Results for 'C. E. da StoneKerr'

1000+ found
Order:
  1. Schoolboy Morality: An Address to Mothers [by E.C.P.].C. P. E. & Schoolboy Morality - 1888
  2. Letters From a Tutor to His Pupils [Ed. By E.C.].William Jones & C. E. - 1863
    No categories
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3.  7
    Individuação Como Filosofia Prática: A Clínica da “Meia-Idade” de C. G. Jung E a Doutrina Indiana Dos Puruṣārthas.Dilip Loundo - 2019 - Voluntas: Revista Internacional de Filosofia 10 (2):21.
    A intervenção histórica de Jung constitui, em nossa opinião, uma proposta de revitalização, na modernidade, de uma filosofia soteriológica que se ancora, estrategicamente, no contexto disciplinar de uma “psicologia científica”. Enquanto “clínica da meia-idade” ou “clínica da individuação”, o modelo que mais diretamente inspira a psicologia analítica de Jung é o athanasius pharmakon dos antigos - a “medicina da imortalidade”. Seu arcabouço conceitual, ao invés de uma teoria científica de pretensões universalizantes, consagra-se como linguagem-força que estrutura e sustenta, no Ocidente (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4.  50
    Lucretiana - T. Lucrezio Caro: Il Primo Libro Del De Rerum Natura. Introduzione Et Note di Carlo Pascal. Riveduta Dall' Autore E da L. Castiglioni. Pp. Xliii + 158. Turin, Etc.: Paravia, 1928. L. 12.50. - T. Lucreti Cari De Rerum Natura Libri Sex. H. A. J. Munro. Volume II.: Explanatory Notes, with an Introductory Essay on the Scientific Significance of Lucretius by E. N. Da C. Andrade. Pp. Xxii + 424. London: G. Bell and Sons, Ltd., 1928. 12s. 6d. Net. [REVIEW]Cyril Bailey - 1928 - The Classical Review 42 (4):135-137.
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5. C'e un circolo dell'autocoscienza? Uno schizzo delle posizioni paradigmatiche e dei modelli di autocoscienza da Kant a Heidegger.K. Düsing - 1992 - Teoria 12:3-29.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  6.  7
    DUARTE, L. J. C. A natureza da inteligência no tomismo e na filosofia de Hume. Tradução De Antonio Carlos Mangueira Viana. Edição Bilíngüe: português/francês. Aracaju: J. Andrade, 2003. 477 P. [REVIEW]Marcos César Seneda - 2011 - Educação E Filosofia 25 (50):741-748.
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7.  2
    Caio Graco e sua relação com os equites (século II a. C.): breve análise da interpretação de Apiano de Alexandra.Alice Maria de Souza - 2009 - Archai: Revista de Estudos Sobre as Origens Do Pensamento Ocidental 3:11-19.
    We propose here an analysis of the Apiano's de Alexandria report about the relation between Caio Graco and the equestrian order in the end of the century II B.C. Apiano wrote his Civil Wars on the end of his life, during the reign of Marco Aurélio, in a time of internal peace, stability and expansion. In his report, Apiano shows friendliness for the reformist project of Caio Graco, and does an analysis about the transfer of power in the courts to (...)
    No categories
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  8.  21
    Kierkegaard, H. C. Andersen E o surgimento do niilismo na dinamarca da época de ouro.Gabriel Guedes Rossatti - 2012 - Cadernos de Ética E Filosofia Política 20:55-75.
    Søren Kierkegaard’s (1813-1855) works have as their starting point, aside from a couple of newspaper articles published around the middle of the decade of the 1830s, a literary review of a novel written by a contemporary of his who was to achieve international fame still in life, viz. the writer Hans Christian Andersen (1805-1875). Notwithstanding, I argue that what was meant to be a literary review hides a vigorous anticipation of a problem that was meant to interest Kierkegaard throughout his (...)
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  9.  22
    O silogismo da propriedade hegeliana e o individualismo possessivo de C.B. Macpherson.Agemir Bavaresco - 2011 - Filosofia Unisinos 12 (1):70-86.
    No categories
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  10.  37
    Lazzarini (M.L.), Poccetti (P.) Il mondo enotrio tra VI e V secolo a.C. Atti dei seminari napoletani (1996–1998). Enotrio e l'iscrizione paleoitalica da Tortora. (Quaderni di Ostraka 1.2.) Pp. 212, ills. Naples: Loffredo Editore, 2001. Paper, ???12.91. ISBN: 978-88-8096-882-5. Bugno (M.), Masseria (C.) (edd.) Il mondo enotrio tra VI e V secolo a.C. Atti dei seminari napoletani (1996–1998). (Quaderni di Ostraka 1.1.) Pp. 374, ills. Naples: Loffredo Editore, 2001. Paper, ???18.59. ISBN: 978-88-8096-820-. [REVIEW]Kathryn Lomas - 2007 - The Classical Review 57 (01):143-.
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  11.  16
    AA. VV., Filosofia della medicina. La malattia che si cura da sé, Roma, manifestolibri, 2001. Agazzi, E.–Viesca, C.(a cura di), Le cause della malattia. Un'ana-lisi storica e concettuale, Genova, Erga, 1999. [REVIEW]P. Amodio, Gian Napoli, Rr–Oncina F. Aramayo, M. Baldi, W. Beermann, P. Belpassi, F. Biasutti, N. Boccara, F. Bonichi & D. Breschi - 2002 - Rivista di Filosofia 93 (3).
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  12.  12
    Classics in Biology. A Course of Selected Reading by Authorities. S. ZuckermanClassics in Science. A Course of Selected Reading by Authorities. E. N. Da C. Andrade. [REVIEW]Bentley Glass - 1964 - Isis 55 (2):213-214.
    No categories
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  13.  16
    Musculorum Humani Corporis Picturata Dissectio by Ioannes Baptista Canano; Girolamo da Carpi; Harvey Cushing; Edward C. Streeter; Henry E. Sigerist. [REVIEW]George Sarton - 1927 - Isis 9:433-434.
    Direct download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  14.  9
    History (C.) Bearzot Vivere da Democratici: Studi su Lisia e la Democrazia Ateniese. (Centro Ricerche e Documentazione sull' Antica Classica: Monografie 29). Rome: L'Erma di Bretschneider, 2007. Pp. 222. €65. 9788882654474. [REVIEW]Brenda Griffith-Williams - 2009 - Journal of Hellenic Studies 129:186-.
  15.  4
    Reseña de "Teoria da justiça de John Rawls: entre o liberalismo e o comunitarismo" de Silveira, Denis C.Armando Rojas Claros - 2012 - Ideas Y Valores 61 (148):178-181.
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  16.  3
    Musculorum humani corporis picturata dissectio. Ioannes Baptista Canano, Girolamo da Carpi, Harvey Cushing, Edward C. Streeter, Henry E. Sigerist. [REVIEW]George Sarton - 1927 - Isis 9 (3):433-434.
    No categories
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  17.  8
    Classics in Biology. A Course of Selected Reading by Authorities by S. Zuckerman; Classics in Science. A Course of Selected Reading by Authorities by E. N. Da C. Andrade. [REVIEW]Bentley Glass - 1964 - Isis 55:213-214.
    Direct download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  18.  3
    Aproximações Entre Nietzsche E Adorno Acerca da Massificação da Cultura E da Vida Administrada.Francisco Fianco - 2017 - Trans/Form/Ação 40 (3):29-44.
    Resumo: Pretendemos pensar as relações entre arte e sociedade, tendo sempre em mente a tensão irredutível entre a autonomia e a heteronomia de uma em relação a outra. Para tanto, traçaremos uma análise dos argumentos principais a respeito dessa relação dialética, em dois momentos distintos da reflexão filosófica sobre o tema. Em um primeiro momento, traremos a defesa de uma certa autonomia da arte com referência não apenas à sociedade que a produz, como também aos valores morais que são ensinados (...)
    Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  19.  15
    Sobre a Forma do Signo e da Semiose.João Queiroz & Charbel Niño El-Hani - 2010 - Cognitio 11 (1):122-138.
    Como representar, por intermédio de modelo geométrico, diagramático, gráfico ou topológico, o signo e a semiose é uma questão cujo tratamento recorrente, por especialistas na obra de C.S. Peirce, sugere a medida de sua importância. Nossos propósitos aqui são: (i) definir signo e semiose, (ii) definir sumariamente “modelo”, (iii) apresentar diversos modelos da semiose, (iv) relacionar os modelos com algumas constrições derivadas da teoria das categorias de Peirce, e, finalmente, (v) apresentar um modelo baseado no “estruturalismo hierárquico” de S. Salthe. (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  20.  41
    Álvaro Pais, Marsílio de Pádua e o Artigo 68 do Livro Primeiro do Estado e Pranto da Igreja.José Antônio de C. R. De Souza - 2006 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 51 (3).
    Em boa parte do Artigo 68 do Livro Primeiro de seu Estado e Pranto da Igreja, Álvaro Pais, O. Min. (c. 1270-1349) refuta 5 proposições com implicações políticas atribuídas a Marsílio de Pádua (1280-1342). Neste artigo, analisamos a refutação dessas proposições feitas pelo Menorita galego, comparando-as, de um lado, com os textos, efetivamente escritos pelo Médico paduano, que se encontram em sua obra Defensor da Paz (1324) e, de outro, cotejando-o com uma Epistula ad quosdam cardinales, de autoria do mencionado (...)
    No categories
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  21. Tempo Do Mundo E Tempo da Ação No Político de Platão.Marcelo Perine - 2006 - Hypnos. Revista Do Centro de Estudos da Antiguidade 17:41-56.
    No mito do Político há elementos da cosmologia, da teologia e da antropologia de Platão. Apresentados em narração mitológica, esses elementos não só não estão em contradição com as perspectivas formuladas em contextos argumentativos, mas ajudam a compreendê-las e interpretálas. Esta comunicação quer mostrar: a) o tempo do mundo na era de Zeus está sob governo de deus; b) o governo de deus não exclui, mas exige a autonomia humana; c) a inserção da ação humana no contexto cósmico é fundamental (...)
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  22.  45
    Frammenti da Alessandro di Afrodisia «In de generatione et corruptione» nel «Kitab al-Tasrif»: problemi di riconoscimento e di ricostruzione.Silvia Fazzo - 1999 - Documenti E Studi Sulla Tradizione Filosofica Medievale 10:195-203.
    L'esistenza del commento di Alessandro di Afrodisia al De generatione aristotelico, perduto nella versione greca e nella traduzione araba, è attestata da numerose fonti arabe, tra le quali Averroè, nel suo commento alla stessa opera. L'A. rintraccia la presenza, la tipologia e la distribuzione delle citazioni tratte dal commento di Alessandro nel Kitab al-Tasrif, un'opera del corpus alchemico attribuita a Gabir ibn Hayyan. Secondo l'A., la sezione interessata dalle citazioni assembla tre diversi tipi di testi: 1) lemmi del De generatione (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  23.  55
    A estética do corpo na filosofia e na arte da Idade Média: texto e imagem.Ricardo Luiz Silveira da Costa - 2012 - Trans/Form/Ação 35 (s1):161-178.
    A ideia de beleza – e sua consequente fruição estética – variou conforme as transformações das sociedades humanas, no tempo. Durante a Idade Média, coexistiram diversas concepções de qual era o papel do corpo na hierarquia dos valores estéticos, tanto na Filosofia quanto na Arte. Nossa proposta é apresentar a estética do corpo medieval que alguns filósofos desenvolveram em seus tratados (particularmente Isidoro de Sevilha, Hildegarda de Bingen, João de Salisbury, Bernardo de Claraval e Tomás de Aquino), além de algumas (...)
    Direct download (5 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  24.  46
    Psicologia e epistemologia: por uma perspectiva ética de potencialização da vida.Jardel Sander da Silva - 2008 - Revista Aletheia 27:222-232.
    Este artigo versa sobre as questões epistemológicas basilares que envolvem a psicologia como ciência da subjetividade humana. Realiza-se uma investigação crítica e contemporânea sobre estas questões, avaliando a pertinência à psicologia de uma verificação epistemológica que separaria um sujeito de c..
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  25.  21
    Apropriação da linguagem, escrita e ensino.Cláudia Maria Mendes Gontijo - 2009 - Conjectura: Filosofia E Educação 14 (2):13-30.
    Este trabalho discute os resultados de uma pesquisa de caráter longitudinal, que teve dois anos de duração, cujo objetivo foi investigar como crianças com idades entre 5 e 6 anos, matriculadas em uma instituição de Educação Infantil, se apropriam da linguagem escrita. Utiliza o método instrumental ou histórico-genético, elaborado por Vygotski (1997) e seus colaboradores, para estudar o desenvolvimento das funções psicológicas superiores. Os resultados da pesquisa indicaram que: a) as crianças compreendem a função mnemônica ou de registro antes de (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  26.  12
    Concepções sobre a função da escola e do conhecimento nas propostas de Ciclos de Aprendizagem // Conceptions about the role of the school and knowledge in Cycles of Learning projects.Silvana Stremel & Jefferson Mainardes - 2013 - Conjectura: Filosofia E Educação 18 (s):81-97.
    Este artigo apresenta uma análise das concepções do papel da escola e do conhecimento presentes nos textos oficiais de sete redes municipais de ensino brasileiras que adotam os Ciclos de Aprendizagem. A análise evidenciou que os textos das redes pesquisadas apresentavam concepções explícitas sobre o papel da escola e do conhecimento. Os autores argumentam que a) a análise de textos oficiais de políticas ocupa um lugar importante, uma vez que neles estão contidas as declarações de valores, as intenções, os objetivos, (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  27.  43
    O empirismo construtivo de Bas C. Van Fraassen E o problema do sucesso científico.Samuel Simon & Aline Moares - 2007 - Philósophos - Revista de Filosofia 12 (2).
    O presente trabalho tem por objetivo apresentar os principais aspectos do Empirismo Construtivo de Bas C. van Fraassen, particularmente no que diz respeito ao problema do sucesso científico. Nesse contexto, serão examinadas as noções de observável e inobservável e suas relações com o ‘argumento do milagre’ e da ‘coincidência cósmica’, ambos criticados por van Fraassen. As respostas de autores que defendem o Realismo Científico serão então apresentadas, contrapondo-se aos argumentos do Empirismo Construtivo. Finalmente, possíveis dificuldades do Empirismo Construtivo serão ainda (...)
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  28.  11
    A besta de sete cabeças e seus antecedentes em textos da cultura antiga.Vanderlei Dorneles - 2017 - Horizonte 15 (48):1423.
    O artigo analisa a metáfora da besta de sete cabeças e sua intertextualidade no Apocalipse de João e textos antigos egípcios e mesopotâmicos bem como com o Antigo Testamento. Emprega os conceitos de texto da cultura, intertextualidade e semiosfera, tendo como referencial a Semiótica da Cultura. Parte da pressuposição de que elementos linguísticos e conceituais, plantados na memória das culturas, permitem o entrecruzamento dos textos de diferentes épocas e lugares. A metáfora da besta é analisada em suas conexões sígnicas com (...)
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  29.  25
    Estruturas, Modelos e os Fundamentos da Abordagem Semântica.Jonas R. Becker Arenhart & Fernando T. F. Moraes - 2010 - Principia: An International Journal of Epistemology 14 (1):15-30.
    Neste artigo, a partir de tópicos presentes na obra de Newton C. A. da Costa, propomos uma fundamentação rigorosa para de uma possível formulação de teorias científicas através da abordagem semântica. Seguindo da Costa, primeiramente desenvolveremos uma teoria geral das estruturas; no contexto desta teoria de estruturas mostraremos como caracterizar linguagens formais como um tipo particular de estrutura, mais especificamente, como uma álgebra livre. Em seguida, discutiremos como associar uma linguagem a uma estrutura, com a qual poderemos formular axiomas que (...)
    No categories
    Direct download (7 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  30.  11
    O corpo E as três dimensões da sexualidade na fenomenologia da percepção de Maurice Merleau-ponty.Diego Luiz Warmling - 2016 - Cadernos Do Pet Filosofia 7 (13):53-73.
    Dos estudos que Maurice Merleau-Ponty dedica à noção de corpo, este artigo versa sobre os modos como a questão da sexualidade pode ser compreendida. Com efeito, dentro desta perspectiva, o corpo não se confunde com aquilo que se pode pensar dela a partir de uma perspectiva tanto objetivista quanto subjetivista, mas diz respeito à nossa forma ampla de inserção no mundo da vida. Na junção entre natureza e liberdade, o corpo não é da ordem do “eu penso”, mas do “eu (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  31. A excelência moral e as origens da ética grega.David de Souza - 2007 - Princípios 14 (21):147-174.
    Este artigo trata das origens da ética grega a partir dos sete sábios e dos filósofos pré-socráticos, destacando os elementos que formaráo a ética do período clássico (séc. V, IV, a.C.) e do período greco-romano.
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  32. A excelência moral e as origens da ética grega.David de Souza - 2007 - Princípios 14 (21):147-174.
    Este artigo trata das origens da ética grega a partir dos sete sábios e dos filósofos pré-socráticos, destacando os elementos que formaráo a ética do período clássico (séc. V, IV, a.C.) e do período greco-romano.
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  33.  30
    Um Espelho de Príncipes Artístico E Profano: A Representação Das Virtudes Do Bom Governo E Os Vícios Do Mau Governo Nos Afrescos de Ambrogio Lorenzetti (C. 1290-1348?). [REVIEW]Ricardo Da Costa - 2003 - Utopía y Praxis Latinoamericana 8 (23):55-72.
    This article analyses some frescoes painted by Ambrogio Lorenzetti entitled the Allegory of Good and Bad Government under the hypothesis that they are the artistic and profane Princes Mirrors. The virtues of Good Government and the vices of tiranny are represented as they appear in the frescoes of..
    Direct download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  34.  28
    Comunidade ética e religião: A estruturação da fé kantiana.Carlos Magno Teixeira - 2013 - Horizonte 11 (31):1150-1151.
    TEIXEIRA, C. M. Comunidade ética e religião: A estruturação da fé kantiana. Dissertação (Mestrado). 2013. 113f - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Programa de Pós-graduação em Ciências da Religião, Belo Horizonte Palavras-chave Liberdade. Comunidade ética. Igreja. Religião moral. Fé racional.
    Direct download (4 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  35. Epicuro e o tema da amizade: a philía vinculada ao érôs da tradição e ao êthos cívico da pólis.Miguel Spinelli - 2011 - Princípios 18 (29):05-35.
    Normal 0 21 false false false MicrosoftInternetExplorer4 Resumo : Central na chamada doutrina ética de Epicuro, o tema da amizade é neste artigo analisado sob três aspectos: a) vinculado aos princípios tradicionais (denominados de regra de ouro ) com os quais várias culturas buscaram reger as relações amistosas; b) de como Epicuro, num sentido diferente do da Academia de Platáo, levou para o Jardim a prática da philía como um teste de reconstituiçáo da pólis ; c) de como o conceito (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  36.  78
    Il dogma che non c'è [An imaginary dogma].Rosangela Barcaro - 2007 - Liberal 7 (40):104-113.
    I criteri neurologici per accertare il decesso, da impiegare in alternativa a quelli cardiorespiratori se il paziente ha subìto lesioni cerebrali e si trova collegato alle apparecchiature per la ventilazione artificiale, sono entrati nell’uso comune della pratica medica occidentale da circa quarant’anni ed il consenso di cui essi godono nella comunità scientifica sembra, a prima vista, essere ancora oggi molto solido. Si diceva a prima vista, perché se si esamina con attenzione la letteratura dal 1992 ad oggi, si possono scoprire (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  37. Reflexos E espelhamentos – O mito de narciso E o duplo em O espelho - esboço de Uma Nova teoria da Alma hUmana de Machado de assis.Juliana C. Chagas Pereira - 2010 - Principia: Revista do Departamento de Letras Clássicas e Orientais do Instituto de Letras 2 (21):65-72.
    Este trabalho pretende verificar como a questão do duplo expressa já no mito de Narciso é revisitada e reelaborada no conto machadiano O espelho – esboço de uma nova teoria da alma humana, e a partir desta, o conceito de identidade é discutido.
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  38. A elegia latina E a temática da morte.Márcia Regina de Faria da Silva - 2011 - Principia: Revista do Departamento de Letras Clássicas e Orientais do Instituto de Letras 2 (23):61-67.
    Catulo (século I a.C.), o primeiro grande autor lírico romano, traz a elegia grega com temática variada, inclusive amorosa. Assim a poesia elegíaca latina desenvolve-se e ganha contorno de um gênero autônomo em Roma, com temática própria, a elegia erótica romana. O tema do amor passa a ser fundamental, nos autores do século de Augusto (século I a.C.), Tibulo, Propércio e Ovídio, que escrevem livros inteiros para uma amada. Contudo, unida à temática do amor encontramos também o tema morte, constante (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  39.  20
    A semiótica greimasiana no quadro epistemológico das teorias da linguagem e dos estudos da religião.Sueli Maria Ramos da Silva - 2019 - Horizonte - Revista de Estudos de Teologia E Ciências da Religião 16 (51):1066.
    Este artigo tem por objetivo proceder à relação entre as teorias da linguagem e o estudo das religiões, notadamente por meio da apresentação do quadro epistemológico da semiótica greimasiana de linha francesa. O artigo, de natureza teórica, ao observar as recorrências dos mecanismos de construção do sentido dos textos, presentes nos enunciados de interpretação religiosa, efetivados pela semiótica, procura realizar um breve histórico desses estudos, traçando algumas considerações acerca de como se processa o projeto da semiótica no que concerne ao (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  40.  54
    A cultura da Mesa de refeição E o seu aspecto teológico religioso.Cézar Teixeira & Aantonio Wardson C. Silva - 2013 - Revista de Teologia 7 (11):p. 02-11.
    O tema sobre a cultura da mesa de refeição quer refletir o aspecto teológico-religioso da cultura do antigo Israel e apontar a relação entre cultura e teologia, costumes e valores espirituais, como experiências que apontam para o Transcendente e para a unidade de um grupo. Com isso, o texto quer resgatar tal reflexão para o mundo pós-moderno, no qual a cultura sustenta-se por uma dimensão que transcende a vida prática dos homens, assinala valores impregnados de religiosidade e espiritualidade e, consequentemente, (...)
    No categories
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  41.  35
    Linguagem e formação na teoria da consciência do jovem Hegel.Erick C. De Lima - 2011 - Trans/Form/Ação 34 (1):67-86.
    O trabalho pretende expor, em suas linhas gerais, a ligação, presente na teoria da consciência desenvolvida por Hegel, na Filosofia do Espírito de Jena, entre a formação da consciência, compreendida no bojo dos processos de individualização e desenvolvimento das capacidades práticocognitivas, e a pré-articulação linguística da cognição. Para isso, o ponto de partida é a exposição dos aspectos gerais da teoria hegeliana da consciência, nessa fase. Em seguida, interpreta-se essa teoria da consciência, relacionando-a a processos societários de desenvolvimento de capacidades (...)
    Direct download (9 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  42.  34
    A cultura da Mesa de refeição E o seu aspecto teológico religioso.Prof Dr Cézar Teixeira & Aantonio Wardson C. Silva - 2013 - Revista de Teologia 7 (11):02-11.
    O tema sobre a cultura da mesa de refeição quer refletir o aspecto teológico-religioso da cultura do antigo Israel e apontar a relação entre cultura e teologia, costumes e valores espirituais, como experiências que apontam para o Transcendente e para a unidade de um grupo. Com isso, o texto quer resgatar tal reflexão para o mundo pós-moderno, no qual a cultura sustenta-se por uma dimensão que transcende a vida prática dos homens, assinala valores impregnados de religiosidade e espiritualidade e, consequentemente, (...)
    No categories
    Direct download (4 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  43. A pólis ideal da república de platão E a constituição de esparta.Tatiana Maria Gandelman de Freitas - 2011 - Principia: Revista do Departamento de Letras Clássicas e Orientais do Instituto de Letras 2 (23):21-27.
    Como sabemos, a República de Platão tem como um dos pontos cardinais a busca pela Justiça. Os temas abordados ao longo do diálogo convergem para o desejo do ateniense de construir uma cidade calcada no modelo que ele considera justo. Platão encontra inspiração para seu conteúdo político na Cosntituição de Esparta, formulada pelo legendário legislador Licurgo no século IX a.C.. As semelhanças entre a obra platônica e o conjunto de leis espartanas tornam-se inevitáveis se cotejarmos ambos os textos. A reforma (...)
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  44. O pluralismo da tese dos três mundos de Popper e a crí­tica de Habermas.João Batista C. Sieczkowski - 2006 - Princípios 13 (19):31-55.
    Este estudo abordará a tese dos três mundos, TTM, de Karl Popper. A TTM como pluralista e interacionista opõe-se ao monismo e a algumas concepções dualistas. Em uma segunda parte, pretendemos enfocar a crítica de Jürgen Habermas quando tenta aplicar a TTM e o M3 (mundo três) na obtençáo de uma justificaçáo da teoria da açáo para a sociologia. Nesta crítica Habermas acaba negligenciando muitos objetivos claros da TTM e do M3 descritos por Popper, principalmente quando náo considera a TTM (...)
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  45.  48
    A C.E. Real That Cannot Be SW-Computed by Any Ω Number.George Barmpalias & Andrew E. M. Lewis - 2006 - Notre Dame Journal of Formal Logic 47 (2):197-209.
    The strong weak truth table (sw) reducibility was suggested by Downey, Hirschfeldt, and LaForte as a measure of relative randomness, alternative to the Solovay reducibility. It also occurs naturally in proofs in classical computability theory as well as in the recent work of Soare, Nabutovsky, and Weinberger on applications of computability to differential geometry. We study the sw-degrees of c.e. reals and construct a c.e. real which has no random c.e. real (i.e., Ω number) sw-above it.
    Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   8 citations  
  46.  35
    A função da história e da cultura na obra de CG Jung.André Guirland Vieira - 2006 - Aletheia 23:89-100.
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  47.  13
    Review: Luis Neves Real, Kurt Godel e os Problemas dos Fundamentos da Matematica e a Teoria dos Conjuntos. [REVIEW]N. C. A. Da Costa - 1975 - Journal of Symbolic Logic 40 (2):241-241.
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  48.  11
    Sobre a tese schopenhaueriana da positividade da dor e da negatividade do prazer.Guilherme Marconi Germer - 2011 - Cadernos de Ética E Filosofia Política 18:138-159.
    We comment here one of the most categorical, radical and fundamental concepts of Schopenhauer’s pessimism: the theory of positivity of pain and negativity of pleasure. We present its development in the philosopher’s capital work The World as Will and Representation and defend that it is present in a vital way in his three metaphysics, but is only made explicit in the last (of customs). Finally, we “dialogue” with the problematical issues that G. Simmel and C. Janaway address this argument and (...)
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  49.  36
    There is No Low Maximal D.C.E. Degree.Marat Arslanov, S. Barry Cooper & Angsheng Li - 2000 - Mathematical Logic Quarterly 46 (3):409-416.
    We show that for any computably enumerable set A and any equation image set L, if L is low and equation image, then there is a c.e. splitting equation image such that equation image. In Particular, if L is low and n-c.e., then equation image is n-c.e. and hence there is no low maximal n-c.e. degree.
    Direct download (5 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   2 citations  
  50. Geração Simples E Matéria Prima Em G.C. I.David Charles & Luis Fontes - 2003 - Cadernos de História E Filosofia da Ciência 13 (2).
    At the end of I.3, 319a29ff, Aristotle asks a series of questions. This difficult and condensed passage, whose translation is controversial at some points, raises two questions: what is what is not without qualification? and is the matter of earth and fire the same or different? In this essay, I shall focus on the second question.
     
    Export citation  
     
    Bookmark   2 citations  
1 — 50 / 1000