A Ontologia Do Agir De Paul Ricoeur: alteridade e pluralidade

Inquietude 4 (2):72-87 (2013)
  Copy   BIBTEX

Abstract

Este trabalho pretende acompanhar o trajeto ricoeuriano em O si- mesmo como um outro em busca de uma interpretação ontológica dos resultados alcançados com a hermenêutica do si-mesmo. A ontologia de Paul Ricoeur possui como centro o agir humano, ainda que pretenda preservar a polissemia do ser, isto é, manter-se plural em meio aos muitos modos de dizer o si. Acompanhamos, deste modo, a proposta ontológica de Paul Ricoeur dotada de um caráter fragmentário que passa por filosofias como as de Aristóteles, Heidegger, Spinoza, Lévinas e Husserl. O declarado caráter especulativo de sua proposta ontológica se direciona principalmente ao entendimento da manutenção de si a partir da relação com a alteridade.

Links

PhilArchive



    Upload a copy of this work     Papers currently archived: 94,439

External links

  • This entry has no external links. Add one.
Setup an account with your affiliations in order to access resources via your University's proxy server

Through your library

Similar books and articles

O bem e o si mesmo: A construção da indentidade do agente moral em Charles Taylor.Joel Francisco Decothé Jr - 2016 - Clareira: Revista de Filosofia da Região Amazônica 3 (1):33-55.

Analytics

Added to PP
2017-02-17

Downloads
0

6 months
0

Historical graph of downloads

Sorry, there are not enough data points to plot this chart.
How can I increase my downloads?

Author's Profile

Sabrina Ruggeri
Pontifical Catholic University of Rio Grande do Sul

Citations of this work

No citations found.

Add more citations

References found in this work

No references found.

Add more references