Results for 'Jacek Ja��tal'

1000+ found
Order:
  1. Christopher Hitchcock, ed. Contemporary Debates in the Philosophy of Science.Jacek Poznański - 1970 - Forum Philosophicum: International Journal for Philosophy 10 (1):283-288.
    Książka ukazała się jako drugi tom w nowo utworzonej serii Contemporary Debates in Philosophy, której patronuje wydawnictwo Blackwell Publishing Ltd, dobrze znane na rynku wydawnictw naukowych o charakterze przeglądowym czy quasi-encyklopedycznym. Ideą przewodnią serii jest udostepnienie studentom oraz wykładowcom forum filozoficznego, które dałoby im możliwość w pewien sposób włączyć się w dyskusje żywo podejmowane we współczesnej zachodniej filozofii. Jednakże autorzy są świadomi pewnej specyficznej trudności, jaką niesie dzisiaj filozofia, szczególnie, gdy chce się ją zaprezentować studentom. Chodzi tutaj o mniej lub (...)
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2.  13
    Entre a conservação da memória e a possibilidade de novas fundações: o que permanece da tradição em Hannah Arendt? // DOI: 10.18226/21784612.v23.n2.3. [REVIEW]Daiane Eccel - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (2):267-286.
    Já é lugar comum entre os comentadores e estudiosos de Hannah Arendt enfatizar que ela diagnosticou o ocaso da tradição do pensamento ocidental, cujo limiar é encontrado nas teses de pensadores como Kierkegaard, Nietzsche e Marx. O que nos importa nesta breve investigação é, no entanto averiguar no que realmente consiste tal ocaso e o quanto ainda permanece ou necessita permanecer daquilo que ela chama de main tradition? O que, no final das contas, se conserva? É possível pensar em uma (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3.  3
    Apresentação.Luís Alberto De Boni - 1997 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 42 (3):477.
    Tal como em 1996, também no corrente ano o número de Ventas do mês de setembro é dedicado à Filosofia na Idade Média. E tal como no ano anterior, as contribuições aqui enfeixadas apresentam- se sob o nome de Miscellanea Mediaevalia, pois não giram ao redor de um único tema. Como o leitor poderá constatar, entre um número e outro repetem- se, em parte, os articulistas que tratam de Filosofia Medieval, mas há igualmente novos nomes, a indicar tanto o fato (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4.  4
    Uma Proposta Em Dois Passos Para Reabilitar O Realismo Experimental.Tiago Luis Teixeira de Oliveira - 2019 - Kriterion: Journal of Philosophy 60 (144):727-748.
    RESUMO Neste artigo pretendo expor sinteticamente os problemas levantados contra uma das formas de realismo científico conhecida como realismo experimental, além de propor uma formulação mais aceitável do mesmo, resistente a tais críticas. Os problemas alegados pelos oponentes do realismo experimental variam desde a acusação de inadequação em relação à prática da comunidade científica, até a inconsistência ao admitir entidades e propriedades postuladas teoricamente recusando, entretanto, as teorias em que tais entidades e propriedades aparecem. Some-se a essas críticas a de (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   3 citations  
  5.  22
    Uma Solução Baseada No Realismo Experimental Para Dois Argumentos Pessimistas.Tiago Luís Teixeira Oliveira - 2017 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 62 (3):595.
    No presente trabalho procurarei expor dois desafios antirrealistas ancorados na história da ciência, que Stanford apelidou respectivamente de ‘antiga’ e ‘nova indução pessimista’. Argumentarei que existe uma solução realista já disponível a ambos os desafios pessimistas: o realismo experimental, inicialmente proposto por Hacking e Cartwritght, segundo o qual é possível comprometer-se com entidades teóricas com as quais desenvolvemos interações causais e com as quais produzimos fenômenos controlados, sem que tal compromisso se estenda às teorias mesmas. Tomarei como parâmetro não propriamente (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   3 citations  
  6.  77
    Grande Sertão: Veredas by João Guimarães Rosa.Felipe W. Martinez, Nancy Fumero & Ben Segal - 2013 - Continent 3 (1):27-43.
    INTRODUCTION BY NANCY FUMERO What is a translation that stalls comprehension? That, when read, parsed, obfuscates comprehension through any language – English, Portuguese. It is inevitable that readers expect fidelity from translations. That language mirror with a sort of precision that enables the reader to become of another location, condition, to grasp in English in a similar vein as readers of Portuguese might from João Guimarães Rosa’s GRANDE SERTÃO: VEREDAS. There is the expectation that translations enable mobility. That what was (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7.  9
    Uma Solução Cética para o Problema do Mundo Exterior.Plinio Junqueira Smith - 1999 - Discurso 30:159-196.
    A filosofia identifica duas teses banais sobre as coisas que todos parecemos sustentar: a de que percebemos coisas e a de que essas coisas percebidas existem realmente. Em seguida, a filosofia, ao interpretá-las de maneira rigorosa e ao julgar ver uma contradição entre elas, procurou melhorar esse esquema, substituindo a tese banal (já interpretada pela filosofia) da percepção imediata pela tese da percepção mediata das coisas, sem contudo lograr seu objetivo. Nova tentativa é feita pela filosofia ao substituir a outra (...)
    Direct download (8 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  8. Platão como artista.Christian Viktor Hamm - 2014 - Archai: Revista de Estudos Sobre as Origens Do Pensamento Ocidental 12:57-64.
    Tendo em vista a postura crítica de Platão relativamente à arte “mimética”, pode causar surpresa que quase todos os diálogos dele se apresentem, não obstante a riqueza e a variedade do seu conteúdo doutrinal, também como criações literárias de caráter eminentemente artístico, ou seja, como produtos poeticamente bem organizados, e, enquanto tais, pertencentes exatamente àquela arte “mimética” que ele, Platão, considera tão nociva e perigosa que até recomenda proibir e bani-la da cidade. O que pode explicar essa aparente contradição é (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  9.  21
    Theoretical Philosophy and Philosophy of Science in the Soviet Times: Some Remarks on the Example of Estonia, 1960-1990.Rein Vihalemm - 2015 - Studia Philosophica Estonica 8 (2):195-227.
    Normal 0 21 false false false MicrosoftInternetExplorer4 st1:*{behavior:url } This part of the Soviet philosophy that corresponds approximately to theoretical philosophy and philosophy of science on the example of Estonia and proceeding from the University of Tartu is discussed. The author concentrates on the period of approximately 1960–1990, when he himself was engaged in the field, i.e. the time before 1960 is not included. The aim of this paper is not to provide an overview of the individual philosophers in Estonia (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  10.  13
    O Conceito de Liberdade E Suas Implicações Políticas. Notas Sobre Sidney, Locke E a Tradição Republicana.Christopher Hamel - 2018 - Cadernos Espinosanos 38:127-150.
    Neste artigo o autor relaciona os pensamentos políticos de Locke e Sidney para defender que Locke não pode ser inserido na tradição republicana da qual os escritos de Sidney fazem parte. Isto porque: 1) inexiste na teoria política lockeana uma visão de que a virtude cívica seja o suporte para instituições livres, tal como existe na referida tradição evocada por Sidney; 2) Locke reconhece o fundamento constitucional da prerrogativa do rei, o que para os republicanos, Sidney entre eles, é incompatível (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  11.  37
    O fundamento lógico da passagem do arbítrio para a liberdade ética em Hegel.Hans Christian Klotz - 2010 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 55 (3):106-115.
    O presente trabalho visa elucidar o fundamento lógico da passagem do arbítrio para a vontade livre “em si e para si” na Introdução à Filosofia do Direito de Hegel. Defende-se as seguintes teses: 1. A idéia de tal passagem, concebida como reflexivização da vontade, já está presente na ética de Fichte. No entanto, diferentemente de Fichte Hegel concebe-a num fundamento lógico-conceitual. 2. O fundamento lógico da passagem em Hegel é a passagem da Lógica da Essência para a Lógica do Conceito. (...)
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  12.  34
    Dispersão categorial e metafísica em Aristóteles.Marco Zingano - 2003 - Discurso 33:9-34.
    Pode-se ver que, ao escrever EE I 8, tendo adotado a tese da multivocidade do ser e do bem, Aristóteles não tinha ainda como estabelecer uma ciência única do ser, portanto, estava, em um certo sentido, sem metafísica. A noção de significação focal, criada para resolver o problema da diversidade de tipos de amizade em EE, não foi ainda aplicada ao ser; na EN, ao contrário, a diversidade dos tipos de amizade é explicada diferentemente e, ao que tudo indica. a (...)
    Direct download (8 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  13. Kant e a questão "por quê ser moral?".Konrad Christoph Utz - 2018 - [email protected] - An International Journal for Moral Philosophy 17 (1):81-98.
    A questão “por quê ser moral”, que foi formulada expressamente no contexto do debate filosófico acadêmico por Francis Herbert Bradley, divide os leitores quando buscam sua resposta em Kant. Uns acham, como Gerold Prauss, que Kant negue a possibilidade de tal resposta e diga que a moral precisa ser aceita como um fato simplesmente dado, o “fato da razão”. Contudo, como tal imediatismo ou “decisionismo transcendental” parece insatisfatório, um outro grupo defende a assim chamada “interpretação do agente racional”, onde este (...)
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  14.  10
    Lógica Formal, Transcendental E Especulativa.Michela Bordignon - 2020 - Revista Filosófica de Coimbra 26 (52):311-338.
    Este artigo visa esclarecer a relação entre a lógica formal e a lógica especulativa. Esta relação é tal que entre os dois tipos de lógica há um desenvolvimento interno na direção de uma única noção, ou seja, a de forma lógica. Tomarei como ponto de partida a análise da lógica de Wolff e mostrarei que esta é já uma lógica que vai além do sentido meramente formalista dessa disciplina, na medida em que está já voltada para a objetividade. Na viragem (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  15. Świat fizyczny wyłania się z matematyki. Z Rogerem Penrosem rozmawia Jacek Urbaniec.Jacek Urbaniec - 1993 - Filozofia Nauki 1.
    Jacek Urbaniec: Platonism in the philosophy of mathematics does not necessarily imply that there are links between the temporal physical world and the eternal world of mathematics..
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  16.  4
    Manifestação E Liberdade Em Hegel.Christian Klotz - 2017 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 62 (1):116-129.
    O objetivo do presente artigo é interpretar o entendimento hegeliano da liberdade no contexto do pensamento tardio de Fichte e Schelling, cuja característica é a compreensão da liberdade humana como implicação da manifestação do absoluto. Segundo a tese central do artigo, na passagem da Doutrina da Essência para a Doutrina do Conceito – que é decisiva para a Lógica de Hegel – a vinculação entre manifestação e liberdade, presente já em Fichte e Schelling, é retomada e reformulada de tal modo (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  17. Tecnociência E Política: Einstein, Bergson E o Mundo Visto da Perspectiva de Um Raio de Luz.Márcio Barreto & Pedro Ferreira - 2009 - Cadernos de História E Filosofia da Ciência 19 (2).
    Desde o início da era moderna, tecnociência e política se tornaram cada vez mais indissociáveis, na mesma medida em que aumentou a nossa capacidade de manipular a matéria em um nível inacessível ao senso comum e, no limite, à própria imaginação humana. A experiência do tempo foi particularmente sensível a esse processo. Por um lado, foi dividida entre um tempo quantitativamente mensurável e um tempo qualitativo vivido . Por outro lado, este último foi crescentemente reduzido a um tempo psicológico e, (...)
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  18.  41
    O cuidado e o carecer (A co-originariedade entre os existenciais de Ser e tempo).Flavio Costa Balod - 2006 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 51 (2):17-27.
    Segundo Ser e tempo, o cuidado, como ser do ser-aí, é definível pela expressão complexa “ser-já-precedentemente-a-si-em (o mundo) como ser-junto-a (ente intramundano que vem ao en-contro)”, a qual é apresentada deste modo no Parágrafo 41, que trata de “O ser do ser-aí como cuidado”. Nesta expressão, pretende Heidegger indicar cada um dos existenciais (disposição, compreender, fala, assim como também decair e mundo), e condição da correta compreensão do sentido desta estrutura é o entendimento de que há co-originariedade (Gleichursprünglichkeit) entre eles, (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  19.  4
    A Secularização Dos Afetos Religiosos Nos Escritos de Spinoza: Esperança E Medo, Amor E Generosidade.Gábor Boros - 2009 - Cadernos Espinosanos 21:11.
    Posicionando-se como “filósofo natural” no tratamento das paixões, Descartes dá início a uma secularização dos afetos ou emoções. Nisso ele é seguido por Spinoza. Em ambos os casos a abordagem filosófica dos afetos tem como consequência desvinculá-los da perspectiva moral, secularizando as emoções: separadas da moral, sua explicação desvincula-se ao mesmo tempo da religião, já que a moral encontra seus fundamentos no deus transcendente. Nesse ponto, Spinoza vai mais longe que Descartes, na secularização das emoções, pois nele o deus é (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  20. A Superação Hegeliana Do Dualismo Entre Determinismo E Liberdade.Hector Ferreiro - 2012 - In Konrad Utz, Agemir Bavaresco & Paulo R. Konzen (eds.), Sujeito e Liberdade: Investigações a Partir do Idealismo Alemão. Porto Alegre: ediPUCRS. pp. 129-143.
    Kant explicitou, talvez com maior clareza que qualquer outro filósofo antes do que ele, a essência do conflito que implica a relação da causalidade natural e a causalidade livre. Hegel assevera que com o dualismo fenômeno-coisa em si Kant deixa intacta como tal a incompatibilidade entre as noções de causalidade natural e causalidade livre, já que, conserva sua contraposição mesma para simplesmente localizá-la na estrutura do sujeito. Hegel aspira precisamente a fechar o ciclo da metafísica dualista que definiu a filosofia (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  21.  27
    A Spätphilosophie de F. W. Schelling E o Desdobrar da Consciência Humana.Cristiane A. De Azevedo - 2014 - Kriterion: Journal of Philosophy 55 (130):549-560.
    Em 1821, Friedrich W. Schelling inaugura um novo caminho para o seu pensamento. Esse novo caminho, como afirma o próprio filósofo, divide sua filosofia em duas partes, a saber, a filosofia negativa, que diz respeito a toda sua produção anterior, e a filosofia positiva que se inaugura a partir das aulas de Erlangen. Contudo, como veremos neste artigo, suas duas filosofias estão unidas na busca pelo pensamento da Unidade. Essa busca traduz-se na Spätphilosophie como busca do Absoluto. O presente artigo (...)
    Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  22.  3
    A crítica de Ernst Cassirer à antropologia moderna e a determinação do ser humano como “animal symbolicum”.Tobias Endres & Rafael R. Garcia - 2021 - Kant E-Prints 16 (2):411-429.
    O artigo examina os trabalhos completos de Cassirer, assim como seus escritos póstumos com relação à tese de Heinz Paetzold de que a filosofia de Cassirer sofre uma transformação em direção à antropologia em seu trabalho tardio, assim como a tese de Guido Kreis de que tal transformação da filosofia dos símbolos não é possível porque não pode garantir seu próprio fundamento. O autor demonstra uma continuidade no pensamento de Cassirer com relação ao tema da antropologia, segundo a qual Cassirer (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  23. Apontamentos Acerca Do Idealismo Transcendental No Contexto da Crítica da Razão Pura de Kant.Renata Cristina L. Andrade - 2019 - Pensando - Revista de Filosofia 10 (19):52.
    Este trabalho pretende oferecer uma exposição e caracterização de certas marcas do Idealismo Transcendental presente na primeira Crítica de Kant. Para a realização dos presentes propósitos teremos como apoio algumas passagens do Prefácio à segunda edição da Crítica da razão pura, determinados pontos da Estética Transcendental, bem como tomaremos enquanto base de nossas reflexões a sexta seção da antinomia da razão pura, presente na Crítica da razão pura, denominada de “O idealismo transcendental como chave para a solução da dialética cosmológica”. (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  24. Hors Phénomène Ou o Trauma Do Acontecimento.João Paulo Costa - 2022 - Revista Filosófica de Coimbra 31 (61):115-136.
    A reflexão que aqui propomos pretende ser somente uma nota introdutória ao pensamento do filósofo francês Emmanuel Falque, a partir da sua última obra Hors phénomène: Essai aux confins de la phénoménalité. Para tal, partiremos dos pontos fundamentais do seu livro, colocando-o no interior do seu já amplo, vigoroso e maturado projecto filosófico. Assim, esperamos mostrar não só a génese de um pensamento denso e criativo no âmbito da filosofia fenomenológica, e para além-dela, possivelmente, mas também evidenciar alguns horizontes que (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  25.  52
    História da filosofia, formação e compromisso.Franklin Leopoldo E. Silva - 2002 - Trans/Form/Ação 25 (1):7-18.
    A questão que se tenta construir neste texto é a da convergência entre filosofia, história da filosofia e formação. Tal pergunta se desdobra primeiramente na elucidação das relações entre história e historicidade da filosofia, que remonta à constatação óbvia, mas nem sempre lembrada, de que o fundamento da história da filosofia é o caráter histórico da própria filosofia. A idéia de formação está presente em toda filosofia, já que, antes de ser sistema ou concepção cristalizada da realidade, cada filosofia é (...)
    Direct download (5 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  26.  7
    A fabricação dos humanos.Zeljko Loparic - 2005 - Manuscrito 28 (2):391-415.
    Na introdução, o presente artigo examina a ameaça da fabricação industrial dos humanos tal como tematizada por Heidegger em 1939. Em se-guida, procura elaborar o horizonte hermenêutico no qual Heidegger discute as alternativas de realização desse empreendimento já em curso. Prossegue considerando a defesa montada por Heidegger contra esse perigo, para ter-minar apresentando duas críticas à solução proposta por ele.In its introduction, this article examines the threat of industrial pro-duction of humans as thematized by Heidegger in 1939. Next, it tries (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   2 citations  
  27.  3
    A Última Metafísica de Leibniz E a Questão Do Idealismo.Michel Fichant - 2006 - Cadernos Espinosanos 15:9.
    A questão da natureza e do sentido de um "idealismo leibniziano" encontra-se, já há vinte anos, no centro de um grande debate nos estudos leibnizianos, principalmente anglo-saxões. A conepção mais consequente e mais radical desse idealismo foi exposta por Robert Merrihew Adams : " o princípio mais fundamental da metafísica de Leibniz é que não há nada mais nas coisas que substâncias simples e, nelas, as percepções e as apetições".. Esse debate encontra um outro sobre o reconhecimento de períodos na (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   2 citations  
  28. O Filósofo, o Sensível E o Inteligível No Fédon.João Paulo Miranda - 2013 - Griot : Revista de Filosofia 7 (1):115-122.
    O escopo deste trabalho é abordar o percurso ético-cognitivo necessário para a efetivação do papel do filósofo presente no Fédon, um dos diálogos mais famosos de Platão, levando em consideração novas concepções decorrentes de um já conhecido embate hermenêutico proveniente do altíssimo quilate literário do texto referido. Na presente abordagem, o sensível não ocupa um local pejorativamente secundário e diminuto, constituído de cópias imperfeitas e fonte de enganos, passando, com isso, a exercer uma função de relevância fundamental na construção da (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  29.  6
    Editorial V.34 N.72–2020: O Fim Dos Periódicos Pode Ser Dito de Muitas Maneiras.Marcos César Seneda - 2021 - Educação E Filosofia 34 (72):1041-1049.
    Muito se tem falado acerca de avaliação unitária do que é publicado, mas pouco se tem discutido acerca dos veículos que asseguram todo o processo de avaliação. Trata-se de um interesse ingente da época – e interesse parece uma roupa bem mais leve para encobrir a palavra moda – que recai sobre a cientometria, que é o Cíclope que domina e percorre o grande domínio da produção científica atual. Sua ingente tarefa é metrificar essa produção científica pelo número de citações. (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  30. A Fabricação Dos Humanos.Zeljko Loparic - 2006 - Manuscrito 29 (2):391-415.
    Na introdução, o presente artigo examina a ameaça da fabricação industrial dos humanos tal como tematizada por Heidegger em 1939. Em se-guida, procura elaborar o horizonte hermenêutico no qual Heidegger discute as alternativas de realização desse empreendimento já em curso. Prossegue considerando a defesa montada por Heidegger contra esse perigo, para ter-minar apresentando duas críticas à solução proposta por ele.In its introduction, this article examines the threat of industrial pro-duction of humans as thematized by Heidegger in 1939. Next, it tries (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  31.  5
    Éramos Felizes E Sabíamos.Fátima Regina Évora - 2020 - Discurso 50 (2):73-83.
    Neste texto pretendo dizer alguma coisa sobre a criação, referida por Porchat como uma epopeia, e consolidação do CLE e do Programa de pós-graduação em Filosofia da UNICAMP. O Prof. Porchat chegou à UNICAMP, em 1975, e trouxe consigo um pequeno projeto, que submeteu ao então reitor da Unicamp, Prof. Zeferino Vaz. A proposta contemplava a implantação de um Centro de estudos e pesquisas nas áreas de Lógica, Epistemologia e História da Ciência bem como a criação de um programa de (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  32.  27
    History of Philosophy, Formation and Commitment.Franklin Leopoldo Silva - 2002 - Trans/Form/Ação 25 (1):7-18.
    The text intends to examine the question about the relationship between history of philosophy, philosophy and formation as a liberation of conscience. The starting point is an obvious idea, thought not always remembered: history of philosophy founds its legitimation on philosophy as historical cultural fact. The idea of formation is implicated in every system, which, before being a specific conception of reality, is a synthesis of real conditions that have influenced all aspects of human life, includingly reflexive work. Some of (...)
    No categories
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  33.  9
    Freud E Spinoza a Razão, a Necessidade E a Liberdade.Rogério Miranda de Almeida & Allan Martins Mohr - 2019 - Trans/Form/Ação 42 (1):79-100.
    Resumo Tencionamos, nestas reflexões, analisar os conceitos spinozianos de Deus, do homem e da razão, para, a partir do caráter necessário que os permeia, interrogarmos se existiria também a possibilidade de uma liberdade humana no pensamento do autor da Ética. Se tal liberdade existe, ela estaria situada no próprio plano racional, o que, por sua vez, levantaria ingentes problemas. A mesma questão - a da possibilidade de uma liberdade, em Freud - estaria colocada na margem de ação que, até certo (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  34.  8
    A Concepção Nietzschiana de Ceticismo Em Schopenhauer Como Educador.Lorenzo Serini - 2019 - Cadernos Nietzsche 40 (3):115-170.
    Resumo: O objetivo do presente ensaio consiste em esclarecer a concepção nietzschiana de ceticismo presente em Schopenhauer como educador - em especial, à luz do §3 da aludida obra. Sem passar ao largo das principais preocupações de Nietzsche em sua filosofia de juventude como um todo, bem como do horizonte hermenêutico pós-kantiano que lhe é contemporâneo, o texto conta enfatizar que, na terceira Consideração extemporânea, Nietzsche está sobretudo preocupado com as consequências corrosivas do ceticismo à filosofia, e, potencialmente, à inteira (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  35.  11
    Como ensinar filosofia?: uma proposta platônica.Luiz Maurício Bentim da Rocha Menezes - 2018 - Conjectura: Filosofia E Educação 23 (3):477-491.
    Como se ensina filosofia? Pergunta preciosa que abre precedentes para um longo e árduo caminho. Para isso não há resposta pronta, não está escrito e nem determinado, mas é preciso percorrer todo o caminho, pois a própria pergunta “Pode a filosofia ser ensinada?” já é uma pergunta filosófica e respondê-la significa entrar nos meandros da filosofia e em que consiste uma educação filosófica. A tentativa de responder à questão, deixa outra questão no ar: Existe tal arte de ensinar? Se ela (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  36.  20
    Narratiivsuse Roll Hegeli Filosoofilises Süsteemis: Üks Täiendus "Dialektilise" Meetodi Mittemetafüüsilise Tõlgendamise Juurde.Tõnu Viik - 2010 - Studia Philosophica Estonica 3 (1):1-20.
    Artikkel lähtub Hegeli filosoofilise süsteemi mittemetafüüsilisest tõlgendusest ja keskendub ühele aspektile Hegeli dialektilise meetodi juures, mille iseloomustamiseks oleks autori arvates kõige adekvaatsem kasutada narratiivi mõistet. Artikli tees on kokkuvõtlikult järgmine: Hegeli arvates ei ole filosoofiline tõde väljendatav ühe lause või propositsiooniga, vaid see nõuab tervet väidete jada, kusjuures mõistete määratlused selles väidete jadas peavad suutma teiseneda --- nii nagu kirjandusliku jutustuse käigus võivad teiseneda tegelaste iseloom ja arusaamine asjadest . Lisaks neile kahele omadusele on narratiivile iseloomulik talle omaste struktuurielementide abil (...)
    Direct download (5 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  37.  19
    Considerações sobre a teoria do cérebro triuno e sua relev'ncia para uma filosofia da mente e das emoções.Gabriel José Corrêa Mograbi - 2015 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 60 (2):222-241.
    Este artigo estabelece algumas relações fundamentais entre evolução, a teoria do cérebro triuno e a relevância que esta pode ter para a fundamentação empírica de uma filosofia da mente e das emoções. Inicialmente, será especialmente considerada a posição do filósofo Ronald de Sousa no seu já clássico artigo “The Mind’s Bermuda Triangle: Philosophy of Emotions and Empirical Science”, parte do Oxford Handbook of Philosophy of Emotions. A segunda seção discute a validade da teoria do “cérebro triuno” como abordagem neuroetológica evolutiva, (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  38.  18
    El Retorn al Polític com a Fonamentació de la Ciutat.Josep Monserrat-Molas - 2013 - Archai: Revista de Estudos Sobre as Origens Do Pensamento Ocidental 11:11-20.
    Després del centre de El polític, dedicat a la justa mesura, el diàleg imposa el «retorn al polític» i ja no se separarà més d’aquesta comesa. Es procedirà, en primer lloc a depurar les arts concausants; després se separaran les diferents menes de servidors de la ciutat, per tal d’arribar a veure que els rivals del polític conformen un conjunt de difícil separació. Caldrà, abans de prosseguir amb la divisió, atendre als tipus de règim polític per veure quin paper hi (...)
    No categories
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  39.  21
    Theoretical Philosophy and Philosophy of Science in the Soviet Times: Some Remarks on the Example of Estonia in 1960-1990.Rein Vihalemm - 2015 - Studia Philosophica Estonica 8 (2):1-34.
    Normal 0 21 false false false MicrosoftInternetExplorer4 st1:*{behavior:url(#ieooui) } /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Table Normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin:0cm; mso-para-margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:10.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-ansi-language:#0400; mso-fareast-language:#0400; mso-bidi-language:#0400;} This part of the Soviet philosophy that corresponds approximately to theoretical philosophy and (...)
    Direct download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  40.  14
    O encontro com Jesus como exigência fundamental para a realização do Reino.Viana Maria Alves - 2016 - Revista de Teologia 10 (18):248-252.
    O presente estudo objetiva explicitar o conteúdo da categoria encontro com Jesus em suas diferentes vertentes e sua importância na abordagem cristológica para uma compreensão da Pessoa e Missão de Jesus na perspectiva do Reino de Deus e os desdobramentos de tal compreensão na vida e missão da Igreja hoje. Abordar a questão do encontro como pressuposto norteador da existência humana e exigência para a superação da sobrevalorização da subjetividade, individualismo, tendo como ênfase o êxodo pessoal, a importância das relações (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  41.  7
    O Desenvolvimento Do Ser Pessoal Em Edith Stein.Etelvina Nunes - 2021 - Franciscanum 63 (175):1-23.
    Este artigo apresenta a conceção de Stein sobre o desenvolvimento pessoal, que acontece a partir de um núcleo, um centro pessoal. Stein individua tal núcleo, já nos escritos fenomenológicos, como uma estrutura pessoal, sinónimo da individualidade própria, constituída por um eu anímico. A ideia do núcleo será desenvolvida numa fase posterior do seu pensamento, em que elabora uma ontologia em chave antropológica. O núcleo informa a alma e o corpo no decurso do processo. A individualidade não se dá pelo corpo, (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  42.  63
    O ensino da filosofia segundo Hegel: contribuições para a atualidade.Pedro Geraldo Aparecido Novelli - 2005 - Trans/Form/Ação 28 (2):129-148.
    É possível ensinar filosofia? O filósofo alemão G. W. F. Hegel (1770- 1831) não somente responde afirmativamente à questão posta, como também indica o que deve ser ensinado e como em filosofia. A resposta hegeliana tem como fonte sua atividade como diretor do ginásio de Nürnberg, onde ele procura estabelecer diretrizes e procedimentos para que a filosofia seja ensinada aos jovens. Segundo Hegel, a filosofia sempre é pertinente na medida em que se manifesta sobre o que é fundamental para o (...)
    Direct download (6 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  43.  17
    Heisenberg Contra Lenard E Stark: O Que Há de Importante Na Física Ariana?Fábio Antônio Costa & Antonio Augusto Passos Videira - 2007 - Revista Portuguesa de Filosofia 63 (1/3):309 - 350.
    O objectivo primário do presente artigo é estudar algumas das implicações, sobretudo epistemológicas, associadas com o auto-intitulado movimento da Física Ariana (Deutsche Physikj, movimento esse que aqui se considera como tendo sido iniciado pelos físicos, laureados com o Prémio Nobel, Philipp Lenard e Johannes Stark. Assim, em primeiro lugar, procura-se analisar questões como a da ligação entre ciência e raça, a da função do método experimental e do método dedutivo nas descobertas das ciências naturais, bem como a da relação entre (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  44.  26
    The Teaching of Philosophy According to Hegel.Pedro Geraldo Aparecido Novelli - 2005 - Trans/Form/Ação 28 (2):129-148.
    Is it possible to teach philosophy? The German philosopher G. W. F. Hegel not only answers positively to such question but also indicates what has to be taught in philosophy and how. Hegel's answer has as its source his activity in the High School of Nürnberg where he searches to establish the aims and the procedures so that philosophy may be taught to the young people. According to Hegel philosophy is always meaningful when it considers what is basic for men, (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  45.  4
    Uma Crítica À Teoria da Complexidade Proposta Por Edgar Morin.Érico Andrade - 2007 - Dissertatio 26:167-187.
    O escopo de nosso artigo restringe-se à proposição de uma crítica à teoria da complexidade quanto ao seu pressuposto ontológico: realidade complexa e à inalação decorrente de tal pressuposto; a necessidade de uma ciência da complexidade. Essa crítica visa apontar, por um lado, as insuficiências da referida teoria, marcada por um forte apelo metafísico, quando essa pretende estabelecer um conhecimento a priori e inédito apoiado supostamente num dado empírico ou mais precisamente na complexidade do real. Por outro, nossa crítica tenta (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  46.  7
    The Relevance of the Original Meaning of Love to the Main Horizon of Martin Heidegger’s Thought.Dax Moraes - 2018 - Trans/Form/Ação 41 (2):137-156.
    Resumo: Embora ainda sejam escassas as abordagens sobre o amor em Heidegger, tal reflexão pode ser liberada em múltiplos sentidos, sendo objetivo do presente artigo apontar para um deles, talvez o mais abrangente. Para tanto, após introduzirmos breves considerações acerca de trabalhos já existentes, buscamos privilegiar aqui, de início, a centralidade, não do amor como um conceito na obra de Heidegger, mas do sentido do amor em sua própria concepção de Filosofia, tal como ele parece assumir. Todavia, a restrição a (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  47.  12
    Bases temporais para o estudo histórico da Igreja católica do século XX.Rodrigo Coppe Caldeira - 2007 - Horizonte 5 (10):75-90.
    Resumo O Concílio Vaticano II causou, com seus textos finais, grande comoção no interior da Igreja católica. Perpassado por lutas internas e conflitos doutrinais e ideológicos, os padres conciliares produziram textos calcados em certo "compromisso de pluralismo contraditório". Tal "compromisso" despertou grandes questões para o magistério e para os católicos, já que uma hermenêutica "correta" dos textos era exigida com o passar do tempo. Dessa forma, no período denominado de "pós-concílio", a luta pelos significados de seus textos continuou e ainda (...)
    Direct download (4 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  48.  8
    Pode Sustentar-se o Argumento de Que Exista uma Dialéctica Qu'ntica da Natureza?Lino Machado - 2017 - Kairos 18 (1):110-142.
    Resumo Autores como os físicos Léon Rosenfeld, Gerald Holton e Franco Selleri, bem como o filósofo Miguel Reale perceberam já que, no interior da mecânica quântica, o princípio da complementaridade de Niels Bohr pode ser aproximado á noção filosófica de dialéctica. Além de buscar contribuir para robustecer tal linha de interpretaoção do famoso principío bohriano, neste paper tentaremos compreender dialecticamente a relaoção de Louis de Broglie e a de desigualdade de Werner Heisenberg. Por fim, argumentaremos a favor de um enfoque (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  49.  3
    O Tratamento da Melancolia Em Ficino.Cláudio Alexandre S. Carvalho - 2019 - Revista Filosófica de Coimbra 28 (56):297-354.
    A partir da leitura dos escritos de Ficino dedicados à melancolia, a presente investigação considera o modo como, combinando elementos de diversas fontes, o filósofo florentino contribuiu decisivamente para compreensão dessa condição e para a constituição de um medium terapêutico diferenciado. O enquadramento do De Vita Libri Tres na longa sucessão de teorias médico-‑filosóficas relativas à constituição melancólica revela a sua participação na dimensão incremental de uma densa semântica, mas também, de modo decisivo, a ausência de uma evolução unívoca das (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  50.  22
    Que tipo de ciência é, afinal, a Psicanálise?Renato Mezan - 2007 - Human Nature 9 (2):319-359.
    Para Freud, a disciplina que criou fazia indiscutivelmente parte das ciências da Natureza, e de modo algum daquelas 'do espírito', como então se chamavam na Alemanha as atuais ciências humanas. Para nós, contemporâneos, tal asserção parece muito estranha: que objeto poderia ser mais humano do que o espírito humano, tema da Psicanálise? Este artigo retoma esse problema pelo ângulo da partição entre os dois tipos de ciência que vigoravam no tempo e no ambiente cultural de Freud, no interior da qual (...)
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
1 — 50 / 1000