Results for 'odeere'

306 found
Order:
  1.  23
    Vivências de uma atividade docente sobre violência no espaço escolar no Curso de Extensão em Gênero, Raça e Diversidade Sexual/ ODEERE - UESB/BA.Claudia Moreira Costa, Marcos Lopes De Souza & Rita de Cassia Santos Côrtes - 2016 - Odeere 1 (1).
    O relato de experiência a que este texto se refere provém do módulo intitulado Violência no Espaço Escolar, do Curso de Extensão em Gênero, Raça e Diversidade Sexual/ODEERE. A partir de temas que envolvem raça/etnia, gênero, e sexualidades, foram promovidos debates relacionados a preconceitos e discriminações que se manifestam no espaço escolar voltados para o racismo, sexismo e à homo-lesbo-bi-transfobia. O desenvolvimento da proposta didática pautou-se na abordagem qualitativa à luz da dialética, com o intuito de problematizar incômodos prescritos (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2.  12
    (Des)construção de saberes afro.Sávio Oliveira da Silva Santos - 2020 - Odeere 5 (9):474.
    O referente trabalho tem por objetivo descrever parte das experiências obtidas mediante a participação na extensão em “Educação e Cultura Afro” desenvolvida pelo Órgão de Educação e Relações Étnicas – ODEERE. Na oportunidade, refletimos sobre as discussões obtidas nos dez módulos do curso e como essas pautas influíram diretamente nas concepções pressupostas acera da cultura afro. Em vista de se perceber o legado africano assumindo metodologias de resistência na contemporaneidade, a formação docente e discente deve procurar reaver e fortalecer (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3.  8
    Apresentação.Natalino Perovano Filho - 2019 - Odeere 4 (8):01.
    Apresentação dos artigos que compõe este número da ODEERE.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4.  13
    Autorias indígenas: aportações para fazer valer o ensino da temática indígena nas escolas.Ademario Souza Ribeiro & Raphael Fontes Cloux - 2019 - Odeere 4 (8):119.
    Este artigo se propõe a apresentar em linhas gerais o que foi proposto durante dois eventos realizados pelo ODEERE – Órgão de Educação e Relações Étnicas da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Campus de Jequié, no Estado da Bahia, em novembro de 2018 e em novembro de 2019, quando ministramos palestras, minicursos, oficinas e participamos de mesas redondas – tendo como princípios teóricos, discutir e refletir acerca do ensino da temática indígena nas escolas da Educação Básica do Brasil (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5.  10
    A import'ncia do ato de ler e escrever na produção e partilha dos conhecimentos.Mary Garcia Castro - 2023 - Odeere 8 (1):249-263.
    Esta peça decola de conferencia apresentada em 25 de março de 2023 no XIX Seminário do Dia Mundial de Combate à Discriminação Étnica, VIII Seminário do Programa de Pós-Graduação em Relações Étnicas e Contemporaneidade e o I Seminário do Dia Nacional das Tradições das Raízes de Matrizes Africanas e Nações do Candomblé, no ODEERE - Órgão de Educação e Relações Étnicas da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), campus de Jequié BA. Agradeço à Comissão Organizadora[i], o convite, a (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  6.  19
    Ensinar E aprender filosofias negras: Entrevista a Renato Noguera.Alexandre De Oliveira Fernandes, Emanoel Luís Roque Soares & Maurício De Novais Reis - 2018 - Odeere 3 (6):07.
    Uma boa entrevista precisa de uma entrada? Necessitamos aqui, realmente de uma apresentação de nosso entrevistado? Se sim, seremos sintéticos, porque estamos convencidos de que importa a fala de Renato Noguera. Deixaremos que a entrevista diga “algo” sobre ele que não possa ser pinçado rapidamente de seu currículo lattes, produção bibliográfica, palestras e bancas de trabalhos acadêmicos, não sem dizer, contudo, que Noguera é daqueles pensadores que aproximam o conhecimento das pessoas. Não escreve e nem fala como se estivesse em (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7.  21
    Extensão universitária é ato de aquilombar-se na contemporaneidade.Ariadini De Almeida Dócio & Natalino Perovano Filho - 2019 - Odeere 4 (8):338.
    A experiência aqui abordada será a vivencia na Extensão Universitária no Curso de Educação Quilombola, do ODEERE-Órgão de Educação e Relações Étnicas, da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia-UESB, o qual está vinculado à área de conhecimento das Ciências Sociais e Humanidades, sendo constituído em três fazes dosais: formação teórica, a pesquisa e a imersão na realidade de campo, de forma interventiva, sendo que universo deste relato de experiencias se dá a partir da visita de campo no Recôncavo Baiano, (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  8.  17
    Quem não senta pra aprender, não levanta para ensinar: uma aula com a Griot Marise de Santana.Vanessa Caroline Silva Santos - 2019 - Odeere 4 (8):07.
    A seguinte entrevista, realizada no ODEERE, traz reflexões da Griot Marise de Santana à respeito de suas lutas envolvendo a carreira acadêmica, a religiosidade afro-brasileira e os aspectos de sua ancestralidade fortemente nuançada em sua prática docente, pesquisadora e militante. Buscou-se fazer de forma não linear uma apresentação da sua trajetória acadêmica, os espaços ocupados por ela, a repercussão de suas pesquisas, bem como sua vinculação teórica à outras e outros intelectuais brasileiros e afro-brasileiros. Por fim, aponta-se a necessidade (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  9.  25
    Relações Étnicas: desafios para o Ensino, Pesquisa e Extensão no Campo Interdisciplinar.Marise De Santana - 2019 - Odeere 4 (8):35.
    Neste artigo estamos propondo falar sobre Ensino, Pesquisa e Extensão como pretexto para pensar sobre as Relações Étnicas. Ou seja, de forma didática vamos falar sobre as Relações Étnicas e a indissociabilidade no tripé ENSINO-EXTENSÃO-PESQUISA, nesta ordem, pois enseja nossa experiência na educação superior no espaço do ODEERE. As perspectivas educacionais descolonizadoras lançam o olhar sobre processos de produção de conhecimentos que se voltem para pensar/debater metodologias que dê voz aos sujeitos, enaltecendo a oralidade e, portanto, o “senso comum” (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  10.  18
    Rethinking the 'Prejudice of Mark': Concepts of Race, Ancestry, and Genetics among Brazilian DNA Test-Takers.Sarah Abel - 2020 - Odeere 5 (10):186-221.
    Sociological accounts usually emphasise the primacy of phenotype (cor, colour) over ancestry for orienting concepts of ‘race’ in Brazil. In this paper, I present an alternative account of the cultural and political significance of ancestry in contemporary Brazil, drawing on qualitative interviews conducted with 50 Brazilians who had recently taken personalised DNA ancestry tests. The interviewees’ attitudes towards their ancestry are interpreted in relation to Brazil’s longstanding national myth of mestiçagem and the history of eugenic Whitening ideologies (ideologias do branqueamento) (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  11.  30
    Artefatos do "Quebra": indumentária étnica e estética da coleção perseverança.Anderson Diego Da Silva Almeida & Fernando Antônio Gomes De Andrade - 2016 - Odeere 1 (1).
    Este artigo traduz a discussão que vem sendo construída sobre a indumentária étnica, especificamente de matriz afro-brasileira. Para tal narrativa, a temática envereda-se em apresentar alguns artefatos pertencentes à Coleção Perseverança: faixa, peitoral, coroa capacete, pulseiras e bolsas. Esta pesquisa seleciona, dentre as 215 peças da coleção, os adornos utilizados nos terreiros de Xangôs do estado de Alagoas. É importante entendermos que os artefatos selecionados representam a memória do “Quebra do Xangô”, em 1912, ato conhecido como a invasão e destruição (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  12.  14
    Educação para as Relações Étnico-Raciais, Diversidades e Educação.Andreia dos Reis Almeida - 2022 - Odeere 7 (3):190-194.
    O livro aqui resenhado apresenta resultados de pesquisas realizadas por docentes que têm se dedicado às questões relacionadas às diversidades/ diferenças (étnicas, raciais, de gênero, sexualidades, culturais, linguísticas) em diferentes perspectivas teórico-metodológicas.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  13.  15
    Identidades étnicas e Etnociências nas práticas de Rezadeiras.Graciela Souza Almeida & Natalino Perovano Filho - 2021 - Odeere 6 (2):79-95.
    O presente estudo acerca das atividades praticadas por rezadeiras no Brasil teve o intuito de identificar as identidades étnicas e as etnociências que compõem a pluralidade dos grupos sociais nos quais elas atuam e qual a sua importância para os meios. O objetivo, portanto foi identificar as diferentes identidades étnicas que influenciam as práticas das rezadeiras. Para isso, foi adotada a metodologia da pesquisa bibliográfica de cunho exploratório descritivo e qualitativa a fim de obter uma visão sistemática do assunto. O (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  14.  26
    Memória, História Oral e Patrimônio Imaterial Afro-brasileiro: teoria, práxis.Leandro Seawright Alonso - 2017 - Odeere 1 (2).
    Neste artigo, demonstrei a relação entre a Memória, a História Oral e o Patrimônio Imaterial Afro-brasileiro. Apontei para os aspectos teóricos e para a práxis de uma História Oral capaz de oferecer algumas bases para a salvaguarda do Patrimônio Imaterial. Para tanto, propus um diálogo dinâmico com diferentes conceitos de Memória, sobretudo conforme compreendida por Joël Candau e Maurice Halbwachs. Apresentei diferentes conceitos em diálogo com autores especialistas em Patrimônio Imaterial, como: Maria Amélia Jundurian Corá, Chiara Bortolotto e Ulpiano Toledo (...)
    No categories
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  15.  9
    Quilombo da Boa Esperança: a ancestralidade que se recusa a queimar.Douglas Pinheiro Amaranes & João Paulo Macedo - 2023 - Odeere 8 (3):217-234.
    O artigo aborda a luta da Comunidade Boa Esperança em Teresina pelo autorreconhecimento como quilombo urbano. Explora a importância de resgatar a história oficial da cidade hegemônica e as histórias vivas da cidade marginalizada. Utilizando a História Oral como metodologia, o estudo visa jogar luz e compreender os processos de ressignificação do território e das identidades negras na comunidade ao se reconhecer como quilombo.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  16.  17
    Tema: Você é de onde?Sónia André - 2022 - Odeere 7 (1):45-61.
    Estes apontamentos são resultado de reflexões sobre experiências vividas por mim e minha filhas, após 14 anos nas terras brasileiras, refletidas na música de Renato Braz. Há muito por falar sobre as marcas tatuadas em nossas peles, memórias, olhos, cheiros, toques, no entanto, tentarei narrar algumas que nos marcaram e marcam como corpo que não pertence a este lugar. Experiências divididas com ela que chagara ao Brasil com apenas 6 meses de vida, onde a todo o momento tínhamos e temos (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  17.  2
    No país das iniquidades: A luta indômita das comunidades tradicionais pela proteção e reconhecimento.Flávio Sacco dos Anjos - 2023 - Odeere 8 (3):60-80.
    O artigo propõe uma reflexão em torno aos desafios que emergem diante da luta pela preservação das comunidades tradicionais e populações originais dentro de um país onde impera o genocídio praticado nos espaços rurais a partir dos interesses de latifundiários, das grandes corporações do agronegócio exportador e de seus apoiadores.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  18.  22
    No chão da escola: transgressões didático-pedagógicas e superação do racismo estrutural.Robson Barboza Araújo & Milton Ferreira Da Silva Junior - 2022 - Odeere 7 (2):19-34.
    Este Trabalho discute ações transgressoras didático-pedagógicas ao processo neocolonial no ambiente educacional formal, com o olhar à formação inicial, continuada e a pedagogia no chão da escola, inerentes à superação dos preconceitos, sutis ou não, ao fenótipo negro. Inicialmente rastreou-se, indício das boas práticas didático-pedagógicas, por uma revisão literária, ao se relacionar formação inicial continuada e práticas transgressoras de auto identificação étnico racial no chão da escola, ancorada externamente pelas lutas por uma sociedade e educação antirracistas. Importou sistematizar o processo (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  19.  19
    Racismo reverso e o Programa Trainee Magazine Luiza 2021.Marcelo Brandão Araujo - 2021 - Odeere 6 (2):438-457.
    A precariedade ou até mesmo a ausência de políticas públicas que concorram efetivamente a favor da diminuição da desigualdade racial dificulta que negros ocupem cargos considerados de maior destaque, prestígio na iniciativa privada e no serviço público. Além disso, apesar do senso comum de que não existe racismo no Brasil, quaisquer inciativas de inclusão racial são amplamente criticadas, principalmente no âmbito das redes sociais, por indivíduos contrários ao protagonismo negro no mundo do trabalho. Inclusive, nessa perspectiva, no ambiente interacional tecnológico (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  20.  16
    Sequência didática e comunidades tradicionais: análise do letramento científico crítico.Geane Machado Araujo, Geilsa Santos Costa Baptista & Camila Cunha - 2021 - Odeere 6 (2):116-133.
    Apresentamos os resultados de uma pesquisa qualitativa, envolvendo a elaboração e aplicação de uma sequência didática numa escola pública do Estado da Bahia, Brasil, localizada no contexto de comunidades tradicionais. Os dados foram coletados após a aplicação de uma sequência didática que gerou a oportunidade de tomada de decisão por parte dos estudantes diante de uma problemática dos transgênicos, relacionada ao seu cotidiano. Os resultados mostram os níveis e estágios de letramento científico alcançados por cada grupo e foram analisados a (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
  21.  13
    Tradução como transgressão: entrevista-conversa com Jess Oliveira.Samara Moço Azevedo, Danielle Pereira de Araújo, Jess Oliveira & Mariana Martha de Cerqueira Silva - 2023 - Odeere 8 (2):178-191.
    A Coletiva Corpos Insubmissos, grupo de pesquisadoras negras, tem entendido cada vez mais a importância de ocuparmos, de forma insubmissa, os lugares de fala, mas também de escrita, um universo bastante desafiador para nós, mulheres negras. Neste sentido, o texto que apresentamos nesta publicação nasce de uma entrevista-conversa realizada com Jess Oliveira em setembro de 2020. Nesse sentido, partindo da importância política da linguagem, dos diálogos transnacionais e da tradução para pensar a luta anticolonial, a Coletiva, entrevistou-conversou com Jess Oliveira (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  22.  19
    Apresentação do Dossiê.Ana Angélica Leal Barbosa, Benedito Eugenio, Iris Verena Oliveira & Nivaldo Osvaldo Dutra - 2020 - Odeere 5 (9):01.
    Apresentação do Dossiê QUILOMBOS: RESISTÊNCIAS E RESSIGNIFICADOS NA CONTEMPORANEIDADE.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  23.  11
    Brecha Digital de Gênero e Raça na pesquisa sobre tecnologias digitais de informação e comunicação.Zelinda dos Santos Barros, Yuri Crisostomo Fonseca & Dauda Uali - 2022 - Odeere 7 (1):203-216.
    Produzidas a partir de determinadas concepções e posicionamentos políticos e filosóficos, as tecnologias expressam intencionalidades que orientam as dinâmicas sociais e afetam os seus usos, design e desempenho. Neste artigo, partimos do pressuposto de que as tecnologias não são produzidas e disseminadas de modo neutro, sendo afetadas pelo modo como gênero e raça estruturam as relações sociais. A partir de informações obtidas na Plataforma Lattes, do CNPq, e em sites institucionais, realizamos um mapeamento das docentes universitárias afro-brasileiras e africanas dos (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  24.  19
    Comunidade Barroso (Camamu - BA) pós 2008: a certificação e a nova configuração de quilombo.Ana Angélica Leal Barbosa, Emily Alves Cruz Moy & Flavia Querino Da Silva - 2016 - Odeere 1 (1).
    Este trabalho é parte de um estudo etnográfico em andamento no mestrado em Relações Étnicas e Contemporaneidade, período entre 2015-2017 com crianças da Comunidade Quilombola Barroso, município de Camamu-Bahia. Para construção dos dados foram realizadas pesquisas de campo, análises documentais, leituras de periódicos, livros e pesquisas online. Durante as observações pretendeu-se investigar como se dá o processo de construção identitária das crianças, tendo como objetivos específicos conhecer como os estudantes expressam sua identidade na escola e analisar de que forma as (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  25.  16
    Feminismos negros e decolonialidade.Claudia de Faria Barbosa & Edmeire Oliveira Pires - 2021 - Odeere 6 (1):257-286.
    A partir da conjectura de que a história e atuação de escritoras feministas negras é uma maneira de tensionar as relações sociais para resolver problemas oriundos da colonização, este estudo parte do pressuposto de que a inserção, teorização dos papéis e contribuições dessas autoras na educação corrobora para desconstrução de narrativas éticas e estéticas pautadas no viés eurocêntrico. Objetiva-se destacar a potencialidade do pensamento feminista negro, utilizando a categoria da interseccionalidade, para incluir possibilidades pedagógicas de fomento ao debate de raça/etnia, (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  26.  19
    Gênese do racismo no processo migratório brasileiro.Claudia de Faria Barbosa & Clodoaldo Silva Da Anunciação - 2020 - Odeere 5 (10):101-128.
    Situações históricas produzem marcas físicas e/ou emocionais significativas na vida das pessoas que vivem no Brasil, causando desequilíbrios em toda a sociedade, com problemas sérios de convivência, sobretudo no que tange ao racismo estrutural. Com base nisso, esse estudo parte da seguinte questão geradora: considerando o Brasil um país composto por migrantes de diversas raças/etnias, por que prevalece o racismo? Para tanto possui como objetivo geral analisar a gênese do racismo a partir dos processos migratórios, especificamente, discutir legislações, mitos e (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  27.  17
    Mães Solo: Disputas e Embates da Monoparentalidade Feminina na Contemporaneidade.Claudia de Faria Barbosa, Edmeire Oliveira Pires & Maria de Fátima Araújo Di Gregório - 2023 - Odeere 8 (2):19-40.
    Este artigo é parte de uma pesquisa mais ampla que analisa os processos sociais e culturais envolvidos na condição da monoparentalidade feminina, enfatizando jornadas exaustivas e responsabilização pela economia dos cuidados e reprodução social da vida. Objetiva-se analisar como as estruturas opressoras patriarcais afetam e refletem nas vivências de mulheres que exercem a maternidade solo. A investigação se deu a partir da seguinte questão: Como a sobrecarga e os estereótipos promovidos pelo patriarcado colonialista, por meio da divisão sexual do trabalho, (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  28.  20
    Paisagens rurais - desenvolvimento e desenho a partir da decolonialidade.João Roberto Barros Ii & Lucas Monte - 2020 - Odeere 5 (10):239-256.
    Buscamos, primeiramente, abordar o conceito de desenvolvimento na colonialidade, com ênfase nas diversas formas de colonialidade direcionadas à destruição da natureza e de modos de vida não dualistas. A partir disso, resgatamos a noção de desenho em Arturo Escobar que compara ontologia relacional e dualista, relacionando esses conceitos ao desenvolvimento na colonialidade, à destruição da natureza e ao racismo ambiental institucional. Através da revisão bibliográfica, ressaltamos a importância dos estudos e práticas decoloniais e do desenho autônomo para a descolonização da (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  29.  16
    Uma abordagem do racismo brasileiro a partir de Quijano.João Roberto Barros Ii & Layra Fabian Borba Rodrigues - 2019 - Odeere 4 (8):292.
    Neste trabalho buscaremos refletir sobre o racismo no Brasil a partir de uma perspectiva decolonial. Para tanto, utilizaremos a teorização de Quijano acerca do processo de construção do conceito de raça. Segundo o autor, o racismo surgiu como uma ferramenta de colonização, propiciando a expropriação de terras e a escravização dos corpos. Não obstante, a diferenciação e hierarquização de raças permaneceu mesmo após terminado o período colonial. Objetivando visualizar a progressão dessa prática no Brasil, dividimos essa investigação em dois tópicos: (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  30.  18
    Nas trilhas do quilombo sambaíba: Etnografia de um Saber-fazer que se transforma.Luciete de Cássia Souza Lima Bastos - 2020 - Odeere 5 (9):49-81.
    This article is part of my doctoral research in discuss I the complexity of putting myself in the Other's shoes in order to understand him. It shows the traditional community of Sambaíba, in Caetité-BA, it know how and problematizes the construction of changing and / or fragmented identities based on the interpretation of symbolic elements that are presents in the participants' narratives and face-body expressions. An ethnography about / with the Other in my experience with the body. I've been thinking (...)
    No categories
    Direct download (3 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  31.  7
    Escolas e professores indígenas: Reflexões sobre a formação e o uso das línguas indígenas.Célia Aparecida Bettiol - 2022 - Odeere 7 (3):87-101.
    O texto apresenta uma discussão sobre como a formação de professores indígenas se articula com a escola para refletir sobre a língua própria e seus espaços de uso, bem como o ensino da língua portuguesa como segunda língua. As reflexões são resultado de trabalhos realizados no curso de Pedagogia Intercultural Indígena durante as disciplinas do componente Estágio Supervisionado. As análises nos levam a afirmar a importância de a formação garantir espaços de discussão sobre a língua própria pelos professores indígenas e (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  32.  17
    Pelo caminho das letras e do patrimônio cultural: culturas afro brasileiras nas revistas de Duque de Caxias/RJ.Amália Cristina Dias da Rocha Bezerra & Eliana Santos Da Silva - 2017 - Odeere 1 (2).
    O presente estudo se propõe analisar como a produção de conhecimento, em dois periódicos locais em Duque de Caxias: a Revista Hidra de Igoassú e a Revista Pilares da História, abordam a temática das culturas afro brasileiras. Assim, o objetivo é identificar como os agentes de produções estão conectadas as agências na cidade de Duque de Caxias e como articulam as produções para projetação e divulgação de ações patrimoniais na cidade. Palavras-chave: Baixada Fluminense, Culturas afro brasileiras, História Local.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  33.  6
    Facebook e afroreligiosidade: o orunkò e os ‘nós’ no intercruzamento das redes que nos formam.Luzineide Miranda Borges - 2017 - Odeere 2 (3).
    As reflexões apresentadas neste artigo foram produzidas a partir das etnocompreensões dos candomblecistas sobre o que pensam sobre identidades, pertencimentos e memória na cibercultura dialogando com o Orunkò e as identidades que formam o povo nagô no Facebook. O digital em rede é utilizado para manter os laços familiares como estratégia de conexão e reconfiguração do estar longe, mas não estar sozinho, porque nós estamos com vocês. Esse é o sentimento produzido pelos pertencentes do candomblé que utilizam o Facebook e (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  34.  24
    Que corpo é esse? Literatura negra surda, interseccionalidades e violências.Ires dos Anjos Brito, Jonatas Rodrigues Medeiros, Nanci Araújo Bento & Nayara Rodrigues - 2021 - Odeere 6 (1):209-232.
    Os últimos anos foram marcados pelo crescimento notável da produção artística/poética em língua de sinais, com a presença cada vez mais efetiva de poetas slamers na cena nacional. O efeito mais direto disso é a vitrinização das interseccionalidade que atravessam as múltiplas identidades surdas, expostas tanto nas performances síncronas das apresentações nos slams, de forma presencial ou virtual, quanto na poesia.doc. A poesia Boneca Invisível utiliza elementos cinematográficos para potencializar sua narrativa e discutir os efeitos mais diretos da violência sofrida (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  35.  19
    Carolina e Clarice: aproximações entre fenomenologia heideggeriana, feminino e literatura.Danielle de Gois Santos Caldeira - 2021 - Odeere 6 (1):233-256.
    A literatura mundial reconhece Carolina de Jesus e Clarice Lispector como escritoras reflexivas e críticas à sociedade brasileira do século XX e ao feminino. Este artigo expõe uma leitura hermenêutica inspirada em Martin Heidegger, a respeito de Quarto de Despejo e Perto do Coração Selvagem, clássico literários, entendendo-os como horizontes de encontro para compreender o feminino desde a circularidade de sentido envolvendo entes humanos e existenciais heideggerianos. A apropriação da linguagem das escritoras estreou modos de libertação do feminino, desvelamentos de (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  36.  18
    Ritualística tabajara: O toré como meio de avivamento étnico.Tiago Alves Callou & Miguel Ângelo Silva De Melo - 2018 - Odeere 3 (5):147.
    A etnia Tabajara da Paraíba está passando por um processo de etnogênese e luta para a sua autoafirmação e reconhecimento como povo indígena, bem como lutam pela retomada das suas terras que foram retiradas pelo processo de colonização e devido a ambição dos grandes proprietários de terras. Nesse processo, surge a profecia Tabajara, que traz um avivamento da sua espiritualidade, cultura e ritualística, reagrupando assim, um povo que estava espalhado e afastado das suas origens. O ritual do Toré ganha grande (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  37.  12
    A Pesquisa e o Ensino de História da África no ISCED – Huíla (Angola): trajetórias e olhares cruzados.Lunzanjyladia Augusta Do Rosario Neto Cananga, Marcelino Dos Santos Guilherme, Oliveira Adão Miguel & Washington Santos Nascimento - 2018 - Odeere 3 (5):230.
    Este relato de experiência traz quatro depoimentos de três alunos/a e um professor do programa de pós-graduação stricto sensu em Ensino de História da África do Instituto Superior de Ciências de Educação, situado no sudoeste angolano. Pretende-se acompanhar as trajetórias pessoais destes pesquisadores em torno do ensino e pesquisa em história da África, tanto em Angola quanto no Brasil.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  38.  26
    Uma “Relação circunstanciada... de Porto Seguro”: memória e história dos índios em um manuscrito colonial.Francisco Eduardo Torres Cancela - 2018 - Odeere 3 (5):36.
    O documento aqui transcrito é uma memória descritiva das povoações da antiga capitania de Porto Seguro. Depositado no Arquivo Nacional do Rio de Janeiro, o documento foi escrito pelo ouvidor interino João de Almeida Freire e é datado de 1817. Dentre as inúmeras informações contidas no manuscrito, destacam-se as narrativas, as imagens e as memórias formuladas sobre a presença e participação dos povos indígenas na história do atual extremo sul da Bahia.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  39.  15
    Escurecimentos literários: autoria de ancestralidade negra na fundação da literatura infantil brasileira.Elizabeth Cardoso - 2023 - Odeere 8 (1):106-118.
    O artigo tem como objetivo recolocar a literatura infantil produzida por autoras e autores afro-brasileiros na história crítica da literatura infantil brasileira, com vistas a reescrever essa trajetória e colaborar com a formação de leitores de literatura com bases antirracistas e tecida na afropoética. Neste texto enfoco prioritariamente Gonçalves Crespo (1846-1883) e sua obra Contos para nossos filhos (1896), mas amplio o debate para outros autores afrodescendentes como João do Rio (1881-1921), Ildelfonso Juvenal (1894-1965) e Mestre Didi (1917-2013) e a (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  40.  8
    Os desafios para pedagogias antirracistas numa perspectiva geo-biopolítica.Lourdes de Fátima Bezerra Carril - 2023 - Odeere 8 (3):9-28.
    Este trabalho pretende analisar a implementação do Art. 26-A (Lei 9394/96), na escola pública brasileira, buscando contribuir com os debates sobre os desafios que impedem a presença ou não da cultura africana, afro-brasileira e indígena, nos currículos escolares. Analisamos que os pensamentos se transformam em práticas de governamentalidade, para a qual a geopolítica associa-se ao biopoder, catalisando estratégias de controle social. Nesta questão, valemo-nos do conceito da colonialidade do poder para discutir as identidades demandadas e articuladas, e de como o (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  41.  18
    O papel da mulher na Comunidade remanescente do Quilombo de Fojo e sua relação com a natureza.Maria Edinalva De Oliveira Carmo & Maria de Fátima De Andrade Ferreira - 2020 - Odeere 5 (9):281.
    Este artigo é parte de uma pesquisa de Mestrado em Ciências Ambientais que investigou “A relação mulher-natureza na Comunidade Remanescente do Quilombo de Fojo, Itacaré – BA”, através da abordagem descritiva e análise quantitativa e qualitativa de dados, buscando aprofundamento teórico para tratar de relações de gênero, gênero e meio ambiente e a importância do papel da mulher na organização cotidiana das comunidades tradicionais, inclusive de remanescentes de quilombos. Os sujeitos da pesquisa foram mulheres e homens da Comunidade de Fojo (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  42.  14
    Conflitos étnico-raciais nos mundos do trabalho baiano: “Valentes, viciados E perigosos”.Rute Andrade Castro - 2019 - Odeere 4 (7):242.
    A segunda metade do século XIX foi um período de agitação econômica na vila de São Sebastião de Maraú pois, para surpresa de todos, descobriram nas margens do rio que de nome à vila vários tipos de minérios cobiçados pela indústria. Um grupo de brasileiros se dedicou a tais explorações, mas tiveram tal direito arrancado em nome dos interesses governamentais, que pendiam para o atendimento às ambições britânicas e por isso Edward Pellew Wilson conseguiu por decreto imperial ser o responsável (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  43.  15
    Ensaiando Gênero, Desejo e Trabalho; Ontologia e Emancipação no Marxismo; Por Feminismos- Emancipacionista e Decolonial.Mary Garcia Castro - 2019 - Odeere 4 (8):173.
    Este ensaio revisita artigo em que abordamos conceito chave no marxismo, o de emancipação, relacionando entrelaces sobre seu norte, o gênero humano, categoria trabalhada na ontologia do ser social por Lukács e Marx, com debates sobre gênero, como elaborado no plano de debates feministas sobre patriarcado. Já neste texto, se insistimos que a centralidade do trabalho deve ser compartida com as de sexualidade e desejo, defendemos que o debate sobre projetos de emancipação, quer do gênero no feminino, quer do gênero (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  44.  17
    GÊNERO E ETNICIDADE: Conhecimentos de urgência em tempos de barbárie.Mary Garcia Castro - 2018 - Odeere 3 (6):81.
    Este artigo-ensaio discute a propriedade do chamado paradigma da complexidade conjugado ao pensamento crítico para analises relacionadas a gênero assim como aquelas que focalizam relações étnicas em especial em tempos que se tende a verdades pautadas em ‘pensamento único. Advoga-se que há que combater simplificações sobre tais temas, questionando-se por exemplo, a campanha que considera gênero como ideologia e etnicidade como orientado exclusivamente à tradição e povos originais, ressaltando os trânsitos entre cultura, política e projetos de resistência. Contudo se adverte (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  45.  15
    Indícios de Uma falta: Sutilezas na ausência negra nos livros didáticos.Maria Aparecida Dias Castro & Antonieta Miguel - 2019 - Odeere 4 (7):199.
    Este texto busca ampliar as percepções sobre os livros didáticos para os anos iniciais do Ensino Fundamental que compõem as quatro coleções utilizadas pelo município de Caetité no período 2010/2018. Para tal empreendimento recorreu-se a uma metodologia analítica e à instrumentos estatísticos, com o intuito de mensurar disparidades e incoerências em termos de representação fenotípica dos indivíduos, do espaço dedicado à abordagem nos conteúdos da história e cultura dos povos africanos e seus descendentes e ainda traçar o perfil dos autores (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  46.  22
    LEBABIMIBOME: espiritualidade africana e resistência à escravização.Hildebrando de Almeida Cerqueira - 2021 - Odeere 6 (2):202-236.
    Neste artigo eu revisito a minha tese de doutoramento em antropologia social: “Esclavage et Inventions Spirituelles Afro-Brésiliennes: Du Vudum Lebabimibome aux Contes Populaires”, onde tentamos demonstrar um dos impactos marcantes da escravização na história dos povos africanos e afrodescendentes, como este fato marcou a vida espiritual e intelectual das diasporas nas Américas, especialmente da brasileira. Mostramos como estas populações dialogaram entre si, apropriaram-se e transformaram os valores culturais dos povos que as subjugaram. Adaptando-se aos novos quadros-sociais souberam preservar suas memórias (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  47.  14
    Inf'ncias afrofuturistas, cabelo crespo e sankofa: a estética como estratégia de resistência.Maylla Monnik Rodrigues de Sousa Chaveiro - 2023 - Odeere 8 (1):176-191.
    O objetivo deste artigo é refletir acerca da valorização dos cabelos crespos em crianças enquanto resistência estético-política a partir das relações entre os conceitos de infância, afrofuturismo, cabelo crespo e sankofa. O artigo se fundamenta epistemologicamente em algumas perspectivas teóricas interdisciplinares e afrocentradas; e a metodologia se baseou na observação participante em marchas e encontros de valorização da estética negra entre 2014 e 2019 em nove capitais do Brasil. Com base neste arcabouço teórico-metodológico, a infância foi situada como ponto de (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  48.  13
    Apresentação do Dossiê.Celeste Ciccarone, Paulo de Tássio Borges Da Silva & Witembergue Gomes Zaparoli - 2018 - Odeere 3 (5):1.
    Não há dúvidas de que o caminho da descolonização é a eclosão do múltiplo em suas emergências de autorias, saberes, estratégias de luta. Ao revelar as fissuras nos mecanismos cristalizados de dominação, da invenção do outro subalterno, são acionadas reapropriações heterogêneas dos legados coloniais. Os movimentos de resistência reterritorializam a memória em disputa, desvendam a relação intrínseca entre memória e território e proporcionam leituras não hegemônicas das histórias e imaginários coloniais; recompõem trajetórias e reconfiguram nas narrativas e ritualidades as relações (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  49.  13
    Desobediência Epistêmica e (Des)Colonização do imaginário no “Mito da Capela de Ouro”.Raimundo Nonato De Pádua Câncio, Sônia Maria Da Silva Araújo & Witembergue Gomes Zaparoli - 2018 - Odeere 3 (5):59.
    A Igreja Católica, ao propagar a fé cristã e a conversão das populações indígenas e ribeirinhas da região amazônica, produziu suas ideologias na forma de escritos, as quais também estão presentes nas narrativas orais. Neste artigo, cujo aporte teórico está vinculado aos estudos Pós-coloniais e ao pensamento Decolonial, a partir da articulação das diferenças entre o real e o imaginário, salvação e pecado, deseja-se responder a seguinte questão: a que formação ideológica e formas de educar estaria ligado o “Mito da (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  50.  9
    Relações Étnicas e Relações Raciais: diferenças e aproximações.Josildeth Gomes Consorte - 2019 - Odeere 4 (8):30.
    A diversidade humana, temática de origem e por isto mesmo crucial da Antropologia, tem sido objeto de inúmeras abordagens ao longo da história da nossa disciplina. Quer se trate da diversidade física ou biológica, quer se trate de costumes ou modos de ser ou existir, o interesse em compreender suas origens, suas relações e suas razões de ser tem motivado antropólogos das mais diversas orientações teóricas. Palavras-chave: Etnicidade; Raça; Etnia.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark   1 citation  
1 — 50 / 306