Results for 'Barie Fez-Barringten'

104 found
Order:
See also
  1.  39
    An Architectural History of Metaphors.Barie Fez-Barringten - 2011 - AI and Society 26 (1):103-111.
    This paper presents a review and an historical perspective on the architectural metaphor. It identifies common characteristics and peculiarities—as they apply to given historical periods—and analyses the similarities and divergences. The review provides a vocabulary, which will facilitate an appreciation of existing and new metaphors.
    Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  2. Architecture: The Making of Metaphors.Barie Fez-Barringten - 2012 - Cambridge Scholars Press.
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3.  17
    How Do Primary Care Doctors Deal with Uncertainty in Making Diagnostic Decisions?Antonius Schneider, Bernd Löwe, Stefan Barie, Stefanie Joos, Peter Engeser & Joachim Szecsenyi - 2010 - Journal of Evaluation in Clinical Practice 16 (3):431-437.
  4.  12
    Il Problema di CartesioDescartes.M. M. R., Armando Carlini & C. E. Barie - 1949 - Journal of Philosophy 46 (22):721.
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5.  6
    Le Moi Transcendantal.G. -E. Barie - 1949 - Les Etudes Philosophiques 4 (2):169 - 173.
  6. Being as Activity (Particularly in Regard to the Metaphysics of Leibniz)(1931-1932).G. E. Barie - 1998 - Rivista di Storia Della Filosofia 53 (1):135-136.
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7. Di alcune cause della "Metafisica Religlosa" Alessandrina.G. E. Bariè - 1948 - Annali Della Facoltà di Lettere E Filosofia 1 (1-2):5-30.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  8. Della possibilità di un' interpretazione positiva del "Teeteto".G. E. BariÈ - 1928 - Rivista di Filosofia 19 (1):49.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  9. Giuseppe Antonio Borgese.G. E. Bariè - 1953 - Annali Della Facoltà di Lettere E Filosofia 6 (1):5-14.
    No categories
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  10. Immanenza del concetto trascendentale.G. E. BariÉ - 1949 - Giornale Critico Della Filosofia Italiana 3:174.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  11. L'esigenza dell'unità da Talete a Platone.G. E. Bariè - 1949 - Annali Della Facoltà di Lettere E Filosofia 2 (1-2):25-86.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  12. Laspiritualità dell' essere e Leibniz.G. Barié - 1934 - Revue de Métaphysique et de Morale 41 (4):13-13.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  13. Le Moi Transcendantal.G. E. Barie - 1949 - Les Etudes Philosophiques 4:169.
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  14. La Posizione Gnoseologica Della Matematica.G. E. Barié - 1925 - Fratelli Bocca.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  15. La Posizione gnoseoiogica della Mathematica.G. Barié - 1926 - Revue de Métaphysique et de Morale 33 (2):8-9.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  16. TAYLOR A. E., "Socrates".G. E. BariÉ - 1948 - Giornale Critico Della Filosofia Italiana 2:223.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  17. The Theory of Knowledge in the Philosophical System of Leibniz (1930-1931).G. E. Barie - 1998 - Rivista di Storia Della Filosofia 53 (1).
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  18. Validità obiettiva del Bello.G. E. BariÈ - 1930 - Rivista di Filosofia 21 (2):115.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  19. Descartes, I Filosofi, XVII. Garzanti & G. E. Barié - 1950 - Revue de Métaphysique et de Morale 55 (4):444-444.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  20.  12
    Il neotrascendentalismo di Giovanni Emanuele Barié.Davide Assael - 2009 - Rivista di Storia Della Filosofia 64 (4).
    Il neotrascendentalismo di Giovanni Emanuele Barié - Giovanni Emanuele Barié, appointed Professor of Theoretical Philosophy at Milan University in 1937, is one of the most neglected figures in Italian philosophy of the last century. An exponent of late Italian idealism, it could be argued that only through his work, alongside that of others like Bernardino Varisco, Pantaleo Carabellese and Vito Fazio Allmayer, was Italian idealism able to reach full theoretical maturity. Born in Milan in 1894, before going to university, Barié (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  21.  8
    Fez Family Transcription Factors: Controlling Neurogenesis and Cell Fate in the Developing Mammalian Nervous System.Matthew J. Eckler & Bin Chen - 2014 - Bioessays 36 (8):788-797.
    Fezf1 and Fezf2 are highly conserved transcription factors that were first identified by their specific expression in the anterior neuroepithelium of Xenopus and zebrafish embryos. These proteins share an N‐terminal domain with homology to the canonical engrailed repressor motif and a C‐terminal DNA binding domain containing six C2H2 zinc‐finger repeats. Over a decade of study indicates that the Fez proteins play critical roles during nervous system development in species as diverse as fruit flies and mice. Herein we discuss recent progress (...)
    Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  22. Fatwas as Sources for Legal and Social History: A Dispute Over Endowment Revenues From Fourteenth-Century Fez.David S. Powers - 1990 - Al-Qantara: Revista de Estudios Árabes 11 (2):295-342.
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  23.  6
    Fez'yî’Nin Çihil-N'm-I Manzûm Adlı Hav'ss-I Esm'-I Hüsn' Mesnevisi.Seydi Kiraz - 2018 - Cumhuriyet İlahiyat Dergisi 22 (2):999-1034.
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  24.  4
    Marguerite Porete, Um Corpo Que Se Fez Espelho de Deus - Estudo Sobre O Problema da Inacessibilidade Do Transcendente E Do Ideal de Inalterabilidade Na Obra Mística de Marguerite Porete: Le Miroir Des 'Mes Simples E Anéanties.Ceci Baptista Mariani - 2003 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 48 (3):427.
    Este estudo aprofunda o sentido da experiência relatada por Marguerite Porete, mistica medieval, condenada como herética e queimada em 1310, acusada de ultrapassar e transcender as Escrituras, errar nos artigos da fé e dossacramentos e dizer palavras contrárias e prejudiciais. No entanto, ela traz uma contribuição importante para o pensamento filosófico-teológico e literário, na medida em que levanta questões e articula respostas sobre o problema da inacessibilidade do transcendente. O aniquilamento é o seu tema, perigoso para um tempo em que (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  25.  10
    Fez in the Age of the Marinides. Roger Le Tourneau, Besse Alberta Clement.G. E. von Grunebaum - 1961 - Speculum 36 (3):492-493.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  26.  14
    Due inediti di Giovanni Emanuele Barié su Leibniz.Geri Cerchiai - 1998 - Rivista di Storia Della Filosofia 1.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  27.  11
    E Deus se Fez Negro.José Geraldo Rocha - 2010 - Horizonte 8 (18):214-219.
    Direct download (4 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  28.  6
    Fez in the Age of the Marinids.Oleg Grabar & Roger Le Tourneau - 1965 - Journal of the American Oriental Society 85 (2):247.
    No categories
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  29.  6
    Jewish Society in Fez 1450-1700: Studies in Communal and Economic Life.Norman A. Stillman & Jane S. Gerber - 1982 - Journal of the American Oriental Society 102 (1):221.
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  30.  7
    Quem o fez, quem o resolve e quem o corrige.Carlos Café - 2011 - Critica.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  31. Alle Origini Della Scuola di Milano: Martinetti, Barié, Banfi.Davide Assael - 2009 - Guerini E Associati.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  32.  24
    Il Faro. Note Sui Contributi di Gianfranco Dalmasso, Francesco Emmolo E Maurizio Scandella (02/04/2013).Carlo Sini - 2013 - Nóema 4 (1):183-186.
  33. Física e Filosofia Antiga em Werner Heisenberg: apropriações do legado clássico por um físico do século XX.Anderson Cleiton Fernandes Leite & Samuel Simon - 2013 - Archai: Revista de Estudos Sobre as Origens Do Pensamento Ocidental 11:21-31.
    O objetivo deste artigo é analisar os usos que Werner Heisenberg fez da filosofia grega em sua obra. Pretende-se relacionar tais usos não apenas com a argumentação interna presente nos textos do físico alemão, mas também com o contexto histórico, conflitos e debates entre as diversas interpretações da teoria dos quanta durante a primeira metade do século XX. Faremos, inicialmente, uma apresentação geral da teoria quântica e da presença da filosofia na obra de Heisenberg e, em seguida, um estudo de (...)
    No categories
    Direct download (6 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  34.  2
    Fernando Pessoa Leitor de Schopenhauer E o Problema Do Livre-Arbítrio.Nuno Filipe Gonçalves Nunes Ribeiro & Cláudia Franco Souza - 2020 - Voluntas: Revista Internacional de Filosofia 11 (2):529-539.
    O presente artigo visa elucidar as relações entre Fernando Pessoa, Schopenhauer e a questão do livre arbítrio, tendo por base a leitura que o autor português fez da obra schopenhaueriana. Com efeito, ao longo dos escritos de Pessoa encontramos múltiplos testemunhos da leitura que o poeta e pensador português fez do pensamento schopenhaueriano. Um importante indício para o estudo da reapropriação pessoana do pensamento de Schopenhauer constata-se, desde logo, na Biblioteca Particular de Fernando Pessoa, onde encontramos uma tradução francesa do (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  35.  85
    Ações, razões e causas.D. Davidson & Marcelo Fischborn - 2012 - Critica:NA.
    Qual é a relação entre uma razão e uma ação quando a razão explica a ação, dando a razão do agente para fazer o que fez? Podemos chamar tais explicações de racionalizações, e dizer que a razão racionaliza a ação. Neste artigo quero defender a posição antiga — e de senso comum — de que a racionalização é uma espécie de explicação causal b. A defesa sem dúvida exige alguma reelaboração, mas não parece necessário abandonar a posição, como muitos autores (...)
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  36.  8
    Pierre Duhem: Un savant-philosophe dans le sillage de Blaise Pascal.Jean-François Stoffel - 2007 - Revista Portuguesa de Filosofia 63 (1/3):275 - 307.
    This article starts, on the one hand, with a consideration of the paradoxical way in which, namely when he wanted to evoke those intellectual figures that have decidedly contributed to the revelation of the "true Pascal", i. e., of the Pascal that had known the good usage of reason, Fortunat Strowski comes to the idea of putting side by side Pierre Duhem and Leon Brunschvicg. On the other, a reference is made to the fact that Duhem only published two articles (...)
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   3 citations  
  37.  67
    O Beethoven-Schrift: Richard Wagner teórico.Henry Burnett - 2009 - Trans/Form/Ação 32 (1):159-173.
    Quando consideramos a extensão da obra dramática de Richard Wagner, não causa estranheza que seus textos teóricos sejam praticamente desconhecidos. No entanto, um de seus escritos, intitulado Beethoven, influenciou decisivamente a elaboração de um livro famoso, hoje considerado um capítulo importante da história da estética, O nascimento da tragédia. Este artigo pretende analisar este escrito de Wagner na intenção de desvendar o que pode ter sido tão determinante na leitura que Nietzsche fez dele, e que o levou ao ponto de (...)
    Direct download (5 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  38.  26
    O sublime explicado às crianças.Virginia Figueiredo - 2011 - Trans/Form/Ação 34 (s2):35-56.
    Como o próprio título indica, este ensaio pretende dialogar com a recepção do sublime kantiano pela fi losofi a francesa contemporânea, sobretudo com Jean-François Lyotard. Dessa forma,ao invés de ressaltar as consequências inevitável ou sistematicamente morais do sublime kantiano, como fez, de um modo geral, o comentário mais tradicional da fi losofi a crítica de Kant, este ensaio tenta interpretar o sublime como sendo essencialmente uma experiência da arte, seguindo assim de perto aquela tradição francesa. Mas, ao mesmo tempo, tomando (...)
    Direct download (6 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  39.  65
    The Identity of "the Mufti of Oran", Abu L- Abbas Ahmad B. Abi Jum'ah Al-Maghrawi Al-Wahrani (D. 917-1511).Devin Stewart - 2006 - Al-Qantara: Revista de Estudios Árabes 27 (2):265-301.
    Esta investigación intenta identificar al "muftí de Orán," bosquejando su vida y carrera a través de un análisis de los datos disponibles en las fuentes oorteafricanaa. Quisiera plantear que, ya en las fuentes biográficas del siglo XVI, se bao coofundido las biografias de dos emditoa, la del muftí, Abti l-'Abbáa Alimad b. Ahí (~um'a (m. 917/1511), y la de su hijo, Abti 'Abd Alláb Mul~ammad ~aqrtin (m. 929/1523-24). Mi investigación propone resolver esta confusión. Originario de Orán, Al~mad estudió en Tremecéo (...)
    Direct download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  40. Apresentação.Erick Felinto - 2010 - Logos: Comuniação e Univerisdade 17 (1):02-03.
    Mais do que nunca, pensar em comunicação significa pensar em imagens. Já se repetiu exaustivamente que vivemos em uma cultura imagética, marcada pela crescente proliferação de telas e tecnologias de produção audiovisual. E se passamos de regimes analógicos para digitais, isso só fez aumentar a vitalidade da imagem e multiplicar suas potencialidades. Nesse sentido, o presente número de Logos nos oferece uma amostragem da riqueza que também podemos encontrar hoje no campo das pesquisas sobre o audiovisual. O crescimento da pós-graduação (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  41.  6
    A oposição phúsis / tékhne em Plotino.Luc Brisson - 2013 - Archai: Revista de Estudos Sobre as Origens Do Pensamento Ocidental 10:63-72.
    Neste artigo, tenciono mostrar que é impossível concluir, como fez André Grabar, que há uma mudança da atitude de Plotino em relação à obra de arte. Plotino coloca sob o vocábulo tékhne toda uma série de atividades humanas associando artes, ofícios e inclusive ciências que não apresentam nenhum traço comum além daquele da competência. Além do mais, a tékhne não é associada à produção artística. Enfim, em Plotino assim como em Platão, a natureza precede sempre a tékhne; com efeito, somente (...)
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  42.  2
    Os Cursos de Geografia Física de Kant.Jorge Conceição - 2020 - Discurso 50 (1).
    Neste artigo indicaremos que a proposição fundamental dos cursos de Geografia física de Kant é: o homem é habitante da Terra. Para validar essa tese, alinharemos a metodologia utilizada por Kant nos cursos de Antropologia e de Geografia física, a fim de evidenciar as convergências e divergências desses cursos. Além disso, também compararemos a metodologia empregada por Kant na História natural e na Geografia física, porque a distinção entre essas ciências nos permitirá ratificar a tese aqui defendida e delimitar os (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  43.  13
    “Conflito” E “Humanidade”: As Antropologias Históricas de Reinhart Koselleck E Jörn Rüsen.Gustavo Castanheira Borges de Oliveira - 2018 - Dialogos 22 (3):166.
    O foco deste artigo é analisar as antropologias históricas dos historiadores Reinhart Koselleck e Jörn Rüsen, com o objetivo de pontuar as similaridades e as diferenças entre elas. Para tal, partimos do significado que Koselleck atribui à teoria da história, entendida por ele como teoria das “condições de possibilidade da história”, tendo como objeto de estudo aquilo que é comum a toda experiência histórica, que a estrutura e a torna possível. Assim, Koselleck trabalhou a partir de pares de categorias antropológicas, (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  44.  38
    A matemática escolar: vozes de estudantes concluintes do Ensino Médio.Giongo Ieda Maria, Schvingel Claudia & de Oliveira Eluise Santin - 2017 - Conjectura: Filosofia E Educação 22 (2):362-379.
    Este trabalho tem o intuito de problematizar um conjunto de enunciações, acerca da matemática escolar, de um grupo de dezesseis estudantes concluintes do Ensino Médio noturno, em uma escola pública localizada no Vale do Taquari, ao sul do Brasil. Qualitativa, a investigação fez uso de entrevistas efetivadas por meio da técnica de grupo focal, tendo como aportes teóricos algumas ferramentas foucaultianas, também discutidas por seus comentadores. O material de pesquisa foi gerado em cinco sessões, com duração média de uma hora (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  45.  3
    A "Fenomenologia da Vida Ética" de Arthur Schopenhauer.Guilherme Marconi Germer - 2020 - Voluntas: Revista Internacional de Filosofia 11 (1):193.
    Nós nos propomos analisar e interpretar em que sentido a descrição de Philonenko de que Schopenhauer desenvolveu uma “fenomenologia da vida ética” pode ser lida sem grandes problemas, se nos detivermos à sua fundamentação empírica da moral, exposta em Sobre o Fundamento da Moral. Caso a estendamos à metafísica dos costumes do filósofo, como fez Philonenko, essa expressão já será inadequada pelo fato da última não ter por objeto nenhum fenômeno, mas o que se “esconde por trás deles, a coisa (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  46. Further Adventures of the Rome 1594 Arabic Redaction of Euclid’s Elements.Gregg De Young - 2012 - Archive for History of Exact Sciences 66 (3):265-294.
    This article takes up the adventure of the Arabic version of the Elements published in Rome at the Typographia Medicea in 1594 at the point where the first installment ended. In this new installment of the adventure, we situate the Rome edition within a stemma of connected Arabic copies spanning some four centuries. We show that the text of the Rome edition was typeset from Biblioteca Medicea Laurenziana, Or. 20 and that Or. 20 in turn was copied from Or. 50. (...)
    No categories
    Direct download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  47.  14
    Passos levinasianos rumo à evasão da teologia ocidental.Luis Carlos Dalla Rosa - 2019 - Horizonte - Revista de Estudos de Teologia E Ciências da Religião 16 (51):1218.
    Este artigo abre espaço para discutir a relação entre teologia e ontologia, a partir da ética da alteridade de Emmanuel Lévinas. Trata-se de analisar e compreender o movimento de êxodo ou de evasão ética em relação à força ontológica, ao peso do ser, que impacta também à teologia. O sujeito, exposto à aventura do ser, é alguém cativo de si mesmo. Por outro lado, cabe refletir sobre algumas possíveis repercussões teológicas que emergem da epifania do rosto do/a Outro/a. Pois, embora (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  48.  13
    Vatican II on Science & Technology.Job Kozhamthadam - 2007 - Revista Portuguesa de Filosofia 63 (1/3):609 - 629.
    The present article provides an analysis of the way in which the Council Vatican u (1962-1965) understood and related to the human realms of Science and Technology. As one of the greatest events in the life of the Church in contemporary times, the Council Vatican II sought to meet the necessities of contemporary society, particularly its pastoral needs. By recognizing the importance played by the mathematical and the natural sciences in the formation of the contemporary human being, the Council was (...)
    Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  49. Identificación de un manuscrito andalusí anónimo de una obra contra Ibn Hazn al-Qurtubi (m. 456/1064).Samir Kaddouri - 2001 - Al-Qantara: Revista de Estudios Árabes 22 (2):299-320.
    En este artículo se aborda el estudio de un fragmento manuscrito andalusí que con-tiene una crítica dirigida a la doctrina záltirí de Ibn Hazm. En primer lugar, se intenta determinar el título de la obra y la identidad del autor. Posteriormente, se ofrece una esti-mación aproximada de la fecha y el lugar de composición del libro. Por último, se pro-porciona información relevante en torno a la figura de Ibn Hazm, sus obras, sus adver-sarios, sus protectores, al igual que sobre el (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  50.  8
    A Crise Do Último Império: A Guerra Fria E as Décadas Finais Do Colonialismo Português.Adriano De Freixo - 2018 - Dialogos 22 (1):126.
    A partir dos anos 1950, no auge do processo de descolonização afro-asiática, Portugal sofreu diversas pressões internacionais devido à sua política colonial. Marcado historicamente por sua debilidade econômica, o país havia implementado um modelo colonialista baseado na abertura de seus domínios ultramarinos à atuação do capital internacional, em um modelo de colonialismo dependente. Este fato, aliado aos interesses estratégicos dos EUA e da OTAN, no contexto da Guerra Fria, fez com que as grandes potências acabassem esvaziando as pressões contrárias ao (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
1 — 50 / 104