Abstract
Os escritos de Nicolau Maquiavel foram lidos por várias pessoas de modo não confessional desde a sua divulgação. Indícios apontam que os ingleses tiveram acesso as suas obras já no reinado de Henrique VIII, ainda que de forma restrita à elite inglesa, que tinha familiaridade com o idioma italiano. Decerto que as obras do florentino ofereceram uma sólida contribuição ao pensamento político inglês, o que, por sua vez, estimulou uma reflexão crítica ao fenômeno político, bem como aos valores vigentes, pois, como se sabe, suas ideias serviram de inspiração para muitos escritores. A bem da verdade, cotejando as produções inglesas, principalmente após a guerra civil, sente-se a influência de Maquiavel. David Hume, que viveu entre 1711 a 1776, dois séculos depois da circulação dos escritos na Inglaterra, quando o florentino já era um referencial ali, não tinha como desconhecer as contribuições dos escritos políticos de Maquiavel, já que uma série de autores faziam referência diretas a ele, muitos dos quais, comentados pelo escocês. Em uma época em que era pernicioso fazer menções louváveis ao pensamento do florentino, há vestígios de que Hume usou estratégias para colocar suas posições próximas, e dado aos indícios encontrados neste escrito, defende-se a posição de que a familiaridade do escocês com os textos de Maquiavel era grande, visto que ele conhecia bem o “corpus machiavellicus”.
Keywords No keywords specified (fix it)
Categories (categorize this paper)
DOI 10.26694/.v10i21.8953
Options
Edit this record
Mark as duplicate
Export citation
Find it on Scholar
Request removal from index
Translate to english
Revision history

Download options

PhilArchive copy


Upload a copy of this paper     Check publisher's policy     Papers currently archived: 64,209
External links

Setup an account with your affiliations in order to access resources via your University's proxy server
Configure custom proxy (use this if your affiliation does not provide a proxy)
Through your library

References found in this work BETA

No references found.

Add more references

Citations of this work BETA

No citations found.

Add more citations

Similar books and articles

Maquiavel E Rousseau: A Luta Por Reconhecimento.Antonio Cesar Ferreira da Silva - 2020 - Pensando - Revista de Filosofia 10 (21):99.
Realismo Político E Conflitos.Carlos Nunes Guimarães - 2015 - Griot : Revista de Filosofia 12 (2):13-31.
Maquiavel E o chamado de cícero.Lucas Eugênio Rocha Medeiros - 2012 - Cadernos Do Pet Filosofia 3 (6):60-69.
Agudíssimo: Maquiavel Em Espinosa.Luiz Carlos Montans Braga - 2020 - Pensando - Revista de Filosofia 10 (21):67.
Maquiavel E O Chamado De Cícero.Lucas Rocha Medeiros - 2012 - Cadernos Do Pet Filosofia 3 (6):60-69.
Maquiavel E Hume Sobre a Natureza da Lei E Seus Fundamentos Sociais.Maria Isabel Limongi - 2018 - Kriterion: Journal of Philosophy 59 (140):571-589.
A Virtù E a Regra: Nota Sobre Maquiavel.Luiz Carlos Montans Braga - 2016 - Griot : Revista de Filosofia 13 (1):109-121.

Analytics

Added to PP index
2021-05-13

Total views
3 ( #1,329,239 of 2,455,350 )

Recent downloads (6 months)
1 ( #449,153 of 2,455,350 )

How can I increase my downloads?

Downloads

My notes