Cadernos Espinosanos

ISSN: 1413-6651

13 found

View year:

  1.  2
    Descartes e a rejeição da loucura enquanto argumento na primeira Meditação.Jonathan Alvarenga - 2022 - Cadernos Espinosanos 46:83-104.
    No presente artigo discutimos a inserção, a natureza e a problemática da rejeição à loucura enquanto argumento na primeira das Meditações de Descartes. Para isso, nos direcionaremos à análise do local, textualmente dito, em que tal rejeição está posta. Em um segundo momento, passaremos a dialogar com outros autores que já realizaram interpretações a respeito da loucura em Descartes. Com isso, poderemos ter um rico panorama de teses já formuladas sobre o tema aqui em questão, além de entender sob qual (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2.  1
    A gênese imaginativa da ideia de futuros contingentes em Espinosa e o argumento da batalha naval.Artur Farias Batista - 2022 - Cadernos Espinosanos 46:233-256.
    Este trabalho opõe o sistema espinosano tal como expresso nas partes I e II da "Ética" ao argumento da batalha naval. Faz-se isso primeiro enquanto preservadas todas as premissas, e em seguida enquanto extraída de seu sistema a explicação de Espinosa da gênese imaginativa da ideia de futuros contingentes. Examinar as implicações dessa explicação sobre o argumento da batalha naval — cuja conclusão é a realidade de futuros contingentes— é o principal objetivo do artigo. Propõe-se como resultado desse exame um (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3.  1
    Descartes, Elisabeth e a melancolia: (tradução de cartas escolhidas).Rafael Teruel Coelho - 2022 - Cadernos Espinosanos 46:257-293.
    Trata-se de uma coletânea de cartas em que Descartes e Elisabeth discutem as implicações da doença da princesa.
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4.  1
    As Regulae de Descartes e o reformismo lógico seiscentista.Cristiano Novaes de Rezende - 2022 - Cadernos Espinosanos 46:31-48.
    Seguindo de perto a caracterização que Robert Blanché faz da lógica dos modernos em seu livro História da Lógica de Aristóteles a Bertrand Russell, pretendo mostrar como as Regulae de Descartes instanciam paradigmaticamente algumas das principais características das lógicas reformadas, típicas desse momento histórico. O próprio Blanché oferece vários exemplos do pertencimento de Descartes a esse contexto. De minha parte, pretendo contribuir com a discussão realizando um exame mais detalhado da parte final da Regra X, na qual desponta, já nesta (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5.  1
    As regras de Descartes: uma epistemologia interrompida.Alfredo Gatto - 2022 - Cadernos Espinosanos 46:15-29.
    O artigo tem como objetivo investigar as razões que levaram Descartes a não concluir as Regras para a direção do Espírito, estabelecendo uma relação entre a interrupção da obra e a teoria de 1630 sobre a natureza criada das verdades eternas. Com a doutrina da livre criação das verdades, Descartes apresenta uma proposta metafísica que exigia uma revisitação dos pressupostos da sua própria epistemologia. Se nas Regras a matemática e a geometria eram consideradas isentas de toda incerteza, com a entrada (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  6.  2
    Spinoza e o Anticartesianismo.Carlos Wagner Benevides Gomes - 2022 - Cadernos Espinosanos 46:127-146.
    A partir do estudo dos Princípios de Filosofia Cartesiana e da Ética de Spinoza, buscaremos explicitar o problema do anticartesianismo em três movimentos críticos específicos de natureza metódica, metafísica e ética: primeiro, a conversão do método empregado nos Princípios de Descartes; segundo, a crítica ao “dualismo substancial”; e, por fim, a crítica à teoria cartesiana do livre-arbítrio.
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7.  1
    A queda: um ensaio sobre o Discurso da Servidão Voluntária a partir de M. Chaui e J. Saramago.Newton de Andrade Branda Junior - 2022 - Cadernos Espinosanos 46:215-232.
    O presente ensaio apresenta como ponto de partida o conto "Cadeira", do escritor português José Saramago, para ilustrar a contínua atualidade do estudo "Amizade, recusa do servir" da professora e filósofa Marilena Chaui, publicado em 1982 pela editora Brasiliense como posfácio da obra "Discurso da servidão voluntária", de Étienne de La Boétie. Nossa intenção é partir da alegoria saramaguiana da queda da ditadura salazarista em Portugal para mostrar como o pensamento de La Boétie, especialmente quando analisado por Chaui, trespassa incólume (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  8.  3
    Os sentidos da ''determinação'' em Espinosa: afirmação, negação e constituição do finito.Arion Keller - 2022 - Cadernos Espinosanos 46:175-213.
    Este estudo tem como principal objetivo uma análise do conceito de determinação em Espinosa. Historicamente, o pensamento de Espinosa foi assimilado a uma filosofia acosmista, isto é, uma filosofia que nega a realidade das coisas finitas em um mundo onde apenas Deus ou a substância seria real. Tal interpretação se consolida a partir das considerações hegelianas em suas Lições sobre a História da Filosofia e na Ciência da Lógica, em que Hegel lê todo o sistema de Espinosa a partir do (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  9.  2
    O sujeito disciplinar: uma análise das Regras para a Direção do Espírito.Beatriz Laporta & Érico Andrade - 2022 - Cadernos Espinosanos 46:49-81.
    Tomando a obra Regras para a Direção do Espírito de Descartes, buscamos entender no presente artigo como a noção de disciplinaridade, desenvolvida a partir da questão de orientação do espírito na busca de conhecimentos certos, pode ser interpretada como fundante do projeto de modernidade calcado na autonomia do sujeito de disciplinar o próprio corpo. Assim, desenvolvemos a possível interpretação de sujeição política através da reflexão sobre a sujeição de todas as faculdades do espírito ao entendimento a partir do disciplinamento que (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  10.  1
    Resenha a "Maquiavelianas", de Sérgio Cardoso.Ricardo Polidoro Mendes - 2022 - Cadernos Espinosanos 46:295-298.
    Resenha ao livro "Maquiavelianas: lições de política republicana", do professor Sérgio Cardoso (USP).
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  11.  1
    Mal e privação em Espinosa.Luís César Guimarães Oliva - 2022 - Cadernos Espinosanos 46:105-125.
    O artigo explora as noções de mal e privação em Espinosa, sobretudo com base na sua correspondência com Blyenbergh. Pretendo mostrar que Espinosa radicaliza a solução de Agostinho e Descartes para o mesmo problema, recusando-se a dar qualquer tipo de consistência ontológica para a privação. Tanto quanto a noção de mal, a própria privação só pode ser pensada como o resultado de uma comparação meramente imaginativa, sem nenhuma incidência na realidade.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  12.  1
    Resenha a "Maquiavelianas", de Sérgio Cardoso.Ricardo Polidoro - 2022 - Cadernos Espinosanos 46:295-298.
    Resenha ao livro "Maquiavelianas: lições de política republicana", do professor Sérgio Cardoso (USP).
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  13.  2
    As repercussões da Demonstratio Evangelica de Pierre-Daniel Huet na República das Letras.Ana Cláudia Teodoro Sousa - 2022 - Cadernos Espinosanos 46:147-173.
    Pretende-se apresentar e avaliar o programa inicial de Huet ao publicar a Demonstratio Evangelica (1679), obra de caráter apologético e inclinação cética, frente a seu contexto intelectual, buscando uma melhor compreensão do impacto que tal livro exerceu nas discussões entre grandes intelectuais da República das Letras na Europa do século XVII. Para isso, este artigo contém três momentos: primeiro, procura-se traçar os objetivos da obra e os meios utilizados por Huet para alcançá-los. Posteriormente é exposta uma série de acusações e (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
 Previous issues
  
Next issues