Duração e Memória: A Crítica de Gaston Bachelard ao Psicologismo Temporal Bergsoniano

Kínesis - Revista de Estudos Dos Pós-Graduandos Em Filosofia 8 (18):109-125 (2016)
  Copy   BIBTEX

Abstract

Em A intuição do instante (1932) e A dialética da duração (1936), a problematização a respeito do tempo levantada por Bachelard, a partir das teses bergsonianas da duração, deixa de ser uma simples reinterpretação do conceito de tempo e passa a se encaminhar aos poucos para uma ruptura evidente com o bergsonismo. Neste artigo, trataremos dessa ruptura via a interpretação psicológica da duração feita por Bachelard, fato esse que automaticamente estabelece um contraponto com o psicologismo temporal bergsoniano, sobretudo em A dialética da duração, onde ele irá forjar seu entendimento de consciência temporal e, por consequência, de memória. Ao estabelecer tal crítica Bachelard filia sua ideia de tempo psicológico às noções de ato de consciência e atenção que, por sua vez, estão circunscritas à razão que ordena os instantes descontínuos, sejam eles eficazes e ricos ou ineficazes e pobres. Mostraremos de que maneira isso ocorre e é desenvolvido em sua filosofia a partir de três passos decisivos: 1) uma interpretação de memória apoiada nas teses sobre a conduta do psicólogo Pierre Janet (contra a imediaticidade); 2) por meio de uma evidenciação do dinamismo e liberdade presentes na psyché e na própria memória a partir da valorização da ideia de intervalos imanentes às estruturas da consciência (descontinuidade); 3) uma interpretação de memória como espera (possibilidade).

Links

PhilArchive

External links

  • This entry has no external links. Add one.
Setup an account with your affiliations in order to access resources via your University's proxy server

Through your library

Similar books and articles

Bachelard and philosophy.Fábio Ferreira de Almeida - 2003 - Trans/Form/Ação 26 (2):85-92.
Bergson et Bachelard.Marie Cariou - 1995 - Presses Universitaires de France - PUF.
Intuition of the Instant.Gaston Bachelard - 2013 - Northwestern University Press. Edited by Jean Lescure & Eileen Rizo-Patron.
A non-Bergsonian Bachelard.Jean François Perraudin - 2008 - Continental Philosophy Review 41 (4):463-479.
Mito e imaginación a partir de la poética de Gastón Bachelard.María Noel Lapoujade - 2007 - Revista de Filosofía (Venezuela) 57 (3):91-111.

Analytics

Added to PP
2020-03-06

Downloads
369 (#56,880)

6 months
234 (#11,019)

Historical graph of downloads
How can I increase my downloads?

Author's Profile

Fernando Machado
Universidade Federal de Goiás

Citations of this work

No citations found.

Add more citations

References found in this work

No references found.

Add more references