69 found
Order:
  1.  2
    De Kant a Freud: Um Roteiro.Zeljko Loparic - 2003 - Natureza Humana 5 (1):231-245.
    O presente comentário analisa um breve texto tardio de Kant sobre afisiologia especulativa. Além de ilustrar muito bem os princípios metodológicos doprograma de pesquisa kantiano para as ciências da natureza – segundo o qual as ficçõesespeculativas, de valor apenas heurístico, podem ser utilizadas para observar eorganizar fenômenos na procura de suas leis empíricas –, esse escrito antecipa,metodológica e epistemologicamente, os trabalhos de Freud sobre a metapsicogiafisiológica.t:This commentary analyzes a short text by late Kant on speculativephysiology. It ilustrates main metodological principles (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography   2 citations  
  2. Kant's Dialectic. [REVIEW]Zeljko Loparic - 1987 - Noûs 21 (4):573-593.
    No categories
    Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  3.  25
    The Logical Structure of the First Antinomy.Zeljko Loparic - 1990 - Kant-Studien 81 (3):280-303.
  4. As duas metafísicas de Kant.Zeljko Loparic - 2003 - Kant E-Prints 2 (5):1-10.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography   1 citation  
  5.  33
    Os problemas da razão pura e a semântica transcendental.Zeljko Loparic - 2005 - Doispontos 2 (2).
    O presente artigo tem como objetivo mostrar que a teoria kantiana da possibilidade de juízos a priori, o conteúdo essencial da sua crítica da razão pura, foi elaborada no intuito de garantir a solubilidade dos problemas necessários da razão pura e que essa teoria pode ser interpretada como uma semântica transcendental (a priori). The problems of pure reason and the transcendental semanticsThis article aims at showing that Kant´s theory of possibility of a priori judgments, which is the essential content of (...)
    Translate
      Direct download (5 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  6.  32
    Is the Enlightenment an Outdated Program?Zeljko Loparic - 2000 - The Proceedings of the Twentieth World Congress of Philosophy 7:211-220.
    In this essay I provide a critical analysis of the Enlightenment program—focusing particularly on the thought of Hegel, Rouseau, Kant, and Nietszche—describing the central dangers inherent in the program. I conclude with reflections generated from the post-metaphysical responses to the Enlightenment made by Giddens and Heidegger.
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  7.  10
    Além do inconsciente: sobre a desconstrução heideggeriana da psicanálise.Zeljko Loparic - 2001 - Natureza Humana 3 (1):91-140.
    O presente artigo propõe-se a estudar a desconstrução heideggeriana da teoria clínica e da metapsicologia de Freud à luz do método fenomenológico construtivo-desconstrutivo. Depois de caracterizar a teorização psicanalítica como devedora da metafísica da subjetividade objetificada, o artigo mostra em que sentido se pode dizer que essa metafísica oculta o modo de ser originário dos seres humanos para, em seguida, examinar a crítica heideggeriana dos elementos dessa metafísica, embutidos tanto na teoria clínica como na metapsicologia de Freud.The aim of this (...)
    Translate
      Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  8.  9
    Problem-Solving and Theory Structure in Mach.Zeljko Loparić - 1984 - Studies in History and Philosophy of Science Part A 15 (1):23-49.
  9.  9
    É dizível o inconsciente?Zeljko Loparic - 1999 - Natureza Humana 1 (2):323-385.
    O artigo começa dando uma visão panorâmica do processo pelo qual se passou, na modernidade, da libertação da palavra à industrialização da palavra, esboçando algumas reações a esse desenvolvimento, em particular a de Heidegger. Prossegue pelo exame detalhado da regra de verbalização do inconsciente, sobre a qual repousa a clínica freudiana, mostrando os limites teóricos e clínicos desse tipo de comunicação entre o analista e o analisando. Passa, em seguida, ao estudo da comunicação não-verbal, característica da clínica winnicottiana dos psicóticos, (...)
    No categories
    Translate
      Direct download (5 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  10. On the Unavoidable Tasks of Pure Reason.Zeljko Loparic - 2008 - Kant E-Prints 3 (2):193-209.
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  11. Heurística kantiana.Zeljko Loparic - 1983 - Cadernos de História E Filosofia da Ciência 5:73-89.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography   1 citation  
  12.  8
    Heidegger and Winnicott.Zeljko Loparic - 1999 - Natureza Humana 1 (1):103-135.
    O presente artigo apresenta três teses principais. A primeira diz que, nos Seminários de Zollikon, Heidegger desenvolveu projeto de uma antropologia, patologia e terapia daseinsanalíticas no qual ele rejeita a metapsicologia de Freud, mas preserva suas descobertas fatuais e procedimentos de cura. A secunda tese sustenta que Winnicott introduziu um novo paradigma na psicanálise que igualmente rejeita a metapsicologia freudiana e centra a pesquisa e a cura psicanalíticas sobre problemas de amadurecimento pessoal e não mais sobre o complexo de Édipo. (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  13.  7
    Elementos da teoria winnicottiana da sexualidade.Zeljko Loparic - 2005 - Natureza Humana 7 (2):311-358.
    Após resumir as diferenças entre os paradigmas freudiano e winnicottiano da psicanálise , o presente trabalho passa a apresentar as idéias centrais da teoria winnicottiana da sexualidade. As principais teses defendidas são as seguintes: 1) Winnicott redescreveu a sexualidade a partir de duas raízes: a raiz instintual e a raiz identitária , 2) ele reescreveu o essencial da teoria psicanalítica tradicional desse fenômeno, e 3) ao fazer tudo isso, ele acrescentou elementos essenciais ao seu novo paradigma da psicanálise . Depois (...)
    No categories
    Translate
      Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  14.  7
    Winnicott clínico.Zeljko Loparic - 2010 - Natureza Humana 12 (2):1-26.
    De início, o presente artigo apresenta, de maneira esquemática, a concepção freudiana dos distúrbios que fazem parte do domínio de aplicação da psicanálise. Em seguida, dedica-se, de modo mais detalhado, ao estudo da teoria winnicottiana da etiologia, natureza, classificação, solubilidades e de procedimentos de resolução desse mesmo tipo de problemas clínicos. Um dos resultados obtidos é um conjunto de evidências adicionais a favor da tese de que Winnicott operou uma mudança paradigmática na psicanálise.This paper begins with an outline of the (...)
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  15.  6
    Objetificação e intolerância.Zeljko Loparic - 2007 - Natureza Humana 9 (1):51-95.
    Apoiando-se na fenomenologia filosófica e numa ciência factual , o artigo começa formulando dois problemas relativos à tolerância: 1) poder suportar os diferentes sentidos de realidade ou, respectivamente, os diferentes modos de dizer o real, e 2) poder estabelecer relacionamentos objetificantes e não-objetificantes com o mundo. Depois de mostrar que esses problemas foram sistematicamente negligenciados não somente pela literatura teológica, mas também pela filosófica , o artigo prossegue salientando que a linguagem apropriada para descrever a realidade objetificável pode ser invasiva (...)
    Translate
      Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  16.  6
    Ética originária e práxis racionalizada.Zeljko Loparic - 2001 - Manuscrito 24 (1):141-228.
    O presente artigo começa pela crítica do projeto de Tugendhat de tomar a análise da linguagem do segundo Wittgenstein como o método geral da filosofia, em particular, da filosofia moral, para em seguida, tentar decidir se o mesmo método pode ser usado como procedimento de leitura da analítica heideggeriana do Dasein. Na continuação, proponho-me a examinar se o programa de Tugendhat de racionalizar o agir humano, herdado do iluminismo, pode servir de quadro teórico para compreender a fenomenologia heideggeriana da responsabilidade.
    Translate
      Direct download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  17. Natureza humana como domínio de aplicação da religião da razão.Zeljko Loparic - forthcoming - Kant E-Prints.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  18.  5
    Sloterdijk, Peter 2001: Nicht gerettet. Versuche nach Heidegger.Zeljko Loparic - 2002 - Natureza Humana 4 (2):453-461.
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  19.  5
    O "animal humano".Zeljko Loparic - 2000 - Natureza Humana 2 (2):351-397.
    O presente estudo propõe-se reconstruir o conceito winnicottiano da unidade psicossomática do ser humano. Depois de expor o caráter acontecencial e a estrutura interna do psique-soma, oferece uma análise detalhada das operações da "elaboração imaginativa", começando pela tentativa de definir a natureza dessas operações. Prossegue com o exame das operações mais primitivas que garantem a inter-relação inicial básica da psique e do soma, chama a atenção para a constituição do si-mesmo imaginativo, e termina identificando e explicando algumas operações elaborativas mais (...)
    No categories
    Translate
      Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  20.  5
    Sobre a Ética Em Heidegger E Wittgenstein.Zeljko Loparic - 2000 - Natureza Humana 2 (1):129-144.
    O artigo se inicia traçando um paralelo entre a pergunta pelo ser tal como colocada pelo primeiro Wittgenstein e pelo primeiro Heidegger. Segue expondo a tese de que, nos dois autores, a problemática da ética ocupa um lugar tão central como a do ser e de que as suas posições divergem principalmente em decorrência do desacordo sobre a essência da linguagem. Prossegue mostrando que esse desacordo cresce com o tempo, Wittgenstein tornando-se cada vez mais cético e Heidegger, pelo contrário, cada (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  21.  4
    Origem em Heidegger e Winnicott.Zeljko Loparic - 2007 - Natureza Humana 9 (2):243-274.
    Após fazer uma breve apresentação da maneira como o tema da origem surge no pensamento de Heidegger, o artigo mostra que esse tema se desdobra necessariamente no do nascimento. Em seguida, o nascimento é estudado tal como tematizado por Heidegger na primeira e na segunda fase da sua filosofia. Por fim, o artigo explica os conceitos de nascimento e origem que compõem a teoria do amadurecimento de Winnicott, a fim de iniciar um diálogo entre o pensamento heideggeriano do ser e (...)
    Translate
      Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  22.  4
    A metafísica e o processo de objetificação.Zeljko Loparic - 2008 - Natureza Humana 10 (2):9-43.
    Depois de mostrar que o programa de Ser e tempo inclui a desconstrução da metafísica, da ciência e de todos os processos de objetificação , o artigo apresenta as dificuldades do primeiro Heidegger em reconstruir as estruturas da objetividade com base na acontecência do ser-o-aí do homem. Em seguida, trata de alguns dos motivos, entre eles a discussão com representantes da ciência contemporânea, em particular com Heisenberg, pelos quais Heidegger abandonou a reconstrução daseinsanalítica da objetificação e recorreu, para determinar a (...)
    Translate
      Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  23.  4
    Alguns escritos recentes sobre a ética em Heidegger.Zeljko Loparic - 1999 - Natureza Humana 1 (2):447-455.
    Translate
      Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  24.  3
    A linguagem objetificante de Kant e a linguagem não-objetificante de Heidegger.Zeljko Loparic - 2004 - Natureza Humana 6 (1):9-27.
    Depois de expor, usando a filosofia de Kant como exemplo, em que consiste o uso objetificante da linguagem, o artigo prossegue explicitando os perigos extremos que Heidegger relaciona a esse uso e a defesa que ele recomenda: a mudança da nossa relação com a linguagem.After presenting, using the philosophy of Kant as an example, what is understood as the use of objectifying language, the article proceeds to explain the extreme perils that Heidegger takes related to this usage and a defense (...)
    Translate
      Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  25.  3
    Breve nota sobre Heidegger como leitor de Jünger.Zeljko Loparic - 2002 - Natureza Humana 4 (1):217-220.
    Translate
      Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  26.  2
    Binswanger, leitor de Heidegger: um equívoco produtivo?Zeljko Loparic - 2002 - Natureza Humana 4 (2):383-413.
    Depois de fazer uma breve análise das idéias centrais introduzidas por Ludwig Binswanger no seu artigo seminal "O sonho e a existência", de 1930, o presente trabalho examina o lugar ocupado por essas idéias na daseinsanálise psiquiátrica do mesmo autor. Em seguida, são estudadas as objeções que Martin Heidegger dirigiu ao uso da analítica existencial de Ser e tempo na formulação da daseinsanálise psiquiátrica. Na última seção, discutem-se as perspectivas atuais de um diálogo entre o pensamento de Heidegger e as (...)
    Translate
      Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  27.  3
    A fabricação dos humanos.Zeljko Loparic - 2005 - Manuscrito 28 (2):391-415.
    Na introdução, o presente artigo examina a ameaça da fabricação industrial dos humanos tal como tematizada por Heidegger em 1939. Em se-guida, procura elaborar o horizonte hermenêutico no qual Heidegger discute as alternativas de realização desse empreendimento já em curso. Prossegue considerando a defesa montada por Heidegger contra esse perigo, para ter-minar apresentando duas críticas à solução proposta por ele.In its introduction, this article examines the threat of industrial pro-duction of humans as thematized by Heidegger in 1939. Next, it tries (...)
    Translate
      Direct download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  28.  2
    Theodor Lipps: uma fonte esquecida do paradigma freudiano.Zeljko Loparic - 2001 - Natureza Humana 3 (2):315-331.
    No categories
    Translate
      Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  29. Observações referentes a Sobre o órgão da alma.Immanuel Kant & Zeljko Loparic - 2003 - Kant E-Prints 2:1-5.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  30. Além do inconsciente: sobre a desconstrução heideggeriana da psicanálise.Zeljko Loparic - 2001 - Human Nature 3 (1):91-140.
    O presente artigo propõe-se a estudar a desconstrução heideggeriana da teoria clínica e da metapsicologia de Freud à luz do método fenomenológico construtivo-desconstrutivo. Depois de caracterizar a teorização psicanalítica como devedora da metafísica da subjetividade objetificada, o artigo mostra em que sentido se pode dizer que essa metafísica oculta o modo de ser originário dos seres humanos para, em seguida, examinar a crítica heideggeriana dos elementos dessa metafísica, embutidos tanto na teoria clínica como na metapsicologia de Freud.The aim of this (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  31. Alguns escritos recentes sobre a ética em Heidegger.Zeljko Loparic - 1999 - Human Nature 1 (2):447-455.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  32. A Fabricação Dos Humanos.Zeljko Loparic - 2006 - Manuscrito 29 (2):391-415.
    Na introdução, o presente artigo examina a ameaça da fabricação industrial dos humanos tal como tematizada por Heidegger em 1939. Em se-guida, procura elaborar o horizonte hermenêutico no qual Heidegger discute as alternativas de realização desse empreendimento já em curso. Prossegue considerando a defesa montada por Heidegger contra esse perigo, para ter-minar apresentando duas críticas à solução proposta por ele.In its introduction, this article examines the threat of industrial pro-duction of humans as thematized by Heidegger in 1939. Next, it tries (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  33. A Linguagem Objetificante De Kant E A Linguagem Não-objetificante De Heidegger.Zeljko Loparic - 2004 - Human Nature 6 (1):9-27.
    Depois de expor, usando a filosofia de Kant como exemplo, em que consiste o uso objetificante da linguagem, o artigo prossegue explicitando os perigos extremos que Heidegger relaciona a esse uso e a defesa que ele recomenda: a mudança da nossa relação com a linguagem.After presenting, using the philosophy of Kant as an example, what is understood as the use of objectifying language, the article proceeds to explain the extreme perils that Heidegger takes related to this usage and a defense (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  34. A Metafísica E O Processo De Objetificação.Zeljko Loparic - 2008 - Human Nature 10 (2):9-43.
    Depois de mostrar que o programa de Ser e tempo inclui a desconstrução da metafísica, da ciência e de todos os processos de objetificação, o artigo apresenta as dificuldades do primeiro Heidegger em reconstruir as estruturas da objetividade com base na acontecência do ser-o-aí do homem. Em seguida, trata de alguns dos motivos, entre eles a discussão com representantes da ciência contemporânea, em particular com Heisenberg, pelos quais Heidegger abandonou a reconstrução daseinsanalítica da objetificação e recorreu, para determinar a essência (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  35. Andreas Osiander: Prefácio ao "De Revolutionibus Orbium Coelestium", de Copérnico.Zeljko Loparic - 2008 - Cadernos de História E Filosofia da Ciência 18 (1).
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  36. A Sem'ntica Transcendental de Kant.Zeljko Loparić - 2005 - Cle/Unicamp.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  37. Binswanger, leitor de Heidegger: um equívoco produtivo?Zeljko Loparic - 2002 - Human Nature 4 (2):383-413.
    Depois de fazer uma breve análise das idéias centrais introduzidas por Ludwig Binswanger no seu artigo seminal "O sonho e a existência", de 1930, o presente trabalho examina o lugar ocupado por essas idéias na daseinsanálise psiquiátrica do mesmo autor. Em seguida, são estudadas as objeções que Martin Heidegger dirigiu ao uso da analítica existencial de Ser e tempo na formulação da daseinsanálise psiquiátrica. Na última seção, discutem-se as perspectivas atuais de um diálogo entre o pensamento de Heidegger e as (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  38. Breve nota sobre Heidegger como leitor de Jünger.Zeljko Loparic - 2002 - Human Nature 4 (1):217-220.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  39. Das Faktum der Vernunft - Eine Semantische Auslegung.Zeljko Loparic - 2001 - In Ralph Schumacher, Rolf-Peter Horstmann & Volker Gerhardt (eds.), Kant Und Die Berliner Aufklärung: Akten des Ix. Internationalen Kant-Kongresses. Bd. I: Hauptvorträge. Bd. Ii: Sektionen I-V. Bd. Iii: Sektionen Vi-X: Bd. Iv: Sektionen Xi-Xiv. Bd. V: Sektionen Xv-Xviii. De Gruyter. pp. 63-71.
    No categories
    Direct download  
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  40. De Kant a Freud: um roteiro.Zeljko Loparic - 2003 - Human Nature 5 (1):231-245.
    O presente comentário analisa um breve texto tardio de Kant sobre a fisiologia especulativa. Além de ilustrar muito bem os princípios metodológicos do programa de pesquisa kantiano para as ciências da natureza - segundo o qual as ficções especulativas, de valor apenas heurístico, podem ser utilizadas para observar e organizar fenômenos na procura de suas leis empíricas -, esse escrito antecipa, metodológica e epistemologicamente, os trabalhos de Freud sobre a metapsicogia fisiológica.This commentary analyzes a short text by late Kant on (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  41. De Kant a Freud: um roteiro.Zeljko Loparic - 2003 - Kant E-Prints 2:1-12.
    O presente comentário analisa um breve texto tardio de Kant sobre afisiologia especulativa. Além de ilustrar muito bem os princípios metodológicos doprograma de pesquisa kantiano para as ciências da natureza – segundo o qual as ficçõesespeculativas, de valor apenas heurístico, podem ser utilizadas para observar eorganizar fenômenos na procura de suas leis empíricas –, esse escrito antecipa,metodológica e epistemologicamente, os trabalhos de Freud sobre a metapsicogiafisiológica.t:This commentary analyzes a short text by late Kant on speculativephysiology. It ilustrates main metodological principles (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  42. É Dizível O Inconsciente?Zeljko Loparic - 1999 - Human Nature 1 (2):323-385.
    O artigo começa dando uma visão panorâmica do processo pelo qual se passou, na modernidade, da libertação da palavra à industrialização da palavra, esboçando algumas reações a esse desenvolvimento, em particular a de Heidegger. Prossegue pelo exame detalhado da regra de verbalização do inconsciente, sobre a qual repousa a clínica freudiana, mostrando os limites teóricos e clínicos desse tipo de comunicação entre o analista e o analisando. Passa, em seguida, ao estudo da comunicação não-verbal, característica da clínica winnicottiana dos psicóticos, (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  43. Esboço Do Paradigma Winnicottiano.Zeljko Loparic - 2001 - Cadernos de História E Filosofia da Ciência 11 (2).
    O objetivo principal do presente artigo é apresentar uma visão unificada da contribuição de Winnicott à psicanálise. A Parte I começa constatando que, de acordo com certos comentadores renomados, Winnicott introduziu uma mudança paradigmática na psicanálise. A fim de fazer ver que essa mudança pode ser interpretada como um Gestalt switch paradigmático no sentido de Th. S. Kuhn, faz-se uma apresentação panorâmica da teoria kuhniana da ciência e, em seguida, uma reconstrução do paradigma edipiano ou triangular de Freud. Na Parte (...)
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  44. Elementos da teoria winnicottiana da sexualidade.Zeljko Loparic - 2005 - Human Nature 7 (2):311-358.
    Após resumir as diferenças entre os paradigmas freudiano e winnicottiano da psicanálise, o presente trabalho passa a apresentar as idéias centrais da teoria winnicottiana da sexualidade. As principais teses defendidas são as seguintes: 1) Winnicott redescreveu a sexualidade a partir de duas raízes: a raiz instintual e a raiz identitária, 2) ele reescreveu o essencial da teoria psicanalítica tradicional desse fenômeno, e 3) ao fazer tudo isso, ele acrescentou elementos essenciais ao seu novo paradigma da psicanálise. Depois de apresentar de (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  45. Heidegger and Winnicott.Zeljko Loparic - 1999 - Human Nature 1 (1):103-135.
    O presente artigo apresenta três teses principais. A primeira diz que, nos Seminários de Zollikon, Heidegger desenvolveu projeto de uma antropologia, patologia e terapia daseinsanalíticas no qual ele rejeita a metapsicologia de Freud, mas preserva suas descobertas fatuais e procedimentos de cura. A secunda tese sustenta que Winnicott introduziu um novo paradigma na psicanálise que igualmente rejeita a metapsicologia freudiana e centra a pesquisa e a cura psicanalíticas sobre problemas de amadurecimento pessoal e não mais sobre o complexo de Édipo. (...)
    No categories
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  46. Heidegger ea filosofia da finitude.Zeljko Loparic - 1991 - Revista Latinoamericana de Filosofia 17 (1):21-41.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  47. Kant e o pretenso direito de mentir: Série 2.Zeljko Loparic - 2006 - Kant E-Prints 1:57-72.
    Depois de apresentar as posições de Kant a respeito da mentira assumidas ao longo da sua obra, em particular, na Doutrina da virtude , o artigo explicita a crítica de Benjamim Constant a Kant e, em seguida, a resposta de Kant centrada na análise semântica das teses de Constant e na crítica do conceito de direito de mentir.After presenting Kant’s views on lying expressed in his writings of different periods, in particular, in The Doctrine of Virtue , the article analyses (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  48. Kant on indirect proofs.Zeljko Loparic - 1991 - O Que Nos Faz Pensar:56-60.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  49. Kant's Philosophical Method I.Zeljko Loparic - 1991 - Synthesis Philosophica 6 (1):215-229.
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
  50. Kant’s Semantic Turn.Zeljko Loparic - 2007 - Kant E-Prints 2:105-115.
     
    Export citation  
     
    My bibliography  
1 — 50 / 69