Year:

  1.  1
    As crianças participam de corpo inteiro.Kátia Agostinho - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (2):347-362.
    As crianças participam de corpo inteiro nos seus mundos de vida, visibilizando a natureza incorporada da ação humana. A partir de uma pesquisa etnográfica com crianças em nível de doutorado, sua empiria e bases teóricas, vimos que o corpo das crianças está na base de toda sua experiência social, mediador das relações, das práticas, dos discursos, das apropriações do Outro e do mundo. Tal ideia precisa ser considerada nas práticas pedagógicas, para que vençamos os fortes mecanismos de controle e dominação (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  2.  1
    A fenomenologia heideggeriana e a diferença de princípio entre filosofia e ciência.Marcos Alexandre Alves - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (2):216-243.
    Este artigo examina em âmbito fenomenológico as categorias da experiência fática da vida e do fenômeno histórico, a partir da primeira parte da preleção “Introdução à fenomenologia da religião”, proferida por Martin Heidegger, no semestre de inverno de 1920/1921. Elucida a peculiaridade dos conceitos filosóficos e a diferença de princípio que há entre filosofia e ciência. Apresenta a reelaboração do método fenomenológico, enquanto ponto de partida da filosofia, capaz de fazer jus à vida fática e à historicidade do Ser-aí. Examina (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  3.  1
    A economia internacional como promotora do desenvolvimento humano a partir da releitura de Amartya Sen sobre a teoria de Adam Smith. [REVIEW]Thaís Alves Costa & Evandro Barbosa - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (2):402-418.
    O presente trabalho tem como objetivo avaliar em que medida a releitura que Amartya Sen faz acerca da obra de Adam Smith permitiria vislumbra a economia internacional como promotora do desenvolvimento humano. Para tal, inicialmente, apresentaremos a releitura seniana da obra de Smith, focando em suas preocupações éticas, para em seguida, apresentar o modelo de justiça de Amartya Sen que visa à promoção do desenvolvimento humano através das liberdades. Para isso, utilizaremos como fio condutor dessa pesquisa as obras On ethics (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  4.  2
    Entre a conservação da memória e a possibilidade de novas fundações: o que permanece da tradição em Hannah Arendt? // DOI: 10.18226/21784612.v23.n2.3. [REVIEW]Daiane Eccel - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (2):267-286.
    Já é lugar comum entre os comentadores e estudiosos de Hannah Arendt enfatizar que ela diagnosticou o ocaso da tradição do pensamento ocidental, cujo limiar é encontrado nas teses de pensadores como Kierkegaard, Nietzsche e Marx. O que nos importa nesta breve investigação é, no entanto averiguar no que realmente consiste tal ocaso e o quanto ainda permanece ou necessita permanecer daquilo que ela chama de main tradition? O que, no final das contas, se conserva? É possível pensar em uma (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  5.  2
    Angústia e desespero como possibilidade de construção da existência humana a partir da filosofia de Sören Kierkegaard. [REVIEW]Luciano da Silva Façanha & Leonardo Silva Sousa - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (2):307-324.
    O objetivo do artigo consiste em analisar a experiência da angústia e do desespero, tomando como base a filosofia existencial de Sören Aabye Kierkegaard. Ao refletir sobre a angústia e o desespero, intentamos acentuar o caráter positivo de tais experiências. Através da angústia, o homem pode tomar reconhecimento que é um ser-capaz-de, e que diante de diversas possibilidades, pode escolher, exercitando sua liberdade. No tocante ao desespero, o homem pode perceber os graus de inautenticidade de sua condição existencial. A partir (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  6.  1
    Progresso e não determinismo científicos a partir de conceitos-chave da epistemologia de Thomas Kuhn. [REVIEW]Marcello Ferreira, André Luís Silva da Silva & Maria de Fátima da Silva Verdeaux - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (2):244-266.
    O presente texto busca na epistemologia de Thomas Kuhn aportes teóricos sobre a forma como a Ciência progride, os quais sugerem uma aproximação com aspectos históricos de uma Ciência, por definição, não determinista. Foram discutidos os conceitos de paradigma, incomensurabilidade, Ciência normal, anomalias e crises, revolução científica e Ciência extraordinária, com base na obra A Estrutura das Revoluções Científicas, em literatura correlata e fontes secundárias. As consequências desse encadeamento teórico levam, à luz da epistemologia de Kuhn, a fundamentos que permitem (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  7.  1
    As raízes filosóficas das questões que envolvem a revisão ética nas pesquisas científicas no Brasil. [REVIEW]Fausto dos Santos Amaral Filho - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (2):287-306.
    O presente artigo busca identificar os possíveis fundamentos filosóficos que possam embasar a área biomética, junto ao sistema CEP/CONEP, que justifiquem o seu domínio frente às questões relativas à revisão ética na pesquisa científica no Brasil. Para tanto, começa por expor o modo pelo qual se processa a referida ingerência e a sua inadequação ético-epistemológica. Na sequência, identifica no surgimento da própria concepção de episteme, na Grécia antiga, as possíveis raízes desse imbróglio. Terminando por mostrar que é a partir de (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  8.  2
    Refutação do conceito de confiança de Richard Foley: a impossibilidade de um uso não analógico em Epistemologia do Testemunho. [REVIEW]Patricia Ketzer - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (2):325-346.
    Ainda que Richard Foley não apresente uma definição clara de confiança, não podemos negligenciar a relevância de seu trabalho para as discussões posteriores sobre o tema. A característica peculiar da abordagem foleyana frente a outras é sua tentativa de oferecer uma contribuição exclusivamente epistêmica de confiança. Trata-se de uma proposta de uso não analógico do conceito, que desconsidera os aspectos morais envolvidos em confiar. Apresentaremos os argumentos de Foley sobre autoconfiança, bem como o argumento que deriva confiança nos outros de (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  9.  1
    A Ciência e as Humanidades // Les Sciences et les Humanités.Josemar de Campos Maciel & João Alberto Mendonça Silva - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (2):420-434.
    Texto que vem demonstrar a correlação entre disciplinas tidas, por vezes, como díspares, no caso a linguística e a matemática, e como existe um real enlaçamento entre as mesmas, principalmente no campo analítico. O autor vem discorrer sobre uma epistemologia respeitosa pelas categorias próprias a cada conhecimento, de modo a tornar o desenvolvimento lógico-científico numa abordagem multidisciplinar, congregando várias áreas, principalemente, nesse caso, a inguística e a literatura, como fomentadoras de uma estruturação lógico-analítica ímpar ao cientista.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  10.  3
    Democracia republicana e cidadania contestatória em Philip Pettit.Alberto Paulo Neto - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (2):363-382.
    A filosofia política de Philip Pettit realiza a leitura normativa da matriz republicana de pensamento político. Na sua construção historiográfica e normativa do significado do republicanismo é reafirmada a centralidade da liberdade como não-dominação. Pettit mantém o intuito de releitura da cidadania republicana como sendo inclusivista e que possui o cunho de realidade política em sua notória preocupação com a condição social dos cidadãos. O republicanismo apregoa que a liberdade como não-dominação é o princípio necessário para avaliação de qualquer organização (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  11.  3
    Da magia ao ciberespaço: a imagem como mediação das angústias primitivas.Marsiel Pacífico & Luiz Roberto Gomes - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (2):383-401.
    Para lidar com seus medos primitivos, o homem utilizava a imagem como mediação destas tensões. Nas pinturas rupestres das cavernas e nas práticas de magia, rituais buscavam apaziguar as decorrências de nossas fragilidades, sobretudo na dimensão da finitude do homem tensionada pela sua relação com a natureza. A tentativa de superação desta tensão deu-se, historicamente, sob a égide da razão. Todavia, na falência do plano moderno do esclarecimento pautado no desencantamento do mundo, que se daria pela elevação dos sujeitos em (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  12.  1
    Apresentação // Presentation.Everaldo Cescon, Evaldo Antônio Kuiava & Nilda Stecanela - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (1):IX-XII.
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  13.  7
    Profissão docente no século XXI: concepções do professor sobre o seu papel na sociedade contempor'nea. [REVIEW]Lizie Mendes Clock, Ana Lucia Pereira Baccon, Lucken Bueno Lucas & Thamiris Christine Mendes - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (1):77-96.
    O artigo traz resultados de uma investigação de mestrado que teve por objetivo pesquisar as concepções de um grupo de professores a respeito das funções que os mesmos exercem frente à sociedade contemporânea. Partiu-se da premissa de que suas concepções guardam relação com suas práticas educativas e pedagógicas. Trata-se de uma pesquisa desenvolvida na perspectiva qualitativa, com cinquenta e um professores que atuam em seis escolas estaduais da cidade de Ponta Grossa-PR. Elegeu-se como aporte teórico autores que tratam da formação (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  14.  2
    La escuela como cultura y sus prácticas educativas: entrevista con Augustín Escolano Benito.José Edimar de Souza - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (1):199-207.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  15.  2
    Manifesto dos Educadores Mais Uma Vez Convocados: a concepção de público.José Edimar de Souza & Darciel Pasinato - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (1):114-136.
    O presente artigo trata sobre o Manifesto dos Educadores Mais Uma Vez Convocados: a concepção de público. O problema do artigo busca responder a uma questão central: qual a concepção de público presente no Manifesto dos Educadores Mais Uma Vez Convocados em 1959? O objetivo geral é analisar os problemas educacionais no Brasil, como a falta de educação pública, gratuita, obrigatória e laica, assim como a falta de verbas para a escola pública no contexto das décadas de 1950 e 1960. (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  16. A perspectiva da alteridade na educação.Adilson Cristiano Habowski, Elaine Conte & Natália de Borba Pugens - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (1):179-197.
    O estudo reflete sobre o conjunto de categorias que coloca a alteridade como princípio articulador e compreensivo do saber das diferenças em Emannuel Lévinas. Uma ética da alteridade é um desafio para uma sociedade que uniformiza os processos de ensino e desvaloriza o ser em uma relação de supremacia do eu frente ao alter. A esfera educacional é propícia ao desenvolvimento de uma ética da alteridade, pois tem por princípio o diálogo e o respeito ao outro, enquanto compromisso de abertura (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  17.  2
    Pesquisas sobre leitura e escrita nos Programas de Pós-Graduação em Educação do Sul do Brasil. [REVIEW]Otilia Lizete de Oliveira Martins Heinig - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (1):19-44.
    As pesquisas sobre leitura e escrita é o foco deste artigo que visa mapear e apresentar as teses e dissertações dos programas de pós-graduação em Educação de Santa Catarina e Paraná que investigaram leitura e escrita; analisar o contexto geral das pesquisas, destacando o foco investigativo; refletir sobre os fazeres realizados e as ausências sentidas. A ancoragem teórica aproxima os estudos dos letramentos compreendendo-os como um conjunto de práticas que se fazem com a linguagem sob a ótica enunciativa com destaque (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  18. Construção do ponto de vista e a alteridade em textos produzidos por alunos do Ensino Médio. [REVIEW]Osvaldo Barreto Oliveira Júnior & Dinéa Maria Sobral Muniz - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (1):45-62.
    Educar na diferença pressupõe respeitar as diversas vozes dos sujeitos da escola, a fim de que, sociocognitivamente, estudantes e professores construam saberes, partilhando experiências, socializando conhecimentos e refletindo sobre seus modos de ver/conceber as coisas do mundo. Por essa razão, o professor de língua portuguesa precisa estar atento aos modos de compreensão que seus alunos revelam quando produzem dizeres nas atividades realizadas em sala de aula. Para isso, é preciso assumir que os sentidos são sempre negociados, e que os sujeitos, (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  19.  3
    Currículo e planejamento na Educação Infantil: datas comemorativas em debate.Aliandra Cristina Mesomo Lira, Eliane Dominico & Lilian Martins - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (1):137-153.
    O objetivo desse texto é problematizar o trabalho com as datas comemorativas instituído e praticado nas instituições educativas, geralmente por meio de festividades que incluem apresentações, lembrancinhas e danças, além de semanas temáticas. Considerando a educação infantil como fase importante para o desenvolvimento das crianças, reflete sobre o currículo para essa etapa de ensino e questiona os encaminhamentos adotados nas práticas que privilegiam um planejamento assentado em datas comemorativas no calendário escolar, pois tratam as situações de forma superficial e muitas (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  20. Theodor W. Adorno e a dialética negativa.Pedro Savi Neto - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (1):2-18.
    O presente artigo, baseado em uma pesquisa teórica, se propõe a abordar a concepção da dialética negativa de Theodor Adorno, partindo de sua crítica aos sistemas filosóficos tradicionais de caráter idealista. A filosofia de Adorno se afigura como crítica às filosofias de caráter idealista, na medida em que entende que tais sistemas filosóficos partem de uma relação de conhecimento entre sujeito e objeto que se trata, em verdade, de uma relação de dominação, na medida em que é ditada por interesses (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  21. Reimaginação das cidades de Calvino por meio de fragmentos introdutórios.Fabiane Olegário & Sandra Mara Corazza - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (1):63-76.
    Este ensaio tem como objetivo afirmar a leitura e a escrita enquanto processo ativo tradutório, por meio da reimaginação do Texto de Partida As cidades invisíveis, redigido em 1972 pelo autor italiano Ítalo Calvino. O ensaio é tecido mediante a noção de fragmentos, tal como entendido por Tavares, em que a escrita se constitui como uma experimentação do pensamento. Toma como ponto de partida as pistas deixadas pelo viajante Marco Polo, na obra de Calvino, a qual foi lida e reinventada (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  22.  6
    Por uma crítica contempor'nea da educação: Justiça Ambiental e o caso das comunidades quilombolas de Oriximiná. [REVIEW]Vilmar Alves Pereira & Jacqueline Rogério Carrilho Eichenberger - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (1):97-113.
    O presente artigo pretende elucidar questões relacionadas ao pensamento ecológico contemporâneo, antropológico e social relacionado à Ecologia Política e a Justiça Ambiental, assim como, o caso das comunidades de Oriximiná/PA que trazem para o bojo das discussões uma profunda crítica aos paradigmas dominantes do conhecimento ambiental contemporâneo e da própria Educação Ambiental. O estudo confere a importância da investigação sobre o tema já que a ecologia política se estabelece no espaço que é do conflito, da disputa pela reapropriação da natureza (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  23. NANCY, Jean-Luc. Banalidade de Heidegger.Luís Gabriel Provinciatto - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (1):209-214.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  24.  2
    Diversidade na Educação Escolar: limites e possibilidades.Léia Adriana da Silva Santiago & Maria Licia dos Santos - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (1):154-178.
    O presente estudo tem como objetivo investigar como a diversidade afrobrasileira e indígena está contemplada na educação escolar, compreendendo que a escola é um lugar estratégico de articulação, um espaço para propostas de mudanças em relação a uma educação que respeite as diferenças e singularidades. A problematização se pautou na reflexão do livro didático, nos desafios e nas práticas dos professores, com o objetivo de analisar e compreender as mudanças e permanências, as inclusões e exclusões, os estereótipos, os preconceitos, a (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
 Previous issues
  
Next issues