoal, criterios de continuidade mental (geralmente memoria) e criterios de continuidade fisica (como continuidade corporal). Depois de examinar os papeis desempenhados pelos criterios principais, 0 autor sugere uma regra criterial (RECIP) que quando aplicada a urn conjunto de criterios fundamentais fisicos e mentais parece adequar-se a nossas intuicoes acerca do que e ou nao ser a mesma pessoa.
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (4 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  5. F. Costa (1999). Su una ricostruzione biografica del PM Carlo Belleo da Ragusa OFMConv (1580) metafisico scotista dell'Università di Padova. Miscellanea Francescana 99 (3-4):670-711.score: 630.0
    No categories
    Translate to English
    |
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  6. Mariane Brito da Costa (2010). As diferentes manifestações da juventude na escola: uma visão dos impasses e das perspectivas. Conjectura: Filosofia E Educação 15 (1).score: 480.0
    Este artigo dialoga com autores que estudam a temática juventude e escola, problematizando a função da escola como locus de socialização. Parte do pressuposto de que muitos problemas enfrentados pelos jovens na escola é resultado de uma realidade em que as culturas juvenis, caracterizadas por determinadas formas de comportamento, como, gostos, atitudes, estilo de vida, forma de ser, vestir, dançar, falar, se divertir e se relacionar não podem se fazer presentes. Em virtude disso, analisa a desarticulação da escola com as (...)
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (5 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  7. Ricardo Luiz Silveira da Costa (2012). A estética do corpo na filosofia e na arte da Idade Média: texto e imagem. Trans/Form/Ação 35 (SPE):161-178.score: 480.0
    A ideia de beleza – e sua consequente fruição estética – variou conforme as transformações das sociedades humanas, no tempo. Durante a Idade Média, coexistiram diversas concepções de qual era o papel do corpo na hierarquia dos valores estéticos, tanto na Filosofia quanto na Arte. Nossa proposta é apresentar a estética do corpo medieval que alguns filósofos desenvolveram em seus tratados (particularmente Isidoro de Sevilha, Hildegarda de Bingen, João de Salisbury, Bernardo de Claraval e Tomás de Aquino), além de algumas (...)
    Translate to English
    | Direct download (8 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  8. N. C. A. Da Costa & A. A. M. Rodrigues (2007). Definability and Invariance. Studia Logica 86 (1):1 - 30.score: 450.0
    In his thesis Para uma Teoria Geral dos Homomorfismos (1944), the Portuguese mathematician José Sebastiāo e Silva constructed an abstract or generalized Galois theory, that is intimately linked to F. Klein's Erlangen Program and that foreshadows some notions and results of today's model theory; an analogous theory was independently worked out by M. Krasner in 1938. In this paper, we present a version of the theory making use of tools which were not at Silva's disposal. At the same time, we (...)
    Direct download (3 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  9. Claudio F. Costa (2010). Definindo consciência. Princípios 13 (19-20):81-101.score: 450.0
    Nesse artigo o conceito de consciência é definido como o da experiência verídica do mundo, quer seja ele externo ou interno. A experiência verídica é a das coisas tal como elas realmente sáo para nós. Conceitos como os de experiência e realidade precisam ser aqui adequadamente analisados para que tal definiçáo seja corretamente compreendida.
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (4 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  10. Claudio F. Costa (2011). Reconsiderando o verificacionismo. Princípios 18 (29):299-320.score: 450.0
    Normal 0 21 false false false MicrosoftInternetExplorer4 O objetivo desse artigo é mostrar que o princípio da verificaçáo náo está táo morto quanto geralmente se acredita. Retornando à metodologia e assunções de Wittgenstein, que afinal foi quem primeiro sugeriu o princípio, respostas às principais objeções sáo sugeridas.
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (6 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  11. Maria da Penha Nery & Liana Fortunato Costa (2007). Desafios para uma epistemologia da pesquisa com grupos. Aletheia 25:123-138.score: 450.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (3 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  12. Rosemary Fernandes Costa (2012). O caminho da mistagogia: uma mística para os nossos tempos (The mystagogy way: a mystic for our time) - DOI: 10.5752/P.2175-5841.2012v10n27p831. [REVIEW] Horizonte 10 (27):831-853.score: 420.0
    In the early centuries of the nascent Church, we find a fountain experience lived by the Church at its beginnings: mystagogy. In this period of the Church’s history, the pedagogy which inspires the Church Fathers is mystagogy, that is, the pedagogy of Mystery. We believe that in the mystagogy experience, lived in the Church in the 3rd and 4th centuries, one finds a fruitful fountain which may be paradigmatic with regard to the contemporary religious experiences. We invite the reader to (...)
    Translate to English
    | Direct download (6 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  13. M. Gonçalves Da Costa (1958). Orientação da Política Colonial Portuguesa: Colonos Irlandeses No Brasil e Política Colonial Portuguesa (1643-1650). Revista Portuguesa de Filosofia 14 (1):65 - 79.score: 420.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  14. N. C. A. Da Costa (1975). Review: Gottfried Kothe, Sobre a Nao Contradicao da Matematica. [REVIEW] Journal of Symbolic Logic 40 (2):241-241.score: 420.0
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  15. Newton Carneiro Affonso da Costa, Décio Krause, Jonas Rafael Becker Arenhart & Jaison Schinaider (2012). Sobre uma fundamentação não reflexiva da mecânica quântica. Scientiae Studia 10 (1):71-104.score: 420.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (6 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  16. André Oliveira Costa & Agemir Bavaresco (2013). Movimento Lógico da Figura Hegeliana do Senhor e do Servo. Trans/Form/Ação 36 (1):37-60.score: 420.0
    O presente artigo objetiva discutir a lógica subjacente ao movimento dialético da figura do Senhor e do Servo. Jean-Pierre Labarrière é quem afirma categoricamente a tese segundo a qual há uma Lógica por trás do movimento da Consciência. Ora, a questão fundamental que se coloca, nesse caso,é: qual a lógica que preside o movimento da consciência para a consciência de si, culminado em sua unidade no momento da Razão? A hipótese aqui perseguida, situando-se na esteira da interpretação de Labarrière, é (...)
    Translate to English
    | Direct download (9 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  17. N. C. A. Da Costa (1975). Review: Luis Neves Real, Kurt Godel e os Problemas dos Fundamentos da Matematica e a Teoria dos Conjuntos. [REVIEW] Journal of Symbolic Logic 40 (2):241-241.score: 420.0
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  18. Jerzy Kotas & N. C. A. Costa (1979). A New Formulation of Discussive Logic. Studia Logica 38 (4):429 - 445.score: 300.0
    S. Jakowski introduced the discussive prepositional calculus D 2as a basis for a logic which could be used as underlying logic of inconsistent but nontrivial theories (see, for example, N. C. A. da Costa and L. Dubikajtis, On Jakowski's discussive logic, in Non-Classical Logic, Model Theory and Computability, A. I. Arruda, N. C. A da Costa and R. Chuaqui edts., North-Holland, Amsterdam, 1977, 37–56). D 2has afterwards been extended to a first-order predicate calculus and to a higher-order logic (...)
    Direct download (5 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  19. Cláudio F. Costa (forthcoming). Philosophy as a Protoscience. Disputatio 4 (34):591-608.score: 300.0
    Costa-Claudio_Philosophy-as-a-protoscience.
    No categories
    Direct download (3 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  20. Marcos Roberto Nunes Costa (2006). A força coercitiva: Um instrumento a serviço da pax temporalis na civitas, segundo santo Agostinho. Veritas 51 (3).score: 300.0
    Baseado no princípio ontológico da vera justitia, ou da “divina ordem”, segundo a qual é justo que se “subordinem as coisas somente às dignas, as corporais às espirituais, as inferiores às superiores, as temporais às sempiternas” (Ep., 140), o que resulta, na prática, na subordinação dos governados aos governantes, Agostinho introduz em sua doutrina ético-política o conceito de força coercitiva, como instrumento prático garantidor da ordinata concordia ou pax temporalis, na civitas, de forma que, punido pelo reto castigo, o pecador (...)
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  21. Marta Rios Alves Nunes da Costa (2013). Democracy and Democracies: Between Theory and Facts // Democracia E Democracias: Entre Teoria E Fatos. Conjectura: Filosofia E Educação 18 (2):135-146.score: 300.0
    Existem muitas teorias sobre democracia. Na verdade, enquanto se fala de “teoria democrática” como se existisse um consenso acerca do que esta poderia significar, a partir do momento em que nos debruçamos sobre diferentes autores, apercebemo-nos de que há tantas teorias quanto há perspectivas sobre o tema. Neste artigo tenho como interlocutores Robert Dahl, Benjamin Barber, Robert Goodin e David Plotke. O artigo tem três momentos. No primeiro, desenho o contexto geral para uma reflexão crítica sobre democracia, partindo da análise (...)
    No categories
    Direct download (4 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  22. Paulo Jorge Freitas da Silva E. Costa, Natália Fernandes & Maria Beatriz Oliveira Pereira (forthcoming). Crianças investigadoras? Cenários de participação ativa na educação básica // Children as researchers? Scenarios of children's participation in Middle School. Conjectura: Filosofia E Educação.score: 300.0
    Considerando as crianças como atores sociais (com voz e ação) competentes para a interpretação do contexto em que se inserem, apresenta-se no presente artigo uma reflexão sobre a sua importância, enquanto sujeitos e participantes na investigação partilhada. Através da participação das crianças como investigadoras em dois estudos de opinião, pretende-se discutir as respetivas possibilidades e limites, enquanto metodologia participativa na Educação Básica. A informação proveniente das crianças forneceu pistas de intervenção aplicadas à escola.
    No categories
    Translate to English
    | Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  23. Jason do Nascimento Costa (2011). Pluralidade E unidade da igreja. Revista de Teologia (Reveleteo). Issn 2177-952x 5 (8):117-133.score: 300.0
    Eclesiologia mais do que tratar dos aspectos gerais da Igreja, tal como tradi-ção, doutrinas, compreensões teológicas, é falar do seu aspecto fundante, passageiro e eterno. Sobretudo partiremos de um olhar universal e plural dessa Igreja que é vista por Cristo, como um só rebanho, apesar de sua institucio-nalização e da multiplicidade de Igrejas Locais, e por razões de insistirmos em dividi-la, essa que é descrita e concebida nos textos neotestamentários e conciliares como a Igreja una, santa, católica e apostólica. Assim (...)
    Translate to English
    | Direct download (3 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  24. Ayda I. Arruda & Newton C. A. Costa (1984). On the Relevant Systemsp Andp* and Some Related Systems. Studia Logica 43 (1-2):33 - 49.score: 300.0
    In this paper we study the systemsP andP * (see Arruda and da Costa,O paradoxo de Curry-Moh Shaw-Kwei, Boletim da Sociedade Matemtica de São Paulo 18 (1966)) and some related systems. In the last section, we prove that certain set theories havingP andP * as their underlying logics are non-trivial.
    Direct download (5 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  25. Jean Henrique Costa (2013). A atualidade da discussão sobre a indústria cultural em Theodor W. Adorno. Trans/Form/Ação 36 (2):135-154.score: 300.0
    Este ensaio vem problematizar acerca da atualidade do conceito de indústria cultural ( Kulturindustrie ), no projeto da teoria crítica de Theodor W. Adorno, objetivando mostrar que as atuais limitações impostas ao debate derivam mais do fundamento não-dialético dos que apontam sua restrição do que da própria potência da teorização frankfurtiana.
    Translate to English
    | Direct download (9 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  26. Jardel de Carvalho Costa & Layane de Paula Veloso (2010). A Themis frente aos vícios: o problema da inveja na teoria da justiça de John Rawls. Cadernos Do Pet Filosofia 1 (1):40-52.score: 300.0
    É reconhecido que a obra "Uma Teoria da Justiça" de John Rawls é um grande clássico da filosofia social e política contemporânea. Insatisfeito com a concepção utilitarista de justiça em fornecer uma análise satisfatória dos direitos e das liberdades dos cidadãos vistos como pessoas livres e iguais, Rawls procurou estabelecer quais os princípios de justiça que pessoas livres e racionais escolheriam se colocadas em uma situação de igualdade, a fim de definirem os termos fundamentais de sua associação. Contudo, diante de (...)
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (6 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  27. José William Barbosa Costa (2013). Dom leme e os movimentos religiosos de massas: a proposta de ordem cristã para o Brasil. Horizonte 11 (31):1155-1156.score: 300.0
    COSTA, J. W. B. Dom leme e os movimentos religiosos de massas: a proposta de ordem cristã para o Brasil. Dissertação (Mestrado) 2013. 157f - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Programa de Pós-graduação em Ciências da Religião, Belo Horizonte. Palavras-chave: D. Leme. Congresso Eucarístico. Nossa Senhora Aparecida. Cristo do Corcovado. Ordem Cristã.
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (5 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  28. Marcos Roberto Nunes Costa (2004). O Problema da Moral No Sistema Cosmológico/Soteriológico Necessitarista Maniqueísta. Anales Del Seminario de Historia de la Filosofía 21:25-42.score: 300.0
    O maniqueísmo fundamenta-se na afirma9áo de dois principios ontológicos oríginantes do mundo: o Bem ou a Luz, representado no sol, e o Mal ou as Trevas, personificado na matéria. Desse dualismo ontológico, deriva a idéia de que o homem náo é responsável pelo mal que pratica, mas esse é culpa de sua natureza má ou o mal está inerente á sua natureza corpórea. Daí que, a rigor, náo existe mal moral no maniqueísmo, mas apenas mal natural. Entretanto, paradoxalmente, esse fala (...)
    No categories
    Translate to English
    | Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  29. Danilo Vaz-Curado R. M. Costa (2011). Silva, Geraldo Euclides da. Consequências da liberdade. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2011. 115 p. Veritas 56 (3).score: 300.0
    A obra Consequências da liberdade, publicada no ano de 2011 pela Editora Universitária da UFPE, é primeira obra do escritor e filósofo Geraldo Euclides da Silva, e que certamente se firmará no cenário de exegese das pesquisas sobre o pensamento existencialista de corte sartreano.
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  30. Ricardo Luiz Silveira da Costa (2012). The Aesthetics of the Body in the Philosophy and Art of the Middle Ages: Text and Image. Trans/Form/Ação 35 (SPE):161-178.score: 300.0
    A ideia de beleza - e sua consequente fruição estética - variou conforme as transformações das sociedades humanas, no tempo. Durante a Idade Média, coexistiram diversas concepções de qual era o papel do corpo na hierarquia dos valores estéticos, tanto na Filosofia quanto na Arte. Nossa proposta é apresentar a estética do corpo medieval que alguns filósofos desenvolveram em seus tratados (particularmente Isidoro de Sevilha, Hildegarda de Bingen, João de Salisbury, Bernardo de Claraval e Tomás de Aquino), além de algumas (...)
    Direct download (7 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  31. Poliana Emanuela Costa (2013). Pressupostos para se pensar a questão da técnica em "ser E tempo". Cadernos Do Pet Filosofia 4 (8):21-26.score: 300.0
    Resumo: Partindo do pressuposto que o Ser é notavelmente o escopo de toda a filosofia de Heidegger, este artigo procura indicar traços pontuais daquela que foi considerada o maior labor intelectual de sua vida: Ser e Tempo. Com o intuito de explorar o projeto da analítica existencial, Heidegger lança mão de dois conceitos, o de manualidade e circunvisão . Trata-se de explicitar, a partir desses conceitos contidos na obra Ser e Tempo a contribuição original do filósofo para o diagnóstico crítico (...)
    No categories
    Translate to English
    | Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  32. Érica Verícia Canuto de Oliveira Veras, Jackeline Costa & Maria Ildérica Castro (2014). Programa de agressores como parte da resposta coordenada da comunidade – a experiência do grupo reflexivo de homens no ministéRio público do Rio grande do norte. Revista Fides 5 (1):65-83.score: 300.0
    PROGRAMA DE AGRESSORES COMO PARTE DA RESPOSTA COORDENADA DA COMUNIDADE – A EXPERIÊNCIA DO GRUPO REFLEXIVO DE HOMENS NO MINISTÉRIO PÚBLICO DO RIO GRANDE DO NORTE.
    No categories
    Translate to English
    | Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  33. F. Faggiano & G. Costa (1990). Classe Sociale E Mortalita a Torino Negli Anni'80. Polis 4:471-96.score: 270.0
    Translate to English
    |
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  34. Rafaela C. Forzza, José Fernando A. Baumgratz, Carlos Eduardo M. Bicudo, Dora Al Canhos, Anibal A. Carvalho Jr, Marcus A. Nadruz Coelho, Andrea F. Costa, Denise P. Costa, Michael G. Hopkins & Paula M. Leitman (2012). New Brazilian Floristic List Highlights Conservation Challenges. Bioscience 62 (1):39-45.score: 270.0
    No categories
    Direct download (3 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  35. Iva Ivanova, Martin J. Pickering, Holly P. Branigan, Janet F. McLean & Albert Costa (2012). The Comprehension of Anomalous Sentences: Evidence From Structural Priming. Cognition 122 (2):193-209.score: 270.0
    Direct download (3 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  36. Arthur Platt (1888). Homeri Iliadis Carmina Cum Apparatu Critico. Ediderunt J. Van Leeuwen, J.F. Et M. B. Mendes Da Costa. Pars Prior. Carm. I.-Xii. Lugduni Batavorum Apud A. W. Sijthoff. 1887. 3Mk. [REVIEW] The Classical Review 2 (06):174-175.score: 243.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  37. Arthur Platt (1893). Leeuwen and Costa's Odyssey, Vol. II Homeri Odysseae Carmina Cum Apparatu Critico. Ediderunt J. Van Leeuwen, J. F., Et M. B. Mendes Da Costa. Pars Posterior. Carm. Xiii.–Xxiv. Et Index. Lugduni Batavorum Apud A. W. Sijthoff. 1892. [REVIEW] The Classical Review 7 (1-2):31-32.score: 243.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  38. Claudio F. Costa (2011). A Meta-Descriptivist Theory of Proper Names. Ratio 24 (3):259-281.score: 240.0
    This paper proposes a new, stronger version of the cluster theory of proper names. It introduces a meta-identifying rule that can establish a cluster's main descriptions and explain how they must be satisfied in order to allow the application of a proper name. At the same time, it preserves some main insights of the causal-historical view. With the resulting rule we can not only give a more detailed reply to the counter-examples to descriptivism, but also explain the informative contents of (...)
    Direct download (5 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  39. Claudio F. Costa (2001). I'm Thinking. Ratio 14 (3):222-233.score: 240.0
    Direct download (3 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  40. Claudio F. Costa (2010). A Perspectival Definition of Knowledge. Ratio 23 (2):151-167.score: 240.0
    In this paper an improved formulation of the classical tripartite view of knowledge is proposed and defended. This formulation solves Gettier's problem by making explicit what is concealed by the symbolic version of the tripartite definition, namely, the perspectival context in which concrete knowledge claims are evaluated.
    Direct download (7 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  41. Newton C. A. Da Costa (2010). Some Aspectos of Quantum Physics. Principia 11 (1):77-95.score: 240.0
    I discuss some questions of quantum physics, for instance the validity and limitations of the basic language of set theory to deal with problems related to elementary particles. I also present a sketch of a formalization of a “metaphysics of structures”, which might be useful for a kind of “ontic structural realism”, and briefly review the concept of quasi-truth, which underlies my way of understanding scientific theories and the scientific activity.
    Direct download (3 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  42. Claudio F. Costa (2006). Free Will and the Soft Constraints of Reason. Ratio 19 (1):1-23.score: 240.0
    Direct download (6 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  43. Marcos Roberto Nunes Costa (2008). Ordem, Harmonia e Perfeição do Universo na Filosofia da Natureza de Santo Agostinho. Revista Portuguesa de Filosofia 64 (1):195 - 207.score: 240.0
    Partindo do princípio judaico-cristão de que Deus, Ser supremo, criou todas as coisas a partir do nada mediante um acto livre de amor (creatio ex nihilo), o artigo mostra como Santo Agostinho defende que no universo físico, criado e governado por Deus, não há espaço para a desordem ou imperfeição (o mal), mas que a natureza é perfeitamente ordenada e harmoniosa, não havendo, portanto, senão o bem. Desta forma, mostra-se de que modo para Santo Agostinho, existir, ser e Bem são (...)
    No categories
    Translate to English
    | Direct download (2 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  44. Newton Carneiro Affonso da Costa (2010). Logic and Ontology. Principia 6 (2):279-298.score: 240.0
    In view of the presertt state of development of non cktssicallogic, especially of paraconsistent logic, a new stand regardmg the relatzons between logtc and ontology is deferded In a parody of a dicturn of Quine, my stand may be summarized as follows To be is to be the value of a vanable a specific language with a given underlymg logic Yet my stand differs from Qutne's, because, among other reasons, I accept some first order heterodox logIcs as genutne alternatwes to (...)
    Direct download (3 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  45. LucianoDa F. Costa (2001). Back to the Origins of Science. Brain and Mind 2 (2):227-228.score: 240.0
    Direct download (7 more)  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  46. António Costa (forthcoming). Notas sobre a teoria coerentista da verdade. Crítica.score: 240.0
    No categories
    Translate to English
    | Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  47. Claudio F. Costa (2002). The Philosophical Inquiry: Towards a Global Account. University Press of America.score: 240.0
    Develops a "global theory" on the nature of philosophy.
    Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  48. Paes de Barros, Cláudia Graziano & Elizangela Patrícia Moreira da Costa (2012). Multimodal Genres in Textbooks: Are Students Being Schooled for Visual Literacy? Bakhtiniana 7 (2):38 - 56.score: 240.0
    No categories
    Direct download  
     
    My bibliography  
     
    Export citation  
  49. C. D. N. Costa (1988). D. F. Sutton: Seneca on the Stage. (Mnemosyne, Suppl. 96.) Pp. Vii + 72. Leiden: Brill, 1986. Paper, Fl. 30. The Classical Review 38 (01):153-.score: 240.0
  50. C. D. N. Costa (1990). F. Giancotti (Ed.): Seneca, Tieste. Testo Criticamente Riveduto E Annotato. Pp. Xi + 263. 2 Vols. (Continuous Pagination); Vol. I, Atti I, II & III; Vol. II, Atti IV & V. Turin: Giappichelli, 1989. Paper, L. 15,000 (Vol. I), L. 17,000 (Vol. II). [REVIEW] The Classical Review 40 (02):488-489.score: 240.0
1 — 50 / 512