Abstract
Recentes estudos em história da ciência têm apresentado indícios de que é impossível estabelecer uma clara distinção entre estudos de óptica e de perspectiva linear quando nos referimos aos séculos XVI e XVII. Embora a perspectiva linear lidasse com a representação geométrica do espaço numa superfície bidimensional, estava, entretanto, estreitamente ligada a questões relativas à natureza da visão humana. Devemos considerar que, naquela época, o termo perspectiva era a tradução latina da palavra grega optikè, denotando a visão direta e distinta que, para os gregos, revelava as coisas. Seu significado coexistiu com outros que designavam a técnica pictórica e, para distingui-los, era comum opor a perspectiva "comum” ou “natural” à perspectiva artificialis dos pintores. Essas diferentes expressões de perspetiva relacionaram-se de diferentes maneiras, cobrindo um largo espectro de possibilidades. Contudo, à medida em que se encerrou o século XVI, essas duas expressões de conhecimento passaram, gradativamente, a se referir a diferentes disciplinas. Parte desse processo esteve ligado às novas práticas matemáticas em que a óptica, a geometria e as artes buscaram redefinir seus campos de investigação, considerando questões de ordem teórica ligadas à visualização e à representação do espaço. Neste artigo, apresentamos alguns aspectos da estreita conexão entre perspectiva naturalis e artificialis, tendo por base um conjunto de documentos relativos à óptica e à perspectiva linear publicado nos séculos XVI e XVII.
Keywords História da ciência  óptica  perspectiva
Categories (categorize this paper)
Options
Edit this record
Mark as duplicate
Export citation
Find it on Scholar
Request removal from index
Translate to english
Revision history

Download options

PhilArchive copy

 PhilArchive page | Other versions
External links

Setup an account with your affiliations in order to access resources via your University's proxy server
Configure custom proxy (use this if your affiliation does not provide a proxy)
Through your library

References found in this work BETA

No references found.

Add more references

Citations of this work BETA

No citations found.

Add more citations

Similar books and articles

Leibniz E o Paradigma da Perspectiva.João F. N. Cortese - 2016 - Cadernos Espinosanos 34:137-162.
Uma Perspectiva Ética do Eterno Retorno.Diego Ramos Mileli - 2015 - Revista Filosofia Capital 10 (17):96-102.
Coerência e comunidade em Espinosa.Fernando Bonadia Oliveira - 2015 - Dissertation, Universidade de São Paulo
La institución escéptica.Fernando Navarro López - 2005 - Daimon: Revista Internacional de Filosofía 36:25-32.
Sobre um "individualismo" de Jean-Jacques Rousseau.Cláudio Reis - 2000 - Philósophos - Revista de Filosofia 5 (2):05-34.
El espacio teórico de la narrativa: un desafío ético y político.Leonor Arfuch - 2008 - Utopía y Praxis Latinoamericana 13 (42):131-140.

Analytics

Added to PP index
2017-08-16

Total views
140 ( #82,209 of 2,497,804 )

Recent downloads (6 months)
30 ( #29,159 of 2,497,804 )

How can I increase my downloads?

Downloads

My notes