Discurso 22:35-62 (1993)

Abstract
Este artigo tenta mostrar como a concepção hobbesiana de corpo, longe de ser uma mera metáfora ou o efeito de uma redução fisicalista, constitui antes uma significação primeira para toda ciência possível. A partir dela, é possível pensar o que é o corpo político sem cair em ilusões substancialistas ou totalizantes
Keywords corpo político, organismo, hobbesianismo
Categories (categorize this paper)
DOI 10.11606/issn.2318-8863.discurso.1993.37972
Options
Edit this record
Mark as duplicate
Export citation
Find it on Scholar
Request removal from index
Translate to english
Revision history

Download options

PhilArchive copy


Upload a copy of this paper     Check publisher's policy     Papers currently archived: 60,992
Through your library

References found in this work BETA

Hobbes's Science of Politics.M. M. Goldsmith - 1966 - New York: Columbia University Press.
Hobbes's Science of Politics.Antony Flew - 1967 - Philosophical Quarterly 17 (67):170-171.
The Political Philosophy of Hobbes. [REVIEW]H. Warrender - 1958 - Australasian Journal of Philosophy 36:222.

Add more references

Citations of this work BETA

No citations found.

Add more citations

Similar books and articles

Corpo E Consciência.João Paulo Monteiro - 2003 - Discurso 33:89-104.
A performance do belo corpo de odisseu se mostra: De.Alessandra Serra Viegas - 2012 - Principia: Revista do Departamento de Letras Clássicas e Orientais do Instituto de Letras 1 (24):27-34.
O corpo como princípio.Mário Fernando Bolognesi - 2001 - Trans/Form/Ação 24 (1):101-112.

Analytics

Added to PP index
2013-11-23

Total views
14 ( #697,113 of 2,439,431 )

Recent downloads (6 months)
1 ( #433,565 of 2,439,431 )

How can I increase my downloads?

Downloads

My notes