Escutando crianças: o que elas nos deram a pensar?

Childhood and Philosophy 10 (20):267-282 (2014)
  Copy   BIBTEX

Abstract

Este artigo resulta das experiências vividas no decorrer da realização de nosso trabalho de "filosofia com crianças", que se apresentou a nós como uma rica experiência de pensamento. As crianças nos possibilitaram vislumbrar a filosofia como condição imanente ao infante, o que implica no encontro de si com o outro e na criação de novas formas de ser e estar no mundo. Atentamos para o fato de que a escuta da infância passa necessariamente pelo ato de parar para escutar a criança que existe em nós. Nesse processo de escuta, a nossa condição humana se abre, se descobre, se amplia, potencializando-se. Observamos que o deslocamento desse exercício de escuta para a escola aponta múltiplas possibilidades de desencadear processos internos nas crianças de modo a criarem suas próprias "paisagens", reorganizando assim seus padrões de compreensão do mundo e da vida

Links

PhilArchive



    Upload a copy of this work     Papers currently archived: 93,296

External links

  • This entry has no external links. Add one.
Setup an account with your affiliations in order to access resources via your University's proxy server

Through your library

Similar books and articles

Philosophy with Children: Learning to live well.Claire Cassidy - 2012 - Childhood and Philosophy 8 (16):243-264.
As crianças participam de corpo inteiro.Kátia Agostinho - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (2):347-362.
Afetividade e Criatividade em Filosofia para Crianças.Fernando Bento - 2014 - Childhood and Philosophy 10 (20):383-399.

Analytics

Added to PP
2015-02-02

Downloads
4 (#1,644,260)

6 months
4 (#862,833)

Historical graph of downloads
How can I increase my downloads?

Citations of this work

No citations found.

Add more citations

References found in this work

No references found.

Add more references