Year:

  1. As diversas formas do conhecimento: bases histórico-filosóficas da pesquisa em educação.Silvio Sánchez Gamboa - 2017 - Filosofia E Educação 9 (3):120.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  2.  4
    ... Entre O Filosófico, O Ético, O Antropológico..Roberto Goto - 2017 - Filosofia E Educação 9 (3):1.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  3.  1
    Epistemologia qualitativa, fenomenologia e pesquisa-ação: diálogos possíveis.Erikson de Carvalho Martins & Gilberto Lacerda dos Santos - 2017 - Filosofia E Educação 9 (3):18.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  4. A Filosofia como dispositivo de transformação na educação.Danilo Melo - 2017 - Filosofia E Educação 9 (3):5.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  5. De Platão a Rubem Alves: Eros na educação contempor'nea.Luiza de Freitas Nunes - 2017 - Filosofia E Educação 9 (3):101.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  6.  1
    Ciência, Tecnologia E Sociedade: Ensino de Ciências No Referencial Pós-Estruturalista.Samuel Molina Schnorr & Carla Gonçalves Rodrigues - 2017 - Filosofia E Educação 9 (3):46.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  7. A Ética Marxista: Aproximações Conceituais, Perspectivas Políticas E Educacionais.Antonio Carlos Souza - 2017 - Filosofia E Educação 9 (3):76.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  8.  1
    Religação dos aspectos de natureza e cultura na formação humana.Rita Ribeiro Voss - 2017 - Filosofia E Educação 9 (3):149.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  9. O Gabinete de Emílio É a Terra Inteira: Viagem E Formação Em Jean-Jacques Rousseau.Priscilla Stuart da Silva - 2017 - Filosofia E Educação 9 (2):137-158.
    A viagem como temática é pensada aqui a partir do momento da obra em que Emílio é educado por seu preceptor para a vida adulta: o que inclui casar-se e ter filhos com Sofia, figura feminina que será sua esposa no futuro. O que fica evidenciado nas páginas da sua mais extensa obra de Rousseau é sua ênfase na natureza enquanto energia ou força formadora do homem; seu repúdio a erudição vazia e sem vinculação com a experiência vivida; e ainda (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  10. Para Além da Qualificação Profissional.Sílvio Gallo - 2017 - Filosofia E Educação 9 (2):1-6.
    Cada vez menos espaço é destinado para as humanidades de forma geral e para a Filosofia de modo particular nos desenhos e engenharias curriculares destes cursos. Parece então, para a SOFIE, de fundamental importância colocar em cena um debate em torno deste fenômeno que, de um lado, afirma a importância formativa da Filosofia e, de outro, reduz ou mesmo elimina sua presença nos espaços formativos.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  11. A Bravura Do Gosto.Schneider Lúcia Hardt, Rosana Silva de Moura & Rodrigo Mafalda - 2017 - Filosofia E Educação 9 (2):125-136.
    O gosto parece ser uma antítese da decadência. O gosto é uma luta constante consigo mesmo. Uma luta contra o nosso tempo, não se deixar levar pela fala rasa, única e para todos. Quais fios aprisionam o gosto para convertê-lo em unidade? Em que medida o gosto ganha credibilidade quando atinge a maioria. O tema do gosto nos alcançou por meio da obra de F. Nietzsche, O Caso Wagner – Nietzsche contra Wagner, em cujo texto o filósofo realiza uma crítica (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  12. Representações Sociais da Filosofia Como Disciplina Obrigatória Num Centro de Ensino Médio Em Ceil'ndia, DF.Pedro Alves Lopes - 2017 - Filosofia E Educação 9 (2):181-199.
    A presente pesquisa promove uma discussão sobre as representações sociais referentes à disciplina escolar Filosofia e a seu ensino. Parte-se de um questionário aberto, levando o entrevistado a responder, usando frases e orações com o objetivo de levantar conceitos, concepções, imagens e juízos sobre a Filosofiaenquanto disciplina do Ensino Médio. A partir dos dados coletados, foi feita uma análise do discurso, como forma de estudo das respostas às questões abertas. O estudo das representações sociais foi orientado pelo modo como Serge (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  13. Uma Análise de Planos de Ensino Na Perspectiva Bachelardiana.Adriana Paula Martins & Sueli Teresinha Abreu Bernardes - 2017 - Filosofia E Educação 9 (2):159-180.
    Este texto tem por objetivo identificar e analisar os possíveis obstáculos ao conhecimento nos planos de ensino de cursos técnicos integrados ao ensino médio do IFTM, sob a perspectiva teórica da epistemologia de Gaston Bachelard. Parte-se da questão norteadora: quais são os obstáculos ao conhecimento nos planos de ensino dos cursos pesquisados? Para respondê-la utiliza-se uma pesquisa documental e bibliográfica, com abordagem qualitativa, e à análise de significados. Conclui-se que o conhecimento utilitário e a transmissão de conhecimentos podem constituir-se em (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  14. A Filosofia da Educação Nos Cursos de Pedagogia Do Brasil: Da Obrigatoriedade À Dispensa Progressiva.Eldon Henrique Mühl & Elisa Mainardi - 2017 - Filosofia E Educação 9 (2):7-22.
    A filosofia nunca teve um papel relevante nos cursos de Pedagogia, mas sempre foi incluída no rol das disciplinas consideradas indispensáveis para a formação dos professores e, de modo especial, dos pedagogos. Na atualidade percebe-se, porém, sua dispensa progressiva com a justificativa da sua pouca utilidade na formação dos pedagogos. O presente texto analisa as razões desta dispensa, destacando a responsabilidade da filosofia e a visão reducionista da formação proposta no Curso de Pedagogia pela situação criada. Por fim, apresenta algumas (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  15. A Prática Reflexiva E Professor Em Formação.Darcísico Natal Muraro - 2017 - Filosofia E Educação 9 (2):48-70.
    O presente artigo tem por objetivo analisar a concepção de professor reflexivo na filosofia da educação de John Dewey. Indagamos: como Dewey concebe a prática reflexiva e a formação do professor? Para trabalhar esta questão optamos pela metodologia bibliográfica foca na análise do conceito de pensamento reflexivo como busca de solução aos problemas da experiência cotidiana. A prática reflexiva cria hipóteses que antecipam possíveis consequências do agir como prática de liberdade. Pensamento reflexivo constitui um princípio educativo que torna possível a (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  16. A Formação Do Professor Em Filosofia No Brasil: Restrição de Pensamento E Testemunho.Tiago Brentam Perencini - 2017 - Filosofia E Educação 9 (2):23-47.
    Ambiciono analisar no presente artigo como a ausência histórica da produção de pensamento sobre a formação docente se faz sentir na tradição universitária filosófica na contemporaneidade brasileira. Parto da hipótese de que a restrição histórica do debate sobre o ensino de Filosofia no Brasil acarretou a ausência de um campo dedicado a refletir sobre a formação docente na atualidade. Argumentarei a partir de dois caminhos complementares: de minhas pesquisas envolvendo o ensino de Filosofia nos periódicos de Filosofia e de educação (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  17. Filosofia da Educação E Pensamento Das Multiplicidades Em Michel Serres.Maria Emanuela Esteves Santos - 2017 - Filosofia E Educação 9 (2):98-124.
    O objetivo desse trabalho é trazer uma abordagem das multiplicidades como teoria da comunicação, segundo o pensamento de Michel Serres, e suas possíveis contribuições para se pensar um projeto de filosofia da educação como ‘a’fundamento da educação. Trata-se de ‘a’fundamentoda educação, visto que essa filosofia tensiona sobre os clássicos pares sujeito-objeto, conhecimento-ação. Tal projeto de filosofia da educação, por sua vez, estaria em melhor consonância aos desafios contemporâneos da educação que a filosofia de Michel Serres reconhece naquilo que denomina população (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  18. Filosofia da Diferença: Interfaces Educacionais.José Rogério Vitkowski - 2017 - Filosofia E Educação 9 (2):71-85.
    Esse artigo tem como objeto de estudo o conceito de filosofia e seus desdobramentos na filosofia da educação, no âmbito da formação docente. O eixo teórico-metodológico se ancora na filosofia da diferença ou da multiplicidade, na perspectiva dos filósofos franceses Gilles Deleuze e Felix Guattari. Os autores apregoam como função principal da filosofia a criação de conceitos. Nessa perspectiva a filosofia da educação encontra uma trilha metodológica singular que se dá através de processos de desterritorialização de conceitos para o plano (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  19. Questionamentos Sobre Uma Educação Problematizante: Pedagogia Do Conceito E Possibilidades de Resistência.Paola Sanfelice Zeppini - 2017 - Filosofia E Educação 9 (2):86-97.
    Em diversas obras, Deleuze insistiu na necessidade de se dedicar especial atenção aos problemas e à forma como são colocados. A pedagogia do conceito é a idade do conceito que permite à filosofia resistir aos seus rivais, na medida em que mostra que a criação conceitual é efetuada sempre em função de problemas que se impõem a cada filósofo e que não podem ser limitados à veracidade ou falsidade de suas soluções. Operando ressonâncias entre os campos da filosofia e da (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  20. O ser humano cultivado (pepaideumenos) em Aristóteles.Lucas Angioni - 2017 - Filosofia E Educação 9 (1):165-196.
    I discuss the notion of education or educatedness (paideia) involved in the ‘educated human being’ (pepaideumenos), which Aristotle presents at the beginning of his Parts of Animals and a few other passages. The competence of educated human beings makes them able to evaluate some aspects of the explanations in a given domain without having a determinate knowledge about the specific subject-matter in that domain. I examine how such a competence is possible and how it is related to other critical abilities (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  21.  1
    A Função Educativa da Ginástica Na República de Platão.Carolina Araújo - 2017 - Filosofia E Educação 9 (1):131-164.
    Este trabalho argumenta que há dois conceitos de ginástica envolvidos na proposta educativa da República de Platão: a ginástica da temperança e a ginástica para a coragem. A ginástica da temperança é uma autoeducação sobre o cuidado do corpo. Ela depende da educação pela poesia e consiste em um regime pessoal. Todos os cidadãos devem praticá-la. A ginástica para a coragem é uma prática funcionalmente especializada dos guardiões e consiste em treinamento atlético. Ela visa o fortalecimento da parte impetuosa e (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  22. A Sina de Odisseu E o Que o Nome Ensina.Andre Malta Campos - 2017 - Filosofia E Educação 9 (1):25-44.
    Quero explorar aqui um expediente fundamental da Odisseia: o jogo em grego entre Odusseús e o verbo odússomai. Trabalhando com essa etimologia fantasiosa, mas eloquente, Homero parece nos forçar a ver em “Odisseu” um nome tão transparente quanto o de outros personagens da narrativa, e chamar nossa atenção para implicações trazidas por esse jogo, especialmente a ligação com seu desaparecimento e a cólera vinda dos deuses.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  23. A Educação Sofística.Gabrielle Cavalcante - 2017 - Filosofia E Educação 9 (1):110-130.
    É lugar-comum entre os helenistas dizer que durante o século V a.C desenvolveu-se em Atenas um movimento, chamado sofística, que deu origem à educação propriamente dita. Pode-se dizer que os chamados sofistas são considerados os primeiros “docentes profissionais”, que cobravam pelos seus ensinamentos. O presente trabalho pretende apresentar uma caracterização dos sofistas como educadores; entretanto, tal caracterização não pode ser encontrada diretamente nos fragmentos que restaram dos próprios sofistas. Para tanto, recorreremos ao testemunho de Platão nos seus diálogos Protágoras e (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  24. Educação Socrática.Roberto Bolzani Filho - 2017 - Filosofia E Educação 9 (1):81-109.
    Este texto pretende apresentar e comentar as principais características da filosofia socrática, tal como elaborada em diálogos platônicos, que permitem compreender em que sentido essa filosofia pode ser vista como uma forma de ensino e aprendizado.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  25. Paideia Na "Lírica" Grega Arcaica: A Poesia Elegíaca E Mélica.Giuliana Rugusa & Rafael Brunhara - 2017 - Filosofia E Educação 9 (1):45-62.
    O artigo trata da dimensão paidêutica da “lírica” grega arcaica em dois dos gêneros abarcados nessa designação: elegia e mélica. Naquele, observamos um gênero cuja ocasião de performance prevalente era o simpósio; neste, na modalidade coral, o festival cívico-cultual. Lidamos, pois, com poesia essencialmente oral, que só existe de fato quando apresentada à audiência adequada, formada pela comunidade da polis, em diálogo que pensa, celebra, revalida seus valores e tradições, agregando à essencial função estética a paideiado homem grego. Mostram-no a (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  26. O projeto filosófico-educativo dos helenos.José Gabriel Trindade Santos - 2017 - Filosofia E Educação 9 (1):1-24.
    Dedicado ao tema da educação na Grécia Antiga, o presente número de Filosofia e Educação concentra-se na análise e na descrição do processo conducente à formulação do problema social e cultural da Educação. Embora a difusão do letramento na Cultura grega obrigue o fulcro da questão a convergir na Atenas dos sécs. V-IV, a.C., a complexidade do processo educativo não poderá ser abarcada se a Educação não for inserida no horizonte da História da Grécia, nos períodos Arcaico e Clássico.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  27. A educação trágica.José Antonio Alves Torrano - 2017 - Filosofia E Educação 9 (1):63-80.
    Apresentam-se primeiro os antecedentes da tragédia, as suas relações com o estado ateniense e sua importância no calendário das festas oficiais e na vida política ateniense. Com as tragédias de Ésquilo Os Persas e Agamêmnon, exemplificam-se a estrutura e o conteúdo doutrinário da tragédia. Por fim, descreve-se o modo trágico de propor reflexão e de reatualizar os valores tradicionais.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  28. O pensamento de Antonio Gramsci e as políticas educacionais na atualidade.Maria Josélia Zanlorenzi - 2017 - Filosofia E Educação 9 (1):197-203.
    O livro aqui resenhado reúne estudos que analisam as políticas educacionais na perspectiva de Antonio Gramsci e tem como objetivo compreender as relações sociais hegemônicas e suas influências na elaboração das políticas educacionais na atualidade.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
 Previous issues
  
Next issues