8 found
Order:
  1.  27
    A correspondência com a Princesa Elisabeth e a fundamentação da moral cartesiana.Jordino de Assis Dos Santos Marques - 2000 - Discurso 31:383-398.
    Meu objetivo é tratar a correspondência entre a Princesa Elisabeth e Descartes como um dos momentos propulsores do estabelecimento da moral cartesiano. Procuro mostrar por primeiro, como os temas propostos por Elisabeth se inscrevem no cerne mesmo do caetesianismo, na medida em que uma de suas preocupações era o modo de relação entre aIma e o corpo. Em seguida, será visto como se estabelece nesta correspondência uma reflexão moral com traços estoicos, mas que não prescinde de uma técnica médica, realizando, (...)
    Direct download (8 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2.  11
    A concepção de ciência no jovem Descartes.Jordino Marques - 2000 - Philósophos - Revista de Filosofia 5 (2):69-80.
    Neste artigo procuro mostrar que na filosofia do primeiro Descartes há um desenvolvimento paulatino da noção de ciência,que se inicia com a preocupação de construção de uma ciência admiravel e tem seu ponto central na procura de um modelo universal da mesma com tendências exotéricas.Tal desenvolvimento porém adquirirá contornos mais nítidos na Discurso do Método.
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3.  15
    A harmonia leibniziana E a moralidade.Jordino Marques - 2003 - Philósophos - Revista de Filosofia 8 (2).
    Este trabalho é uma reflexão sobre a teoria da harmonia universal de Leibniz, procurando mostrar como esta parte significativa do pensamento leibniziano tem repercussões em suas concepções morais, na medida em que o homem é elemento integrante de um universo harmônico.
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4.  12
    Contribuições para a história dos Princípios de Filosofia de Descartes.Jordino Marques - 1996 - Philósophos - Revista de Filosofia 1 (2):43-56.
    Neste artigo,tento demonstrar que os Princípios de Filosofia de Descartes devem ser compreendidos com referência ao pano-de-fundo histórico que determinou as linhas mestras de seu trabalho.
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5.  11
    De Ser e Tempo aos Beiträge zur Philosophie.Jordino Marques - 1998 - Philósophos - Revista de Filosofia 3 (2):14-28.
    O autor procura desenvolver a relação existente essas duas obras,levando em conta que o próprio Heidegger manifestara um desejo de que os Beiträge zur Philosophie fossem sua segunda obra mais importante, já que, atrávés dela, esclarecem-se muitas orientações que em Ser e Tempo foram apenas indicadas. .
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  6.  14
    Humanismo renascentista e subjetividade.Jordino Marques - 1999 - Philósophos - Revista de Filosofia 4 (2):135-150.
    No presente artigo,investigo como o humanismo renascentista, a partir de seu desejo de conhecimento e de uma idéia de dignidade do homem,pode ser encarado como um estágio prévio da subjetividade moderna que eclodirá no século XVII.
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7.  16
    Linhas gerais do método fenomenológico husserliano.Jordino Marques - 1997 - Philósophos - Revista de Filosofia 2 (2):55-70.
    O presente artigo tece considerações sobre o porquê de o método fenomenológico e a filosofia husserliana representarem uma das propostas filosóficas de maior influência e importância no século XX.
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  8.  11
    O método fenomenológico em Husserl e Heidegger - Diferenças e aproximações.Jordino Marques - 1997 - Philósophos - Revista de Filosofia 2 (1):41-54.
    Este artigo analisa alguns aspectos do método fenomenológico em Husserl e Heidegger.
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark