21 found

Year:

  1.  3
    Estudos Neokantianos, de Mario Ariel González Porta.Lucas A. D. Amaral - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):310-317.
    Talvez “redescobrimento” seja uma caracterização adequada para designar o _status_ do movimento neokantiano atualmente. Se, por um lado, o neokantismo tem recebido uma maior atenção em diversos lugares da Europa, América do norte, Ásia, e em alguns países da América Latina, por outro, na ainda jovem cultura filosófica brasileira, o estudo desse importante e decisivo movimento é algo atípico dentro de nossas instituições de ensino, para dizer o mínimo. De fato, a quantidade de trabalhos acadêmicos, artigos e livros sobre as (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2. La kantiana infinitud inmanente de Cassirer.Roberto R. Aramayo - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):62-84.
    Con su filosofía de las formas simbólicas Cassirer reflexiona sobre una infinitud inmanente que ya fue anunciada por el pensamiento kantiano. Los textos kantianos pueden ser leídos en clave simbólica, como sucede sin ir más lejos con su teoría de los postulados relativos a una existencia divina y un alma inmortal. El faktum de la razón, la libertad humana que reconocemos gracias a nuestra conciencia moral, nos permite franquear cualquier límite bajo la convicción de que podemos hacer cuanto nos dicte (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3.  1
    A história entre ciência e arte: Wilhelm Windelband e o dilema da teoria neokantiana da história.Jeffrey Andrew Barash - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):24-37.
    Este artigo enfoca a originalidade da tentativa de Wilhelm Windelband, o fundador da escola de neokantismo de Baden, de fornecer uma base teórica para a história como disciplina científica. Enquanto Kant, na Crítica da Razão Pura, tomou como modelo para toda a ciência a certeza das leis gerais da ciência da natureza, Windelband pretendia romper com os estreitos limites deste modelo kantiano para fornecer uma teoria de inteligibilidade científica que nenhuma busca por leis gerais poderia enfocar. No lugar dos conceitos (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4.  3
    KANT E O PROBLEMA DA METAFÍSICA. Comentário sobre a interpretação de Kant de Martin Heidegger.Ernst Cassirer & Adriano R. Mergulhão - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):334-362.
    Eu creio que devemos agradecer a Heidegger por nos ter claramente colocado, diante de nossos olhos, o verdadeiro “acontecimento” filosófico, que se consuma na fundamentação da filosofia de Kant, de modo que tal acontecimento torna-se visível na totalidade de sua força interna e em seu ímpeto. Mas, me parece que ele não percorreu a totalidade da esfera da problemática do “idealismo transcendental”.
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5. Kant e a não conceitualidade do espaço e do tempo.Maria Carolina Mendonça de Resende - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):281-308.
    Duas hipóteses guiaram o desenvolvimento deste trabalho. A primeira afirma o _status_ necessariamente epistêmico e, portanto, não ontológico, do espaço e do tempo na filosofia transcendental. A segunda é a de que o espaço e o tempo como formas _a priori_ da intuição sensível apresentam uma dimensão essencialmente não conceitual da experiência perceptiva. Em vista disso, neste artigo, nossa intenção é trilhar o caminho argumentativo da constituição da idealidade transcendental do espaço e do tempo a fim de compreender esse estatuto (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  6. Leibniz’s Influence on Hermann Cohen’s Interpretation of Kant.Scott Edgar - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):200-230.
    In the second edition of Hermann Cohen’s Kant’s Theory of Experience, he abandons the interpretation of Kant’s Anticipations of Perception that he gave in the first edition, in favourof a radically different one. On his early interpretation, the Anticipations is largely of psychological interest for its influence on, and continuing significance for, physiological psychology and psychophysics. But on his mature interpretation, it defends the superiority of a dynamic conception of nature over a mechanical conception. Further, on his early interpretation, Cohen (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7.  3
    A crítica de Ernst Cassirer à antropologia moderna e a determinação do ser humano como “animal symbolicum”.Tobias Endres & Rafael R. Garcia - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):411-429.
    O artigo examina os trabalhos completos de Cassirer, assim como seus escritos póstumos com relação à tese de Heinz Paetzold de que a filosofia de Cassirer sofre uma transformação em direção à antropologia em seu trabalho tardio, assim como a tese de Guido Kreis de que tal transformação da filosofia dos símbolos não é possível porque não pode garantir seu próprio fundamento. O autor demonstra uma continuidade no pensamento de Cassirer com relação ao tema da antropologia, segundo a qual Cassirer (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  8.  3
    A filosofia da matemática de Frege no contexto do neokantismo.Gottfried Gabriel, Sven Schlotter, Lucas A. D. Amaral & Rafael R. Garcia - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):363-376.
    Há muitos pontos de concordância entre Frege e os neokantianos. Isso vale especialmente para os representantes do neokantismo da teoria do valor ou do Sudoeste alemão na tradição de Hermann Lotze. Não discutiremos aqui todos os aspectos dessa proximidade; de acordo com o tema que propomos, ficaremos restritos à filosofia da matemática. A primeira parte do artigo tratará da relação entre aritmética e geometria, mostrando surpreendentes semelhanças entre Frege e o neokantiano Otto Liebmann. A segunda parte discutirá as diferentes recepções (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  9.  3
    Philosophie der Renaissance, de Ernst Cassirer.Rafael R. Garcia - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):318-332.
    Philosophie der Renaissance - Filosofia da Renascença - é o título que leva o volume 13 do Ernst Cassirer Nachgelassene Manuskripte und Texte [ECN 13], coleção das obras póstumas de Cassirer. O volume traz uma coletânea de textos escritos na década entre 1932 e 1942 nos quais o filósofo retoma e aprofunda teses e interpretações sobre este período da história da filosofia que lhe foi tão caro em toda a sua trajetória intelectual. Cumpre também dizer que com a publicação de (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  10. Objetividade e matematização da Física em Ernst Cassirer.Ivânio Lopes de Azevedo Júnior - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):256-280.
    O presente artigo discute a compreensão de Cassirer sobre a objetividade do conhecimento científico produzido pela física. Por se tratar de uma noção que perpassa várias obras do autor, e de diferentes períodos, minha escolha foi direcionar esforços, principalmente, para o terceiro volume da Filosofia das Formas Simbólicas. Esta escolha bibliográfica se justifica pelo fato de que, na referida obra, encontram-se dois aspectos estruturantes para o tratamento da questão proposta. O primeiro, de natureza sistemática, diz respeito à explicitação do processo (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  11.  2
    Loop quantum gravity in the light of neo-Kantian philosophy.Luigi Laino - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):231-255.
    The paper surveys the possibility of keeping a neo-Kantian approach in the face of Loop Quantum Gravity. Together with a preliminary analysis of Cassirer’s re-interpretation of Kantian philosophy that allowed him to harmonize the a priori cognitions with the theory of relativity and quantum mechanics, it will focus on the distinction between constitutive and regulativea priori. In this way, the paper will suggest that despite Rovelli’s refutation of Kant’s interpretation of space and time, he seems, at least implicitly, to hold (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  12.  4
    Cultura como segunda natureza: Filosofia da cultura, Filosofia transcendental “naturalizada” e a questão do espaço da cultura.Sebastian Luft & Lucas A. D. Amaral - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):377-397.
    Nesta contribuição, a filosofia da cultura de Cassirer é apresentada como uma aplicação especial da filosofia transcendental kantiana, então comparada a outra tradição aqui, a Escola de Pittsburgh, especialmente McDowell. O resultado é o conceito de Sellars de “espaço de razões”, que é então expandido por McDowell com seu conceito de “segunda natureza”. Uma interpretação interessante de um dos primeiros intérpretes de Cassirer – Howe – torna possível trazer “Marburgo” e “Pittsburgo” para a conversa. O resultado dessa comparação será uma (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  13. Apresentação do Dossiê Neokantismo / Presentation of the Dossier Neo-Kantianism.Adriano R. Mergulhão, Lucas A. D. Amaral & Rafael R. Garcia - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):9-21.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  14. Sistema, estrutura, significação. Alguns paralelos filosóficos nas teorias neokantiana e estruturalista da linguagem.Christian Möckel - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):38-61.
    No presente artigo serão discutidas algumas abordagens e explicações comparativas dedicadas à moderna teoria da linguagem, que podem ser encontradas tanto no filósofo neokantiano do símbolo Ernst Cassirer como nos linguistas estruturalistas Nikolaj Trubetzkoj e Roman Jakobson, que frequentemente se referem a Ferdinand de Saussure. Com esta finalidade, recorreremos a conceitualizações inovadoras usadas em comum no pensamento filosófico da primeira metade do século XX, tais como forma, estrutura, sistema, sinal, sentido ou significação e expressão, que determinam as respectivas teorias da (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  15.  1
    Critique of cultural sciences: Ernst Cassirer and symbolic monism.Przemysław Parszutowicz - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):146-162.
    The main goal of the paper is to show that Cassirer’s philosophy of symbolic forms may be viewed as a culmination of efforts of those thinkers who at the turn of the 19 th and 20 th century were a part of the so called anti-positivist movement. The paper focuses fore and foremost on those philosophers who in their attempts of grounding and defining Geisteswissenschaften were following the initial idea of Immanuel Kant’s transcendental philosophy. Cassirer’s symbolical monism is presented as (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  16.  4
    Monoteísmo e filosofia: Breves reflexões a partir de uma conferência de Hermann Cohen.Andrea Poma, Luis Celestino de França Júnior & Regiane Lorenzetti Collares - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):398-410.
    Hermann Cohen afirma, em uma conferência, que a aversão à religião se deve à desconfiança da filosofia, uma vez que esta oferece à religião seu fundamento crítico e autoconsciência. Ele formula três postulados religiosos. O primeiro é a ideia da unicidade de Deus, como fundamento da moralidade do homem. O segundo postulado é o messianismo, como fundamento da ideia de humanidade universal. O terceiro postulado é a promoção do estudo da Wissenschaft des Judentums. Este texto enfoca três temas: a relação (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  17. Prolegómenos a los “Prolegómenos” (Revisando la participación neokantiana en el Psychologismusstreit).Mario Ariel González Porta - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):164-184.
    Neokantianismo y realismo lógico desenvuelven dos formas de anti-psicologismo diferenciables tanto del punto de vista sistemático como histórico-filosófico. En las siguientes líneas me propongo clarificar el papel jugado por el neokantianismo en el así llamado Psychologismusstreit, intentando poner de manifiesto su peculiaridad.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  18. Infinitesimal method and judgment of origin.Hernán Pringe - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):185-199.
    The goal of this paper is to investigate the relation between Cohen's approach to differential calculus and his doctrine of pure thinking. We claim that Cohen's logic of origin is firmly based on his interpretation of infinitesimal analysis. More precisely, the transcendental method, when applied to differential calculus, reveals the productive capacity of thinking expressed by the judgment of origin.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  19. Kant e Rousseau: na encruzilhada da antropologia filosófica de Cassirer.Leonardo Rennó Ribeiro Santos - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):85-115.
    A interpretação de Cassirer da dívida intelectual de Kant para com Rousseau é conhecida e estabeleceu um marco real na crítica especializada de ambos os filósofos. No entanto, o exame desta dívida no interior do projeto cassireriano de constituição de uma Antropologia filosófica não foi ainda realizado, devido à rejeição de Cassirer das notáveis antropologias de Kant e Rousseau, que resultou na omissão deste tópico em An Essay on Man. Os manuscritos de Cassirer que testemunham a preparação dessa obra nos (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  20. “Como a legitimação de um bastardo”: o maquiavelismo de Hegel segundo Cassirer e Meinecke.Otávio Vasconcelos Vieira - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):116-145.
    O presente artigo pretende explicar como Meinecke e Cassirer entendem o maquiavelismo de Hegel enquanto a ‘legitimação de um bastardo’, estabelecendo um forte ponto de concordância no plano histórico-interpretativo ao reconhecerem um mesmo processo histórico, que se inicia com Maquiavel, passa pela teoria do Direito Natural dos séculos XVII e XVIII, e finaliza com Hegel. Para tanto, recorre-se a uma reconstrução e comparação de momentos relevantes de _O mito do Estado _, de Cassirer, e de _A ideia de Razão de (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  21.  7
    The 1860s Kant Revival and the Philosophical Society of Berlin.Lauri Kallio - 2021 - Kant E-Prints 15 (3):192-219.
    Neo-Kantianism emerged over the course of the 1860s and it occupied a leading position in the German universities from the 1870s until the First World War. Demands for getting "back to Kant" had become common since the early 1860s, and these demands were discussed in the meetings of the Philosophical Society of Berlin (Philosophische Gesellschaft zu Berlin; PGB), which was the international organization of Hegelians. In this paper I address some reactions among the PGB members to the 1860s Kant revival. (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
 Previous issues
  
Next issues