8 found
Order:
  1.  9
    Nietzsches perspektivische Denkform: Zur Verstehenspraxis und Schein-Metaphorik im Aph. 354 der Fröhlichen Wissenschaft.André Luis Muniz Garcia - 2018 - Nietzscheforschung 25 (1):285-298.
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2.  23
    Jesus como simbolista E antirrealista: Sobre a interpretação semiótica de Nietzsche n’o anticristo.André Luis Muniz Garcia - 2016 - Philósophos - Revista de Filosofia 21 (2):13-47.
    Esse artigo pretende discutir, em um primeiro momento, o sentido, para a psicologia de Nietzsche, da figura de Jesus n’_O Anticristo_. Mais precisamente, esse artigo parte de uma problematização dessa tipologia de Jesus, para, em seguida, fazer convergir essa estratégia psicológica com uma semiótica, isto é, uma análise do uso dos signos pelo tipo Jesus. Depois de contextualizar a discussão sobre o tipo Jesus como “simbolista” e “antirrealista”, mostramos como Nietzsche, estrategicamente, elabora em suas últimas obras uma efetiva confrontação simbólica (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3. A arte da apresentação do mundo: Schopenhauer e a estética da alegoria.André Luis Muniz Garcia - 2019 - Sofia 7 (2):103-127.
    A proposta do presente artigo é contextualizar, no pensamento de Schopenhauer, traços fundamentais de sua reflexão estética sobre a alegoria. Para tanto, o artigo foi desenvolvido segundo três linhas de argumentação: interpretação da alegoria no âmbito de uma reflexão simbólica da teoria da representação; a relação entre poesia e alegoria no pensamento de Schopenhauer, com destaque para uma confrontação de sua posição tanto com o primeiro romantismo quanto com o idealismo alemão; compreensão da alegoria como elemento estético de uma retórica (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4.  19
    Teses Sobre o Estatuto Subjetivo Do Significar E Comunicar Em Kant E Nietzsche.André Luis Muniz Garcia - 2013 - Kriterion: Journal of Philosophy 54 (128):349-366.
    O presente artigo tem por objetivo, na primeira parte, explorar algumas teses gerais apresentadas por recente pesquisa de Josef Simon acerca do estatuto da linguagem na filosofia de Kant, em especial no que tange ao modo de significar e comunicar presente nas reivindicações de verdade dos juízos. Em segundo lugar, pretende-se pontuar a crítica de Nietzsche a um modo de significar e comunicar ao qual denomina "gregário", contrapondo-o a uma comunicação e significação "individualizada". Como apontamos no final, a visada interlocução (...)
    Direct download (6 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5.  11
    O estatuto da linguagem no pensamento do jovem Nietzsche: Reflexões sobre a fisiologia dos fenômenos estéticos.André Luis Muniz Garcia - 2011 - Philósophos - Revista de Filosofia 16 (2):10-5216.
    O objetivo do presente artigo, pensado preliminarmente como parte integrante de um estudo mais amplo e sistemático sobre o processo de formação do pensamento do jovem Nietzsche, é discutir o estatuto da linguagem em suas considerações sobre estética, notadamente naquela apresentada nos fragmentos, apontamentos e escritos póstumos preparatórios d’ O Nascimento da Tragédia . Como se poderá notar, o viés de investigação proposto, respaldado em importantes estudos de literatura secundária, primou por uma esmerada, porém não exaustiva, reconstituição do trinômio: linguagem (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  6.  7
    Nietzsche, Adorno E Um Pouquinho de Brasil by Henry Burnett (Review).André Luis Muniz Garcia - 2014 - Journal of Nietzsche Studies 45 (2):213-216.
    The chapters collected in Henry Burnett’s Nietzsche, Adorno e um pouquinho de Brasil (Nietzsche, Adorno and a Little Brazil) focus on investigating various cultural tendencies in Europe and Brazil in terms of popular music, or Volkslied. This is Burnett’s focus not only because he wants to analyze Nietzsche’s failed alliance with Wagnerian art regarding the “rebirth of tragedy”—the concern of the first part of the book—but also because he wishes to reflect on music’s role as a guiding thread in debates (...)
    Direct download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7. Programa de uma filosofia da linguagem racionalista: à guisa de uma atualização do Crátilo de Platão.André Luis Muniz Garcia - 2013 - Revista de Filosofia Moderna E Contemporânea 1 (1):07-21.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  8. Os impasses do comunicar e compreender: uma problematização a partir de Kierkegaard e Nietzsche.André Luis Muniz Garcia - 2014 - Revista de Filosofia Moderna E Contemporânea 2 (1):31-42.
    O presente artigo tem por objetivo discutir pressupostos inquestionáveis do comunicar e do compreender, pressupostos que, tais como um imperativo ético, pretendem prescrever, para ambos os filósofos, modos inequívocos de interação intelectual entre autor e leitor, prescrever modelos inflexíveis para qualquer comunicação que pretenda trazer à linguagem uma verdade.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark