Order:
  1.  9
    Subject and Subjectivity in Hobbes and Leibniz.Celi Hirata - 2019 - Hobbes Studies 32 (1):5-21.
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2.  4
    Natureza E Artifício: Leibniz E Os Modernos Sobre a Concepção Dos Corpos Org'nicos Como Máquinas.Celi Hirata - 2018 - Doispontos 15 (1).
    Na modernidade, a distinção entre natureza e artifício desaparece, a ponto das máquinas feitas pelos homens se tornarem modelos privilegiados para a explicação dos corpos natu- rais, como se depreende a partir de textos de Bacon, Descartes, Hobbes, dentre outros. Essa nova relação entre natureza e artifício é correlata da mecanização e da destituição de fins na natureza, na medida em que a adoção da mecânica como modelo de explicação da natureza está atrelada à rejeição da utilização das causas finais (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3.  30
    System in Leibniz and Descartes.Celi Hirata - 2012 - Trans/Form/Ação 35 (1):23-36.
    Descartes thinks that the true scientific order is that of reasons, in which one starts from the easiest and most evident truths and moves towards those that are more difficult and complex. Thus a unique, progressive, and irreversible order is established, where each member of the chain depends on those that precede it, and each thesis has a non-interchangeable place inside the doctrine. Leibniz, on the contrary, defends the idea that "une même vérité peut avoir beaucoup des places selon les (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4.  26
    Sistema em Leibniz E Descartes.Celi Hirata - 2012 - Trans/Form/Ação 35 (1):23-36.
    Descartes concebe que a verdadeira ordem científica é a ordem das razões, na qual se parte das verdades mais fáceis e evidentes em direção às mais difíceis e complexas. Assim, estabelecese uma ordem única, progressiva e irreversível, onde cada membro da cadeia depende daqueles que o antecederam, de modo que cada tese possui um lugar não-intercambiável dentro da doutrina. Leibniz, ao contrário, defende que “[...] uma mesma verdade pode ter vários lugares, conforme as diferentes relações que pode possuir” (Novos Ensaios, (...)
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5.  4
    Hobbes e a redução da justiça.Celi Hirata - 2016 - Discurso 46 (1):101-126.
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  6.  4
    Sobre a Moral E a Física.Celi Hirata & Gionatan Carlos Pacheco - 2017 - Cadernos Espinosanos 37:355-361.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7.  4
    Resenha: Hobbes on Legal Authority and Political Obligation, de Luciano Venezia.Celi Hirata - 2016 - Cadernos Espinosanos 34:333-341.
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  8. Apercepção versus percepção: os espí­ritos na cosmologia leibniziana.Celi Hirata - 2008 - Princípios 15 (24):135-166.
    Leibniz afirma que toda mônada expressa o universo inteiro de uma determinada perspectiva. A partir daí, todas os seres criados harmonizam-se entre si, já que todos representam o mesmo mundo, ao mesmo tempo em que cada um se individualiza por meio de seu ponto de vista próprio que • afirma o autor em alguns textos-chave • é determinado pelo lugar que o seu corpo correspondente ocupa. Entretanto, se a limitaçáo dos graus de distinçáo das representações se dá meramente por uma (...)
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  9.  3
    A Crítica Do Jovem Leibniz Ao Materialismo Hobbesiano a Partir Do Conceito de Conatus.Celi Hirata - 2016 - Cadernos Espinosanos 34:65-87.
    Neste artigo, pretende-se indicar como o jovem Leibniz, em textos do início da década de 1670, como no Theoria Motusi e nas correspondências a Johann Friedrich e a Hobbes, apropria-se do conceito de conatus e da teoria da sensação de Hobbes para defender a existência de mentes incorpóreas, seres verdadeiramente indivisíveis, em oposição à redução hobbesiana da realidade a corpos e seus movimentos. Ademais, uma vez que a essência do corpo reside no movimento e não na extensão — como o (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark