In Konrad Utz, Agemir Bavaresco & Paulo R. Konzen (eds.), Sujeito e Liberdade: Investigações a Partir do Idealismo Alemão. Porto Alegre: ediPUCRS. pp. 129-143 (2012)

Authors
Hector Ferreiro
National Research Council-Argentina (CONICET)
Abstract
Kant explicitou, talvez com maior clareza que qualquer outro filósofo antes do que ele, a essência do conflito que implica a relação da causalidade natural e a causalidade livre. Hegel assevera que com o dualismo fenômeno-coisa em si Kant deixa intacta como tal a incompatibilidade entre as noções de causalidade natural e causalidade livre, já que, conserva sua contraposição mesma para simplesmente localizá-la na estrutura do sujeito. Hegel aspira precisamente a fechar o ciclo da metafísica dualista que definiu a filosofia dos seus começos e, com isso, a dar solução definitiva às dificuldades que lhe são inerentes; para esse fim exige o abandono do paradigma que a constituiu como tal e propõe no seu lugar uma autêntica revolução no campo da ontologia e a teoria do conhecimento. Neste contexto geral, Hegel oferece uma solução inovadora ao problema da incompatibilidade entre causalidade natural e causalidade livre, entre determinismo e liberdade.
Keywords Hegel  German Idealism  Free Will  Determinism  Kant
Categories (categorize this paper)
Buy the book Find it on Amazon.com
Options
Edit this record
Mark as duplicate
Export citation
Find it on Scholar
Request removal from index
Translate to english
Revision history

Download options

PhilArchive copy

 PhilArchive page | Other versions
External links

Setup an account with your affiliations in order to access resources via your University's proxy server
Configure custom proxy (use this if your affiliation does not provide a proxy)
Through your library

References found in this work BETA

No references found.

Add more references

Citations of this work BETA

No citations found.

Add more citations

Similar books and articles

Wie viel Substanz braucht Kant?Georg Sans - 2005 - Revista Portuguesa de Filosofia 61 (3/4):707 - 730.
Del Ser Al Estar-Ahí: La Resustancialización Hegeliana Del Universo.Hector Ferreiro - 2011 - In Diana López, María Sol Yuan & Cecilia Lammertyn (eds.), Experiencia y concepto: Intensidades clásicas y tensiones contemporáneas. Santa Fe: Ediciones de la Universidad Nacional del Litoral. pp. 303-311.
O Sentido Do Humano: Entre o Determinismo E a Liberdade.Maria Do Céu Patrão Neves - 1993 - Revista Portuguesa de Filosofia 49 (3):339 - 355.
O Problema da Causalidade.Júlio Fragata - 1986 - Revista Portuguesa de Filosofia 42 (3/4):243 - 252.
Das Problem des "Bösen": in der Philosophie des Deutschen Idealismus.Josef Schmidt - 2001 - Revista Portuguesa de Filosofia 57 (4):791 - 817.
A teoria da causalidade imaginária na filosofia de Hume.Alexandre Arbex Valadares - 2009 - Kriterion: Journal of Philosophy 50 (119):251-268.
O princípio de causalidade e a sua aplicação ao Direito.Francisco José Velozo - 1955 - Revista Portuguesa de Filosofia 11 (3/4):180 - 192.
La Teoría Hegeliana de la Imaginación.Hector Ferreiro - 2012 - Estudios Hegelianos 1:16-29.

Analytics

Added to PP index
2013-02-28

Total views
305 ( #30,306 of 2,449,140 )

Recent downloads (6 months)
10 ( #63,345 of 2,449,140 )

How can I increase my downloads?

Downloads

My notes