Order:
See also
Lia Levy
Federal University of Rio Grande do Sul
Liad Levy-Mousan
Hebrew University of Jerusalem
  1.  91
    Considerações acerca das noções de ação e liberdade em Espinosa. Temporalidade e Contingência.Lia Levy - 2000 - Revista de Filosofia Política 6:43-61.
    Nesse primeiro momento da análise do problema da liberdade em Espinosa, gostaria de mostrar que, embora Espinosa trate o conceito de contingência como relacionado à finitude do entendimento humano, o que sugere uma abordagem meramente negativa, ele, na verdade, desenvolve uma abordagem positiva, a saber : a contingência, assim como o tempo , é uma forma necessária do pensamento humano que tem um fundamento na realidade das coisa s às quais ele se aplica, embora não possa ser considerado uma propriedade (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2. “Eu Sou, Eu Existo: Isto É Certo; Mas Por Quanto Tempo?”: O Tempo, o Eu E Os Outros Eus.Lia Levy - 1997 - Analytica. Revista de Filosofia 2 (2):161-185.
    Ce texte propose une justification de la critique que Spinoza adresse à Descartes, par l’intermédiaire de Louis Meyer, dans la Préface des Principes de la Philosophie de Descartes ; plus particulièrement, il s’agit de reconstruire ses raisons pour affirmer qu’il n’a pas été prouvé, dans la Seconde Méditation, que la chose qui est désignée par le terme ‘je’ puisse être une substance. L’argument qui doit soutenir cette affirma- tion peut être schématisé de la façon suivante : Descartes ne peut introduire (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3.  79
    Afetividade e Fluxo de Consciência: uma hipótese de inspiração espinosista.Lia Levy - 2008 - Cadernos de História E Filosofia da Ciência 18 (1):121-146.
    O artigo apresenta uma concepção do fluxo de consciência a partir de um modelo de naturalização da consciência de base metafísica não-materialista, inspirado na filosofia de Espinosa. Procura-se responder à questão colocada por Arthur Prior, em seu artigo ?Thank Goodness That?s Over? , acerca do caráter problemático do significado de um certo tipo de proposições indexadas temporalmente no quadro de teorias que recusam a realidade do tempo. Para tanto, defende-se a hipótese de que essas proposições são irredutíveis a proposições não (...)
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4.  76
    9 de fevereiro de 1645. Os “novos” rumos da concepção cartesiana de liberdade.Lia Levy - 2000 - Discurso 31:201-228.
    Este artigo apresenta a maneira pela qual atualmente compreendo um dos pontos mais controverso: da doutrina cartesiana, a saber, sua concepção de liberdade. Meu interesse nas concepções cartesianas de vontade e de liberdade é exclusivamente epistêmico, e não prático; ou melhor, trata-se de pensar esses conceitos, bem como sua relação a partir do ponto de vista estrito do problema do conhecimento, embora - aparentemente - o próprio Descartes não acreditasse que tal separação fosse possível. Através da análise das relações entre (...)
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5.  32
    “Causa Conscientiae” in Spinoza’s Ethics.Lia Levy - 2017 - In Yitzhak Melamed (ed.), Spinoza's ‘Ethics' A Critical Guide. Cambridge University Press. pp. 187-204.
    In this paper I assess the sense of the odd expression that occurs in the explanation of the definition of desire, at the end of the third part of the Ethics: causa conscientiae, the cause of consciousness. I intend to show that the sense and the limits of the conception of consciousness that can be inferred from the analysis of this definition and its explanation can shed a new light on the reasons why Spinoza refuses the Cartesian thesis on the (...)
    Direct download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  6. Les rapports entre l'esprit et le corps dans la proposition 23 de la seconde partie de l'Ethique.Lia Levy - 2009 - In Chantal Jaquet, Pascal Sévérac & Ariel Suhamy (eds.), La theorie spinoziste des rapports corps/esprit et ses usages actuels. Paris: Herman. pp. 27-48.
    L'article essaye d'avancer l'hypothèse selon laquelle la distinction entre les conceptions cartesienne et spinoziste des rapports esprit/corps se situe dans le niveau plus profond des différents diagnostiques que ces doctrines supposent concernant les conditions d'emergence du probleme éthique por l'être humain.
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7.  64
    L'Automate spirituel. La subjectivé moderne d'après l'Ethique de Spinoza.Lia Levy - 2000 - Van Gorcum.
    According to the majority of interpreters of Spinozist philosophy, his doctrine is independent of the modern notion of subjectivity. This study, however, shows that the theory of human knowledge presented in the Ethics can not be rightly understood without adding a certain concept of self-consciousness, and so must contain a theory of subjectivity. Moreover, this theory is reconstructed from Spinozist concepts: self-awareness is, for man, the manifestation of his conatus as a finite thinking unity existing in duration . This reconstruction (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark