25 found

View year:

  1.  3
    Crítica e Ontologia no Tractatus. Algumas observações a partir de “A essência da proposição e a essência do mundo”, de L. H. Lopes dos Santos. [REVIEW]Marcelo Carvalho - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (2):27-36.
    Resumo:Este artigo discute a leitura que faz o estudo introdutório de Luiz Henrique Lopes dos Santos (1992) dos aforismos iniciais do Tractatus. Tal leitura vê, nesses aforismos iniciais, as consequências ontológicas de um argumento transcendental cuja premissa é a concepção de figuração desenvolvida nos aforismos subsequentes. Em contraste com essa leitura, aqui é defendido que se possa entender esses aforismos iniciais como uma investigação de toda normatividade, explicitando o vínculo entre necessidade e totalidade. Assim se aponta para uma nova perspectiva (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2.  7
    Negation.João Vergílio Gallerani Cuter - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (2):104-110.
    A negação, no Tractatus, não pode ser tratada como um conceito, tal como acontecia em Frege e em Russell. Se isto acontecesse, p e ~~p deveriam ter sentidos composicionalmente diferentes. A negação não pode se resumir a uma relação lógica entre dois enunciados, pois ~p deve ser construída a partir de p, e não o contrário. A negação é algo que devemos fazer para obter uma proposição a partir de outra (5.23). Ela é produto de uma ação, mas esta ação (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3.  5
    O Caso Mauthner: O Tractatus, o Círculo Kraus e a Significatividade da Negação.Mauro Luiz Engelmann - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (2):67-83.
    Argumento que precisamos mudar de perspectiva na elucidação da referência a Mauthner no Tractatus. A pergunta a ser feita não é “Quais são as semelhanças ou diferenças entre os projetos de Mauthner e do Tractatus?”, mas “Por que Wittgenstein se deu ao trabalho de negar que sua Sprachkritik poderia ter alguma relação com Mauthner?”. A significatividade da negação em “não no sentido de Mauthner” (TLP 4.0031) não se encontra em um problema comum para o qual Mauthner e Wittgenstein teriam suas (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4.  1
    This is How Things Are.Paulo Estrella Faria - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (2):111-124.
    Proponho uma interpretação das observações de Wittgenstein nas Investigações Filosóficas (§§ 134-6) sobre a doutrina da ‘forma proposicional geral’ exposta no Tractatus. Contra a leitura predominante, sustento que essas passagens contêm uma defesa, ao invés de uma rejeição sumária, do que eu alego ser o núcleo daquela doutrina. Recorro ao comentário de A. N. Prior ao § 134 das Investigações para salientar a estrutura anafórica do exemplo que dá Wittgenstein do uso, na linguagem ordinária, de uma variável proposicional. Encerro a (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5.  7
    O Logicismo de Frege e Russell e a Rejeição Tractariana de Classes: uma tentativa de elucidação de 6.031.Rodrigo Sabadin Ferreira - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (2):179-198.
    Wittgenstein afirma no Tractatus que a teoria das classes é supérflua na Matemática e que isso está relacionado ao fato de que a generalidade exigida pela Matemática não é “acidental” (TLP 6.031). O objetivo deste texto é elucidar essa afirmação chamando a atenção para o que, seguindo Gregory Landini, tomaremos como uma forma de Logicismo compartilhada por Frege e Russell. Esta forma de Logicismo tem dois princípios básicos, a saber: o uso de uma teoria lógica cujas variáveis estruturadas incorporam o (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  6.  4
    Sobre Linguagem e Ética.Camila Jourdan - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (2):37-49.
    O objetivo geral deste artigo é contribuir para as reflexões sobre as relações entre ética e linguagem a partir da obra de Wittgenstein, buscando compreender em que medida há uma irredutível dimensão ética envolvida nos limites da significação. Para tanto, retomamos as considerações sobre ética presentes no Tractatus, nos Notebooks 1914-1916 e na Conferência sobre Ética. A maior parte dos desenvolvimentos deste texto versa sobre a abordagem do ponto de contato entre ética, lógica e ontologia, levando em contaa influência de (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7.  5
    From Logic Towards the Mystical: the Appearance of Mysticism in Wittgenstein’s Writings.Rodrigo César Castro Lima - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (2):50-66.
    Meu objetivo aqui é o de abordar os escritos iniciais de Wittgenstein com base na tradição do misticismo filosófico. O benefício de minha leitura se deve ao fato de permitir uma certa clarificação no que tange a determinadas passagens obscuras, além de trazer à tona perspectivas inexploradas concernentes ao período inicial do autor; fase esta que, em minha opinião, ainda requer um nível de escrutínio adicional.Entendo que especialmente no caso do Tractatus, Wittgenstein não incida no místico por conta de uma (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  8.  4
    The Number of Things in the World and the Autonomy of Logic.Anderson Nakano - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (2):125-134.
    Em seu livro recente, Engelmann (2021) avançou uma leitura do Tractatus que, a seu ver, removeria as dificuldades presentes em outras leituras (em particular, nas leituras “metafísica” e “resoluta”). Neste artigo, ocupar-me-ei da crítica de Engelmann às leituras metafísicas do Tractatus. Tal crítica baseia-se na ideia de que essas leituras estão comprometidas com algumas necessidades de re, o que violaria a autonomia da lógica e a ideia Tractariana segundo a qual só há necessidade lógica. Analisarei o caso particular de uma (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  9. Elucidação, Ostensão, Acquaintance: como Ler o Aforismo 3.263 do Tractatus.João Lucas Pinto - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (2):164-178.
    O aforismo 3.263 do Tractatus de Wittgenstein parece enunciar um paradoxo: para elucidar o significado de um nome, pode-se recorrer a uma proposição que inclua este nome; mas uma tal proposição só será compreendida se já for conhecido o significado daquele nome. Neste artigo, pretendemos cumprir duas tarefas: (1) avaliar criticamente duas interpretações daquele aforismo (as de Hacker e Ishiguro), levando em consideração os eventuais papéis cumpridos na elucidação de um nome pela ostensão e pelo conhecimento sensível (acquaintance) do objeto (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  10.  7
    Sobre o Jovem Wittgenstein e a Filosofia Crítica: Schopenhauer no Tractatus.Luiz Henrique Lopes dos Santos - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (2):8-26.
    ResumoAinda que Schopenhauer não seja nominalmente referido no Tractatus, não há dúvida razoável de que ele esteja ali presente, particularmente nos aforismos sobre o solipsismo e a ética. Nesses aforismos, Wittgenstein apropria-se de várias teses e movimentos argumentativos que encontra em O Mundo como Vontade e Representação, mas faz uso deles para seus próprios fins filosóficos. Ao serem deslocados de seucontexto original ao contexto do Tractatus, eles mudam radicalmente de sentido e são incorporados a um percurso crítico lógico que resulta (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  11.  2
    Satz als Bild und Satz als Maßstab: Sobre o desenvolvimento normativo de uma metáfora.Marcos Silva - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (2):84-102.
    Neste artigo investigamos o desenvolvimento normativo da metáfora de réguas (Maßstäbe) no período intermediário da filosofia de Wittgenstein. Esta metáfora foi apresentada marginalmente no Tractatus para ilustrar como determinamos o sentido de proposições. Contudo, a partir de 1929, após alguns problemas lógicos acerca do estatuto da necessidade e da exclusão em alguns domínios linguísticos (comona atribuição de cores a pontos visuais), a metáfora de réguas toma gradualmente a centralidade da discussão. Aqui, nós examinamos como e por que esta metáfora acompanhou (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  12.  4
    Apresentação do número pelos editores convidados.Marcos Silva & Anderson Nakano - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (2):4-6.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  13.  1
    Wittgenstein’s Construal of “Numbers” as “Schemes” and the Color Incompatibility Problem.Araceli Velloso - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (2):135-163.
    Este artigo trata do chamado “problema de incompatibilidade de cores”, enfrentado por Wittgenstein no Tractatus Logico-Philosophicus, em seus Manuscritos inéditos 105 e 106, e em seu único artigo publicado – “Some Remarks on Logical Forms” (SRLF). Nossa tarefa será dupla. Primeiro, pretendemos mostrar como e por que Wittgenstein ficou preso nesse dilema. Nossa segunda tarefa será muito mais específica.Tentaremos elucidar alguns detalhes sobre a impossibilidade de reduzir predicados de cor a unidades mais fundamentais de brilho, croma e intensidade. Nosso objetivo (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  14.  7
    Scotus acerca dos universais.Vitor Bragança - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (1):4-15.
    ResumoNo presente artigo procura-se oferecer uma análise e avaliação críticas da posição de João Duns Scotus (ca. 1265 – 1308) a respeito do problema dos universais. Para tanto, é levada a cabo primeiramente uma breve exposição dos argumentos e conceitos centrais dos quais ele se utiliza para defender seu realismo. Em seguida, algumas críticas à posição de Scotus, em especial o cerne da que devemos a Guilherme de Ockham (ca. 1287 – 1347), são apresentadas em detalhes e então respondidas.Palavras-chave: Scotus, (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  15.  1
    APRESENTAÇÃO À TRADUÇÃO DO CAPÍTULO 5 (“Rational Psychology and the Pseudorational idea of the soul”), do livro de Michelle Grier: Kant’s doctrine of transcendental illusion. New York: Cambridge University Press, 2001, pp. 143- 171. [REVIEW]Patrícia Fernandes da Cruz - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (1):162-165.
    Apresentação de Psicologia Racional e a Ideia Pseudo-racional de Alma, de Michelle Grier.
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  16.  4
    Realismo Científico e Incomensurabilidade Metodológica: Autonomia Epistêmica Como Parte da Racionalidade Científica.Bruno Malavolta E. Silva - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (1):99-124.
    ResumoO argumento do milagre afirma que o realismo científico é a melhor explicação para o sucesso da ciência:teorias científicas são bem-sucedidas porque são verdadeiras, e cientistas são bem-sucedidos em encontrarteorias verdadeiras porque se baseiam em normas metodológicas confiáveis. A tese da incomensurabilidademetodológica afirma que teorias científicas não são escolhidas através de um algoritmo neutro de normas epistêmicas. Isso revela uma lacuna na explicação realista: normas epistêmicas confiáveis não são suficientes para conduzir a escolhas de teorias verdadeiras, pois tais escolhas também (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  17.  3
    A Música na Dissertatio de Arte Combinatoria, de Leibniz.Fabrício Fortes - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (1):32-41.
    ResumoO artigo apresenta um estudo sobre as aplicações feitas por Leibniz de sua arte combinatória ao campomusical. Elucidamos inicialmente alguns conceitos fundamentais, bem como alguns procedimentos dacombinatória leibniziana, e mostramos os usos musicais sugeridos por Leibniz para esses procedimentos.Em seguida, discutimos o alcance geral da abordagem combinatória em música e concluímos que Leibnizantecipa, na Dissertatio, a introdução de procedimentos vinculados à música contemporânea.Palavras-Chave: Combinatória. Música. Pensamento Simbólico. Leibniz.Abstract.The paper presents a study on Leibniz’s applications of his combinatorial art to the (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  18.  6
    Psicologia Racional e a Ideia Pseudo-Racional de Alma.Michelle Grier - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (1):166-185.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  19.  2
    Nietzsche: Crítica e Desprezo.Thiago Ribeiro Magalhães Leite - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (1):88-98.
    ResumoAlguns leitores de Nietzsche podem admitir certa dificuldade em reconhecer os limites entre a crítica, a genealogia e o filosofar com o martelo. Tais limites existem e podem ser delineados se buscarmos o elemento no qual cada uma dessas investidas atua. Este artigo procura elaborar a ideia de que a noção nietzschiana de crítica envolve o desprezo afirmativo, o riso e a zombaria. Ligada, portanto, a uma condição valorativa, a crítica é mais ofensiva, exigente e assumidamente tendenciosa do que se (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  20.  2
    O Conceito de Consequência Lógica e os Problemas do Pluralismo e do Anti-Excepcionalismo.Alberto Leopoldo Batista Neto - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (1):125-139.
    ResumoApresentam-se alguns conceitos fundamentais e posições representativas referentes a três debates correntesna filosofia da lógica, a saber aquele acerca da natureza da relação de consequência, o que versasobre o problema do pluralismo lógico (e sua alternativa fundamental, o monismo) e o que gira em tornoda chamada proposta anti-excepcionalista, que nega o caráter excepcional da lógica e a põe numa relaçãode continuidade essencial com as demais ciências, de modo a evidenciar pontos de conexão entre as trêsdiscussões mencionadas. Levanta-se, por fim, a (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  21.  4
    RESENHA de Peter S. Fosl, Hume’s Scepticism: Pyrrhonian and Academic. Edinburg: Edinburgh University Press, 2020, 378pp. [REVIEW]José Raimundo Maia Neto - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (1):157-161.
    Resenha de Peter S. Fosl, Hume’s Scepticism: Pyrrhonian and Academic. Edinburg: Edinburgh University Press, 2020, 378pp.
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  22.  3
    Liberdade e Imputabilidade em Kant: uma Controvérsia.Pedro Costa Rego - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (1):42-63.
    ResumoO presente artigo inscreve-se numa pesquisa constituída de duas etapas, das quais apenas a primeiraé aqui contemplada. Essa etapa consiste essencialmente num esforço por chamar a atenção para o queconsidero uma dificuldade conceitual relativa à noção de liberdade prática no pensamento de ImmanuelKant. Proponho que Kant trabalha com duas acepções distintas da liberdade que deve caracterizar oarbítrio humano, que são acepções dificilmente conciliáveis e cuja confusão torna problemático o projetofundamental de sua filosofia prática. Uma delas, conquistada argumentativamente nos seus textosfundacionais (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  23.  2
    Cos’è una Condizione? Il Categorico e l’ipotetico nella Logica del Pensiero Kantiano.Márcio Suzuki - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (1):64-87.
    ResumoO texto aqui apresentado pretende dar uma pequena contribuição à discussão sobre a relação entre lógicae ontologia na filosofia kantiana. Seu objetivo é mostrar como Kant segue a lógica dos wolffianos, mantendosua abordagem geral, não sem introduzir algumas mudanças importantes. Ao contrário dos filósofosdogmáticos, Kant, como se sabe, enfatiza a neutralidade ontológica e epistemológica da lógica geral, diferenciando-a da lógica transcendental, que apresenta as condições universais necessárias apenas com basenas quais se pode falar de conhecimento objetivo. Leibniz, Wolff e seus (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  24.  5
    Reassessing the Clash Between Isaiah Berlin’s Value Pluralism and Ronald Dworkin’s Monism.Mateus Matos Tormin - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (1):140-156.
    Resumo Este artigo reexamina o debate entre o pluralismo de valores de Isaiah Berlin (PV) e o monismo de Ronald Dworkin, sua “unidade do valor” (UV). Em primeiro lugar, o debate entre ambos é reconstruído por meio de duas proposições: de acordo com a proposição descritiva p, “é possível integrar nossos valores em um todo coerente”; de acordo com a proposição normativa Pn, “a melhor interpretação de nossos valores mostra que eles estão integrados em um todo coerente”. Enquanto PV nega (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  25.  5
    Inovação e Conflito nos Capítulos I ao III de O Príncipe de Maquiavel: Pocock e Lefort Contra o Reducionismo Socioeconômico da Noção de Classe na Interpretação de McCormick.Otávio Gonçalves Vieira - 2023 - Analytica. Revista de Filosofia 25 (1):16-31.
    ResumoO artigo aponta o reducionismo da determinação exclusivamente socioeconômica do povo e dos grandes na interpretação de McCormick sobre Maquiavel. Este reducionismo resulta em uma leitura limitada de O Príncipe, não examinando satisfatoriamente os capítulos I ao III e o problema da inovação neles expresso. Defende-se que estes capítulos e este problema podem ser examinados pela tematização do conflito, quando se considera a questão da desunião entre grandes e povo para além do seu caráter socioeconômico.Uma comparação entre as leituras de (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
 Previous issues
  
Next issues