Cadernos Do Pet Filosofia 6 (11):21-33 (2015)

Abstract
Neste artigo pretendo apresentar a crítica de Michael Sandel à concepção de pessoa na filosofia política de John Rawls. Para tanto, é preciso descrever, em linhas gerais, a descrição rawlsiana das partes na posição original. Esta descrição, segundo Sandel, pressupõe uma concepção metafísica de pessoa na medida em que apresenta o “eu anterior a seus fins”, ou seja, um “eu distinto dos fins que possui”, mas que detém a posse de tais fins. Sandel argumenta que o “eu”, pensado desta forma, constitui-se como um “eu radicalmente desprovido de corpo”, pois não está inserido em sua situação. E, como solução, Sandel sugere que o eu seja um entendido enquanto “eu situado” nas práticas sociais existentes e, por isso, constituído de seus fins e não, simplesmente, distinto deles. Sandel argumenta a favor da noção de “autoconhecimento” como elemento de reconhecimento dos vínculos constitutivos do “eu” dentro da comunidade. Com base nestas criticas, Rawls responde que a sua abordagem está restrita á concepção política de pessoa e, não necessariamente, possui implicação metafísica. Ele sugere que a sua justificação para a concepção política de pessoa encontra-se fundamentada na cultura pública democrática que enfatiza o pluralismo razoável como um fato da vida moderna, mas, ainda assim, Rawls terá que responder aos questionamentos de Sandel quanto à explicação que ele dá como justificação pública para as instituições democráticas, dentro das quais, as concepções políticas de pessoa e de justiça se desenvolvem. Summary: This paper deals with Michael Sandel’s criticism to the conception of person in John Rawls’ political philosophy. I will make a presentation of Rawls’ position initial and then to analyse the reply of Sandel by focusing on the question concerning the metaphysical conception of person. Then I will present Rawls’ answer to the question as a political conception of person and the limits of such proposal concerning the public justification of democratic institutions. Keywords : Michael Sandel. John Rawls. Justiça. Person. Community
Keywords Michael Sandel. John Rawls. Justiça. Pessoa . Comunidade
Categories (categorize this paper)
Options
Edit this record
Mark as duplicate
Export citation
Find it on Scholar
Request removal from index
Translate to english
Revision history

Download options

PhilArchive copy


Upload a copy of this paper     Check publisher's policy     Papers currently archived: 53,013
External links

Setup an account with your affiliations in order to access resources via your University's proxy server
Configure custom proxy (use this if your affiliation does not provide a proxy)
Through your library

References found in this work BETA

No references found.

Add more references

Citations of this work BETA

No citations found.

Add more citations

Similar books and articles

Liberalism and the Limits of Justice.Michael Sandel - 2003 - In Derek Matravers & Jonathan E. Pike (eds.), Journal of Philosophy. Routledge, in Association with the Open University. pp. 336-343.
Rawls's Normative Conception of the Person.Nythamar De Oliveira - 2007 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 52 (1):171-183.
Justiça, liberdades básicas e as bases sociais do autorrespeito.Denilson Werle - 2014 - Ethic@ - An International Journal for Moral Philosophy 13 (1):74-90.
Justiça, Equidade e Liberalismo em Rawls.Mateus Salvadori - 2015 - Cadernos Do Pet Filosofia 6 (11):1-20.
Razones para el socialismo.Pablo Stafforini - 2004 - Análisis Filosófico 24 (1):114-119.
Rawls's Normative Conception of the Person: A Kantian Reinterpretation.Nythamar de Oliveira - 2007 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 52 (1):171-183.

Analytics

Added to PP index
2016-04-24

Total views
50 ( #189,725 of 2,344,158 )

Recent downloads (6 months)
5 ( #149,084 of 2,344,158 )

How can I increase my downloads?

Downloads

My notes