A recepção biopolítica da obra de Hannah Arendt - The biopolitic reception of Hannah Arendt' works

Abstract
O presente artigo tem o objetivo de analisar a recepção da obra de Arendt a partir da categoria biopolítica. A categoria biopolítica instalou-se no centro do debate ético, político-filosófico contemporâneo, especialmente, após a requalificação de tal conceito dada por Foucault. Trata-se de mostrar que o termo biopolítica é anterior a Foucault, mas só com ele tal categoria adquiriu dimensão crítico-filosófica, considerando-o, no entanto, que é com Agamben que se dá a potencialização do debate acerca do tema biopolítica, exatamente, porque ele inclui as reflexões de Arendt na trilha que leva à compreensão da naturalização da vida humana nas atuais configurações da sociedade. Assim, não obstante a inexistência de diálogo entre Arendt e Foucault, tenta-se analisar como, de alguma forma, Arendt, através da categoria campo de concentração e da centralidade da atividade do trabalho (labor), antecede e possibilita, no mundo moderno, a consistência analítica que a biopolítica passou a ter hodiernamente, argumentando que, apesar de a autora não usar o sintagma biopolítica, de alguma forma, o conceito, o campo de significação do termo, encontra-se efetivamente presente na obra de Arendt
Keywords No keywords specified (fix it)
Categories (categorize this paper)
Options
Edit this record
Mark as duplicate
Export citation
Find it on Scholar
Request removal from index
Translate to english
Revision history

Download options

Our Archive


Upload a copy of this paper     Check publisher's policy     Papers currently archived: 34,386
External links

Setup an account with your affiliations in order to access resources via your University's proxy server
Configure custom proxy (use this if your affiliation does not provide a proxy)
Through your library

References found in this work BETA

No references found.

Add more references

Citations of this work BETA

No citations found.

Add more citations

Similar books and articles

A recepçao biopolítica da obra de Hannah Arendt.Odílio Alves Aguiar - 2012 - Conjectura: Filosofia E Educação 17 (1):139-158.
Totalitarismo O biopolitica.Roberto Esposito - 2006 - Daimon: Revista Internacional de Filosofía 39:125-132.
Hannah Arendt - Filosofia e Política.Eduardo Jardim de Moraes - 1999 - Philósophos - Revista de Filosofia 4 (2):49-66.
Hannah Arendt Ea Biopolítica.Rodrigo Ribeiro Alves Neto - 2012 - Princípios: Revista de Filosofia 19 (31):181-207.
Juízo de gosto E legitimidade em Hannah Arendt.Odílio Alves Aguiar - 2003 - Philósophos - Revista de Filosofia 8 (2).

Analytics

Added to PP index
2013-11-23

Total downloads
13 ( #418,735 of 2,266,873 )

Recent downloads (6 months)
1 ( #372,714 of 2,266,873 )

How can I increase my downloads?

Monthly downloads

My notes

Sign in to use this feature