Pensando: Revista de Filosofia 9 (17):75-96 (2018)

Authors
Abstract
Em sua célebre obra The Human Condition, Hannah Arendt adverte que o perdão sempre fora tradicionalmente admitido no âmbito dos espaços religiosos e, por essa razão, teve sua aplicabilidade desprezada no campo dos assuntos políticos. Na teoria da ação, Arendt enfatiza a teia das relações humanas que se faz presente na vivência do domínio público por meio do discurso e da ação conjunta. No curso da manifestação política em espaços de aparência, ocorrem atos que, uma vez praticados, passam por consequências caracterizadas pela imprevisibilidade e irreversibilidade. Trata-se de consequências que podem permitir a ruptura da teia das relações humanas. O perdão, historicamente concebido sob o viés religioso, aparece nas análises arendtianas como instrumento a ser utilizado para manter vivas as atividades de manifestações políticas próprias dos espaços públicos de liberdade. Verifica-se que o uso do perdão ocorre no sentido de impedir a permanência de rupturas registradas no domínio público. Nesse sentido, o perdão é interpretado como elemento político a ser utilizado para superar divisões no seio do espaço público. Ou seja, na perspectiva arendtiana, o perdão existe para manter o curso da caminhada da ação política pautado em atos e palavras. Podemos salientar que a chave de leitura apresentada por Arendt garante ao perdão a relevância necessária para a efetivação da ação – uma das atividades fundamentais da condição humana na modernidade – permeada pela imprevisibilidade e irreversibilidade.
Keywords Ação   Imprevisibilidade   Irreversibilidade   Perdão   Política
Categories No categories specified
(categorize this paper)
ISBN(s)
Options
Edit this record
Mark as duplicate
Export citation
Find it on Scholar
Request removal from index
Translate to english
Revision history

Download options

PhilArchive copy


Upload a copy of this paper     Check publisher's policy     Papers currently archived: 58,769
External links

Setup an account with your affiliations in order to access resources via your University's proxy server
Configure custom proxy (use this if your affiliation does not provide a proxy)
Through your library

References found in this work BETA

No references found.

Add more references

Citations of this work BETA

No citations found.

Add more citations

Similar books and articles

Arendt E Auden Sobre o Perdão.Adriano Correia Silva - 2018 - Pensando: Revista de Filosofia 9 (17):97-104.
Book Review. [REVIEW]Adriano Correla - 2005 - Cadernos de Ética E Filosofia Política 7:165-173.
Práxis e poiesis: uma leitura arendtiana do agir político.Edson Luis & Almeida Teles - 2005 - Cadernos de Ética E Filosofia Política 6:123-140.

Analytics

Added to PP index
2019-01-27

Total views
7 ( #1,015,613 of 2,425,353 )

Recent downloads (6 months)
2 ( #351,682 of 2,425,353 )

How can I increase my downloads?

Downloads

My notes