Results for 'Contradição'

103 found
Order:
  1. Contradição e oposição dialética em Kant.Enrico Berti - 2011 - Revista Opinião Filosófica 2 (1).
    O artigo objetiva resolver uma tensão em Kant entre oposição, oposição real e contradição, que se desenvolve no curso de sua Crítica da Razão Pura e que por não ter sido bem observada por filósofos posteriores ensejou críticas ao princípio da não contradição de modo equívoco, como por exemplo as críticas feitas por Hegel à Kant e ao princípio da não contradição.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2.  14
    Não contradição ou terceiro excluído? Avicena e o primeiro princípio da metafísica.Alfredo Storck - 2010 - Doispontos 7 (1).
    In his paraphasis of Aristotle’s Metaphysics, Avicenna seems to adopt a first principle distintc form the one adopted by the Greek philosopher for this science. In fact, some interpreters consider him as prefering the principle of third excluded instead of the principle of non contradiction. Since I desagree with this thesis, I propose to analyse here Avicenna’s formulation of the first principle. In order to do that, I propose, first, to clarify the meaning of the first principle by looking to (...)
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3. Princípio da Não-Contradição e Semântica da Predicação em Aristóteles.Lucas Angioni - 1999 - Analytica. Revista de Filosofia 4 (2):121-158.
    My object is Aristotle's discussion of principle of non-contradiction in the first stretch of Metaphysics IV.4. My main focus rests on the connections between Aristotle's discussion of the principle and some key notions of his (explicit or implied) semantics.
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   24 citations  
  4.  13
    Contradição Entre o Fundamento da Produção Burguesa (Medida-Valor) E Seu Próprio Desenvolvimento. Máquinas Etc., de Karl Marx.José Arthur Giannotti - 1998 - Cadernos de Filosofia Alemã 4:80-87.
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5.  11
    A contradição do projeto hegeliano de liberdade a partir da relação entre cidadão e Estado.Francisco Jozivan Guedes de Lima - 2010 - Kinesis 2 (4).
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  6.  7
    Hegel e a contradição na natureza.Luiz Fernando Barrére Martin - 2015 - Doispontos 12 (2).
    A contradição é um conceito central para que se compreenda o desenvolvimento dialético da filosofia de Hegel. Desde a Antiguidade é debatido pelos filósofos se a contradição seria ou não uma anomalia a ser combatida quando se pensa na possibilidade da constituição de um discurso acerca das coisas e qual o seu alcance. No que se refere a Hegel, a contradição não está presente apenas no domínio dos conceitos, mas também na natureza. O que pretendemos aqui é (...)
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7.  5
    O Pluralismo Eclesial: Da Contradição À Afirmação Do Evangelho.Elias Wolff - forthcoming - Horizonte:1544.
    O artigo objetiva analisar o pluralismo eclesial no mundo cristão, as tensões e os conflitos que aí existem, mas também as possibilidades de encontro no testemunho do Evangelho. Pelo método da análise qualitativa da bibliografia pertinente ao tema identifica, de um lado, fatores socioculturais e teológicos do pluralismo que são expressões de contradição na compreensão e vivência da fé cristã. De outro lado, aponta para elementos que podem favorecer a superação das divisões. Mostra que para isso se faz necessário (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  8. Notas Sobre o Princípio de Não Contradição Em Aristóteles.Marco Zingano - 2003 - Cadernos de História E Filosofia da Ciência 13 (1).
    One crucial part of the Aristotle´s discussion of the principle of non-contradiction in Metaphysics IV 4 is his notion of semainein hen, which must be carefully distinguished from the closely connected notion of semainein kath´ henos. The Aristotelian proof is located at 1006b28-34 and it is argued that it does not suppose any bit of essentialism nor does it contain any petitio principii; some improvements are further proposed to the current translations.
    No categories
     
    Export citation  
     
    Bookmark   11 citations  
  9.  6
    Representação e Democracia: Uma Contradição?M. C. P. Pissar - 2013 - Páginas de Filosofía 5 (2):3-20.
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  10.  31
    A diferença e a contradição. A crítica deleuzeana à dialética e as questões da dialética a Deleuze.Vladimir Safatle - 2016 - Discurso 46 (2):123-160.
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  11.  12
    Existência e Contradição.Edelcio Gonçalves de Souza - 2003 - Cognitio 4 (1):80-86.
    Resumo: No presente artigo, discutiremos os aspectos filosóficos de teorias de conjuntos paraconsistentes. A fim de ilustrar nossas considerações de modo mais concreto, abordaremos uma nova teoria de conjuntos baseada em um sistema bem conhecido de Quine e em um cálculo paraconsistente.Palavras-chave: existência, contradição, lógica e paraconsistência.: In the present paper we deal with the philosophical aspects of paraconsistent set theories. In order to illustrate our points more concretely, we will discuss new paraconsistent set theory based both on Quine's (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  12.  11
    Espaços de Contradição/Lugares de Cristalização: Os Jardins de William Morris.Maria Isabel Monteverde - 2007 - E-Topia: Revista Electrónica de Estudos Sobre a Utopia 6.
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  13.  9
    Uma suposta contradição na ciência inglesa do século XVII: divulgação x sigilo.Ana Maria Alfonso-Goldfarb - 2000 - Discurso 31:347-364.
    Estudos recentes vêm revisando a composição da literatura que, ao longo do século XVIII serviu como base às ciências em território britânico. Segundo esses estudos, os seiscentistas de fala inglesa dedicaram-se a duas linhagens de texto, originadas em concepções de ciência muito distintas. Uma dessas linhagens tinha como fonte principal a antiga “literatura do segredo” que incluía desde velhos e sigilosos manuais de ofício até os milenares e proibidos tratados de hermética, literatura antes reservada a poucos. Diferente dessa, a outra (...)
    Direct download (8 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  14. A vedação à capacidade eleitoral passiva do analfabeto E a contradição constitucional diante dos princípios fundamentais do estado democrático de direito.Lucas Bezerra Vieira & Didier Pironi Evaristo Almeida - 2014 - Revista Fides 5 (1):118-130.
    A VEDAÇÃO À CAPACIDADE ELEITORAL PASSIVA DO ANALFABETO E A CONTRADIÇÃO CONSTITUCIONAL DIANTE DOS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  15. Quando a Escuridão Aparece: Visão, Pensamento E Contradição Na Ciência da Lógica de Hegel.Ryan Johnson - 2015 - Revista Opinião Filosófica 6 (2).
    Este é um conto sobre visão, pensamento e contradição, bem como sobre o papel que desempenham na primeira metade da Ciência da Lógica de Hegel. A Lógica começa com uma descida, nesse caso, uma queda do Ser ao Nada. Posteriormente, aproximadamente na metade de cada texto, há um certo paradoxo em que tudo está em jogo, a categoria da contradição. Nesse exato momento, o pensamento ao mesmo tempo falha e é renovado em um viés especulativo. Nessa seção, nos (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  16.  55
    Objeções a interpretação de Cirne-Lima do conceito de contradição em Hegel.Jaaziel de Carvalho Costa - 2010 - Cadernos Do Pet Filosofia 1 (1):p - 53.
    O texto visa, a partir do último livro de Cirne-Lima, Depois de Hegel , produzir uma crítica à interpretação deste autor brasileiro quanto ao conceito de contradição na filosofia hegeliana. Para isso, tomamos como base de nossa argumentação o próprio texto de Hegel - Wissenschaft der Logik - no original.
    Direct download (10 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  17. O pós-marxismo eo fetiche do trabalho: sobre a contradição histórica na teoria de Marx.Robert Kurz - 1995 - Krisis 15.
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  18.  16
    O transcendentalismo de Kant E a ética: Um cepticismo que busca a superação na contradição.Américo José Pinheira Pereira - 2015 - Synesis 7 (1):1-20.
    A experiência é apenas um estado instantâneo de impressão sensível nisso que tem a experiência. Esta expressão resume a substância epistemológica do que constitui a posição empiricista polarizada na forma de pensamento paradigmatizada por David Hume e acriticamente aceite por Immanuel Kant. Tal posição, ao invés da tese aristotélica, impede qualquer modo trans-sensível, logo, trans-material de pensamento. A metafísica torna-se impossível. Kant procura ultrapassar esta impossibilidade através da criação de uma construção lógico-epistemológica que designa como arquitectónica transcendental. O mundo em (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  19.  27
    Costa Newton Carneiro Affonso Da. Nota Sôbre o Conceito de Contradição. Portuguese, with English Summary. Anuário da Sociedade Paranaense de Matemática, Ser. 2 Vol. 1 , Pp. 6–8.Costa Newton Carneiro Affonso Da. Nota Sôbre a Lógica de Brouwer-Heyting. Portuguese, with English Summary. Anuário da Sociedade Paranaense de Matemática, Ser. 2 Vol. 1 , Pp. 9–10.Costa Newton Carneiro Affonso Da. Uma Questão de Filosofia da Matemática. Portuguese, with English Summary. Anuário da Sociedade Paranaense de Matemática, Ser. 2 Vol. 1 , Pp. 21–27. [REVIEW]Hugo Ribeiro - 1960 - Journal of Symbolic Logic 25 (2):160-160.
  20. Review: Newton Carneiro Affonso da Costa, Nota Sobre o Conceito de Contradicao; Newton Carneiro Affonso da Costa, Nota Sobre a Logica de Brouwer-Heyting; Newton Carneiro Affonso da Costa, Uma Questao de Filosofia da Matematica. [REVIEW]Hugo Ribeiro - 1960 - Journal of Symbolic Logic 25 (2):160-160.
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  21.  35
    Gottfried Köthe. Sobre a não contradição da matemática. Gazeta de matemdtica, vol. 15 no. 58 , pp. 1–5.N. C. A. da Costa - 1975 - Journal of Symbolic Logic 40 (2):241.
  22.  62
    Considerações Sobre o Princípio da Não-Contradição na Perspectiva Aristotélica: Linguagem, Ontologia e Lógica.Rodolfo Denk Neto - 2018 - Ágora Filosófica 18 (2):109-136.
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  23.  29
    A Dialética Negativa da Moralidade e a Resolução Especulativa da Contradição da Consciência Moral Moderna.Marcos Lutz Müller - 1996 - Discurso 27 (1):83-116.
    Neste artigo, mostramos que a apresentação da constituição da consciência moral moderna, em Hegel, resultante da reformulação dialético-especulativa da autonomia moral kantiana, é essencialmente crítica e se condensa numa "dialética negativa".
    Direct download (6 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  24.  18
    Review: Gottfried Kothe, Sobre a Nao Contradicao da Matematica. [REVIEW]N. C. A. Da Costa - 1975 - Journal of Symbolic Logic 40 (2):241-241.
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  25. A demonstração elêntica em Aristóteles.Thiago Silva Freitas Oliveira - 2017 - Prometeus: Filosofia em Revista 10 (23):193-214.
    O presente trabalho constitui-se de uma breve análise dos trechos que vão de 1005b 35 à 1006a 27 do capítulo quatro do livro Gama da Metafísica de Aristóteles e pretende fornecer uma leitura alternativa àquela feita pela tradição acerca da defesa do princípio de não-contradição elaborada nesse texto por Aristóteles. Com a ideia de um roteiro refutativo, pretendemos mostrar que argumentação em defesa do princípio encontra seu sucesso no seguimento desse roteiro provando, via demonstração elêntica, a validade e universalidade (...)
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  26.  10
    Idealismo Realista Ou Realismo Idealista: Hegel & Marx.Agemir Bavaresco - 2018 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 63 (1):355.
    O tema do idealismo e realismo é abordado por Hegel e Marx de um modo específico. De um lado, Hegel entende que toda a verdadeira filosofia é um idealismo. De outro, Marx defende que o verdadeiro pensamento inicia com o realismo. Nós entendemos que as abordagens não são excludentes, pois, trata-se de pontos de partida diferentes. Os diagnósticos têm na contradição o motor da história; e na dialética o método de descrever e analisar o real. A partir das categorias (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  27. A Revolução Francesa segundo Kant.Aylton Barbieri Durão & Javier García Medina - 2017 - Conjectura: Filosofia E Educação 22 (1):161-179.
    Existe uma aparente contradição entre a negação kantiana do direito de resistência expressa na filosofia do direito e a sua apologia à Revolução Francesa abordada na história filosófica. No entanto, esta contradição se dissolve tão logo se compreende que Kant considerou que a Revolução Francesa não constitui precisamente uma revolução, uma vez que isto implicaria que o povo retornasse ao estado de natureza com relação ao soberano deposto, mas uma reforma constitucional empreendida involuntariamente pelo próprio rei Luis XVI (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  28.  30
    Liberdade e dinâmica psicológica em Sartre.Daniela Ribeiro Schneider - 2006 - Natureza Humana 8 (2):283-314.
    O artigo aborda a contradição entre o fato de o homem ser ontologicamente livre, mas, ao mesmo tempo, experimentar-se psicologicamente "determinado", como se fosse compelido a certos comportamentos indesejados. Como é possível compreender tal paradoxo? Para tanto, o artigo aborda: 1) a proposta de Sartre, de uma nova perspectiva para a psicologia clínica, estabelecida a partir de interlocuções com a psicanálise freudiana; 2) a história de um indivíduo, que utilizaremos como "estudo de caso" no transcorrer de nossa explanação, especificamente (...)
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  29.  16
    A Desmedida da Crise.Jorge Grespan - 1996 - Discurso 27 (1):117-138.
    Este artigo procede a uma reconstituição de passagens centrais dos escritos de Marx, em que se explicitam os pressupostos lógico-filosóficos presentes no conceito de capital como sujeito do processo de sua determinação. O objeto é definir rigorosamente a crise como expressão privilegiada da negatividade inerente ao capital, que tanto lhe confere a capacidade de se medir e acumular quanto o leva a perder sua medida e seu valor.
    Direct download (6 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  30. Interpretação de Atos de Fala.Bernardo Alonso & José Carlos Camillo - 2022 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 67 (1):e40490.
    Neste artigo apresentamos de forma breve uma teoria searliana de interpretação dos atos de fala. Mostramos através do exemplo das metáforas que, conforme proposta por Searle, a interpretação de atos de fala consistiria em reconhecer a intenção do falante. Esse processo se daria por meio do uso de regras convencionais da linguagem tanto pelo falante quanto pelo ouvinte. Contudo, as metáforas são um exemplo de que essa proposta de interpretação não é suficiente para descrever o processo pelo qual os agentes (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  31. A Discreta Antinomia Da Razão Pura Prática De Kant Na MetafísicaDos Costumes.Heiner Klemme - 2008 - Cadernos de Filosofia Alemã 11:11-32.
    NA PRIMEIRA PARTE DO PRESENTE ARTIGO, COMEÇO POR UM ESBOÇO SOBRE A RELAÇÃO ENTRE LIBERDADE, MORAL E MUNDO EM KANT. NA SEGUNDA PARTE DISCUTO OS EXEMPLOS DE CHRISTIAN WOLFF E CHRISTIAN AUGUST CRUSIUS COMO DUAS VERSÕES MODERNAS DO INDIFFERENTISMUS MORAL. NA TERCEIRA PARTE, PROPONHO A IDÉIA DE QUE A CONCEPÇÃO DE DEVER MORAL, EXPLICITADA POR KANT NOS ANOS 1780 E 90, PRESSUPÕE A LIBERDADE HUMANA DE PODER ESCOLHER ENTRE UMA AÇÃO POR DEVER, UMA AÇÃO CONFORME AO DEVER E UMA CONTRÁRIA (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  32. Kant crítico da analogia técnica cartesiana.Giovanni Sarto & Pedro Nagem de Souza - 2022 - Kant E-Prints 17 (1):101-118.
    Objetiva-se mostrar que a filosofia crítica comporta uma refutação integral da analogia técnica operada por Descartes. Para tanto, após apresentar a pertinência do tema da analogia em relação aos movimentos gerais da _Crítica_, utilizamo-la para interpretar o debate moderno acerca da razão dos animais. Posteriormente, acompanhamos a consolidação da noção kantiana da analogia a partir dos cursos de _Lógica _e centramo-nos, em seguida, na _Crítica da Faculdade de Julgar Teleológica_, a qual abriga uma reelaboração do conceito de arte, bem como (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  33.  75
    Kierkegaard and the Limits of Reason: Can There Be a Responsible Fideism?C. Stephen Evans - 2008 - Revista Portuguesa de Filosofia 64 (2/4):1021 - 1035.
    This paper argues that Kierkegaard is not an irrationalist, but a "responsible fideist." Responsible fideism attempts to answer two important philosophical questions: "Are there limits to reason?" and "How can the limits of reason be recognized?" Kierkegaard's account of the incarnation as "the absolute paradox" does not see the incarnation as a logical contradiction, but rather functions in a way similar to a Kantian antimony. Faith in the incarnation both helps us recognize the limits of reason and also to a (...)
    Direct download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   4 citations  
  34.  18
    Revisão de Crenças Paraconsistente baseada em um operador formal de consistência.Rafael Testa - 2014 - Dissertation, University of Campinas
    A Revisão de Crenças estuda como agentes racionais mudam suas crenças ao receberem novas informações. O sistema AGM, trabalho mais influente desta área apresentado por Alchourrón, Gärdenfos e Makinson, postula critérios de racionalidade para os diferentes tipos de mudança de crenças e oferece construções explícitas para tais - a equivalência entre os postulados e operações é chamado de teroema da representação. Trabalhos recentes mostram como o paradigma AGM pode ser compatível com diferentes lógicas não-clássicas, o que é chamado de AGM-compatibilidade (...)
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   3 citations  
  35.  25
    É incoerente a concepÇÃo de searle sobre a consciÊncia?Tárik Prata - 2011 - Manuscrito 34 (2):553-574.
    O artigo investiga a frequente alegação na literatura filosófica de que a concepção de Searle sobre a redução da consciência é incoerente. Após um exame das teses básicas de sua teoria da mente , é discutida sua posição a respeito da identidade entre a consciência e a atividade cerebral . Da adesão de Searle a uma tese da identidade de ocorrências deve-se concluir que não há contradição entre esta tese e a irredutibilidade ontológica que ele defende. Porém, é possível (...)
    Direct download (5 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   3 citations  
  36.  76
    Feuerbach e Espinosa: deus e natureza, dualismo ou unidade?Eduardo Ferreira Chagas - 2006 - Trans/Form/Ação 29 (2):79-93.
    : O presente artigo evidencia, por um lado, o mérito da filosofia de Espinosa, pelo fato de haver submetido a oposição das partes e do todo, do corpo e da alma, da matéria e do espírito, à unidade da substância, já que toda parte singular da substância pertence à sua natureza. Por outro lado, destaca a crítica de Feuerbach a Espinosa, porque a filosofia deste é, na verdade, uma filosofia da identidade, que não reconhece, como Hegel também assinala, a substância (...)
    Direct download (4 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   3 citations  
  37.  30
    Aristotle's Theory of Deduction and Paraconsistency.Evandro L. Gomes & Ítala M. L. D.?Ottaviano - 2010 - Principia: An International Journal of Epistemology 14 (1):71-97.
    No Órganon Aristóteles descreve alguns esquemas dedutivos nos quais a presença de inconsistências não acarreta a trivialização da teoria lógica envolvida. Esta tese é corroborada por três diferentes situações teóricas estudadas por ele, as quais são apresentadas neste trabalho. Analizamos o esquema de inferência utilizado por Aristóteles no Protrepticus e o método de demonstração indireta para os silogismos categóricos. Ambos os métodos exemplificam como Aristóteles emprega estratégias de redução ao absurdo logicamente clássicas. Na sequência, discutimos os silogismos válidos a partir (...)
    Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  38. Platão como artista.Christian Viktor Hamm - 2014 - Archai: Revista de Estudos Sobre as Origens Do Pensamento Ocidental 12:57-64.
    Tendo em vista a postura crítica de Platão relativamente à arte “mimética”, pode causar surpresa que quase todos os diálogos dele se apresentem, não obstante a riqueza e a variedade do seu conteúdo doutrinal, também como criações literárias de caráter eminentemente artístico, ou seja, como produtos poeticamente bem organizados, e, enquanto tais, pertencentes exatamente àquela arte “mimética” que ele, Platão, considera tão nociva e perigosa que até recomenda proibir e bani-la da cidade. O que pode explicar essa aparente contradição (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  39.  2
    Imagens E Analogias Do Corpo E da Mente Na Política de Spinoza.Alexandre Arbex Valadares - 2010 - Cadernos Espinosanos 23:95.
    O presente artigo propõe estudar algumas possibilidades interpretativas suscitadas pela analogia com que Spinoza busca ilustrar, a partir da imagem do corpo humano, a estrutura de composição do corpo político. Começando por discutir a dinâmica de produção de corpos na Natureza, o texto desenvolve uma análise da contradição entre duas teses, presentes na obra de Spinoza – uma, na sua ontologia, e outra, na política –, que se formulam nos termos da analogia do corpo humano com o corpo político; (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  40.  28
    Sobre a imagem rousseauniana da lei acima dos homens.Thomaz Kawauche - 2008 - Trans/Form/Ação 31 (2):97-118.
    Entre o verbete sobre economia política, de 1755, e o Contrato social, de 1762, a noção rousseauniana de lei passa de “voz celeste” para “declaração da vontade geral”. Pretende-se defender aqui a proposição de que tal mudança na definição de lei de um escrito para o outro não implica contradição. Para tanto, será analisada a presença da imagem da “lei acima dos homens” em diversos textos do Cidadão de Genebra, sobretudo no capítulo “Do legislador” no livro II do Contrato, (...)
    Direct download (5 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   2 citations  
  41.  22
    A Abordagem Contratualista de "a Theory of Justice" Entre Método E Objetivos. Algumas Observações a Partir Das Últimas Críticas de Onora O'Neill.Emanuele Tredanaro - 2017 - Kriterion: Journal of Philosophy 58 (136):65-86.
    RESUMO O objetivo do presente trabalho é propor, mediante o papel que a relação entre método e objetivos desempenha em "A theory of justice", uma possível leitura da abordagem contratualista sui generis adotada por Rawls em sua obra-prima. De modo particular, aproveitaremos, como ponto de partida, duas críticas que Onora O'Neill apresenta em uma de suas últimas intervenções sobre o pensamento de Rawls. Tentaremos mostrar, então, como tais críticas padecem de certa inconsistência, na medida em que for enfatizada a complementaridade (...)
    No categories
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  42. A Teoria Supervalorativista da Vagueza e o Problema da Precisão.Sagid Salles - 2020 - In Marcus José Alves de Souza & Maxwell Morais de Lima Filho (ed.), Escritos de Filosofia IV: Linguagem e Cognição. Porto Alegre, RS, Brasil: pp. 100-119.
    O fenômeno da vagueza é quase onipresente na linguagem natural. Por um lado, a vagueza abrange variadas categorias lógicas, incluindo predicados, termos singulares e quantificadores. Por outro, é argumentável que a maioria das expressões em cada uma destas categorias, principalmente termos singulares e predicados, é vaga. Isto não seria um problema, não tivesse o fenômeno da vagueza relacionado ao paradoxo sorites, que supostamente mostra a incoerência destas expressões. O Supervalorativismo fornece uma explicação do fenômeno, acompanhado de uma solução do paradoxo, (...)
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  43.  40
    Feuerbach and Spinoza: God and Nature, Dualism Ou Unity?Eduardo Ferreira Chagas - 2006 - Trans/Form/Ação 29 (2):79-93.
    This article on the one hand offers evidence of Spinoza's philosophical merit due to the fact that he propounded the opposition of substance of parts and whole, body and soul, matter and spirit, to unity of substance, since every single part of substance belongs to nature. And on the other hand it presents Feuerbach's critique of Spinoza since Spinoza's philosophy is in fact an identity philosophy which does not recognize, as Hegel also points out, the substance of spirit and the (...)
    Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   2 citations  
  44.  9
    Uma Solução Cética para o Problema do Mundo Exterior.Plinio Junqueira Smith - 1999 - Discurso 30:159-196.
    A filosofia identifica duas teses banais sobre as coisas que todos parecemos sustentar: a de que percebemos coisas e a de que essas coisas percebidas existem realmente. Em seguida, a filosofia, ao interpretá-las de maneira rigorosa e ao julgar ver uma contradição entre elas, procurou melhorar esse esquema, substituindo a tese banal (já interpretada pela filosofia) da percepção imediata pela tese da percepção mediata das coisas, sem contudo lograr seu objetivo. Nova tentativa é feita pela filosofia ao substituir a (...)
    Direct download (8 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  45.  5
    Verdade, Interpretação E Justiça Segundo Nietzsche.Blaise Benoit - 2021 - Cadernos Nietzsche 42 (1):31-60.
    Resumo: Se Nietzsche critica o próprio conceito de verdade, ele emprega, no entanto, com muita regularidade essa expressão, como em Ecce homo e em O Anticristo. Apontar essa tensão é insuficiente: há uma contradição ou antes uma polissemia? Este estudo, que distingue o perspectivismo e o relativismo, examina os diferentes sentidos de “verdade” na obra de Nietzsche a fim de construir uma resposta a essa questão. Ela mostra que a verdade depende da interpretação em busca de justiça, ainda que (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  46.  10
    Inútil Resistir Ao Dispositivo da Sexualidade? Foucault E Butler Sobre Corpos E Prazeres.André Duarte & Maria Rita De Assis César - 2016 - Revista de Filosofia Aurora 28 (45):949.
    O texto discute o apelo de Foucault aos corpos e prazeres como instância de resistência aos efeitos do dispositivo da sexualidade. Primeiro, abordamos a descoberta foucaultiana do dispositivo da sexualidade. Depois, discutimos a análise de Judith Butler sobre o modo como Foucault retratou o caso de Herculine Barbin, tomando-o como estratégico para a sua própria crítica à concepção foucaultiana da resistência. Para Butler, ao recorrer aos corpos e aos prazeres Foucault entraria em contradição com sua própria análise genealógica, pois (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  47.  58
    Ser Parte e Ter Parte: Servidão e Liberdade na Ética IV.Marilena Chauí - 1993 - Discurso 22:63-122.
    Este artigo procura analisar o Livro IV da Ética, mostrando como Espinosa, ao pensar as noções de liberdade e servidão humana, escapa às críticas que buscam encontrar em sua filosofia uma contradição entre a idéia de uma natureza absolutamente necessária (“fatalismo”) e sua pretensão de afirmar a liberdade do sábio.
    Direct download (8 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   2 citations  
  48.  10
    Non-Being in Parmenides of Elea.Nicola Stefano Galgano - 2018 - Trans/Form/Ação 41 (2):9-36.
    Resumo: No fragmento DK 28 B 2 de seu poema, Parmênides apresenta seu método para distinguir a persuasão verdadeira da falta de persuasão verdadeira. As famosas duas vias para o pensar que ele propõe são o enunciado complexo de um sistema que quer garantir a veracidade das afirmações para obter, afinal, um discurso confiável, o único capaz de persuasão verdadeira. O presente artigo mostra que o papel central da argumentação parmenidiana é atribuído ao não-ser, uma noção derivada certamente de uma (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  49.  2
    O Dualismo Onda-Corpúsculo E o Valor da Teoria Ciantífica Em Bohr. A Necessária Consideração da Dialéctica Materialista.Ana Henriques Pato - 2014 - Revista de Humanidades de Valparaíso 3:23.
    O desenvolvimento da ciência no século XX colocou aos físicos novos desafios. As ondas revelavam um comportamento corpuscular e as partículas comportamento ondu- latório. Mas nunca simultaneamente. Essa dificuldade levou Bohr a adoptar o princípio da complementaridade, figura através da qual a contradição entre onda e corpúsculo se vê fixada. A oposição entre onda e corpúsculo é, assim, absolutizada. Penso que foi a não consideração da dialéctica que impediu Bohr de avançar no sentido da resolução daquela contradição objectiva (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  50. Idéias Dos Sentidos Segundo Descates.Ethel Rocha - 2009 - Cadernos de História E Filosofia da Ciéncia 19 (1).
    O objetivo desse artigo é examinar o conceito de falsidade material das idéias introduzido por Descartes na Terceira Meditação das Meditações Metafísicas. A hipótese a ser defendida é a de que o que determina a falsidade material das idéias é o fato destas envolverem uma contradição em seu conteúdo representativo. Isto é, no lugar da interpretação tradicional segundo a qual o que caracteriza as idéias materialmente falsas é o fato destas envolvem um erro categorial ao exibirem modos da alma (...)
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
1 — 50 / 103