Discurso 32:193-234 (2001)

Abstract
Desde Schopenhauer e Nietzsche até os nossos dias, através de interpretações de cunho ontoteológico, a análise transcendental do uso prático da razão é vista como momento em que a radicalidade da Crítica kantiana cederia espaço a uma introdução arbitrária da religião, revelando assim o motivo mais fundamental da filosofia de Kant. Uma análise apurada do “Apêndice à Crítica do Juízo teleológico” pode revelar, ao contrário, que o uso prático da razão não é entendido por Kant senão como momento em que a finitude da razão se explicita mais radicalmente, deslocando conceitos da teologia para o interior da filosofia e revertendo a relação entre a racionalidade e a fé
Keywords razão prática, finitude, reflexão, finalidade, transcendental
Categories (categorize this paper)
DOI 10.11606/issn.2318-8863.discurso.2001.38059
Options
Edit this record
Mark as duplicate
Export citation
Find it on Scholar
Request removal from index
Translate to english
Revision history

Download options

PhilArchive copy


Upload a copy of this paper     Check publisher's policy     Papers currently archived: 54,410
Through your library

References found in this work BETA

No references found.

Add more references

Citations of this work BETA

No citations found.

Add more citations

Similar books and articles

Analytics

Added to PP index
2013-11-03

Total views
27 ( #375,319 of 2,368,001 )

Recent downloads (6 months)
2 ( #365,278 of 2,368,001 )

How can I increase my downloads?

Downloads

My notes