23 found

Year:

  1.  9
    La retórica especulativa. La interpretación de Judith Butler de la proposición especulativa de Hegel.Pamela Celeste Abellón - 2018 - Aufklärung 5 (2):39-58.
    El presente trabajo analiza la interpretación de la noción hegeliana de “proposición especulativa” que Judith Butler presenta en Sujetos del deseo. Reflexiones hegelianas en la Francia del siglo XX. Sostenemos que la filósofa norteamericana sostiene una interpretación retórica de la proposición especulativa porque comprende en términos retóricos el carácter especulativo de la proposición filosófica. Para ello, en primer lugar, presentamos la concepción hegeliana de la proposición especulativa, tal como ésta se desarrolla en el Prólogo a la Fenomenología del espíritu. En (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  2.  6
    Filosofia Social E o “Mais IDH”: “Catirina” Entre Desencanto E Emancipação.José Henrique de Souza Assai - 2018 - Aufklärung 5 (2):123-134.
    A filosofia social se propõe a tratar sobre o “Social” inserido nas múltiplas formas de vida e compreendido como condição constitutiva para se entender a liberdade e a individualidade. Nesse sentido, a filosofia social se pergunta a respeito não apenas sobre a legitimidade das instituições sociopolíticas bem como da justificação de nossas ações; mas, sobretudo, a respeito das estruturas das instituições e práticas sociais orientadas à emancipação dos problemas sociais. Pretendo explicitar nesta pesquisa que o programa social “Mais IDH” é (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  3.  10
    O Valor da Queixa Nos Modelos Compreensivos da Psicopatologia.Cláudio Alexandre S. Carvalhi - 2018 - Aufklärung 5 (2):97-108.
    Neste trabalho procuramos compreender de que modo a queixa é articulada como sintoma na clínica, salientando a preponderância de tal “fase” para a validação epistémica e normativa dos procedimentos terapêuticos. Partindo da perspetiva da filosofia da psiquiatria, consideramos os pressupostos pré-clínicos da queixa e o contexto da sua inscrição na gramática médica, assim como os diferentes modelos compreensivos que lhe estão subjacentes. Nestes modelos, em conformidade com o auto-encerramento comunicativo dos discursos e práticas médicas, encontramos diferentes níveis de abertura às (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  4.  67
    The Critical Marxism of Guy Debord: May '68 Revisited from a Situationist Perspective.Eurico Carvalho - 2018 - Aufklärung 5 (2):195-208.
    Revisiting May 1968, this paper highlights the critical nature of Guy Debord's Marxism. Fifty years after the French events, the question then arises: “To what extent does the Situationist definition of anticapitalist subjectivity still preserve its historical-critical relevance?” The answer is not simple. After all, it amounts to the evaluation of the critical Marxism of Debord, in order to distinguish, in its regard, what is living and what is dead.
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  5. O marxismo crítico de Guy Debord: Uma revisitação Situacionista de Maio de 1968.Eurico Carvalho - 2018 - Aufklärung 5 (2):195-208.
    Neste ensaio, pretendemos evidenciar o marxismo crítico de Guy Debord a partir de uma revisitação de Maio de 1968. Cinquenta anos depois deste evento, com efeito, impõe‑se a pergunta: «Em que medida a definição situacionista da subjectividade anticapitalista ainda mantém a sua pertinência histórico‑crítica?» Não sendo simples, a resposta equivale, afinal, à avaliação do marxismo debordiano, tendo em vista discriminar, a seu respeito, o que está vivo e o que está morto.
    Direct download (3 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  6.  3
    “Nossa Honestidade!”: Notas Críticas Sobre a Controvérsia Filosófica Derrida-Habermas.Wescley Fernandes Araújo Freire - 2018 - Aufklärung 5 (2):161-194.
    Neste artigo apresento as críticas de Habermas dirigidas aos pressupostos da crítica de Derrida a tradição filosófica ocidental como expressão do falogocentrismo / fonecentrismo e sua interpretação como “metafísica da escrita”, a partir da VII Lição d’O Discurso Filosófico da Modernidade. Minhas notas críticas não concernem à certificação metafísica desses projetos filosóficos, às críticas habermasianas relativas ao conceito de escritura ou ainda à articulação entre contexto e significado no pensamento de Derrida. Elas se dirigem a possibilidade e significado de uma (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  7.  1
    A Omnipresença Do Poder Em Michel Foucault.Daniel Luis Cidade Gonçalves - 2018 - Aufklärung 5 (2):135-148.
    O poder é omnipresente em Michel Foucault, isso é dito textualmente. Resta, contudo, analisar o que significa e se isso implicaria necessariamente em uma avaliação negativa sobre o fenômeno. Para isso, iremos identificar alguns elementos importantes na obra do autor, tais como a superação da concepção jurídico-discursiva do poder, a análise de algumas considerações gerais que Foucault faz sobre as relações de poder, o conceito de “anarqueologia” e a sugestão de uma filosofia analítica da política, em termos de contra-poder. Desta (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  8.  1
    Os Êxitos E Os Limites Morais Do Utilitarismo de Bentham: Uma Abordagem a Partir de Sandel.Jozivan Guedes & Everton Maciel - 2018 - Aufklärung 5 (2):109-122.
    Este artigo pretende apresentar a partir de Sandel as teses fundamentais do utilitarismo de Bentham destacando seus aspectos vantajosos e seus déficits do ponto de vista moral. O aspecto deficitário do utilitarismo benthamiano diz respeito à violação do indivíduo à medida em que lhe é demandado o sacrifício em prol do bem-estar da maioria; além disso, há também o problema da uniformização dos valores e dos prazeres. No que concerne aos êxitos do utilitarismo sugere-se o descentramento do racionalismo a partir (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  9.  16
    Can There Be Alternative-Facts? Hannah Arendt’s Answer and its Political Implications.Rafael Lembert Kasper - 2018 - Aufklärung 5 (2):87-96.
    This paper addresses the current discussion on “alternative-facts” and public lying focusing on Hannah Arendt’s take on the relation between truth, reality and politics. It argues that much of what is assumed as novel and unexpected in the ongoing discussion has been anticipated by Arendt in the 1950’s and the 1960’s. Furthermore, it states that her insights and categories provide a deeper understanding of the matter, thus contributing to dismiss common dead-locks in recent debate. Still, there are, in Arendt’s analysis, (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  10.  10
    Towards a Methodological Scheme-Interpretation.Hans Lenk - 2018 - Aufklärung 5 (2):11-20.
    Any kind of knowledge, cognition, perception, and action is necessarily shaped by activation of "schemata". Any interpretation is schema activation. Schemata are epistemologically speaking "structural" activation patterns which are psychologically and neurologically speaking accommodated, adapted, "learned" by activating neuronal assemblies. Six levels of interpretative schema activations are outlined from invariable primary "interpretations" through conventional, classificatory and justificatory as well as meta-interpretations. Constitutive schema interpretations are unavoidable. Many philosophical problems will have to be reformulated or reinterpreted along these lines.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  11.  4
    The Lack of Structure of Knowledge.Arthur Viana Lopes - 2018 - Aufklärung 5 (2):21-38.
    For a long time philosophers have struggled to reach a definition of knowledge that is fully satisfactory from an intuitive standard. However, what could be so fuzzy about the concept of knowledge that it makes our intuitions to not obviously support a single analysis? One particular approach from a naturalistic perspective treats this question from the point of view of the psychology of concepts. According to it, this failure is explained by the structure of our folk concept of knowledge, which (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  12.  8
    Sobre Protagoras E Platão: Divergências E Convergências Acerca Do Fragmento Do Homem-Medida.Ana Rafaella Pereira Melo & Iraquitan De Oliveira Caminha - 2018 - Aufklärung 5 (2):149-160.
    rotágoras de Abdera, conhecido sofista da Grécia antiga, é compreendido em seus dizeres no decorrer da história da filosofia principalmente devido às contribuições de Platão. O ateniense não apenas dedicou uma obra com seu nome, como também apresentou sua famosa tese do homem-medida no diálogo Teeteto, contribuindo imensamente para elucidar questões importantes sobre seu relativismo. O quão seria pertinente afirmar que é possível saber na íntegra o que queria dizer Protágoras nesse fragmento quando seguimos apenas os testemunhos de Platão. No (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  13.  8
    Revisiting Hobbes: On Freedom, Political Authority and Civil Disobedience.Marta Nunes da Costa - 2018 - Aufklärung 5 (2):59-74.
    This paper has two main sections. First, I argue that Hobbes was capable of providing a convincing model of political authority that strengthened the absolutist monarchy, due to two main factors: on the one hand, Hobbes’ conceptualization of freedom, which allowed him to offer a new light upon the relationship between obedience, obligation, freedom and servitude; on the other hand, Hobbes’ redefinition of sovereignty via the concept of representation. I show how Hobbes was aware of the intrinsic tension derived from (...)
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  14.  4
    La naturaleza en y de un encuentro, Gilles Deluze.Sergio Martinez Vilajuana - 2018 - Aufklärung 5 (2):75-86.
    Para proponer una aproximación a Gilles Deleuze, preguntaremos en este trabajo por la naturaleza en y de un encuentro. Para desarrollar esto, buscaremos enfatizar que aquella naturaleza se expone en la relación entre signo y acontecimiento en la medida en que ella expresa el carácter vital de aquella. Si esto es así, lo que tendríamos que considerar es que aquello que nos volvería a dar aquella relación supone la introducción de la forma vacía del tiempo. Esto nos llevará a postular, (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  15. “Entre A Estupidez E A Loucura”: Implicações Éticas Do Princípio De Identidade E Do Princípio De Razão (E Algumas Alternativas Contemporâneas).Diogo Bogéa - 2018 - Aufklärung 5 (1):61-76.
    Investigation on the ethical implications of the principle of identity and of the principle of reason. The logical principle of identity (A=A), along with the principle of non­contradiction and the principle of the third middle costitute the basis of ocidental logic. However, its dominance is not restricted to logic. As the dominance of the principle of reason is not restricted to epistemology and ontology. This principles constitute a whole worldvew with serious ethical implications. We’ll try, at the end of the (...)
    Direct download  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  16.  5
    Uma Análise da Teoria Do Sujeito Moral a Partir da Filosofia Do Direito, de Hegel.Tarcilio Ciotta - 2018 - Aufklärung 5 (1):89-100.
    Nesse artigo pretende-se fazer uma breve análise expositiva da compreensão do que seja a teoria do sujeito moral a partir da Filosofia do Direito de Hegel. Para tanto, o texto visa, primeiramente, fazer uma rápida reconstrução dos principais momentos de mediação lógica do conceito de vontade, para situar, do ponto de vista da estrutura da Filosofia do Direito, em que consiste a especificidade da teoria do sujeito moral no âmbito da “Moralidade”. Trata-se, ainda, de reconstituir quais são seus momentos internos, (...)
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  17.  7
    Systemic Theory, Meritocracy and the Depoliticization of Institutions: Thoughts on the Normative Route of Contemporary Liberal Political Theory – an Essay.Leno Francisco Danner, Agemir Bavaresco & Fernando Danner - 2018 - Aufklärung 5 (1):11-28.
    In this paper, we criticize the depoliticization of Western modernization by liberal political theories through the correlation between systemic institutional theory and meritocracy, which is based on the idea of strong individualism with regard to the understanding and the legitimation of social evolution, as well as the logical-technical constitution of social systems. Thus, according to liberal political theories, meritocracy defines social stratification and even systemic institutional evolution throughout time, due to the fact that it is the only political possibility from (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  18.  3
    Kant Contra Habermas: Guerra E Paz No Pensamento Cosmopolita.Aylton Barbieri Durão - 2018 - Aufklärung 5 (1):39-52.
    Em seu artigo de 1995, comemorativo dos 200 anos da obra Rumo à paz perpétua de Kant, Habermas fez uma série de críticas tanto normativas como históricas acerca do cosmopolitismo kantiano. A primeira delas assinala o caráter negativo do conceito de paz: porque, como pensador do século XVIII, Kant desconhecia o sentido da guerra total e; não considerava as mudanças necessárias nas condições econômicas, sociais e culturais necessárias para fomentar a paz. Contudo, o projeto kantiano de paz apresenta um sentido (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  19.  9
    Autenticidade E Insolência Perante a Impessoalidade: Um Estudo Heideggeriano.Lauro Ericksen - 2018 - Aufklärung 5 (1):77-88.
    Aborda a questão do impessoal como um modo de ser-com os outros, e que se apresenta imbuído, necessariamente, em uma seara de interpretação inautêntica do Dasein. Objetiva, de modo mais amplo e genérico, desenvolver um estudo que localize a prevalência ditatorial desse modo de ser coletivo e como ele promove o decaimento do Dasein na sua cotidianidade inautêntica. Tem por objetivo, especificamente, propor um modo de interpretação autêntico para o modo de ser-com os outros a partir de um posicionamento calcado (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  20.  9
    Os Desafios Pós-Modernos da Filosofia Latino-Americana.Carlos Alberto Gomes - 2018 - Aufklärung 5 (1):101-108.
    Pode-se considerar que a filosofia intercultural constitui uma etapa evolutiva da filosofia da libertação latino-americana, dinamizada pelo argentino Enrique Dussel. Em oposição ao que predomina na tradição filosófica ocidental, de pendor centralista, racional e etnocêntrico, a filosofia intercultural incorpora todas as particularidades e tradições regionais, focalizando-se numa dimensão plural e não homogénea do conhecimento e da cultura humanas. A filosofia interculturalista desenvolvida por Raul Fornet-Betancourt aponta a necessidade de estabelecer uma base dialógica entre as diferentes tradições a partir dos princípios (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  21.  9
    O cosmopolitismo kantiano e a fundamentação dos direitos humanos.Newton de Oliveira Lima - 2018 - Aufklärung 5 (1):53-60.
    A necessidade do Estado como ordem cogente para organizar a disposição para o convívio em nossa natureza é colocada como uma disposição natural na “Ideia de uma História Universal sob um ponto de vista Cosmopolita” em 1784, mas em 1795 em “Rumo à Paz Perpétua” e na “Doutrina do Direito”, se tornará uma ideia racional cujo fim é o republicanismo, o governo sob uma constituição republicana é o ideal normativo para todo e qualquer povo em sua autolegislação jurídica. Todavia, no (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  22.  4
    Paul Ricoeur and Religion.Gerardo Miguel Nieves Loja - 2018 - Aufklärung 5 (1):29-38.
    The path that Ricoeur peruses is twofold and not only by methodological precaution, that of philosophy, but also of the other philosophy, which is confused with non-philosophy, as is presented today by literature or science. Non-philosophy in Ricoeur is located in favor of religion and here lies linguistics, literary history, general hermeneutics and other disciplines. In this sense, philosophy is not simply critical, it is also placed in the order of conviction, and religious conviction itself has an internal critical dimension.
    No categories
    Direct download (2 more)  
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
  23.  10
    Escrever Como Gesto: Experiência da Linguagem Na Poesia E Na Filosofia.Carlos Arthur Resende - 2018 - Aufklärung 5 (1):109-120.
    Partindo do empreendimento heideggeriano de uma “experiência com a linguagem”, que encontra na poesia a via régia para, nas palavras de Heidegger, “trazer a linguagem, como linguagem, à linguagem”, buscaremos compreender filosofia e poesia, na medida em que são discursos com pretensões à verdade e à exposição do que seja a linguagem, como formas de discurso caracterizados pela elisão da figura do autor no gesto mesmo da escrita. Nessa busca, tomaremos contato com a poesia drummoniana e com uma sutil estratégia (...)
    No categories
    Direct download (2 more)  
    Translate
     
     
    Export citation  
     
    Bookmark  
 Previous issues
  
Next issues