20 found
Order:
Disambiguations:
Vladimir Safatle [22]Vladimir Pinheiro Safatle [1]
See also:
Profile: Vladimir Safatle (Universidade de São Paulo)
  1.  23
    Vladimir Safatle (2011). Espelhos sem imagens: mimesis e reconhecimento em Lacan e Adorno. Trans/Form/Ação 28 (2):21-45.
    Trata-se de analisar os usos da racionalidade mimética em Jacques Lacan e Theodor Adorno, isto a fim de mostrar como, nos dois casos, encontramos uma estratégia de reflexão sobre a mimesis que a eleva à condição de elemento fundamental para uma teoria do reconhecimento que não se esgote na temática da intersubjetividade. Neste sentido, este estudo insere-se em uma pesquisa mais ampla a respeito dos modos de aproximação entre psicanálise lacaniana e Escola de Frankfurt no que diz respeito ao problema (...)
    Translate
      Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  2.  9
    Vladimir Safatle (2005). Mirrors Without Images: Lacan and Adorno on Mimesis and Recognition. Trans/Form/Ação 28 (2):21-45.
    This article aims to understand the uses of mimetic rationality in Jacques Lacan and Theodor Adorno. Its try to shows that we have, in both cases, a endeavor to transform mimesis in the ground for a theory of recognition that is beyond intersubjectivity´s motives. This article is a part of a most global study about the relationships between lacanian psychoanalysis and Frankfurt School concerning the destiny of concepts like: subject and recognition.Trata-se de analisar os usos da racionalidade mimética em Jacques (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  3.  5
    Vladimir Safatle (2015). Uma certa latitude: Georges Canguilhem, biopolítica e vida como err'ncia. Scientiae Studia 13 (2):335-367.
    ResumoEste artigo procura discutir a possibilidade de uma biopolítica que não seja apenas a descrição dos mecanismos disciplinares de administração dos corpos e de gestão calculista da vida, mas possa fornecer um fundamento para a crítica social do capitalismo contemporâneo. Para tanto, trata-se de derivá-la do vita lismo de Georges Canguilhem e de suas discussões a respeito da normatividade vital, das relações entre o normal e o patológico e da errância própria à atividade vital. Ao fim desse processo, veremos como (...)
    Translate
      Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  4. Vladimir Safatle (2006). Linguagem e negação: sobre as relações entre pragmática e ontologia em Hegel. Dois Pontos 3 (1).
    resumo Trata-se de abordar o problema da teoria hegeliana da linguagem a partir do ponto onde pragmática e ontologia se articulam. Isto exige uma reflexão sobre a maneira com que Hegel organiza as dinâmicas da pragmática da linguagem levando em conta os modos de manifestação de uma negação ontológica no interior do campo de experiências lingüísticas da consciência. palavras-chave dialética, negação, linguagem, pragmática, atos de fala, contradição.
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  5.  8
    Vladimir Safatle (2011). Paranoia como catástrofe social: Sobre O problema da gênese de categorias clínicas. Trans/Form/Ação 34 (2):215-236.
    trata-se de discutir as relações entre a constituição da paranoia como categoria clínica e experiências estético-sociais de crise. Esta é uma maneira de se perguntar sobre as relações que categorias clínicas tecem com processos e valores advindos dos campos da política e da estética.
    Translate
      Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  6.  2
    Vladimir Safatle (2012). A forma institucional da negação: Hegel, liberdade e os fundamentos do Estado moderno. Kriterion: Revista de Filosofia 53 (125):149-178.
    No categories
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  7.  2
    Vladimir Safatle (2008). O amor é mais frio que a morte: negatividade, infinitude e indeterminação na teoria hegeliana do desejo. Kriterion: Revista de Filosofia 49 (117):95-125.
    No categories
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  8. Vladimir Safatle (2008). Sobre um riso que não reconcilia: Notas a respeito da" ideologia da ironização". A Parte Rei: Revista de Filosofía 55:12.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  9.  4
    Vladimir Safatle (2011). O que é uma normatividade vital? Saúde e doença a partir de Georges Canguilhem. Scientiae Studia 9 (1):11-27.
    No categories
    Translate
      Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  10. Vladimir Safatle (2013). L'amour est plus froid que la mort. Négativité, infinitude et indétermination dans la théorie hégélienne du désir. Revue Philosophique De Louvain 111 (2):361-387.
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  11.  8
    Vladimir Safatle (2008). O amor é mais frio que a morte: negatividade, infinitude e indeterminação na teoria hegeliana do desejo. Kriterion: Journal of Philosophy 49 (117):95-125.
    Translate
      Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  12.  2
    Vladimir Safatle (2009). Patologias do social: Um programa de pesquisa. Philósophos - Revista de Filosofia 13 (2):117-139.
    The aim of this article is to discuss the role of psychoanalysis in a reconstruction of a social critique based in a critique of reason. This requires an operation able to expose social critique as a critique of hegemonical forms of life. Such forms of life are orientated by claims of rationality that are presents in material practices, ways modes of social interaction and institutions.
    Translate
      Direct download (8 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  13.  3
    Vladimir Safatle (2012). A forma institucional da negação: Hegel, liberdade e os fundamentos do Estado moderno. Kriterion: Journal of Philosophy 53 (125):149-178.
  14.  1
    Vladimir Safatle (2006). Linguagem e Negação em Hegel. Dois Pontos 3 (1).
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  15.  18
    Vladimir Safatle, Ronaldo Manzi & Antonio Teixeira (eds.) (2008). A Filosofia Após Freud. Humanitas.
    Este livro é o resultado do II Encontro Nacional de Pesquisadores em Filosofia e Psicanálise, realizado em 2006 na Universidade de São Paulo, e reúne vários pesquisadores em torno de três temas - a filosofia após Freud, os problemas ...
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  16. Vladimir Safatle & Ich bin der Geist (2010). Death, Libido, and Negative Ontology in the Theory of Drives. In Jens de Vleminck (ed.), Sexuality and Psychoanalysis: Philosophical Criticisms. Leuven University Press 61.
    Direct download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  17. Vladimir Safatle (2012). Institutional Form of Netation: Hegel, Liberty and the Foundations of the Modern State. Kriterion: Journal of Philosophy 53 (125).
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  18. Vladimir Safatle (2006). Linguagem e negação: sobre as re. Doispontos 3 (1).
    No categories
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  19. Vladimir Safatle (2013). Love is Colder Than Death Negativity, Infinity and Indetermination in the Hegelian Theory of Desire. Revue Philosophique De Louvain 111 (2):361-387.
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  20. Vladimir Pinheiro Safatle (2015). O trabalho do impróprio e os afetos da flexibilização. Veritas 60 (1):12-49.
    Trata-se de discutir a centralidade do trabalho como categoria de reconhecimento através da problematização de sua natureza disciplinar. Isto nos levará a um duplo movimento: primeiro, a categoria de trabalho em Marx será relida à luz não apenas da temática da espoliação econômica da mais-valia, mas também da espoliação psíquica das relações de estranhamento entre sujeito e objeto; segundo, as modificações recentes no mundo do trabalho e as modalidades de sofrimento psíquico a elas associadas serão interpretadas a partir do impacto (...)
    No categories
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography