Termos psicológicos disposicionais

Princípios 17 (28):155-183 (2010)

Authors
Abstract
  Este artigo tem como objetivo principal apresentar uma reconstruçáo lógico-conceitual e avaliaçáo de três argumentos de Skinner para a tese de que os termos psicológicos comuns sáo, em geral, inadmissíveis em análise do comportamento (a tese da inadmissibilidade). Começamos fazendo uma revisáo da abordagem de tais termos sustentada por Skinner, particularmente sua abordagem das categoriais de termos psicológicos disposicionais. Muito dela é aqui aceito, mas adotamos, como hipótese de trabalho, um desacordo com a premissa de Skinner de que eles sejam irremediavelmente mentalistas. Nossa análise mostra que, se esta hipótese estiver correta, entáo os argumentos analisados náo resultam ser inteiramente plausíveis; e, embora a opçáo do autor seja plenamente aceitável, também o é uma (em princípio) opçáo alternativa, que explore os valores heurísticos de tais termos (sem incorporá-los ao vocabulário de base) para a descoberta de padrões comportamentais e seus contextos, em ambientes abertos de pesquisa. Um objetivo colateral deste artigo é mostrar o equívoco de duas suposições muitas vezes assumidas em filosofia da mente sobre o behaviorismo radical: a de que ele náo tem uma abordagem relevante sobre o funcionamento dos termos em questáo e a de que sua tese da inadmissibilidade se baseia em premissas verificacionistas
Keywords No keywords specified (fix it)
Categories No categories specified
(categorize this paper)
Options
Edit this record
Mark as duplicate
Export citation
Find it on Scholar
Request removal from index
Translate to english
Revision history

Download options

PhilArchive copy


Upload a copy of this paper     Check publisher's policy     Papers currently archived: 58,772
External links

Setup an account with your affiliations in order to access resources via your University's proxy server
Configure custom proxy (use this if your affiliation does not provide a proxy)
Through your library

References found in this work BETA

The Concept of Mind.Gilbert Ryle - 1949 - Revue Philosophique de la France Et de l'Etranger 141:125-126.
Behavior and Mind: The Roots of Modern Psychology.Howard Rachlin - 1995 - Behavior and Philosophy 23 (2):69-71.

Add more references

Citations of this work BETA

No citations found.

Add more citations

Similar books and articles

Contextualism, Skepticism, and Invariantism.Stephen Jacobson - 2010 - Principia: An International Journal of Epistemology 14 (3):375-391.
Logic and Intensionality.Guido Imaguire - 2010 - Principia: An International Journal of Epistemology 14 (1):111-24.
Hume e as bases científicas da tese de que não há acaso no mundo.Silvio Seno Chibeni - 2012 - Principia: An International Journal of Epistemology 16 (2):229-254.
Aristotle's Theory of Deduction and Paraconsistency.Evandro L. Gomes & Ítala M. L. D.?Ottaviano - 2010 - Principia: An International Journal of Epistemology 14 (1):71-97.
A Rational Approach to Soft Rationality.Moti Suess - 2011 - Principia: An International Journal of Epistemology 15 (2):349.
Por uma metafí­sica do sublime.Martha de Almeida - 2009 - Princípios 16 (26):229-255.

Analytics

Added to PP index
2013-04-12

Total views
4 ( #1,220,275 of 2,425,353 )

Recent downloads (6 months)
1 ( #547,144 of 2,425,353 )

How can I increase my downloads?

Downloads

My notes