As duas ontologias críticas de Foucault: da transgressão à ética

Trans/Form/Ação 33 (2):177-192 (2010)
  Copy   BIBTEX

Abstract

Sob a inspiração de Bataille, Foucault propõe, em 1963, uma ontologia crítica fundada na ideia de transgressão. Esta não é nem uma atitude, nem um comportamento, e não pertence por conseguinte nem ao domínio da ética, nem ao da moral. Pelo contrário: a transgressão é um acontecimento do ser que ocorre nos limites do ser, acontecimento no qual esses limites são simultaneamente violados, revelados e abolidos. Vinte anos mais tarde, depois de seu regresso à antiguidade clássica, Foucault propõe uma outra ontologia crítica, que se apoia desta vez sobre a ética. Em ambos os casos, trata-se de pensar o ser e os limites. Porém, a transgressão despedaça o sujeito, ao passo que a ética o molda e o protege

Links

PhilArchive



    Upload a copy of this work     Papers currently archived: 94,354

External links

Setup an account with your affiliations in order to access resources via your University's proxy server

Through your library

Analytics

Added to PP
2013-12-01

Downloads
75 (#217,466)

6 months
10 (#392,023)

Historical graph of downloads
How can I increase my downloads?

Citations of this work

Corpos (in)dóceis.Renan Pavini - 2022 - Revista de Filosofia Aurora 34 (61).

Add more citations

References found in this work

Kant und das Problem der Metaphysik.Martin Heidegger - 1929 - Annalen der Philosophie Und Philosophischen Kritik 8:101-101.
Prefácio.[author unknown] - 2002 - Manuscrito 25 (3):9-10.

Add more references