Results for 'homem – empírico – transcendental – ilusão'

996 found
Order:
  1.  24
    Da ilusão transcendental à ilusão antropológica: Foucault em defesa de Kant.Carolina de Souza Noto - 2011 - Cadernos de Ética E Filosofia Política 18:73-88.
    This paper attempts to shed light on the figure of the modern man as an empirical transcendental double such as characterized by Michel Foucault in The order of things, and in Introduction to Kant’s Anthropology from a pragmatic point of view. According to Foucault, our modernity is marked by Kant’s discovery of the transcendental. Since then, man may be thought empirically or transcendentally; in its empirical aspects or in its conditions of possibility. The difference between empirical and (...) that in Kant represents two possible ways of thinking man will, however, suffer an inflection, coming to designate an ontological difference in man itself. The new figure of man as a double is therefore a result of one confusion between what is empirical and what is transcendental. Such confusion will be called by Foucault anthropological illusion and must be understood as a new interpretation and as a repetition of transcendental illusion pointed out by Kant in Critique of Pure Reason. Hence, if the first illusion was a transgression of natural reason beyond the limits of experience, the second will consist in a transgression of Kant’s distinction between empirical and transcendental, since it intends to know positively the finiteness that is in the origin of the transcendental illusion. (shrink)
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2.  23
    A ideia de Deus em Kant: da ilusão da razão pura ao postulado de agente moral.Rose Silvania Figueiredo do Vale - 2013 - Horizonte 11 (30):802-803.
    Dissertação de Mestrado. VALE, Rose Silvania Figueiredo do. A ideia de Deus em Kant: da ilusão da razão pura ao postulado de agente moral. 2012. 132 folhas. Dissertação (Mestrado) – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Programa de Pós-graduação em Ciências da Religião, Belo Horizonte. Palavras-chave : Ideias transcendentais. Ilusão. Razão. Moral. Deus. Homem. Key works : Transcendental ideas, Illusion, Reason, Moral, God, Man.
    Direct download (4 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3.  9
    Arqueologia foucaultiana E morte do homem.Tarcito Raidan de Sousa Silva - 2014 - Cadernos Do Pet Filosofia 5 (9):1-7.
    O presente trabalho tem um duplo propósito, a saber: primeiro, analisar a arqueologia, como procedimento metodológico, pensado por Michel Foucault para investigar a constituição dos saberes. Segundo, mostrar como, a partir dessa metodologia de pesquisa, o filósofo francês falou do fenômeno da morte do Homem. Precisamente, Foucault identificou que o Homem foi produzido recentemente, há cerca de 200 anos, como um duplo empírico-transcendental, entretanto, devido a uma mutação profunda na disposição do saber, o Homem encontra-se (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4. Dagognet, Francois and the Empirico-Transcendental Paradox.F. Guery - 1981 - Archives de Philosophie 44 (3):371-381.
    No categories
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5.  6
    “Reflexão Transcendental Sobre o Homem” E “Filosofia Crítica”.José Edmar Lima Filho - 2020 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 65 (1):36303.
    Neste artigo introdutório pretendo contribuir com o debate a respeito da importância das discussões sobre a “antropologia” em Kant, na medida em que compreendo que a relação dessa com outras regiões do pensamento kantiano pode produzir uma interpretação mais próxima entre a filosofia de Kant e a realidade concreta. Para cumprir esse intento, sugiro que existe a possibilidade de se pensar a Filosofia Crítica sustentada por uma “teoria da subjetividade” que se aproxima de uma “reflexão transcendental sobre o (...)”, a qual permitiria certa “sistematicidade orgânica” à filosofia kantiana. Proponho igualmente os temas do conceito kantiano de filosofia e da constituição do problema do “transcendental” como elementos que auxiliam essa compreensão. (shrink)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  6.  3
    Tempo E Sujeito - O Transcendental E o Empírico Na Fenomenologia de Merleau-Ponty.Luiz Damon Santos Moutinho - 2005 - Doispontos 1 (1).
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  7. Ceticismo de Hume através do Empirismo Transcendental de Deleuze: disjunção inclusiva e sujeito empírico.Hélio Rebello Cardoso Jr - 2008 - Dois Pontos 5 (1).
    re s u m o O pre s e nte artigo se inic ia com uma cláusula interna à filosof ia de l e u z e a na, a de que todo pens a me nto pode ser carc t e r i z a do pelo grau de ima n ê nc ia que o me s mo realiza. O pens a me nto de Hu me, como “e m p i r i s mo superior”, segundo ex (...)
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  8. Tempo e sujeito - O transcendental e o empírico na fenomenologia de Merleau-Ponty.Luiz Damon Santos Moutinho - 2004 - Dois Pontos 1 (1).
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  9. Ceticismo de Hume através do Empirismo Transcendental de Deleuze: disjunção inclusiva e sujeito empírico.Hélio Rebello Cardoso Jr - 2008 - Doispontos 5 (1).
    re s u m o O pre s e nte artigo se inic ia com uma cláusula interna à filosof ia de l e u z e a na, a de que todo pens a me nto pode ser carc t e r i z a do pelo grau de ima n ê nc ia que o me s mo realiza. O pens a me nto de Hu me, como “e m p i r i s mo superior”, segundo ex (...)
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  10.  14
    O Homem do Homem e o Eu de Si-Mesmo.Márcio Suzuki - 1999 - Discurso 30:25-62.
    Este ensaio procura reconstruir o modo como Kant lê dois filósofos que desempenharam um papel fundamental no desenvolvimento do pensamento crítico, David Hume e Jean-Jacques Rousseau. O foco principal da reconstrução que aqui se faz não é o conteúdo doutrinal dessas filosofias, mas o processo reflexivo de leitura, por meio do qual Kant acaba chegando à descoberta da dialética própria ao método crítico.
    Direct download (8 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  11. Resgate da metafísica: Uma resposta transcendental à crise do homem hodierno?Juliane Vasconcelos Almeida Campos - 2012 - Escritos 20 (44):21-45.
    El pensamiento metafísico es factor de equilibrio ontológico para el hombre, pues él busca, dentro de sí mismo, un ser absoluto que sea su causa, así como también causa de todos los seres. La “muerte” de la metafísica de la causalidad, con Kant, propició la transferencia de este Absoluto a una obligación moral, cuya legisladora sería una buena voluntad subjetiva, introduciendo el relativismo en el pensamiento humano y generando, a lo largo del tiempo, una crisis ético antropológica y la pérdida (...)
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  12.  1
    A Liquidez Das Relações Socioculturais Na Contemporaneidade: Os Paradoxos Trazidos À Baila Pela Pandemia Do Novo Coronavírus.Daniel Cardoso Alves - 2020 - Investigação Filosófica 11 (2):71.
    Este artigo aborda sobre as clássicas concepções do atual modelo de sociedade em meio a um contexto de pandemia viral. Para tanto, a questão que o permeia é a seguinte: O que caracteriza uma “sociedade em rede”, alterada pelo “meio técnico-científico-informacional” e imersa numa “modernidade líquida”? Essa abordagem, sobretudo num latente contexto de crises, revela-se imprescindível para a compreensão do que venha a ser progresso na sociedade contemporânea. Adotando como pano de fundo o contexto da pandemia do novo Coronavírus no (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  13.  6
    Pressupostos da dedução transcendental (B).Vinicius de Figueiredo - 1992 - Discurso 19:123-134.
    A investigação transcendental pressupõe um exercício de abstração, que na Crítica da Razão Pura se aplica ao conhecimento da experiência. Sua bipartição em dois modos-de-representação, contudo, levanta duas dificuldades à teoria da objetividade kantiana: como conciliar os, elementos separados pela análise e como assegurar a legitimidade da abstração sobre o conhecimento empírico.
    Direct download (8 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  14. A Reelaboração Do Transcendental Em Merleau-ponty.Marcus Sacrini - 2012 - Dois Pontos 9 (1).
    Neste artigo, defendo que Merleau-Ponty reformula a filosofia transcendental de matiz kantiano no sentido de mostrar que as condições a priori da experiência não podem ser separadas das vivências concretas do sujeito encarnado. Na primeira seção, eu retorno a Kant e Husserl para analisar como esses autores delimitam as condições transcendentais como um domínio formal independente de qualquer experiência concreta. Em seguida, reconstruo o movimento argumentativo pelo qual Merleau-Ponty rejeita essa delimitação formal da esfera transcendental e reapresenta essa (...)
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  15.  11
    Finalidad y uniformidad: el problema de las regularidades empíricas en el contexto del idealismo transcendental kantiano.Claudia Jáuregui - 2013 - Estudios de Filosofía (Universidad de Antioquia) 48:99-108.
    El principio de finalidad que Kant introduce en la Crítica del juicio expresa el supuesto de que la naturaleza opera con una uniformidad adecuada a nuestra facultad de juzgar. Sin embargo, en la medida en que el principio es sólo regulativo, él no puede asegurar que dicha uniformidad tenga lugar. La posibilidad de un caos empírico queda, pues, abierta.El principio de finalidad que Kant introduce en la Crítica del juicio expresa el supuesto de que la naturaleza opera con una (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  16.  2
    Finalidad y uniformidad: el problema de las regularidades empíricas en el contexto del idealismo transcendental kantiano.Claudia Jáuregui - 2013 - Estufiod de Filosofīa 48:99-108.
    El principio de finalidad que Kant introduce en la Crítica del juicio expresa el supuesto de que la naturaleza opera con una uniformidad adecuada a nuestra facultad de juzgar. Sin embargo, en la medida en que el principio es sólo regulativo, él no puede asegurar que dicha uniformidad tenga lugar. La posibilidad de un caos empírico queda, pues, abierta.El principio de finalidad que Kant introduce en la Crítica del juicio expresa el supuesto de que la naturaleza opera con una (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  17.  21
    Deleuze E Leibniz: Um Único Lance de Dados Ou a Univocidade Do Ser E a Equivocidade de Seus Sentidos.Larissa Drigo Agostinho - 2016 - Cadernos Espinosanos 34:105-135.
    Em diversos momentos de sua trajetória filosófica Deleuze recorre à Leibniz. Num primeiro momento para pensar a síntese ideal da diferença em Diferença e Repetição, não sem antes ter tecido duras críticas ao infinito leibniziano. Neste artigo nos consagraremos a este momento. Buscaremos demonstrar a importância do conceito de causa imanente de Espinosa, assim como do princípio de razão suficiente e de suas funções no pensamento leibniziano. Apresentaremos a crítica deleuziana do conceito de identidade em Leibniz e a interpretação do (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  18.  52
    Phenomenology and Anthropology in Foucault's “Introduction to Binswanger's Dream and Existence “: A Mirror Image of the Order of Things?Béatrice Han-Pile - 2016 - History and Theory 55 (4):7-22.
    In this article, I examine the relation between phenomenology and anthropology by placing Foucault's first published piece, “Introduction to Binswanger's Dream and Existence“ in dialectical tension with The Order of Things. I argue that the early work, which so far hasn't received much critical attention, is of particular interest because, whereas OT is notoriously critical of anthropological confusions in general, and of “Man” as an empirico‐transcendental double in particular, IB views “existential anthropology” as a unique opportunity to establish a (...)
    Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  19.  16
    Phenomenology and Anthropology in Foucault's Introduction to Binswanger's 'Dream and Existence': A Mirror Image to The Order of Things?H. B. Han-Pile - 2016 - History and Theory 55 (4):7-22.
    In this paper, I examine the relation between phenomenology and anthropology by placing Foucault?s first published piece, Introduction to Binswanger?s?Dream and Existence? in dialectical tension with The Order of Things. I argue that the early work, which so far hasn?t received much critical attention, is of particular interest because while OT is notoriously critical of anthropological confusions in general, and of?Man? as an empirico-transcendental double in particular, IB views?existential anthropology? as a unique opportunity to establish a new and fruitful (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  20.  13
    Self and WorId.Stephen David Ross - 2010 - International Studies in Philosophy Monograph Series:193-205.
    Man, in the analytic of finitude, is a strange empirico-transcendental doublet, since he is a being such that knowledge will be attained in him of what renders all knowledge possible. (Foucault, OT, 318)Man is a mode of being which accommodates that dimension-always open, never finally delimited, yet constantly traversed-which extends from a part of himself not reflected in a cogito to the act of thought by which he apprehends that part; and which, in the inverse direction, extends from that (...)
    Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  21.  75
    Michel Foucault and the Contradictions of Modern Thought.Louis A. Sass - 2008 - Journal of Theoretical and Philosophical Psychology 28 (2):323-335.
    The present paper offers a sympathetic yet critical examination of Michel Foucault's discussion of the contradictions inherent in the self-consciousness of the modern or post-Kantian mind. Foucault's account of the “empirico-transcendental doublet” of modern thought is shown to provide a useful mapping of humanist, anti-humanist, and postmodern responses to the reflexivity of the modern “ episteme”. Foucault is criticized for his insufficiently critical treatment of structuralism . Foucault is also defended against the charge that he undermines his own position (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  22.  5
    "Os Animais E Os Homens Enquanto Empíricos": Reflexões Epistemológicas Sobre a Diferença Entre a Alma Humana E a Alma Dos Animais.Anne-Lise Rey - 2016 - Dissertatio 43 (S3):205-238.
    O presente artigo enfoca a discussão, ensejada pela publicação do Dictionnaire Historique et Critique, entre seu autor, Pierre Bayle, e Leibniz a propósito dos critérios epistemológicos que permitem distinguir cognição animal de cognição propriamente humana. Trata-se de examinar em detalhe a distinção que, na sequência dessa publicação, Leibniz traçará entre o homem racional – caracterizado como aquele apto a produzir silogismos demonstrativos e de alcançar verdades necessárias – e o homem enquanto empírico, a fim de examinar se (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  23.  12
    A aversão do cristianismo à natureza em Feuerbach.Eduardo Ferreira Chagas - 2010 - Philósophos - Revista de Filosofia 15 (2):57-82.
    Feuerbach deixa claro que a teologia cristã se relaciona negativamente ante a natureza. A depreciação ou desvalorização religiosa pela natureza tem consequências para o julgamento da natureza humana por parte da teologia, pois esta condena também a dimensão natural-sensível da natureza do homem e, frente a esta, enaltece o espírito. Precisamente porque a natureza expressa objetividade, necessidade, corporeidade, sensibilidade, é ela o negativo, por assim dizer uma prova dos limites da interioridade, do sentimento religioso, isto é, a barreira concreta (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  24. Conhecimento e virtude no Mênon de Platão.Franco Ferrari - 2014 - Archai: Revista de Estudos Sobre as Origens Do Pensamento Ocidental 12:77-84.
    O tema da natureza da virtude e de sua transmissibilidade atravessa quase todos os diálogos da juventude de Platão, isto é, os considerados “diálogos socráticos”. Este adquire uma relevância central no Protágoras e no Mênon, o qual se abre exatamente com a interrogação acerca da maneira de adquirir a virtude. No curso do diálogo, a arete assume um significado eminentemente político: Mênon pergunta a Sócrates como se pode obter sucesso no campo político, como se pode adquirir reconhecimento social. A tese (...)
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   2 citations  
  25.  21
    La tercera persona: una propuesta antropológico-filosófica delimitada frente al planteamiento sociológico.Natalia S. García Pérez - 2016 - Revista de Filosofía (Madrid) 41 (1):55-77.
    Frente al paradigma diádico preponderante en la teoría social, recientes propuestas reivindican la función del tercero. En estas teorías, el tercero personaliza el orden social normativo –surgido en la relación diádica– y atribuye empíricamente el reconocimiento como persona. Frente a este planteamiento empírico, proponemos un enfoque trascendental antropológico-filosófico, según el cual la estructura tri-posicional de las relaciones sociales constituye la condición de posibilidad de la cultura normativa y del modo de ser propio del hombre en cuanto que persona.
    No categories
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  26.  8
    Sobre o que aparece.Oswaldo Porchat - 1992 - Discurso 19 (2):83-122.
    O artigo defende uma proposta filosófica neopirrônica, que se entende como inteiramente adequada às necessidades filosóficas do homem contemporâneo. O texto é diretamente inspirado na obra de Sexto Empírico e procura investigar as ricas potencialidades da noção pirroniana de fenômeno, uma vez restabelecido o seu sentido originário na obra de Sexto.
    Direct download (8 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   3 citations  
  27.  16
    Historicizing Hermann von Helmholtz’s Psychology of Differentiation.Liesbet De Kock - 2018 - Journal for the History of Analytical Philosophy 6 (3).
    Nineteenth-century scientist Hermann von Helmholtz’s peculiar wavering between empiricism and transcendentalism in his philosophy of science in general, and in his theory of perception in particular, is a much debated and well-documented topic in the history and philosophy of science. This contribution aims at providing a fresh angle on this classical issue, by considering Helmholtz’s account of differential consciousness against the background of a centuries-old philosophical debate between the empiricist tradition and the tradition of transcendental idealism. By placing Helmholtz’s (...)
    Direct download (4 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  28. Apresentação.Erick Felinto - 2010 - Logos: Comuniação e Univerisdade 17 (1):02-03.
    Mais do que nunca, pensar em comunicação significa pensar em imagens. Já se repetiu exaustivamente que vivemos em uma cultura imagética, marcada pela crescente proliferação de telas e tecnologias de produção audiovisual. E se passamos de regimes analógicos para digitais, isso só fez aumentar a vitalidade da imagem e multiplicar suas potencialidades. Nesse sentido, o presente número de Logos nos oferece uma amostragem da riqueza que também podemos encontrar hoje no campo das pesquisas sobre o audiovisual. O crescimento da pós-graduação (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  29.  20
    La transformation pragmatique de la philosophie ou les leurres technologiques de la parole.Jacques Poulain - 2015 - Doispontos 12 (1).
    Resumo: A transformação pragmática da filosofia é comumente apresentada como uma adaptação necessária à experimentação total do mundo e do homem. É mostrado aqui que ela está baseada numa ilusão: a exclusão do juízo de verdade no diálogo e uma armadilha técnica que culmina nas teorias de atos de palavras, sejam eles monológicos ou dialógicos. A antropologia da linguagem restaura o exercício do juízo de verdade ao descrever os modos de sua presença em toda comunicação.: The pragmatic transformation (...)
    No categories
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  30.  2
    Identidade Entre Ideia E Volição Na Ética de Espinosa.Juarez Lopes Rodrigues - 2015 - Cadernos Espinosanos 31:89.
    O objetivo desse artigo é explicitar, na medida do possível, as críticas formuladas por Espinosa em relação a Descartes, notadamente em sua doutrina do livre-arbítrio. As críticas são fundamentadas nas proposições 48 e 49 da parte II da Ética, além das objeções que a complementam. Essa análise se deterá especialmente na identificação que Espinosa realiza entre ideia e volição, sendo a ideia concebida como um ato de afirmação ou negação, de modo que a volição é constitutiva da ideia. Com essa (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  31.  12
    Kant e o problema do mundo externo.Juan Bonaccini - 2002 - Manuscrito 25 (1):7-68.
    A estratégia de Kant na Refutação do Idealismo consiste em demonstrar a tese de que existem objetos fora da consciência com base no argumento de que ter consciência de meus estados de consciência pressupõe como condição necessária ter consciência de objetos externos no espaço. O meu intuito consiste em mostrar que essa estratégia de Kant não pode funcionar contra Descartes , porque ou ela pressupõe resultados anteriores que o cético já pôs em questão com a própria objeção que Kant quer (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  32. Um Episódio do debate contempor'neo ao redor da antropologia filosófica: Série 2 / A Contemporaneous Debate Episode About the Philosophical Anthropology.Roberto Nigro - 2011 - Kant E-Prints 6:14-31.
    In the beginning of the 20 th century, the discussion of the anthropological theme across the field of French philosophical debate. It also implies a redefinition of philosophy and politics at different levels. This is about the second episode of great anthropological questioning that took place in the 20th century, since the first had to do with the great German philosophical works which draws on the writings of Max Scheler, Martin Heidegger, Helmuth Plessner, Arnold Gehlen, and Ernst Cassirer, among others. (...)
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  33.  3
    A "Física Experimental da Alma" Na Popularphilosophie: A Analogia Entre Física Newtoniana E Psicologia Wolffiana.Mario Spezzapria - 2020 - Doispontos 17 (1).
    Christian Wolff foi o primeiro filosofo que separou a doutrina da alma em duas partes: a "psychologia empirica" e a "psychologia rationalis". Ele deu certa ênfase sobretudo à primeira parte, mais nova e original, que tratava daqueles conhecimentos das faculdades da alma, derivados da observação dos dados da experiência, ao passo que a segunda parte tratava das reflexões sobre a essência e a imortalidade da alma. Em certa medida, a psicologia empírica propunha de proceder segundo um método análogo àquele da (...)
    No categories
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  34.  9
    A antropologia pragmática como parte da razão prática em sentido kantiano.Daniel Perez - 2009 - Manuscrito 32 (2):357-397.
    O objetivo deste trabalho é demonstrar que os estudos de antropologia de Kant não constituem um agregado de elementos isolados senão que respondem a uma ordem sistemática de conhecimento estabelecido pelo plano da filosofia transcendental. Isso significa que a Antropologia está definida por um objeto sobre o qual se aplicam um conjunto de predicados segundo a ordem das capacidades, temperamentos e disposições. Porém, isto se faz a partir da possibilidade de uma proposição sintética a priori fundamental, a saber: “o (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  35.  15
    A Lógica da Ficção No "Tratado" de Hume.Pedro Jonas de Almeida - 2016 - Kriterion: Journal of Philosophy 57 (134):455-469.
    RESUMO No Livro I, parte IV, do "Tratado da natureza humana", Hume desenvolve aquilo que vamos chamar de lógica da ficção. Não se trata de um simples erro da imaginação enquanto fantasia, mas de uma propensão a criar ideias, entidades e objetos a partir das percepções presentes na mente. O que resulta daí é um sentido rico e novo de ficção que permite a Hume desenvolver uma história natural da filosofia, descrevendo a gênese inevitável de conceitos metafísicos. Partindo de uma (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  36.  13
    Sacrifício E Individualidade: Lask Leitor de Fichte.Federico Ferraguto - 2019 - Trans/Form/Ação 42 (4):125-156.
    Resumo: O artigo trata da relação entre individualidade e valor, na filosofia transcendental, a partir de uma análise da interpretação da filosofia de J. G. Fichte dada por Emil Lask, no livro publicado em 1903, Fichtes Idealismus und die Geschichte. O artigo visa a mostrar como a radicalização do transcendentalismo o orienta a um realismo não empírico, o qual impede ao transcendentalismo de realizar-se exclusivamente na forma da investigação autorreflexiva das estruturas da consciência e o traduz em uma (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  37.  3
    Kant e o problema do sujeito.Paulo Henrique Flores - 2020 - Sofia 8 (2):66-79.
    Este artigo apresenta o conceito problemático de sujeito na filosofia de Kant. Iniciamos por apresentar as linhas principais e os sentidos empírico e transcendental da Subjektivität na primeira Crítica de Kant, as suas significações epistemológicas e práticas e a maneira como ela responde à invenção de uma posição radicalmente construtivista em filosofia. O sujeito é, acima de tudo, uma atividade formal de unificação no nível teórico, uma atividade que é também a condição de possibilidade universal de toda experiência (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  38. Hermeneutical Realism as a Critical Theory.Dimitri Ginev - 2011 - Phainomena 79:41-58.
    e paper seeks to evaluate the critical perspective on scientism and epistemological objectivism put forward by a version of hermeneutic phenomenology. It is a version that addresses the issues of the meaningful constitution of research objects in natural-scientic research. In opposing Habermas’ quasi- transcendental epistemology of the empirico-analytical sciences, the paper offers an attempt at interpretative investigation of the formation of knowledge- guiding interests in these sciences. e possibility of a “dialogical research of nature” is scrutinized.
    No categories
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  39.  11
    Kant E a metafísica "crítica" da natureza.Diego Kosbiau Trevisan - 2015 - Doispontos 12 (2).
    O objetivo do artigo é examinar os Primeiros Princípios Metafísicos da Ciência da Natureza de Kant, obra-chave para a interpretação das filosofias da natureza do idealismo alemão, no interior d’“A Arquitetônica da Razão Pura”, a saber, como uma metafísica aplicada da substância corporal. Para tanto será inicialmente discutida a distinção, feita no prefácio à obra, entre uma parte transcendental e outra metafísico-específica da metafísica da natureza, surgindo aqui a concepção de matéria enquanto movente no espaço como conceito empírico (...)
    No categories
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  40.  7
    El desafío de la crítica kantiana a la metafísica cartesiana en tanto que idealismo escéptico.Mai Lequan - 2013 - Signos Filosóficos 15 (30):9-43.
    La lectura kantiana sobre la obra de Descartes, antes que evidenciar un conocimiento detallado del planteamiento cartesiano, muestra los pretextos claros para que Kant realice precisiones a su sistema. ¿Cuál es el peso y el lugar del "yo pienso" en la filosofía kantiana?, ¿qué se puede derivar de la existencia de las cosas en relación con su conocimiento?, ¿cómo combina Kant el realismo empírico con el idealismo trascendental?, ¿cuáles son los límites del yo pienso trascendente, frente al yo pienso (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  41.  15
    Transcendentalizm Levinasa.Jacek Migasiński - 2006 - Filo-Sofija 6 (1(6)):21-41.
    Author: Migasiński Jacek Title: TRANSCENDENTALISM OF LEVINAS (Transcendentalizm Levinasa) Source: Filo-Sofija year: 2006, vol:.6, number: 2006/1, pages: 21-41 Keywords: LEVINAS, KANT, TRANSCENDENTALISME, PHÉNOMÉNOLOGIE Discipline: PHILOSOPHY Language: POLISH Document type: ARTICLE Publication order reference (Primary author’s office address): E-mail: www:En s’inspirant de l’approche de Natalie Depraz qui defini la position théorique de Husserl tardif comme «l’empirisme transcendental», je propose retrouver aussi dans la philosophie de Emmanuel Levinas une forme specifique du transcendentalisme, transcendentalisme de genese – différente de l’apriorisme transcendental (...)
    Direct download (4 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  42.  15
    Modernidade, inf'ncia e linguagem em Walter Benjamin // Modernity, childhood and language in Walter Benjamin.Eloiza Gurgel Pires - 2016 - Conjectura: Filosofia E Educação 21 (2):245-274.
    Este estudo retoma os limiares de Walter Benjamin, nos escritos e espaços de errâncias que condensam o pensamento do filósofo em torno do processo de modernidade em um conjunto de transformações no tempo e no espaço da grande cidade. Interessam-nos, sobretudo, os estudos de cidade de Benjamin articulados à sua crítica do conhecimento. No rastro do pensamento benjaminiano, a cidade é pensada enquanto corpus de reflexão que envolve outras categorias para além do racionalismo que torna as imagens urbanas uma série (...)
    No categories
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  43.  58
    Time Out of Joint: Between Phenomenology and Poststructuralism.Jack Reynolds - 2010 - Parrhesia: A Critical Journal of Philosophy (9):55-64.
    In this essay, I take off from Nathan Widder’s impressive book, Reflections on Time and Politics, by highlighting what I take to be one of the major internal differences within continental philosophy that Widder’s book helps to make manifest: that between phenomenology and post-structuralism (which includes the renewed interest in, and use of, Nietzsche and Bergson’s work by poststructuralist philosophers). While many deplore the use of umbrella terms like these, I hope to be able to proffer some useful generalisations about (...)
    Direct download  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  44.  44
    A primazia da natureza ante o espírito em Ludwig Feuerbach.Eduardo Ferreira Chagas - 2009 - Trans/Form/Ação 32 (2):119-133.
    O presente artigo pretende destacar a tese de que a natureza para Feuerbach é um existente autônomo e independente e possui primazia ante o espírito. Para ele, a natureza material, que existe, em sua diferencialidade qualitativa, independente do pensar, é diante do espírito o original, o fundamento não deduzível, imediato, não criado, de toda existência real, que existe e consiste por si mesmo. Feuerbach opõe a natureza ao espírito, pois ele a entende não como um puro outro, que só por (...)
    Direct download (5 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  45.  13
    Resenha "La fé filosofia" de Karl Jaspers.José Maurício de Carvalho - 2017 - Cadernos Do Pet Filosofia 8 (15):77-83.
    Por originar-se de uma reunião de conferências, inicialmente publicadas em alemão com o título _DerphilosophischeGlaube_ e, em 2003, traduzidas pelo editor espanhol, o livro não tem o formato propriamente de um livro. Falta-lhe não somente o aspecto formal mas uma unidade bem alinhavada. Contudo, percebe-se uma continuidade nas conferências e um esforço de aprofundamento das questões propostas. Da primeira à última o filósofoquer esclarecer o que é a fé filosófica numa verdade transcendente. Jaspers a apontacomo a marca da Filosofia em (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  46.  11
    O Conceito de Sujeito Em Kant.Clélia Aparecida Martins - 2004 - Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 50 (2):195.
    Porque Kant não definiu explicitamente o papel dos diversos sujeitos ligados entre si, pode-se verificar, como atual consequência, que alguns autores concebem o sujeito transcendental como um mediador entre mundo sensível e mundo inteligível, pelo que deixam de considerar que a ponte entre ambos mundos é estabelecida pelo juízo reflexionante. Com este texto é exposto que a lacuna deixada por Kant – o fato de ele não ter acentuado a ligação do homem em sua totalidade, ligação pela qual (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  47.  29
    Da experiência estético-teleológica da natureza à consciência ecológica: uma leitura da Crítica do Juízo de Kant.Leonel Ribeiro dos Santos - 2006 - Trans/Form/Ação 29 (1):7-29.
    O objetivo deste ensaio é propor uma interpretação daquilo que para muitos intérpretes constitui o enigma e a dificuldade maior da terceira Crítica de Kant: o fato de o filósofo remeter para a mesma faculdade do espírito (a faculdade de julgar – Urteilskraft) e para o mesmo princípio transcendental de apreciação (a teleoformidade ou conformidade a fins – Zweckmässigkeit) o fenômeno da arte humana e os fenômenos da natureza organizada – a estética e a teleologia. Na leitura que propomos, (...)
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  48.  58
    From Aesthetic Experience and Teleological Appreciation of Nature to the Ecological Consciousness: Reading Kant's Critique of Judgment.Leonel Ribeiro dos Santos - 2006 - Trans/Form/Ação 29 (1):7-29.
    The aim of this paper is to suggest how the kantian conception of aesthetic experience of nature can illuminate some demands posed by the actual ecological consciousness. Main topics of our exposition would be the reversible analogy Kant supposes between art and nature, the kantian concept of a "technic of nature", the recognised priority of aesthetic experience of natural beauty within kantian Aesthetics and the function that she plays in the whole architectonics of the Critique of Judgment, namely making possible (...)
    Direct download (6 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  49.  42
    Plato's Hypothetical Ideal Language.Maria Carolina Alves dos Santos - 2003 - Trans/Form/Ação 26 (2):93-107.
    For a discourse on the spectacle of the transcendental world to be received in its comprehensible and coherent totality, its needs to get rid of the arbitrariness of the dominion of tremulous shapes of the sensitive, which is merely the sphere of opinions. This is what Plato suggests, following the course of reflection of the first thinkers: in order to compensate the deficiencies that entail elision of reality and to transform language into a vehicle of authentic intellection of the (...)
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  50.  28
    Kant y los diversos rostros del escéptico.Pedro Stepanenko Gutiérrez - 2005 - Ideas Y Valores 54 (129):35-46.
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
1 — 50 / 996