O conceito de antagonismo na filosofia política de kant

Trans/Form/Ação 35 (2):31-49 (2012)

Authors
Jose Andre
Universidade de Lisboa
Abstract
Embora ocupe um lugar importante na arquitectura conceptual do pensamento kantiano, a noção de antagonismo raramente merece especial atenção dos estudiosos de Kant. Este artigo procura combater esse esquecimento, enfatizando a relevância daquele conceito, em particular na filosofia política de Kant. Serão consideradas nomeadamente a dualidade/convergência dos conceitos de “guerra” e “paz” e a forma como a noção de antagonismo serve de sólido alicerce para a ideia kantiana de progresso. Procurarei mostrar como a proposta de edificação de um estado de direito (em um nível interno e externo) é, no fim de contas, gerada por um estímulo negativo – a discórdia intersubjectiva e a necessidade de os homens se entenderem para garantir a sua sobrevivência. Esta análise sublinhará a relação intrínseca entre uma dinâmica de conflito e o inevitável desenvolvimento das disposições naturais do homem em direcção a um estado de mútua concórdia
Keywords Kant. Filosofia política. Antagonismo
Categories (categorize this paper)
DOI 10.1590/S0101-31732012000200003
Options
Edit this record
Mark as duplicate
Export citation
Find it on Scholar
Request removal from index
Translate to english
Revision history

Download options

Our Archive


Upload a copy of this paper     Check publisher's policy     Papers currently archived: 41,524
External links

Setup an account with your affiliations in order to access resources via your University's proxy server
Configure custom proxy (use this if your affiliation does not provide a proxy)
Through your library

References found in this work BETA

No references found.

Add more references

Citations of this work BETA

No citations found.

Add more citations

Similar books and articles

Hannah Arendt - Filosofia e Política.Eduardo Jardim de Moraes - 1999 - Philósophos - Revista de Filosofia 4 (2):49-66.
Cosmopolitismo y Paz: La brújula de la razón en su uso político.Adela Cortina - 2005 - Revista Portuguesa de Filosofia 61 (2):379 - 396.
O mal como privação.Selma Aparecida Bassoli - 2005 - Trans/Form/Ação 28 (2):95-104.
Kant e a Constituição Europeia.Manuel J. Do Carmo Ferreira - 2005 - Revista Portuguesa de Filosofia 61 (2):441 - 451.

Analytics

Added to PP index
2013-12-01

Total views
47 ( #169,019 of 2,248,793 )

Recent downloads (6 months)
8 ( #195,266 of 2,248,793 )

How can I increase my downloads?

Downloads

My notes

Sign in to use this feature