Authors
Marcelo De Araujo
Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Abstract
O debate contemporâneo sobre a ética do aprimoramento cognitivo tem se concentrado sobretudo na pergunta sobre se, e em que medida, os indivíduos deveriam ou não ter o direito a fazer uso de novas tecnologias na expectativa de aumentar suas respectivas faculdades cognitivas. A pergunta sobre se haveria uma obrigação de implementarmos o aprimoramento cognitivo dos indivíduos não tem recebido muita atenção. Neste artigo, eu defendo a tese segundo a qual o Estado tem, em princípio, a obrigação de promover o aprimoramento cognitivo dos seus cidadãos. O argumento envolve uma análise do denominado efeito Flynn e das políticas públicas para a educação de crianças superdotadas. A obrigação que o Estado tem de promover o aprimoramento cognitivo de seus cidadãos está subordinada ao conhecimento disponível sobre a eficácia e a segurança dos procedimentos para fins de aprimoramento cognitivo.
Keywords Aprimoramento cognitivo   Talentos   Efeito Flynn   Superdotação
Categories No categories specified
(categorize this paper)
ISBN(s)
DOI 10.5007/1677-2954.2017v16n1p1
Options
Edit this record
Mark as duplicate
Export citation
Find it on Scholar
Request removal from index
Translate to english
Revision history

Download options

PhilArchive copy


Upload a copy of this paper     Check publisher's policy     Papers currently archived: 65,819
External links

Setup an account with your affiliations in order to access resources via your University's proxy server
Configure custom proxy (use this if your affiliation does not provide a proxy)
Through your library

References found in this work BETA

No references found.

Add more references

Citations of this work BETA

No citations found.

Add more citations

Similar books and articles

Notas sobre O relativismo cognitivo.Caetano Ernesto Plastino - 2004 - Philósophos - Revista de Filosofia 9 (2).
Autorização epistêmica e acidentalidade.Roberto Hofmeister Pich - 2005 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 50 (4):249-276.
Internalismo E Justificação Epistêmica Não Inferencial.Kátia Etcheverry - 2015 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 60 (3):527-547.
Some Remarks on Perry’s Reflexive Content and Cognitive Significance.Filipe Martone - 2017 - Philósophos - Revista de Filosofia 22 (1):67-83.
Popper e o "efeito Édipo".Marcos Barbosa de Oliveira - 1999 - Trans/Form/Ação 21 (1):33-42.
Uma questão metodológica: o interesse cognitivo em Max Weber.Henrique F. F. Custódio - 2009 - Revista Eletrônica Do Instituto de Humanidades 8 (XXX):95-104.

Analytics

Added to PP index
2019-07-06

Total views
3 ( #1,336,028 of 2,463,235 )

Recent downloads (6 months)
1 ( #449,456 of 2,463,235 )

How can I increase my downloads?

Downloads

My notes