Results for 'Da Cosmo Guastella'

1000+ found
Order:
  1.  4
    Guastella, Cosmo, Professor der Theoretischen Philosophie an der Universität Palermo. Saggi Sulla Teoria Della Conoscenza.Cosmo Guastella - 1905 - Kant-Studien 10 (1-3).
    No categories
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2.  3
    Saggi Sulla Teoria Della Conoscenza. Saggio Secondo Filosofia Della Metafisica. Parte Prima: La Causa Efficiente.Da Cosmo Guastella - 1907 - Philosophical Review 16 (1):91-94.
    No categories
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3.  5
    Saggi Sulla Teoria Della Conoscenza.Cosmo Guastella - 1907 - Philosophical Review 16:91.
    No categories
    Direct download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4.  1
    Saggi Sulla Teoria Della Conoscenza.Cosmo Guastella - 1901 - Philosophical Review 10 (1):106-108.
    No categories
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5. Le ragioni del Fenomenismo.Cosmo Guastella & Priulla Emanuele - 1924 - Revue Philosophique de la France Et de l'Etranger 97 (3):467-469.
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  6. Le Ragioni del Fenomenismo.Cosmo Guastella - 1924 - Revue de Métaphysique et de Morale 31 (3):8-8.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7. Opera Omina.Cosmo Guastella - 1972 - Cedam.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  8. Opera omnia, I, 3.Cosmo Guastella - 2000 - Revue Philosophique de la France Et de l'Etranger 190 (2):263-263.
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  9. Saggi sulla teoria della conoscenza Saggio secondo : filosofia della metafisica.Cosmo Guastella - 1906 - Revue Philosophique de la France Et de l'Etranger 61:331-335.
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  10.  6
    Crítica da Razão Pura: Uma Leitura Cosmo-Política.Otfried Hoffe - 2003 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 48 (1):77.
    O presente trabalho apresenta uma nova perspectiva de interpretação da Crítica darazão pura. O autor empreende uma leitura cosmo-politica da obra principal de Kant, não apenas por sua primeira Crítica conter referências políticas explícitas, mas, sobretudo, pelo fato de o filósofo de Kônigsberg apresentar nela umarazão que não é solipsista, mas sim republicana.
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  11. Dalla "Storia del positivismo in Italia": Cosmo Guastella, "Il fenomenismo".Giovanni Marchesini - 1982 - Rivista di Storia Della Filosofia 37 (4):443.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  12. Lettere a Cosmo Guastella e a G. Amato Pojero, II.Giovanni Vailati - 1979 - Rivista di Storia Della Filosofia 34 (1):35.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  13. Lettere a Cosmo Guastella e a G. Amato Pojero.Giovanni Vailati - 1978 - Rivista di Storia Della Filosofia 33 (4):405.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  14.  17
    O LUGAR DO HOMEM NO COSMOS OU O LUGAR DO COSMOS NO HOMEM?: O tema da perfeição do universo antes do paradigma do mundo aberto, segundo o comentário dos jesuítas conimbricenses.Mário Santiago de Carvalho - 2009 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 54 (3):142-155.
    Leitura da 1ª questão do capítulo 1 do Comentário ao ‘De Coelo’ dos Jesuítas de Coimbra , “Se o Universo é ou não perfeito”. Pleiteiase por um interpretação que deixe falar o texto nos nossos dias, a saber, enquanto interrogação sobre o lugar que o cosmo ocupa no coração do Homem.Não se podendo pensar o Homem independentemente do “magnus mundus”,o cosmo tem no Homem a condição da sua legalidade.The article deals with question 1st of the Coimbra Jesuit Commentary (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  15. Tempo Do Mundo E Tempo da Ação No Político de Platão.Marcelo Perine - 2006 - Hypnos. Revista Do Centro de Estudos da Antiguidade 17:41-56.
    No mito do Político há elementos da cosmologia, da teologia e da antropologia de Platão. Apresentados em narração mitológica, esses elementos não só não estão em contradição com as perspectivas formuladas em contextos argumentativos, mas ajudam a compreendê-las e interpretálas. Esta comunicação quer mostrar: a) o tempo do mundo na era de Zeus está sob governo de deus; b) o governo de deus não exclui, mas exige a autonomia humana; c) a inserção da ação humana no contexto cósmico é fundamental (...)
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  16.  30
    A semiótica greimasiana no quadro epistemológico das teorias da linguagem e dos estudos da religião.Sueli Maria Ramos da Silva - 2019 - Horizonte - Revista de Estudos de Teologia E Ciências da Religião 16 (51):1066.
    Este artigo tem por objetivo proceder à relação entre as teorias da linguagem e o estudo das religiões, notadamente por meio da apresentação do quadro epistemológico da semiótica greimasiana de linha francesa. O artigo, de natureza teórica, ao observar as recorrências dos mecanismos de construção do sentido dos textos, presentes nos enunciados de interpretação religiosa, efetivados pela semiótica, procura realizar um breve histórico desses estudos, traçando algumas considerações acerca de como se processa o projeto da semiótica no que concerne ao (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  17.  10
    Didática e suas forças vertiginosas.Sônia Regina da Luz de Matos - 2009 - Conjectura: Filosofia E Educação 14 (1).
    Resumo: Vivendo os momentos contemporâneos da sociedade, da ciência,da tecnologia, da virtualidade e do quadro de giz; me ponho como uma sintomatologista desses tempos. Para isso, eventualmente, me desnudo do ser professora, para, assim, poder olhar o que não vejo quando estou nas vestes dessa identidade. Os sintomas fazem com que escreva e trace muitas linhas para transitar nesse cosmo da “didática no currículo”. Algumas dessas linhas são lisas, sinuosas, umas ainda não ditas, outras ainda têm que ser esfaceladas, (...)
    No categories
    Direct download (5 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  18.  9
    A Tirania da Maioria: Revisitando o Debate.Marta Nunes da Costa - 2015 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 60 (1):92-105.
    Tocqueville e John Stuart Mill são dois dos grandes mestres de ciência política e filosofia política. Com efeito, poderíamos dizer que somos todos discípulos destes autores. Por um lado, porque Tocqueville foi o primeiro autor a refletir sobre o paradigma democrático, entendido como constelação política especificamente moderna. Por outro lado, o conceito ou ideal de liberdade desempenha um papel central nos dois autores. Liberdade é um dos pilares fundadores de qualquer projeto democrático e apesar do reconhecimento da importância igualmente vital (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  19.  54
    Mundo da Vida: A Apropriação Habermasiana de Husserl E Wittgenstein.Nythamar Fernandes De Oliveira - 1999 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 44 (1):133.
    Este artigo apresenta algumas reflexõesacerca da concepção habermasiana demundo da vida, seguindo sua apropriação críticados conceitos de Lebenswelt em Husserl e Lebensformem Wittgenstein, de forma a mostrarem que medida Habermas dá conta da fundamentaçãonormativa de uma teoria crítica da sociedade.
    No categories
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  20. A construção da educação como cuidado de si em Kierkegaard.Carlos Alberto Medino da Rocha - 2012 - Cadernos Do Pet Filosofia 3 (6):79-84.
    O presente trabalho procura refletir sobre o processo de construção da educação como uma “educação da interioridade” que parte de uma concepção do cuidado de si, a partir do viés do pensamento filosófico do dinamarquês Sören Kierkegaard. Num primeiro momento, aponto paro o seu conceito de existencialismo, que versa a construção de um indivíduo singular, voltado para sua existência individual; e, num segundo momento, apresento, ainda, que de forma breve, a relação entre o mestre e o discípulo marcada na obra (...)
    Direct download (9 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  21.  23
    A Conversão da Consciência como princípio da moralidade.Konrad Utz - 2016 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 61 (3):578-602.
    Kant mostra que uma teoria fundamental da normatividade e da moralidade não pode dar nem uma explanação nem uma prova da normatividade, mas apenas pode articular e explicitar sua origem. Ela pode fazer isso indicando o lugar ou o topos e a virada ou a trope de seu originar. Conforme Kant, o topos da normatividade é a vontade enquanto razão prática e sua trope é o uso geral desta razão que tipicamente é instrumental, no sentido da reflexão. A trope da (...)
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  22.  78
    A subjetividade na “Ciência da Lógica”.Konrad Christoph Utz - 2010 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 55 (3):116-129.
    O artigo tenciona explicar o conceito da subjetividade na Ciência da Lógica (CdL) a partir de sua forma inicial, diferentemente da maioria dos vários estudos sobre a temática, que discute as formas já mais desenvolvidas, que ocorrem dentro da Lógica do Conceito. Porém, como essa última, desde início, é “Lógica Subjetiva”, a subjetividade precisa ser constituída antes ou no ponto do começo dela. Essa subjetividade inicial e mínima explica-se por primeiro pela identificação de subjetividade e liberdade, por segundo, pela compreensão (...)
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  23.  59
    A Metafísica da Música de Arthur Schopenhauer.Henry Burnett - 2012 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 57 (2):143-162.
    O mundo como vontade e representação, de A. Schopenhauer, constitui uma das principais fontes da primeira fase produtiva da obra de F. Nietzsche. O artigo ressalta os principais pontos da metafisica da música desenvolvida no terceiro capitulo da obra de Schopenhauer e indica as suas influências determinantes sobre o jovem Nietzsche.
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  24.  14
    Passos levinasianos rumo à evasão da teologia ocidental.Luis Carlos Dalla Rosa - 2019 - Horizonte - Revista de Estudos de Teologia E Ciências da Religião 16 (51):1218.
    Este artigo abre espaço para discutir a relação entre teologia e ontologia, a partir da ética da alteridade de Emmanuel Lévinas. Trata-se de analisar e compreender o movimento de êxodo ou de evasão ética em relação à força ontológica, ao peso do ser, que impacta também à teologia. O sujeito, exposto à aventura do ser, é alguém cativo de si mesmo. Por outro lado, cabe refletir sobre algumas possíveis repercussões teológicas que emergem da epifania do rosto do/a Outro/a. Pois, embora (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  25.  10
    A religião e os Direitos Humanos: Doutrina Social da Igreja e direitos emergentes na visão do Papa Francisco.Harethon Silveira Domingos - 2019 - Horizonte - Revista de Estudos de Teologia E Ciências da Religião 17 (52):522-524.
    Dissertação de Mestrado de: DOMINGOS, Harethon Silveira. A Religião e os Direitos Humanos: Doutrina Social da Igreja e direitos emergentes na visão do Papa Francisco. 2018. Dissertação – Programa de Pós-graduação em Ciências da Religião, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG.
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  26.  20
    O caráter práxico-social da teologia: tópicos fundamentais de epistemologia teológica.Maria Clara Lucchetti Bingemer - 2018 - Horizonte - Revista de Estudos de Teologia E Ciências da Religião 16 (49):415-416.
    Book review: AQUINO JÚNIOR, Francisco de. O caráter práxico-social da teologia: tópicos fundamentais de epistemologia teológica. São Paulo: Loyola, 2017.
    No categories
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  27.  10
    Ciências da religião e teologia: evolução de uma relação.Paulo Antonio Couto Faria - 2019 - Horizonte - Revista de Estudos de Teologia E Ciências da Religião 16 (51):1324.
    Historicamente, as ciências da religião e a teologia construíram itinerários próprios, mas não indiferentes entre si. Ainda que a configuração das ciências da religião na Europa e na América do Norte acentue a sua autonomia, é notório, nos seus primeiros passos, o inevitável encontro com a teologia. No Brasil este encontro estendeu-se em quantidade e qualidade, motivado pela natural proximidade de questões, pelo contexto socioeclesial e, mais recentemente, por razões de ordem epistemológicas, oportunizando o reconhecimento civil público das duas ciências (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  28.  7
    Formas de resistência da religiosidade, da memória e da cultura negra no Amapá: o caso da comunidade quilombola de Mel da Pedreira.Elivaldo Serrão Custódio & Oneide Bobsin - 2019 - Horizonte - Revista de Estudos de Teologia E Ciências da Religião 17 (52):366-388.
    O presente artigo objetiva refletir sobre as formas de resistência da religiosidade, da memória e da cultura negra da Comunidade de Remanescente de Quilombo Mel da Pedreira, localizada no município de Macapá, estado do Amapá. Uma comunidade que possui sua história, práticas culturais e identidade marcadas pela religiosidade de matriz afro-ameríndia e posteriormente protestante. O presente trabalho trata-se do resultado final de um dos capítulos de um estudo etnográfico de natureza qualitativa que adotou a pesquisa bibliográfica, a análise documental, a (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  29.  2
    A teoria teológica da religião de David Tracy.Jefferson Zeferino & Rudolf Eduard von Sinner - forthcoming - Horizonte - Revista de Estudos de Teologia E Ciências da Religião:676-676.
    Ao se ocupar da pesquisa acerca da teoria teológica da religião formulada a partir do pensamento do teólogo jesuíta estadunidense David Tracy, o presente texto objetiva recolher impulsos para o estudo teológico da religião. Para tanto, examinam-se as obras _Blessed Rage for Order: the new pluralism in Theology_, _A imaginação analógica: a teologia cristã e a cultura do pluralismo _ e _Plurality and ambiguity_: _hermeneutics, religion, hope_ no que tange à definição de religião. Como resultado das contribuições tracyanas ao estudo (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  30.  25
    Igreja Nossa Senhora da Consolação por Maximilian Emil Hehl : ecletismo na arquitetura sacra paulistana com predomin'ncia do neorrom'nico.Marcos Eduardo Melo dos Santos & Susana Aparecida da Silva - 2015 - Revista de Teologia 9 (16):151-159.
    This article presents the recent literature about the church Nossa Senhora da Consolação, considered through the prism of the study of sacred art. After a historical overview about the neighborhood and the ancient temple of Consolation, will be highlighted some most relevant artistic aspects of architecture and works of art gathered in the sacred building, designed by German engineer Maximilian Emil Hehl, whose inspiration reports to the formal and stylistic features of Romanesque architecture as well as the influences of eclecticism (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  31. Contingência e complexidade infinita: o problema da prova sortuda.Edgar da Rocha Marques - 2014 - Doispontos 11 (2).
    Apresento e desenvolvo neste artigo o problema da prova sortuda, analisando duas soluções para ele presentes na literatura. A primeira delas consistira em alegar que mostrar que o predicado está contido no sujeito não basta como demonstração da verdade de uma proposição, sendo preciso que se prove ainda que a noção relativa ao sujeito é logicamente consistente. A segunda repousaria em uma hierarquização modal, por assim dizer, dos pre- dicados integrantes de uma noção individual. Após exibir as razões que me (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  32.  22
    Duhem como precursor de Popper, Kuhn e Lakatos sobre a metodologia da escolha racional de teorias: da dualidade à trialidade metodológica.J. R. N. Chiappin & Carolina Leister - 2015 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 60 (2):313-343.
    A tese é de que a concepção de Duhem da ciência antecipa, entre outros elementos, o modelo de escolha de teorias científicas associado com as concepções de Popper, Lakatos e Kuhn. No contexto do seu debate com Poincaré, Duhem propõe um modelo metodológico de escolha racional de teorias formado, também, de componentes extralógicos. O modelo substitui a metodologia bipartida, teoria e natureza, por uma tripartida, confrontação entre duas teorias e natureza. Tal metodologia verifica-se adequada para descrever o processo de escolha (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  33.  5
    Introdução à Antropologia da Religião.Mailson Fernandes Cabral de Souza - 2019 - Horizonte - Revista de Estudos de Teologia E Ciências da Religião 17 (52):543-552.
    Resenha do livro Introdução à Antropologia da Religião.
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  34.  21
    Teologia Afro (ou Negra) da Libertação : balanço e perspectivas (Afro (or Black) Liberation Theology: balance and perspectives).Marcos Rodrigues da Silva - 2013 - Horizonte 11 (32):1769-1776.
    KOINONIA/ASETT MINGA/MUTIRÃO DE REVISTAS DE TEOLOGIA LATINO-AMERICANAS Teologia Afro (ou Negra) da Libertação : balanço e perspectivas (Afro - or Black - Liberation Theology: balance and perspectives).
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  35.  14
    Considerações sobre a teoria do cérebro triuno e sua relev'ncia para uma filosofia da mente e das emoções.Gabriel José Corrêa Mograbi - 2015 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 60 (2):222-241.
    Este artigo estabelece algumas relações fundamentais entre evolução, a teoria do cérebro triuno e a relevância que esta pode ter para a fundamentação empírica de uma filosofia da mente e das emoções. Inicialmente, será especialmente considerada a posição do filósofo Ronald de Sousa no seu já clássico artigo “The Mind’s Bermuda Triangle: Philosophy of Emotions and Empirical Science”, parte do Oxford Handbook of Philosophy of Emotions. A segunda seção discute a validade da teoria do “cérebro triuno” como abordagem neuroetológica evolutiva, (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  36.  1
    Apresentação - Dossiê: Teorias da Religião.Antonio Geraldo Cantarela - forthcoming - Horizonte - Revista de Estudos de Teologia E Ciências da Religião:557-557.
    Apresentação - Dossiê: Teorias da Religião.
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  37.  1
    Teorias (e quase teorias) da religião: um olhar descritivo.Osvaldo Luiz Ribeiro - forthcoming - Horizonte - Revista de Estudos de Teologia E Ciências da Religião:723-723.
    A partir de um recorte metodológico descritivo e de levantamento bibliográfico, na extensão que o presente instrumento de comunicação permite, o artigo apresenta um conjunto de treze teorias ou discursos sobre a religião. Mesmo quando o procedimento se revela passível de incongruência, procurou-se classificar as teorias e quase teorias em dois grupos: teorias ou quase teorias reducionistas e teorias e quase teorias não reducionistas. Foram tratadas como não reducionistas aquelas que se atêm ao conteúdo positivo da religião, sendo, por isso, (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  38.  5
    Tripartição e estrutura bipolar da alma em Platão.Marcelo Perine - 2014 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 59 (3):417-429.
    Quando Platão trata das “afecções e as formas que ela [a alma] tem na vida humana”, ele a descreve segundo um esquema tripartite, tal como aparece também na exposição dos seus gêneros na República. No Timeu, ao tomar a via mais longa para expor a natureza da alma, Platão apresenta a Ideia da alma cósmica como uma mistura de três Ideias intermediárias procedentes de um princípio bipolar. Assim como na alma do mundo, também a alma humana possui uma estrutura tripartite (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  39.  10
    Fundamentos neurobiológicos da consciência e a teoria do campo unificado: uma análise filosófica.Carlos Eduardo de Sousa Lyra, Gabriel José Corrêa Mograbi & Charbel N. El-Hani - 2015 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 60 (2):287-312.
    No presente artigo, analisamos as abordagens de António Damásio e Gerald Edelman sobre a consciência e fazemos um paralelo com as teses apresentadas pelo filósofo John Searle. Recorremos também às críticas dos filósofos Bennett e Hacker como pedras de toque da viabilidade de algumas teses. Desse modo, apresentamos uma revisão sistemática da obra de Damásio, Edelman e Searle, a fim de promover um diálogo produtivo entre as ideias defendidas por estes autores, os quais, segundo nossa interpretação, assumem uma teoria do (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  40. Fundamentos Schelerianos da Logoterapia.Nathalie de la Cadena & Gustavo Castañon - 2020 - Phenomenology, Humanities and Sciences 1 (1):121-131.
    Resumo: A Logoterapia proposta por Viktor Frankl está fundamentada na teoria dos valores e antropologia de Max Scheler. Frankl constrói seu pensamento psicológico baseado em conceitos-chave do pensamento scheleriano como (i) o valor e os bens, (ii) o querer e os sentimentos, (iii) a hierarquia de valores e (iv) a ideia de pessoa. É com eles que desenvolve suas teses originais da (i) motivação espiritual da ação humana, (ii) busca de sentido e (iii) inconsciente espiritual. Ao fazê-lo, ofereceu não só (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  41.  24
    O debate causalismo versus simulacionismo em filosofia da memória como negociação metalinguística.César Schirmer Dos Santos - 2019 - Perspectiva Filosófica 46 (2):143-188.
    Às vezes, o debate entre causalistas e simulacionistas em filosofia da memória é apresentado de tal modo que parece que apenas o simulacionismo é compatível com a psicologia da memória contemporânea. Contudo, ambas teorias são compatíveis com os fatos descobertos pela ciência. Mas se o debate não é sobre a adequação aos fatos, sobre o que é? Nós propomos que este debate é um caso de negociação metalinguística. Caulistas e simulacionistas aceitam o mesmo conjunto de fatos, mas disputam sobre como (...)
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  42. A Ética da Crença (verbete).Eros Carvalho - manuscript
    Há pelo menos três modos pelos quais o debate sobre a conduta doxástica se relaciona com a ética. O primeiro e menos contencioso assinala que o ato de crer, analogamente às ações morais, responde a um tipo de normatividade, não necessariamente moral. Por exemplo, as normas para o ato de crer podem ser puramente epistêmicas. Nesse caso, essas normas diriam respeito a como o agente deve visar ou buscar a verdade. O segundo modo como o debate da ética da crença (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  43. Histórias das ciências e os “fundamentos históricos” da Psicologia.Marcio Luiz - 2018 - Temporalidades 10 (1):129-158.
    RESUMO: O presente texto põe algumas questões referentes à “história” dos fundamentos da Psicologia entre os séculos XIX e XX, mostrando como ocorrem ainda, em História da Psicologia, certos fatores controversos, muitos deles tributários de postulados filosóficos do século XIX, especialmente em torno do positivismo. O artigo concentra-se em mostrar, preliminarmente, de que forma a ruptura da Filosofia Natural e a ascensão da figura do “cientista” no século XIX ensejaram novos motivos de análise, dentre eles certo cientificismo que se impôs (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  44. Extensions of Priest-da Costa Logic.Thomas Macaulay Ferguson - 2014 - Studia Logica 102 (1):145-174.
    In this paper, we look at applying the techniques from analyzing superintuitionistic logics to extensions of the cointuitionistic Priest-da Costa logic daC (introduced by Graham Priest as “da Costa logic”). The relationship between the superintuitionistic axioms- definable in daC- and extensions of Priest-da Costa logic (sdc-logics) is analyzed and applied to exploring the gap between the maximal si-logic SmL and classical logic in the class of sdc-logics. A sequence of strengthenings of Priest-da Costa logic is examined and employed to pinpoint (...)
    Direct download (6 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   6 citations  
  45.  64
    O velho e novo problema da indução.Eros Carvalho - manuscript
    Neste texto inrodutório, apresento brevemente o que normalmente se entende pelo velho problema da indução e, em seguida, apresento um pouco mais detidamente, acentuando as diferenças e semelhanças, o novo enigma da indução.
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  46.  17
    O Problema da Vagueza.Sagid Salles - 2016 - Fundamento: Revista de Pesquisa Em Filosofia 1 (12):139-174.
    Este artigo é uma introdução crítica ao problema da vagueza. Não vou explicar ou avaliar as teorias da vagueza aqui. Meu objetivo é introduzir e discutir o próprio problema, com o intuito de alcançar uma formulação clara do mesmo. Minha formulação tornará claro quais condições uma teoria ideal da vagueza deveria satisfazer, assim como os principais obstáculos para desenvolver teorias que satisfaçam estas condições.
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  47. Sobre a recepção do conceito de Verantwortlichkeit de Wilhelm Windelband na antinomia das éticas da convicção e da responsabilidade de Max Weber/The reception of Wilhelm Windelband’s concept of Verantwortlichkeit in Max Weber’s antinomy between the ethic of conviction and the ethic of responsibility.Luis F. Roselino - 2013 - Seara Filosófica 7:1-12.
    In the following pages, the main proposal is to indicate how Max Weber has dialogued directly with some prerogatives from Kant’s Critic of practical Reason, following the reception of Wilhelm Windelband’s concept of “responsibility” (Verantwortlichkeit) and his theory of values. In sight of these influences, in this paper will be argued how Weber adherence to the neo-Kantian value concept has made possible a review on the categorical imperatives, which has turned his reading from Kantian philosophy to the proposal of an (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  48. Para uma Historia da Psicologia.Paul Mengal & Marcio Miotto - Tradutor - jul-dez 2016 - Ideação 34:355-374.
    A história da psicologia, tal como aparece em algumas obras (E.G. Boring 1950; M. Reuchlin 1957; P. Fraisse e J. Piaget 1963) ou em capítulos introdutórios de alguns manuais (M. Reuchlin 1977), reflete uma adesão — raramente discutida — a uma concepção internalista. Segundo essa concepção, a psicologia seria animada por uma dinâmica própria, um processo evolutivo totalmente endógeno, e seria independente de fatores externos tais como os domínios religiosos, sociopolíticos e econômicos. Além do mais, os partidários dessa história aceitam (...)
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  49. Ontologia da Arte.António Lopes - 2013 - Compêndio Em Linha de Problemas de Filosofia Analítica.
    Este artigo aborda as principais teorias sobre a natureza metafísica das obras de arte, cobrindo as propostas eliminativistas, monistas e pluralistas. Entre estas últimas, é dado destaque ao trabalho sobre a ontologia das artes performativas, e em particular, da música. Termina-se com uma referência à recente viragem da discussão para o campo da meta-ontologia e a polémica sobre a plausibilidade do revisionismo ontológico no caso de artefactos ou objectos sociais.
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  50.  65
    Affordances Sociais e a Tese da Mente Estendida.Eros Carvalho - 2018 - Proceedings of the Brazilian Research Group on Epistemology 2018: Social Epistemology.
    A tese da mente estendida alega que ao menos alguns processos cognitivos se estendem para além do cérebro do organismo no sentido de que eles são constituídos por ações realizadas por esse organismo no ambiente ao seu redor. Um movimento mais radical seria alegar que ações sociais realizadas pelo organismo poderiam pelo menos constituir alguns dos seus processos cognitivos. Isso pode ser chamando de tese da mente socialmente estendida. Baseando-me na noção de affordance tal como ela foi desenvolvida na tradição (...)
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
1 — 50 / 1000