Year:

  1. ONTOLOGIA E CIÊNCIA NA CRÍTICA DE NIETZSCHE À METAFÍSICA EM HUMANO, DEMASIADO HUMANO.William Mattioli - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 145 (145):231-259.
    RESUMO Neste artigo, discuto o que considero serem os pressupostos ontológicos da crítica de Nietzsche à metafísica no primeiro livro de Humano, demasiado humano e a natureza da relação estabelecida por ele entre filosofia e ciência. Busco definir sua posição como um realismo científico moderado, que considera que as ciências caminham progressivamente em direção a uma concepção puramente dinâmica do real. ABSTRACT In this paper I discuss what I consider to be the ontological assumptions of Nietzsche’s critique of metaphysics in (...)
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2.  10
    Teleology and Nous in Plotinus’s Ennead 6.7.Bernardo Portilho Andrade - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (147):609-632.
    In this paper, I argue that Plotinus’s critique of divine deliberation in Ennead 6.7 does not seek to banish teleology altogether from his philosophy of nature. Rather, his critique aims to situate teleology within his own metaphysical system so as to reconcile it with the basic principles governing the intelligible universe. In this sense, Plotinus does not propose that we expunge all reference to notions of utility and benefit from our natural explanations; he merely wishes to render those notions coherent (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3. Imaginação E Horror. Uma Reflexão a Partir de Bachelard.Marco Heleno Barreto - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (147):809-833.
    RESUMO O artigo propõe-se a explorar, a partir de uma posição bachelardiana, as relações entre imaginação e horror. Para tanto, examino o campo dos sonhos vividos durante o regime de terror nazista, e em especial o material onírico e a experiência vivida por Jean Cayrol no universo concentracionário, pondo à prova teses fundamentais da concepção bachelardiana acerca da imaginação criadora em sua significação antropológico-existencial. ABSTRACT The paper explores the relations between imagination and horror, from a Bachelardian perspective. The analysis draws (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4.  5
    Vida E Direito Entre Giorgio Agamben E Yan Thomas.Benjamim Brum Neto - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (147):559-579.
    RESUMO O presente artigo pretende explorar um tema ainda incipiente na literatura secundária referente ao estatuto do direito em Giorgio Agamben e ao peso do direito romano em seus trabalhos. Para isso lançamos mão do debate entre Agamben e Yan Thomas, um importante historiador do direito romano com quem Agamben teve um contato bastante intenso. Ao longo do artigo pretenderemos mostrar três coisas: em primeiro lugar, a relação de Agamben com a biopolítica, destacando, sobretudo, o aspecto articulatório da noção de (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5.  2
    Chance (Τύχη), Fate (Εἱµαρµένη), 'Whatdepends on Us' (Τὸ Ἐφ' Ἡµῖν) and Providence (Πρόνοια) in Plutarch's Quaestiones Convivales.Rodolfo Lopes - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (147):851-868.
    ABSTRACT One of the many philosophical issues discussed throughout Plutarch's Quaestiones convivales has to do with the origin and inner structure of the universe, i.e., cosmological discussions. It would be impossible to discuss in detail every passage of the treatise that deals with cosmological issues. Therefore, I chose to limit my analysis to the concepts of chance, fate, ‘what depends on us ’, and providence. My purpose is to explain these concepts in the QC and to extract from them a (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  6. Atribuciones de Agencia Mental Y El Desafío Desde la Psicopatología.Pablo López-Silva - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (147):835-850.
    RESUMEN Una atribución de agencia mental es definida como el acto de asignar el inicio o autoría de un pensamiento en primera persona a un agente específico, esto, con el fin de generar grados suficientes de control sobre nuestra vida cognitiva. Si bien esta estrategia es fundamental para distinguir diferentes tipos de estados cognitivos - tales como deliberaciones, razonamientos, juicios, entre otros -, muchos autores han indicado que también es clave para entender experiencias cognitivas psicopatológicas en psicosis. Este artículo revisa (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7. The Challenge of a Fraternal Social Coexistence. A Reflection Stemming From the Essay “la Sfida Della Convivenza” by Alberto Pirni.Israel Moura Barroso - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (147):747-768.
    ABSTRACT This article starts from the analysis of the work “La sfida della convivenza”, by Italian philosopher Alberto Pirni, to establish with it a dialogue around the principle of fraternity. In his essay, Pirni offers an essential lexicon to discuss the possibilities of social coexistence between different individuals, groups, communities and cultures in contemporary societies. The first part of the article offers a summary of the ideas of the author, who seeks to deepen the meaning of key concepts for the (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  8.  2
    Altruism and Moral Enhancement.Cinara Nahra - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (147):633-648.
    ABSTRACT In this article I will be discussing what altruism is, distinguishing altruistic motivations and altruistic behaviour. Pure altruism is when the motivation to benefit another is exclusively to increase the other's welfare, and impure altruism is when the motivation to benefit another is solely to increase your own wellbeing, or includes on some level, increasing your own welfare. Soft altruism is helping behaviour and robust altruism is improving the welfare of another individual at the expense of the altruist. Having (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  9.  1
    O Desenvolvimento da Teoria Semiótica de Husserl de 1890 a 1901.Daniel Peluso Guilhermino - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (147):649-674.
    RESUMO O artigo tem por objetivo analisar a mudança no regime do signo que ocorreu na filosofia de Husserl entre os anos de 1890 e 1901. Para tanto, partimos da reconstrução da teoria do simbolismo apresentada em Sobre a Lógica dos Signos, de 1890, e analisamos a recepção de algumas de suas teses centrais em Investigações Lógicas, de 1901. Querse, com isso, sublinhar a relevância histórica deste pequeno tratado de 1890 para a fenomenologia madura de Husserl. Ver-se-á, específicamente, que a (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  10.  3
    Carl Schmitt: Entre El Derecho Y El Conocimiento Humano Elucidación de Una Teoría de la Comprensión Jurídica En Las Obras Tempranas de Carl Schmitt.Diego Pérez Lasserre - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (147):675-698.
    RESUMEN En sus textos tempranos, Schmitt recurrentemente se dedica a criticar lo que se conoce como “positivismo jurídico”. Su principal objeción, como bien ya se deja ver en Ley y juicio, es que esta teoría se queda en la pura abstracción de los textos jurídicos y no toma en consideración los aspectos concretos de la realidad a la que las categorías normativas se deben aplicar Este trabajo pretende justificar que ya en estos textos tempranos el pensador alemán identifica que uno (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  11.  3
    Las Bases Naturales de la Virtud En Aristóteles. Una Lectura No Naturalista.Gabriela Rossi - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (147):723-746.
    RESUMEN Recientes intentos por conectar la ética y la biología aristotélicas marcan una suerte de continuidad entre el carácter de los animales no racionales y de los seres humanos, de modo tal que en la descripción de los caracteres de los animales no racionales puede identificarse el punto de partida biológico del propio ser humano en el desarrollo de su carácter moral. En este artículo, propongo señalar los límites de este tipo de lectura, ya que, entendida de cierto modo, ella (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  12.  2
    O Problema da Penetrabilidade Cognitiva da Percepção: Um Caso de Vício Intelectual?José Renato Salatiel - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (147):769-787.
    RESUMO A percepção, o modo pelo qual sentimos o mundo, é comumente distinta da cognição, o modo pelo qual o pensamos. Entretanto, a percepção parece exercer um papel importante na justificação de crenças empíricas, ainda que haja divergência a respeito de como isso ocorre. A hipótese da penetrabilidade cognitiva da percepção problematiza ambas essas afirmações. Segundo essa teoria, estados cognitivos anteriores podem afetar a etiologia do conteúdo sensório da experiência, gerando, como efeito, uma espécie de insensibilidade aos estímulos externos. Como (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  13.  2
    Heidegger E Paulo: A Modalidade de Vida Autêntica ( Wie ) E a Temporalidade Escatológica Na Apropriação Fenomenológica da Proclamação da Παρoυσíα.Bento Silva Santos - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (147):581-607.
    RESUMO O artigo trata da apropriação fenomenológica das epístolas aos Tessalonicenses levada a termo por Martin Heidegger em sua prelação do semestre de inverno de 1920-1921 intitulada “Introdução à Fenomenologia da Religião”, quando era assistente de Edmund Husserl na Universidade de Freiburg. A preleção foi publicada pela primeira vez no quadro da Edição Integral das obras de Heidegger em 1995. No artigo considerarei especialmente a noção de temporalidade escatológica a partir da análise do fenômeno cristão da παρoυσíα fora do contexto (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  14. Metafísica Teórica E Metafísica Prática Em Schopenhauer À Luz da Influência de Francis Bacon.Luan Corrêa da Silva - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (147):789-808.
    RESUMO O presente artigo tem por objetivo caracterizar a “metafísica prática ” em Schopenhauer. Segundo essa caracterização, a metafísica prática corresponde ao correlato prático da “metafísica teórica” e, desse modo, ao correlato empírico do discurso filosófico. Para Schopenhauer, isto equivale a afirmar a possibilidade de comprovação, via experiencia, da tese metafísica fundante de “O mundo como vontade e como representação”, a saber, da identidade metafísica da vontade subjacente aoplano da multiplicidade aparente. Por funcionar como uma espécie de prova empírica desta (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  15.  1
    Argumentos Antisténicos En El Eutidemo de Platón.Francisco Villar - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (147):699-721.
    RESUMEN Una interpretación extendida del Eutidemo sostiene que la práctica erística de la cual Platón busca distanciarse en el diálogo constituye una referencia velada a la dialéctica desarrollada por el socrático Euclides y sus seguidores megáricos. No obstante, los expertos reconocen que la segunda demostración erística pone en boca de Eutidemo y Dionisodoro dos posiciones que fueron defendidas por Antístenes, según las cuales no es posible decir falsedades ni contradecir. Este trabajo busca analizar las refutaciones de dicha sección y confrontarlas (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  16.  5
    A Ideologização de “Rousseau” No Teatro da Revolução Francesa.Marco Rampazzo Bazzan - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (146):481-500.
    RESUMO O objetivo deste artigo é ressaltar o impacto das manifestações dos sans-culottes nas ruas de Paris entre 1792 e 1794 e da politização do debate público sobre a ideologização de Rousseau. De fato, no teatro da Revolução Francesa a mobilização do povo parisiense representa a referência “real” das discussões e polêmicas que se desenvolvem acerca da soberania e expressão da vontade popular. A este respeito, as divergências na teoria e na publicística lidam basicamente com a questão da legitimidade, da (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  17.  5
    Sujeição, Subjetivação E Migração: Reconfigurações da Governamentalidade Biopolítica.Cesar Candiotto - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (146):319-338.
    RESUMO O artigo estuda, em um primeiro momento, os processos de sujeição e subjetivação nos trabalhos de Michel Foucault e sua relação com a dupla dimensão, moral e material, da governamentalidade. Se em sua dimensão moral a produção de sujeições tem como contraponto os processos éticos de subjetivação, já em sua dimensão material predomina o governo biopolítico do meio vital no qual populações são reguladas e sujeitadas em detrimento das possibilidades de subjetivação. A ênfase do governo biopolítico é especialmente observável (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  18.  3
    A Sophía Em Metaph. A2: Da Ciência Das Causas Primeiras Ou Princípios À Ciência Divina.Guilherme da Costa Assunção Cecílio - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (146):427-461.
    RESUMO Tendo por base a ligeiramente controversa idéia de que a caracterização de sophía como a “ciência das causas primeiras ou princípios” seja a formulação cardeal de ciência suprema na “Metafísica” de Aristóteles, neste artigo examinamos Metaph. A2, o capítulo que contém tal caracterização. Em primeiro lugar, seguimos a análise aristotélica dos pontos de vista ordinários acerca da sophía e do sophós, análise que culmina na referida descrição de sophía. Em seguida, examinamos como a concepção de sophía como ciência de (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  19.  3
    O Problema da Extensão Do Conhecimento Na Hipótese Regulacionista da Iluminação Em Agostinho de Hipona.Daniel Rodrigues da Costa - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (146):363-380.
    RESUMO O objetivo deste artigo é analisar o problema da extensão e do conteúdo da iluminação uma vez que se adote a interpretação regulacionista para a teoria do conhecimento de Agostinho. O regulacionismo, tese defendida por Etienne Gilson, afirma que a iluminação divina do intelecto humano diz respeito ao caráter necessário dos conhecimentos alcançados pela inteligência, e não sobre o conteúdo do conhecimento; assim, a iluminação não teria por função auxiliar na formação de conceitos, mas teria a função de julgar (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  20.  6
    Thought in the Service of Intuition: Heidegger’s Appropriation of Kant’s Synthetic a Priori in Die Frage Nach Dem Ding.Cristina Crichton - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (146):339-361.
    ABSTRACT There is general agreement that Kant’s thought strongly influenced Heidegger’s. Nevertheless, there is still much work to be done in order to fully appreciate this influence. A central theme to disclose the relation between these authors is the role they give to the transcendental. In this paper I show that Kant’s account of intuition is the focus of Heidegger’s interpretation of Kant in his Die Frage nach dem Ding, since Heidegger interprets Kant’s treatment of intuition as a delimiting of (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  21.  5
    Mímesis E Identidad Política. Una Problematización Adorniana de la Democracia.Emiliano Gambarotta - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (146):381-402.
    RESUMEN Este trabajo busca hacer un aporte a la discusión actual en teoría política, específicamente, a las categorías a través de las cuales se indaga la democracia. Con este fin, se propone una crítica a la noción de “identidad política”, la cual avanza por dos caminos: el principal retoma la crítica de Adorno a la lógica identificante y a la relación sujeto-objeto que ella entraña. Sobre esta base se problematiza esa relación sujeto-sujeto que es el lazo político. Como una suerte (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  22.  5
    Sobre a Percepção Em Plotino.Loraine Oliveira - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (146):463-480.
    RESUMO A percepção sensível é a faculdade cognitiva da alma, que recebe, por meio dos órgãos dos sentidos, um conjunto de características dos objetos, tais como altura, largura, cor, cheiro, som, e também aquilo que pode nos afetar, como, por exemplo, a dor proveniente de uma queimadura, ou o prazer causado por uma melodia. Compreender o processo perceptivo, em relação aos seus diferentes tipos de objetos - afecções, qualidades e impressões - é o escopo deste estudo. ABSTRACT Sensible perception is (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  23.  5
    Deconstrucción de Lo Trágico. La Literatura Como Apuesta Filosófica Y Política En Lacoue- Labarthe Y Derrida.Andrea Potestà - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (146):275-292.
    RESUMEN El presente artículo pretende definir y comparar las distintas “deconstrucciones de lo trágico” de Lacoue-Labarthe y Derrida con vistas a precisar los términos a través de los cuales han concebido la relación entre filosofía y literatura y marcar la diferencia con la que abordan el poder de lo negativo propio de la instancia trágica. El estudio de esos focos permite también aclarar el rendimiento político de la cuestión literaria en ambos autores, enfatizando las distintas herencias a la que se (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  24.  4
    A Opinião Pública Nas Democracias Espetaculares Conexões (Im)Pertinentes da Governamentalidade Biopolítica de Foucault E Os Dispositivos Aclamatórios da Soberania Em Agamben.Castor M. M. Bartolomé Ruiz - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (146):293-318.
    RESUMO O presente ensaio apresenta uma análise crítica das atuais democracias que se esvaziaram do poder deliberativo do demos para se tornarem, cada vez mais, democracias espetaculares. Inicialmente, seguindo os estudos de Foucault, analisam-se as implicações da governamentalidade sobre a democracia, principalmente a partir da emergência da opinião pública como técnica da razão de Estado. Posteriormente, relacionam-se os estudos de Foucault com as teses de Agamben a respeito da burocracia e a hierarquia, a fim de compreendermos como estas pesquisas desembocam (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  25.  8
    The Being Outside of Being, Within Being”. The Question of Human Consciousness in Novalis’ “Fichte-Studien.Fernando M. F. Silva - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (146):403-425.
    ABSTRACT The question of human consciousness is a crucial part of Novalis’ aim of construing a self-critique of the I, or critique of human identity, as it is proposed in his “Fichte-Studien”. Namely, this question is an intermediary stage in said critique, serving as proof for Novalis’ theory of the opposites, the fundamental stage, and his position on philosophizing, the final stage of this endeavor, which will be at the basis of his whole philosophical system; and as such, it is (...)
    Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  26.  2
    Claude Bernard, Bergson E o Conhecimento da Vida Como Problema.Rafael Henrique Teixeira - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (146):501-522.
    RESUMO O objetivo deste artigo é apresentar, tomando por referência a filosofia de Henri Bergson e a fisiologia experimental de Claude Bernard, dois esforços análogos, ainda que sem relação direta em suas origens, em face de imperativos que se colocam ao sujeito do conhecimento que se ocupa da vida. Tentaremos mostrar, autorizados pelo próprio Bergson, no interior de determinada prática científica representada pela fisiologia experimental de Claude Bernard, uma atitude diante dos fatos orgânicos que não é o monopólio de uma (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  27.  6
    Why Do We Need the Notion of Will?Rafael Graebin Vogelmann - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (146):523-544.
    ABSTRACT It is commonly held that the goals at which an action aims are specified by the pro-attitude/belief pairs in light of which the action seems appealing to the agent. I argue that the existence of multiple-incentives cases shows this thesis to be false. In order to account for such cases we have to ascribe to agents the capacity to actively determine the goals at which their actions aim. I refer to this capacity as the agent’s “will”. Agents endowed with (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  28.  6
    Puntos de Vista de la Verdad: Sobre El Carácter Polifónico Del Pensamiento Platónico.Cristián De Bravo Delorme - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (145):131-149.
    RESUMEN El siguiente artículo tiene como objetivo destacar el carácter polifónico del pensamiento platónico y poner en cuestión el sentido de la autoría de Platón. Suponer, a partir de obstinados prejuicios modernos, que Platón, tal como cualquier escritor moderno, habría expuesto su propia doctrina, es ignorar la importancia de la forma dramática de su pensamiento. El testimonio de la variedad de interlocutores y de puntos de vista que se suceden en los diferentes diálogos, nos invita a prestar atención a la (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  29.  13
    Law and Moral Justification.Andrea Faggion - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (145):55-72.
    ABSTRACT Many prominent legal philosophers believe that law makes some type of moral claim in virtue of its nature. Although the law is not an intelligent agent, the attribution of a claim to law does not need to be as mysterious as some theorists believe. It means that law-making and law- applying acts are intelligible only in the light of a certain presupposition, even if a lawmaker or a law-applier subjectively disbelieves the content of that presupposition. In this paper, I (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  30.  11
    Das Potências da Memória. A Afirmação da Transitoriedade Histórica E da Eternidade Das Ideias.Augusto B. De Carvalho Dias Leite - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (145):107-129.
    RESUMO A partir do exame da tradição heraclitiana e platônica sobre a transitoriedade e a imortalidade - conceitos compreendidos como universais - este artigo defende a seguinte antinomia como tese: para haver temporalidade é preciso haver eternidade. Essa tese é demonstrada por meio do estudo e atualização das noções de alma, espírito, ideia e memória, as quais estão conectadas invariavelmente ao tempo passado como princípio ontológico do fenômeno histórico. Para além do ponto de vista filosófico, portanto, da perspectiva específica do (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  31.  3
    SOBRE A DETERMINAÇÃO CONTEXTUAL DO QUE É DITO Uma Comparação de Duas Versões Do Contextualismo Radical.Eduardo Marchesan - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (145):173-194.
    RESUMO Duas versões contemporâneas do contextualismo radical em filosofia da linguagem, uma defendida por François Recanati e outra por Charles Travis, centram sua crítica à distinção tradicional entre semântica e pragmática na categoria de dito, tal como descrita por Paul Grice. Ambas as versões se contrapõem à ideia de que o que é dito é determinado plenamente pelo significado convencional da sentença proferida acrescido da fixação do valor de elementos indexicais. Ambas sustentam, a partir desta crítica, que uma enunciação não (...)
    Direct download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  32.  2
    Sobre a Determinação Contextual Do Que É Dito.Eduardo Marchesan - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (145):173-194.
    RESUMO Duas versões contemporâneas do contextualismo radical em filosofia da linguagem, uma defendida por François Recanati e outra por Charles Travis, centram sua crítica à distinção tradicional entre semântica e pragmática na categoria de dito, tal como descrita por Paul Grice. Ambas as versões se contrapõem à ideia de que o que é dito é determinado plenamente pelo significado convencional da sentença proferida acrescido da fixação do valor de elementos indexicais. Ambas sustentam, a partir desta crítica, que uma enunciação não (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  33.  1
    Are Necessary Identities Ever Disbelieved?Ari Maunu - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (145):99-106.
    ABSTRACT The purpose of this paper is to bring out, by means of a simple thought experiment involving demonstratives, a discrepancy between what is expressed and what is believed, and to consider some consequences of this - most notably, whether we might hold, for example, that the ancients never believed that Hesperus is not Phosphorus. RESUMO O objetivo deste artigo é apresentar, por meio de um experimento mental simples envolvendo demonstrativos, uma discrepância entre o que é expresso e o que (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  34.  4
    O Cálculo E o Risco: Heidegger E Beck.Angela Luzia Miranda - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (145):73-97.
    RESUMO O propósito deste artigo é aproximar o significado do pensar calculador de Heidegger e a teoria sobre a sociedade do risco de Beck, considerando suas interpelações com o significado da técnica na modernidade. Porém, mais que tratar das aproximações entre ambos os pensadores, este estudo pretende também demonstrar a importância da filosofia da técnica de Heidegger para pensar o sentido do cálculo do risco e do risco do cálculo na sociedade do risco. Assim, argumenta-se que a teoria do risco (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  35.  7
    Wittgenstein, Formalism, and Symbolic Mathematics.Anderson Luis Nakano - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (145):31-53.
    ABSTRACT In a recent essay, Sören Stenlund tries to align Wittgenstein’s approach to the foundations and nature of mathematics with the tradition of symbolic mathematics. The characterization of symbolic mathematics made by Stenlund, according to which mathematics is logically separated from its external applications, brings it closer to the formalist position. This raises naturally the question whether Wittgenstein holds a formalist position in philosophy of mathematics. The aim of this paper is to give a negative answer to this question, defending (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  36.  2
    La Cuestión Judía Y la Carencia de Mundo En la Modernidad Desde la Perspectiva de Hannah Arendt.Anabella Di Pego - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (145):7-30.
    RESUMEN En este trabajo esperamos mostrar la relevancia del análisis arendtiano de la cuestión judía, y en particular de las políticas de asimilación y del proceso de secularización, para abordar el problema de la carencia de mundo en la época moderna. De este modo, la cuestión judía nos permite delinear una incisiva crítica a la configuración del mundo moderno, a la vez que esbozar una concepción ampliada del mundo a través de la reconstrucción de la tradición oculta de los judíos (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  37.  1
    Sein Und Zeit: La Libertad Del Dasein Para Ser-Libre Como Mismidad. Análisis Fenomenológico de la Libertad Y la Mismidad En El § 44.Juan José Garrido Periñán - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (145):213-230.
    RESUMEN Este artículo de investigación intenta tematizar la mismidad del Dasein dentro de los límites intrínsecos del § 44 de Ser y Tiempo, en conexión plena con el existenciario verdad de la existencia, a fin de entender esta mismidad como un fenómeno eminente y ontológico de libertad. Tal derivación, en dirección a la libertad, mostrará que la conexión Dasein-Verdad solo puede ser realizada mediante un desarrollo de la mismidad del Dasein, entendida como un fenómeno relacionado con el “poner/quedar en libertad” (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  38.  9
    Notas Sobre a Teoria da Normatividade Télica: Um Novo Capítulo da Epistemologia Das Virtudes de Ernest Sosa.João Carlos Salles - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (145):195-211.
    RESUMO Ernest Sosa é um dos mais importantes filósofos da contemporaneidade. Em plena atividade há mais de cinco décadas, sua obra toma agora a forma de uma teoria da normatividade télica, com a qual Sosa pretende coroar sua procura por uma "knowledgefriendly epistemology". Pretendemos mostrar que esta nova forma teórica instala-se bem no conjunto de sua reflexão epistemológica, procurando Sosa agora, de modo ainda mais preciso, dar resposta, por exemplo, às questões decorrentes do problema de Gettier, da intencionalidade e das (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  39.  1
    Christian Thomasius E a Aufklärung.Diego Kosbiau Trevisan - 2020 - Kriterion: Journal of Philosophy 61 (145):151-172.
    RESUMO O presente artigo discute o papel de Christian Thomasius como pioneiro da Aufklärung, bem como a especificidade desta no contexto mais amplo do Iluminismo. A partir de uma discussão sobre os recentes estudos acerca do Iluminismo, será extraída uma diretriz interpretativa para avaliar a peculiaridade política e filosófica da Aufklärung. ABSTRACT This paper discusses the role of Christian Thomasius as a pioneer of the Aufklärung and the specific position of the latter in the broader context of the Enlightenment. Departing (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
 Previous issues
  
Next issues